domingo, 24 de julho de 2022

URNA ELETRÔNICA BRASILEIRA É SEGURA

 Cidadania 👪

As Urnas Eletrônicas do sistema eleitoral brasileiro são "SEGURAS E CONFIÁVEIS", garantido assim  eleições justas, limpas e sem fraudes. A Urna Eletrônica brasileira é um importante instrumento garantidor da nossa DEMOCRACIA. Nós confiamos, e todos devem confiar. Chega de "negacionismo", as urnas eletrônicas não podem ser alvo de constantes ataques mentirosos e sem fundamentos.




Cidadania não é só um "estado de direito", é também um "estado de espírito"

Luis Prego Brasileiro


sexta-feira, 15 de julho de 2022

Alstom fecha contrato para expansão do VLT Carioca

Transportes sobre trilhos  🚄

A empresa francesa assinou contrato com o VLT Carioca para o projeto que inclui, além da expansão de linha, a construção de uma nova estação (Terminal Gentileza), com quatro plataformas, o fornecimento do sistema APS para todo o trecho (1,4 km), uma subestação retificadora e adaptação de uma existente e implementação de toda a sinalização do trecho.

Revista Ferroviária
foto divulgação - RF
A Alstom vai ampliar a linha do VLT do Rio em 700 metros em via dupla, entre a rodoviária do Rio de Janeiro e um terminal de BRT. A francesa assinou contrato com o VLT Carioca para o projeto que inclui, além da expansão de linha, a construção de uma nova estação (Terminal Gentileza), com quatro plataformas, o fornecimento do sistema APS para todo o trecho (1,4 km), uma subestação retificadora e adaptação de uma existente e implementação de toda a sinalização do trecho. O VLT do Rio é alimentado pelo sistema APS (Alimentação pelo Solo) fornecido pela Alstom. Ele é composto por duas sapatas localizadas na parte inferior do trem e, quando o veículo passa pelo local onde estão instalados os equipamentos Power Box acontece a energização dos segmentos de trilhos APS e a consequente alimentação do veículo. Existe ainda um conjunto de supercapacitores que armazena e fornece energia ao veículo nos locais sem os trilhos energizáveis ou em caso de falha localizada, até o próximo ponto de energização, o que elimina a necessidade de fios externos e, consequentemente, valoriza a arquitetura e a paisagem da cidade. A expansão deverá permitir um aumento de aproximadamente 40% no número de passageiros, além de abrir caminho para futuras ampliações do sistema na região de São Cristóvão, bairro da zona norte do Rio de Janeiro, diz a Alstom em nota. Inaugurado para as Olimpíadas de 2016, o VLT do Rio é dividido entre três linhas (com 29 paradas) e possui uma frota de 32 trens com capacidade para 420 passageiros cada.
https://revistaferroviaria.com.br/2022/07/alstom-fecha-contrato-para-expansao-do-vlt-carioca/
Fonte - Revista Ferroviária 13 07 2022

sábado, 30 de abril de 2022

Tarifas de Catamarãs para Morro de São Paulo serão reajustadas a partir de segunda (2)

 Transporte hidroviário  🚢

A partir da próxima segunda-feira (2), as tarifas do Serviço Público do Transporte Hidroviário Intermunicipal de Passageiros entre os Municípios de Salvador e Cairu (Morro de São Paulo)serão reajustadas em 15%. A resolução Agerba nº17 de 2022 foi publicada no Diário Oficial, na manhã desta sexta-feira (29). A nova tarifa para o serviço de travessia, incluída a Taxa de Poder de Polícia (TPP), terá o valor de R$ 127,80. O último aumento autorizado pela Agerba para o serviço aconteceu em dezembro de 2020. O reajuste é anual e previsto em contrato, e tem como base uma cesta de índices que considera a variação do preço do diesel e o do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).


Foto - ilustração/Agerba


Metroviários de BH mantêm greve até confirmarem reunião com o Governo

Transportes sobre trilhos  🚇

De acordo com o Sindmetro, embora não esteja confirmado, há um indicativo de que pode ocorrer nos próximos dias uma reunião com representantes do Programa de Parceria e Investimentos do Governo Federal, que trata da privatização do metrô

Estado de Minas
foto - ilustração arquivo
Os metroviários de Belo Horizonte decidiram, na noite desta quarta-feira (27/4), manter a greve e permanecer como estão até que seja confirmada uma notícia repassada à categoria no fim da assembleia na Estação Central. De acordo com o Sindmetro, embora não esteja confirmado, há um indicativo de que pode ocorrer nos próximos dias uma reunião com representantes do Programa de Parceria e Investimentos do Governo Federal, que trata da privatização do metrô. Há uma possibilidade de os trabalhadores serem mantidos em seus postos de trabalho na CBTU por pelo menos um ano. Essa foi a informação recebida nesta noite pela categoria, mas como não é oficial, os trabalhadores manterão a greve. Até o momento, o metrô está funcionando das 10h às 17h, todos os dias, com horário reduzido. A greve dos metroviários começou em 21 de março e continua sem previsão para terminar. O movimento é do Sindicato dos Empregados em Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindimetro-MG), que exige a garantia do emprego dos 1,6 mil servidores concursados depois da privatização do metrô. A privatização do metrô de Belo Horizonte é uma iniciativa do governo Bolsonaro que pretende leiloar serviço de responsabilidade da CBTU, empresa pública federal. O pregão está marcado para o dia 28 de julho deste ano. De acordo com o Sindimetro, o governo não quer dialogar com a categoria e, por isso, os trabalhadores seguem em paralisação. Esta é a maior greve do metrô de BH desde 2012, que durou 37 dias.  https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2022/04/27/interna_gerais,1362787/metroviarios-de-bh-mantem-greve-ate-confirmarem-reuniao-com-o-governo.shtml
Fonte - Revista ferroviária 28/04/2022

sexta-feira, 1 de abril de 2022

Funcionamento do sistema Ferry-Boat Salvador/Itaparica nesta sexta 01/04/2022

Travessia marítima  🚢

O serviço do sistema Ferry-Boat que opera na travessia marítima entre Salvador e a ilha de Itaparica (Term.São joaquim e Term. de Bom Despacho)está funcionando nos horários regulares, com saídas com intervalos de hora em hora. De segunda a sábado, o sistema funciona das 05h às 23h30. Aos domingos e feriados, o sistema funciona das 06h às 23h30. Nesta sexta-feira 05 embarcações estão em operação: Dorival Caymmi, Zumbi dos Palmares, Pinheiro, Anna Nery e Ivete Sangalo.Para quem deseja utilizar o serviço de Hora Marcada, devera verificar antecipadamente a disponibilidade de vagas acessando o site www.internacionaltravessias.com.br. As passagens são disponibilizadas no site com 30 dias de antecedência.



foto - ilustração/arquivo


quinta-feira, 31 de março de 2022

Obra do Monotrilho de Salvador começa etapa das fundações do novo modal

Transportes sobre trilhos  🚇

A obra entrou na fase das fundações. Tanto a fundação como o aterro do primeiro pátio, que ficará na Calçada, estão em andamento, segundo informou nesta terça-feira (29) o secretário de Desenvolvimento Urbano do Estado, Eures Ribeiro.

Revista Ferroviária/Bahia BA
foto - ilustração/arquivo
A obra do futuro Monotrilho (VLT) – modal que vai substituir os trens do Subúrbio – entrou na fase das fundações. Tanto a fundação como o aterro do primeiro pátio, que ficará na Calçada, estão em andamento, segundo informou nesta terça-feira (29) o secretário de Desenvolvimento Urbano do Estado, Eures Ribeiro. Após esta etapa, serão efetivadas as desapropriações. “É uma obra que, como ela é grande, é feita em médio prazo”,afirmou Ribeiro, deixando claro que ela será tocada pelo próximo governo estadual. “É um longo processo até a concretização”, completou o gestor, que participa nesta manhã de um ato do governador Rui Costa no tramo III do metrô e no canteiro da nova Rodoviária, em Águas Claras. Rui também assinará ordem de serviço para execução de trabalho de infraestrutura, visando a implantação do sistema viário de interseção das rodovias BA 528/BR 324 e do novo Complexo Metrô Rodoviário de Salvador. “O Monotrilho(VLT) e o metrô são os maiores projetos para a infraestrutura de Salvador”, concluiu o titular da Sedur.
Bahia Ba. https://bahia.ba/salvador/obra-do-vlt-comeca-etapa-das-fundacoes-do-novo-modal/
Fonte - Revista Ferroviária 30/03/2022

Obras do tramo III do metrô de Salvador se aproximam dos 60% de conclusão

Transportes sobre trilhos  🚇

Na região metropolitana, com cerca de quatro milhões de habitantes, o metrô é responsável pelo deslocamento diário de aproximadamente 300 mil usuários. O novo trecho, incluindo todo o sistema e equipamentos, está orçado em cerca de R$ 615 milhões, e, quando entrar em operação, vai acrescentar mais 50 mil passageiros ao fluxo diário do equipamento.

Da Redação
foto - divulgação/Sedur BA
As obras do tramo III do sistema metroviário de Salvador-Lauro de Freitas estão se aproximando dos 60% concluídos. Na região metropolitana, com cerca de quatro milhões de habitantes, o metrô é responsável pelo deslocamento diário de aproximadamente 300 mil usuários. O novo trecho, incluindo todo o sistema e equipamentos, está orçado em cerca de R$ 615 milhões, e, quando entrar em operação, vai acrescentar mais 50 mil passageiros ao fluxo diário do equipamento. A expectativa do Governo do Estado é que moradores de bairros como Cajazeiras, um dos mais populosos da capital, Marechal Rondon, Porto seco, Dom Avelar, Águas Claras e Vila Canária possam se deslocar com facilidade e segurança para outras regiões, facilitando a geração de emprego e renda e dinamizando a economia da capital.
Segundo o presidente da Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB), Eduardo Copello, serão implantadas duas novas estações ao longo dos novos cinco quilômetros de trilhos. “O metrô vem da estação Pirajá, margeia a BR-324 até a estação Águas Claras – Cajazeiras, na confluência da Avenida 29 de Março com a BR-324”. Copello destaca que, em Águas Claras, estão sendo construídos ainda a nova estação rodoviária de Salvador e um terminal de ônibus urbano e metropolitano. “Chegaremos a 38 quilômetros de trilhos até o final deste ano. Serão 22 estações e 8 terminais de integração de ônibus”. Eduardo Copello ressalta que a implantação do equipamento é uma obra desafiadora. “A maior parte dos 5 quilômetros estão em trechos elevados. Estamos avançando. A obra traz alguns elementos de metodologia bastante inovadores, como as duas travessias sobre a BR-324, que dispensam a necessidade de pilares no meio da BR, então, não haverá a necessidade de interrupção no tráfego, não causando transtorno no dia a dia da cidade, especialmente nessa que é a principal via de acesso à capital”.
 
Segurança e agilidade
O metrô representa agilidade, rapidez, conforto e segurança, aproximando a população de empresas, comércios, escolas, faculdades e serviços. Um exemplo é a história da atendente de telemarketing Ana Márcia Matos, 29 anos. Ela diz que sua vida mudou muito com a chegada do metrô. “Primeiro que eu me sinto mais segura, porque o transporte coletivo acarreta insegurança e eu já fui assaltada em ônibus. Tem também o trajeto longo, pois o metrô é mais rápido, não pega trânsito. De ônibus, eu faço um trajeto de até uma hora e vinte minutos de casa até o trabalho. De metrô eu gasto 15 minutos”. A dona de casa Eurides Lopes destaca a confiabilidade do metrô. “Quando a gente entra na estação sabe que o metrô está chegando. E se a gente perde um, logo passa outro, em cinco minutos. Tem ônibus que a gente espera mais de uma hora”.

Mobilidade urbana
Para o secretário de Desenvolvimento Urbano do Estado, Eures Ribeiro, o metrô representa uma revolução para Salvador. “É um grande ganho social para os soteropolitanos. E agora são mais cinco quilômetros, com duas novas estações , e terminando com a rodoviária. Um grande avanço social para a população que usa o sistema público. E o metrô é o sistema público mais moderno”. Atualmente, a CCR Metrô Bahia, concessionária do sistema, opera duas linhas, com 33 quilômetros de extensão, 20 estações, 8 terminais de integração com ônibus, frota de 40 trens, sendo cada um com quatro carros. O sistema, que emprega diretamente 1.300 colaboradores, transporta cerca de 300 mil passageiros por dia.
O presidente da CTB, Eduardo Copello, destacou ainda que o metrô faz parte de um grande investimento, superior a R$ 10 bilhões na mobilidade de Salvador. “É a continuidade de um amplo programa iniciado pelo Governo do Estado em 2013, quando assumiu a gestão do metrô que se arrastava há mais de 13 anos sem entrar em operação”. Destacam-se nessa contabilidade, segundo Copello, “as linhas 1 e 2 do metrô; a implantação do VLT do subúrbio; as vias de interligação entre a Orla Atlântica e a orla marítima; a nova Gal Costa; a nova Orlando Gomes e a nova Pinto de Aguiar; e os viadutos e túneis da ligação Lobato-Pirajá. Enfim, um conjunto de intervenções do Governo do Estado, a maior parte já implantada, servindo à população”.
Com informações da Sedur BA  16/03/2022

sábado, 12 de março de 2022

Acesso ao Terminal Náutico em Madre de Deus será recuperado

Transporte Hidroviário  ⛴

O acesso a Ilha dos Frades ou a Ilha de Bom Jesus dos Passos pela BA-523 ficará mais seguro. O Governo do Estado, através da Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra) fará a restauração do trecho entre o entroncamento da BA-522 a Madre de Deus (Terminal Náutico), com 12,50 km. O processo licitatório foi iniciado com a publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (11) e a previsão é de que os envelopes com as propostas das empresas interessadas sejam abertos em 20 de abril. Também está inclusa nas licitações a recuperação da ponte de acesso à Itapitanga, na BA651, que foi danificada no período das fortes chuvas do mês de dezembro. A Seinfra implantou um desvio provisório para dar trafegabilidade aos moradores da cidade.


foto - ilustração


quinta-feira, 10 de março de 2022

Governo do Estado reajusta contrato do Monotrilho de Salvador

Transportes sobre trilhos 🚅

O valor total da obra, com contrato de PPP,(Pareceria Público Privada) agora é de R$ 5,2 bilhões O contrato é uma Parceria Público-Privado (PPP).O documento assinado pelo secretário Eures Ribeiro afirma que o contrato foi celebrado com a Skyrail Bahia, vencedora da licitação, com valor de R$ 2,8 bilhões.

Da Redação
foto - ilustração/arquivo
O contrato para a construção do Monotrilho que irá substituir o antigo sistema de trens do Subúrbio Ferroviário de Salvador foi reajustado pelo Governo do Estado. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), o documento assinado com a concessionária para a implantação e operação da Fase 1 do sistema foi de R$ 2,8 bilhões, valor superior ao divulgado, mas um novo reajuste foi necessário porque a empresa vai operar também a segunda Fase, a ligação com a estação Acesso Norte do Metrô de Salvador . O valor total da obra, com contrato de PPP,(Pareceria Público Privada) agora é de R$ 5,2 bilhões O contrato é uma Parceria Público-Privado (PPP).O documento assinado pelo secretário Eures Ribeiro afirma que o contrato foi celebrado com a Skyrail Bahia, vencedora da licitação, com valor de R$ 2,8 bilhões. O valor da contratação inicialmente divulgada pelo Governo do Estado em 2019,é que o custo de implantação do sistema seria de R$ 1,5 bilhão, com um aporte de R$100 milhões do Gov. do Estado,e a Skyrail Bahia seria responsável pela operação de 19 km da '1ª fase do sistema de Monotrilho. Em fevereiro de 2020, foi assinado um aditivo entre o estado e a Skyrail Bahia, para que a concessionária operasse também a 2ª do sistema, com a futura implantação do trecho de uma linha integrando o Monotrilho com a Linha 1 do Sistema Metroviário de Salvador na estação
Acesso Norte que seria também operada pela Skyrail. Devido as alterações ocorridas em função do termo de aditivo, o prazo original do contrato foi alterado e acrescido em 15 anos e alterado o valor do ajuste para R$ 5.262.680.725,33 (R$ 5,2 bilhões), com o aporte de recursos do Governo do estado no valor de R$ 290 milhões, a serem pagos segundo cronograma de evolução da 2ª Fase, somados aos R$ 100 milhões previstos a título de aporte de recurso para a 1ª Fase, ficando o valor do aporte total em R$390 milhões e mais R$ 152 milhões previstos após o início da operação do sistema de Monotrilho.
Pregopontocom

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2022

CCR Metrô Bahia é reconhecida como uma das empresas mais influentes em Mobilidade no Brasil

Transportes sobre trilhos/ Mobilidade  🚇

A CCR Metrô Bahia está entre as 100 empresas mais influentes do Brasil em Mobilidade, no levantamento do projeto Estadão Mobilidade, referência no setor. A concessionária foi classificada como referência em infraestrutura, ao lado do Grupo CCR como um todo – um dos maiores em infraestrutura para mobilidade humana da América Latina

Da Redação
foto - ilustração/arquivo
Além do Metrô Bahia, o Grupo CCR como um todo e mais três empresas vinculadas, a ViaQuatro, o VLT Carioca e a startup Quicko, foram consideradas referência em infraestrutura em 2021 A CCR Metrô Bahia está entre as 100 empresas mais influentes do Brasil em Mobilidade, no levantamento do projeto Estadão Mobilidade, referência no setor. A concessionária foi classificada como referência em infraestrutura, ao lado do Grupo CCR como um todo – um dos maiores em infraestrutura para mobilidade humana da América Latina – e mais três empresas vinculadas, a ViaQuatro, o VLT Carioca e a startup Quicko. O levantamento do Estadão elencou três aspectos estratégicos da atuação para escolha das empresas de destaque: inovação, ESG e ações positivas na pandemia durante 2021. A iniciativa contemplou todos os tipos de negócios do ecossistema de Mobilidade do Brasil, desde empresas que fabricam veículos, até seguradoras, consultorias, APPs e demais players. Mais de 30 especialistas do setor foram convidados pelo Estadão para eleger as companhias mais representativas de Mobilidade em 2021. “Acreditamos que as ações e investimentos permanentes em atendimento ao cliente, em ESG, em segurança, em tecnologias e inovação contribuíram para que a empresa figurasse na lista das empresas mais influentes em mobilidade no país”, destaca Andre Costa, diretor-presidente da CCR Metrô Bahia. De acordo com o presidente da Divisão CCR Mobilidade, Marcio Hannas, “estamos diante de um reconhecimento que provoca muito orgulho em todas as nossas equipes da Divisão Mobilidade e no Grupo, pois fomos indicados por profissionais de larga experiência e conhecimento do setor. A classificação mostra que estamos no caminho certo ao dedicar olhar atento para inovação, ações de governança e socioambientais, bem como para a segurança de nossos usuários e colaboradores”. Sobre a CCR Metrô Bahia A CCR Metrô Bahia completa oito anos de operação em 2022. Com 33 km de extensão, duas linhas e 20 estações, o Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas transporta cerca de 300 mil pessoas por dia e mais de 400 milhões de passageiros já passaram por ele. A concessionária conta com cerca 1.350 colaboradores diretos e mais de 2.500 indiretos. Sobre o Grupo CCR: atua nos segmentos de concessão de rodovias, mobilidade urbana, aeroportos e serviços. São 25 ativos, presença em 8 estados brasileiros e 17 mil colaboradores. A ambição estratégica 2025 da empresa tem o propósito de consolidá-la como companhia de infraestrutura para mobilidade humana focada em fazer caminhos melhores e mais seguros para a sociedade. Esse programa tem cinco eixos, assim definidos: encantamento dos clientes; engajamento dos colaboradores; ESG, reputação e retorno ao acionista. Em rodovias, com o recém-conquistado trecho da BR-101 (Rio-Ubatuba), a CCR será responsável pela gestão e manutenção de 3.698 quilômetros. Hoje, são feitos 3,6 mil atendimentos diários aos clientes de rodovias. Em mobilidade urbana, administra serviços de transporte de passageiros de metrôs, VLT e barcas, oferecendo atenção a 3 milhões de passageiros, diariamente, incluindo os clientes das Linhas 8 e 9/CPTM. E no segmento de aeroportos, com a vitória no leilão dos blocos Central e Sul, concedidos pela ANAC, e da Pampulha/BH, concedido pelo Estado de Minas Gerais, o número de passageiros que receberão atendimento da CCR poderá ultrapassar 23 milhões, anualmente.
Com informações da Sedur BA 07/02/2022

quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

Cachoeira de Paulo Afonso volta a ficar visível e aquece turismo na região do São Francisco

Meio ambiente/Turismo  🌊

A cachoeira é formada por um conjunto de quedas d’água que podem alcançar 80 metros de altura, na zona turística Lagos e Cânions do Rio São Francisco. Com a chegada na região da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), em meados do século 20, para utilizar o potencial do rio na geração de energia

Da Redação
foto - divulgação
A cachoeira de Paulo Afonso, no semiárido baiano, ganhou a atual denominação no século 18. Ela é formada por um conjunto de quedas d’água que podem alcançar 80 metros de altura, na zona turística Lagos e Cânions do Rio São Francisco. Com a chegada na região da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), em meados do século 20, para utilizar o potencial do rio na geração de energia, a cachoeira passou a ficar visível de acordo com o funcionamento das comportas das usinas da empresa. Agora, após 12 anos, a cachoeira de Paulo Afonso pode ser admirada novamente por moradores da região e turistas. Isso foi possível por causa da cheia na bacia hidrográfica, que provocou a abertura das comportas e, consequentemente, o ressurgimento das quedas d’água. “Esse era um momento muito esperado no município. Estamos realizando o sonho de ver as águas correndo de novo. Temos o renascimento de um cartão-postal emblemático, que foi visitado pelo imperador Dom Pedro II e inspirou versos do poeta Castro Alves “, relata o secretário de Turismo, Indústria e Comércio de Paulo Afonso, Nino Rangel. Com a volta da atração turística, a visitação ao Parque da Chesf foi ampliada, em parceria com a prefeitura, seguindo protocolos sanitários e reforço nas medidas de segurança contra acidentes. As informações sobre o passeio estão disponíveis nos sites da Chesf e da Prefeitura de Paulo Afonso. “Que alegria ter a volta do espetáculo das águas em Paulo Afonso, durante o verão. O Governo do Estado está em contato com a prefeitura e a Chesf, para a realização de ações conjuntas que fortaleçam esse segmento turístico na região do São Francisco”, comemorou o secretário estadual de Turismo, Maurício Bacelar.
Com informações da Secom BA  18/01/2022

quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

Novo Aeroporto Internacional da Costa do Descobrimento, será construido em Santa Cruz Cabrália, pelo Governo da Bahia

Turismo / Transporte aéreo  ✈

Consulta pública para construção do novo Aeroporto Internacional da Costa do Descobrimento segue até sexta-feira. A construção proporcionará a ampliação da capacidade de recepção de passageiros vindos do Brasil e do exterior e também no transporte de frutos do mar para Ásia e América do Norte.

Da Redação
foto - ilustração/Secom BA
A construção do novo Aeroporto Internacional da Costa do Descobrimento, em Santa Cruz Cabrália, pelo Governo da Bahia, por meio da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), proporcionará a ampliação da capacidade de recepção de passageiros vindos do Brasil e do exterior e também no transporte de frutos do mar para Ásia e América do Norte. Para contribuir na elaboração do edital de licitação, as pessoas e as empresas interessadas na concessão e construção do equipamento podem participar da consulta pública até a próxima sexta-feira (14). As sugestões devem ser enviadas para o e-mail aeroportocostadodescobrimento@infra.ba.gov.br ou para o setor de Protocolos da Seinfra, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. A Costa do Descobrimento, conhecida pelas belas praias como Arraial D’Ajuda e Trancoso, é a segunda maior zona turística baiana em número de visitantes, recebendo cerca de 2 milhões de pessoas por ano, atrás apenas da Baía de Todos-os-Santos, com 4,8 milhões por ano, segundo a Secretaria de Turismo do Estado (Setur). O aeroporto a ser implantado irá substituir o de Porto Seguro, que tem a movimentação média anual de 1,8 milhões de passageiros e não pode mais ser ampliado por causa do crescimento da malha urbana no entorno. Com o começo da operação, a estimativa é aumentar esse número para 4,5 milhões de pessoas que embarcam e desembarcam pelo local até 2032. O novo equipamento irá operar com aviação regular e geral e receberá aeronaves com capacidade para até 220 passageiros. A pista de pouso e decolagem terá 2.400m por 45m podendo chegar a 3.000m por 45m. A área do terminal de passageiros será de 30 mil m² e pode ser ampliada para 40 mil m². A próxima etapa do processo será a audiência pública, que ocorrerá na segunda quinzena deste mês. Após a audiência, o aviso de licitação sairá no Diário Oficial do Estado (DOE). A previsão de duração da obra é de cinco anos após o início da concessão e, durante o período, a empresa vencedora do edital será responsável pela gestão do atual aeroporto de Porto Seguro. O aeroporto será o quarto a ser construído no estado nos últimos anos, junto com Vitória da Conquista, Bom Jesus da Lapa e Senhor do Bonfim. “Além da aviação regional baiana, a implantação do equipamento beneficiará economicamente a região da Costa do Descobrimento. Primeiramente, o turismo sendo a principal atividade econômica da região. A outra é o transporte nacional e internacional de cargas para outras partes do mundo”, destaca o secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti.
Com informações da Secom BA  10/01/2022

sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

Exposição mostra História da Ferrovia na Paraíba no Hall da estação João Pessoa

Transportes sobre trilhos  🚂🚃🚃🚃

Em 10 painéis expostos no Hall da Estação João Pessoa, no Varadouro, a CBTU João Pessoa retrata a História da Ferrovia na Paraíba. É uma viagem através da leitura que nos remete aos primórdios da implantação da estrada de ferro no Brasil e no Estado. A exposição, ilustrada com imagens locais, traz curiosidades e o avanço da ferrovia na Paraíba, a transformação de parte Rede Ferroviária Federal S/A (RFFSA) na Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e a sua atuação com a melhoria dos trens e suas ações junto aos passageiros e comunidade. A exposição é permanente e a entrada é gratuita.




fonte - CBTU João Pessoa





fonte - CBTU João Pessoa


sexta-feira, 17 de dezembro de 2021

Ferry-Boat - Travessia marítima Salvador/Itaparica nesta sexta(17)

Travessia marítima  🚢

Confira aqui os horários e embarcações em operação do sistema Ferry-Boat Salvador/Itaparica nesta sexta (17) 

Da Redação
foto - ilustração/arquivo
A ITS, administradora do sistema  Ferry-Boat que opera na travessia marítima entre Salvador e a ilha de Itaparica, informa que, de 22 de Julho de 2021, o serviço estará funcionando das 5h às 22h, todos os dias, incluindo os finais de semana. A partir do Terminal São Joaquim, os horários de saída são: 5h, 6h, 8h, 10h, 11h, 12h, 14h, 16h, 17h, 18h, 19h, 20h, 21h e 22h; e a partir do Terminal Bom Despacho, 5h, 6h, 8h, 9h, 10h, 12h, 13h, 14h, 16h, 17h, 18h, 19h, 20h, 21h e 22h. Nesta sexta-feira, as embarcações à disposição da operação são: Zumbi dos Palmares, Dorival Caymmi, Anna Nery e Ivete Sangalo. O movimento é tranquilo para veículos e passageiros nos dois terminais, São Joaquim e Bom Despacho.

Ferry Card: A ITS avisa que prorrogou para o dia 20 de janeiro a data limite para os usuários fazerem a migração do cartão Ferry-Card, versão antiga, para o sistema novo. Dentro do novo prazo, as recargas de crédito nos cartões antigos poderão ser feitas normalmente.
Pregopontocom