segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

O bonde moderno de Veneza

Transportes sobre trilhos  🚄

Até os anos 1950, os moradores de Mestre contavam com linhas de bondes que ligavam seu centro à famosa cidade dos doges, mas como em várias partes do mundo, os velhos bondes foram aposentados e seus trilhos substituídos por camadas de concreto e asfalto.

Marcos Souza - Mobilize
imagem - ilustração/YouTube
Mestre é a última estação de trem antes da laguna na qual a cidade de Veneza foi construída, entre os séculos 6 e 13. Trata-se, na verdade, de um bairro de Veneza, onde acontece a vida cotidiana que os turistas não vêem.
Até os anos 1950, os moradores de Mestre contavam com linhas de bondes que ligavam seu centro à famosa cidade dos doges, mas como em várias partes do mundo, os velhos bondes foram aposentados e seus trilhos substituídos por camadas de concreto e asfalto.
Sessenta anos depois, em 2010, os bondes, ou melhor trams, voltaram à cidade, mais modernizados, computadorizados e circulando sobre pneus. São na verdade VLPs (veículos leves sobre pneus), que hoje fazem a conexão Mestre-Monte Celo-Veneza e no futuro serão estendidos até o aeroporto internacional.
O sistema é operado pela empresa ACtv, a mesma que administra o sistema de barcas do "vaporetto", ônibus urbanos, estacionamentos e outros itens de mobilidade do município. Elétricas, as composições do VLP funcionam guiadas por um único trilho central, o que reduz o custo de implantação do sistema. Medellín (Colômbia), Shanghai (China), Pádua (Itália) e Paris, na França, também utilizam o mesmo sistema, que foi desenvolvido pela Lohr Industrie e pela Alstom.
Fonte - Mobilize  16/01/2017

Vídeo

Audiência pública vai discutir implantação do VLT

Transportes sobre trilhos  🚄

A realização da consulta pública é uma ação imprescindível para o processo licitatório do VTL. Precisamos da opinião da sociedade. As pessoas precisam participar de forma ativa do projeto que irá garantir à elas maior conforto, segurança e agilidade na locomoção”, afirma o secretário estadual da Casa Civil, Bruno Dauster, que irá comandar o evento.

Da Redação
foto - ilustração/arquivo
O Governo do Estado realiza nesta sexta-feira (20), uma audiência pública para discutir a Parceria Público Privada (PPP) para concessão da implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), às 17h30, no Colégio Estadual Almirante Barroso, no bairro de Paripe, no Subúrbio Ferroviário de Salvador. Aberta a pessoas físicas e jurídicas, a iniciativa tem caráter consultivo, com o objetivo de esclarecer dúvidas e recolher sugestões para o processo licitatório, na modalidade de concorrência pública destinada à seleção da melhor proposta para contrato de PPP.
“A realização da consulta pública é uma ação imprescindível para o processo licitatório do VTL. Precisamos da opinião da sociedade. As pessoas precisam participar de forma ativa do projeto que irá garantir à elas maior conforto, segurança e agilidade na locomoção”, afirma o secretário estadual da Casa Civil, Bruno Dauster, que irá comandar o evento. O secretário de Desenvolvimento Urbano, Carlos Martins, destaca a importância do VLT para o subúrbio, como “um projeto estruturante de mobilidade, que irá valorizar toda a região, além de garantir mais qualidade de vida à população”.
Na edição dia 21 de dezembro do ano passado, foi publicado no Diário Oficial do Estado o aviso da Consulta Pública sobre a PPP destinada à implantação, operação e manutenção do VLT. “O objetivo é recolher contribuições e informações, que subsidiarão a elaboração final do edital, da minuta do contrato e demais documentos apresentados”, explica a diretora de Programas e Projetos de Mobilidade, da Sedur, Ana Cláudia Nascimento. Para participar, basta acessar os documentos no link do site da Sedur e enviar sugestões via e-mail (vltsalvador@sedur.ba.gov.br) ou protocolar na sede do órgão, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

foto - ilustração/arquivo
A minuta do edital de licitação encontra-se disponível no site da Sedur. Após o processo licitatório e assinatura do contrato, as obras têm previsão de serem iniciadas em 90 dias. O prazo para conclusão do VLT é de 36 meses. Inicialmente prevista para 2015, a licitação foi adiada em virtude da reformulação do projeto original do VLT, que foi repensado, buscando tornar o modal ainda mais eficiente e integrado à política estadual de mobilidade.

VLT
O VLT, que vai substituir o atual Trem do Subúrbio, terá aproximadamente 19 quilômetros de extensão e 21 paradas, ligando a região do Comércio a até Paripe, realizando o percurso, de um extremo a outro, em 40 minutos. Um investimento total de R$ 1,5 bilhão. O sistema beneficiará mais de 100 mil pessoas por dia.
Com informações da Secom Ba.  16/01/2017

Economia estrangulada

Ponto de Vista  🔍

Considerando a projeção do Boletim Focus (média do "mercado"), a inflação (IPCA) para o ano 2017 é de 4,84%. Considerando ainda que a inflação fechou em 6,3%, em 2016, a média esperada de 2017 é de 5,5%. Portanto, o juro real projetado (Selic - IPCA) está agora em quase 7,5% ao ano. 

Portogente
foto - ilustração
A decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, do dia 11 último, de reduzir a taxa Selic para 13% ao ano não tem razão para ser comemorada, segundo o professor doutor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Antonio Corrêa de Lacerda, e sócio diretor da MacroSector Consultores.” Tem gente eufórica com a queda de 0,75 ponto percentual na taxa básica de juros (Selic). Isso não muda nada”, advertiu.
Ele explica: “Considerando a projeção do Boletim Focus (média do "mercado"), a inflação (IPCA) para o ano 2017 é de 4,84%. Considerando ainda que a inflação fechou em 6,3%, em 2016, a média esperada de 2017 é de 5,5%. Portanto, o juro real projetado (Selic - IPCA) está agora em quase 7,5% ao ano. De longe, a mais alta do mundo e muito acima da rentabilidade média das atividades produtivas. Ou seja, continuamos muito fora da curva.”
Segundo o professor, a taxa de juros ideal é aquela compatível à média internacional, ou seja, próximo de 1% ao ano. “Estamos acima de 7%”, lamentou. Lacerda salienta, ainda, que a taxa de juros também “precisa estimular a produção e investimentos produtivos e infraestrutura, ou seja, precisa ser compatível com a rentabilidade média dessas atividades”. Ele foi taxativo: “Hoje ganha mais quem especula no mercado financeiro do que quem produz. Isso não dá certo.”
Fonte - Portogente  16/01/2017

Oito homens mais ricos detêm mesmo patrimônio que a metade mais pobre do mundo

Desigualdade  

O relatório intitulado "Uma economia para os 99%” denuncia o abismo existente entre os mais ricos e o resto da população mundial e apresenta propostas de ações para uma sociedade mais justa e igualitária.

Marieta Cazarré
Correspondente da Agência Brasil

foto - ilustração/arquivo
O patrimônio de apenas oito homens é igual ao da metade mais pobre do mundo. Os dados foram divulgados hoje (16) pela Oxfam, organização humanitária que luta contra a pobreza, e mostram ainda que a fatia dos 1% mais ricos detém mais que todo o resto do planeta.
O relatório intitulado "Uma economia para os 99%” denuncia o abismo existente entre os mais ricos e o resto da população mundial e apresenta propostas de ações para uma sociedade mais justa e igualitária.
Entre os dados apresentados no documento há referência positiva ao caso do Brasil, onde os salários reais dos 10% mais pobres da população aumentaram mais que os pagos aos 10% mais ricos entre 2001 e 2012, “graças à adoção de políticas progressistas de reajustes do salário mínimo”.
No entanto, as notícias de maneira geral não são boas. No mundo, a renda dos 10% mais pobres aumentou cerca de US$ 65 entre 1988 e 2011, enquanto a renda dos 1% mais ricos aumentou – 182 vezes mais no mesmo período (ceca de US$ 11.800). Além disso, sete em cada dez pessoas vivem em um país que registrou aumento da desigualdade nos últimos 30 anos.
Ao longo dos próximos 20 anos, 500 pessoas passarão mais de US$ 2,1 trilhões para seus herdeiros – uma soma mais alta que o Produto Interno Bruto (PIB) da Índia, país que tem 1,2 bilhão de habitantes.
Nos Estados Unidos, nos últimos 30 anos, a renda dos 50% mais pobres permaneceu inalterada, enquanto a do 1% mais rico aumentou 300%.
Outro exemplo que o documento cita e que revela o tamanho da desigualdade na distribuição de renda é o Vietnã: o homem mais rico do país ganha mais em um único dia de trabalho do que a pessoa mais pobre vai ganhar em um período de dez anos.
De acordo com a Oxfam, os mais ricos acumulam riqueza de forma tão acelerada que o mundo pode ter seu primeiro trilionário nos próximos 25 anos. A ideia de que uma única pessoa possua mais de um trilhão é tão incrível que a palavra “trilionário” ainda não aparece na maioria dos dicionários. O relatório destaca que seria preciso gastar US$ 1 milhão todos os dias durante 2.738 anos para gastar US$ 1 trilhão.
Outra triste conclusão apresentada é sobre as desigualdades de gênero. De acordo com as tendências atuais, o impacto é maior entre as mulheres, que levarão 170 anos para serem remuneradas como os homens.
A Oxfam afirma que as relações econômicas atuais recompensam excessivamente os mais ricos e propõe, como estratégia para diminuir o abismo entre milionários e pobres, tornar essas relações econômicas mais humanas.
“Governos responsáveis e visionários, empresas que trabalham no interesse de trabalhadores e produtores, valorizando o meio ambiente e os direitos das mulheres, além de um sistema robusto de justiça fiscal são elementos fundamentais para essa economia mais humana”, diz o texto.
O relatório fala ainda em cobrança justa de impostos por empresas e pessoas ricas, a igualdade salarial entre homens e mulheres e a proteção do meio ambiente.
“Combustíveis fósseis têm impulsionado o crescimento econômico desde a era da industrialização, mas eles são incompatíveis com uma economia que efetivamente prioriza as necessidades da maioria. A poluição do ar provocada pela queima de carvão causa milhões de mortes prematuras em todo o mundo, enquanto a devastação causada pelas mudanças climáticas afeta mais intensamente os mais pobres e mais vulneráveis. Energias renováveis sustentáveis podem garantir o acesso universal à energia e promover o crescimento do setor energético respeitando os limites do nosso planeta”.
O relatório da Oxfam foi divulgado um dia antes do início do Fórum Econômico Mundial, que vai debater alguns desses assuntos ao longo desta semana, em Davos, na Suíça. No evento, estarão reunidos os principais atores políticos e econômicos do mundo para discutir, entre outros temas, a questão das alterações climáticas.

foto - ilustração/arquivo
Quem são os oito mais ricos do mundo
O estudo da Oxfam cita a lista divulgada pela revista americana Forbes, em março de 2016, com os nomes dos homens mais ricos do mundo à época. Bill Gates, fundador da Microsoft, lidera o ranking, com uma fortuna de US$ 75 bilhões; seguido pelo espanhol Amancio Ortega, fundador da Inditex, empresa-mãe da Zara (US$ 67 bilhões); pelo americano Warren Buffett, acionista da Berkshire Hathaway (US$ 60,8 bilhões); pelo mexicano Carlos Slim Helu, dono da Grupo Carso (US$ 50 bilhões); e pelos americanos Jeff Bezos, fundador e principal executivo da Amazon (US$ 45,2 bilhões); Mark Zuckerberg, cofundador e principal executivo do Facebook (US$ 44,6 bilhões); Larry Ellison, cofundador e principal executivo da Oracle (US$ 43,6 bilhões) e Michael Bloomberg, cofundador da Bloomberg LP (US$ 40 bilhões).
De acordo com o relatório, os 1.810 bilionários (em dólares) incluídos na lista da Forbes de 2016 possuem um patrimônio de US$ 6,5 trilhões – a mesma riqueza detida pelos 70% mais pobres da humanidade.
Fonte - Agência Brasil  16/01/2017

Segunda Feira (16) e a volta a Salvador pelo sistema Ferry-Boat

Travessia marítima  🚢

Nesta segunda (16) o movimento de veículos é intenso sentido Salvador e estão em operação as seis embarcações, Agenor Gordilho, Dorival Caymmi, Anna Nery, Pinheiro, Zumbi dos Palmares e Ivete Sangalo,com saídas a cada 30 minutos.

Da redação
foto - ilustração/arquivo
Nesta segunda feira(16),a volta a Salvador pelo sistema Ferry-Boat após o fim de semana,apresenta um movimento intenso de veículos no terminal de Bom Despacho na ilha de Itaparica,e movimento tranquilo no terminal de São Joaquim em Salvador.Estão em operação as seis embarcações,Agenor Gordilho, Dorival Caymmi, Anna Nery, Pinheiro, Zumbi dos Palmares e Ivete Sangalo,com saídas a cada 30 minutos.
Os condutores de veículos que quiserem fazer a opção pelo sistema de Hora Marcada deverão consultar antecipadamente o site da empresa ITS (portalsits.internacionaltravessias.) que opera o sistema,para verificar a disponibilidade de vagas para embarque.A compra das passagens para esse tipo de serviço deverá ser feita no próprio site com pagamento feitos através de cartões de credito ou débito.As demais passagens podem ser adquiridas nos terminais de embarque com pagamento feito através de cartões de crédito,débito ou em dinheiro
Para mais informações o sistema disponibiliza uma Central de Atendimento ao Cliente (CAC), localizada no Terminal São Joaquim funcionando de segunda a sexta,das 8h às 18h, e aos sábados, das 7h às 13h,contatos pelo Tel 071-3032-0475 e pelo cac@internacionaltravessias.com.br.
Com informações da ITS  16/01/2017

domingo, 15 de janeiro de 2017

MAM recebe musical Bahia em Cantos e Contos

Cultura  🎼

Com entrada gratuita, o evento será comandado pela atriz Josi Acosta acompanhada do músico Gabriel Carneiro, ambos integrantes do Grupo Iwá.“A ideia é costurar a história da Bahia com a música, se baseando na exposição Hiperfoto-Salvador.

Da Redação
foto - Camila Caracol/Divulgação
A Capela do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM) será palco da apresentação musical ‘Bahia em Cantos e Contos’, na quarta-feira (18) e domingo (22), às 16h, como ação da mostra Hiperfoto-Salvador, em cartaz no espaço até o dia 29 de janeiro. Com entrada gratuita, o evento será comandado pela atriz Josi Acosta acompanhada do músico Gabriel Carneiro, ambos integrantes do Grupo Iwá.
“A ideia é costurar a história da Bahia com a música, se baseando na exposição Hiperfoto-Salvador. Durante a apresentação, que será sincrética, faremos contações de estórias a partir de pesquisas que realizei. Sou uma atriz que canta em cena e farei dois papeis: uma mãe que conta estórias para a filha e também a filha ao mesmo tempo”, explica Josi Acosta.
Temas como porque Salvador tem 365 igrejas e a fundação da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos mesclando memórias da afrobaianidade serão levantados durante o espetáculo, entoando canções que versam sobre a Bahia ou fazem parte da memória musical baiana, além do conto da mitologia Yorubá que será contado a partir da interação com o público.
Com informações da Secom Ba.  15/01/2017

sábado, 14 de janeiro de 2017

Carro do futuro

Automobilismo  🚗

Quando se pensaria que estaríamos andando em veículos auto dirigíveis, surpreendentemente o carro não é completamente autônomo. A Toyota acredita que você vai querer dirigir ainda mais de 14 anos a partir de agora.


Portogente

Na Feira de Tecnologia de Las Vegas de 2017 (CES 2017), encerrada esta semana, a Toyota revelou um carro de conceito para destacar a sua visão desses veículos em 2030. Com portas de vidro transparentes, rodas construídas diretamente no corpo e um branco brilhante interior e exterior, o futuro está olhando muito elegante.
Quando se pensaria que estaríamos andando em veículos auto dirigíveis, surpreendentemente o carro não é completamente autônomo. A Toyota acredita que você vai querer dirigir ainda mais de 14 anos a partir de agora.
O carro da Toyota do futuro parece algo fora de um filme de ficção científica. Ele acomoda quatro pessoas, mas isso é a única coisa que o Concept-i tem em comum com os carros de hoje. Suas portas são feitas quase inteiramente de vidro para dar aos passageiros uma melhor visão da estrada abaixo deles. As rodas traseiras são construídas no quadro branco lustroso do carro.
Enquanto isso, a tela na traseira do carro exibe avisos como "cuidado" para quem está dirigindo atrás do Concept-i.
Fonte - Portogente  14/01/2017

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Mais de 20 navios trazem 66 mil turistas a Salvador até o Carnaval

Turismo 🚢

As embarcações que aportam na capital baiana têm origem em cidades do Rio de Janeiro, Pernambuco,Alagoas,São Paulo e Pará.Apenas em janeiro, a programação prevê a chegada de 11 navios,com cerca de 36 mil visitantes,que vão conhecer atrativos da cidade como o Mercado Modelo, Pelourinho,Igreja do Bonfim e Farol da Barra.

Da Redação
foto - Manu Dias/GOVBA)
Do início de janeiro até o Carnaval, Salvador recebe 21 navios de cruzeiro com 66 mil visitantes. As embarcações que aportam na capital baiana têm origem em cidades do Rio de Janeiro, Pernambuco, Alagoas, São Paulo e Pará. Apenas em janeiro, a programação prevê a chegada de 11 navios, com cerca de 36 mil visitantes, que vão conhecer atrativos da cidade como o Mercado Modelo, Pelourinho, Igreja do Bonfim e Farol da Barra.
Nas duas primeiras semanas de janeiro, cinco navios já passaram por Salvador e trouxeram visitantes como Eric Coelho Passos. Pela primeira vez na Bahia, o administrador carioca aproveitou a parada para conhecer a capital. Ele visitou o Farol da Barra e a Igreja do Bonfim.
"É uma igreja muito famosa. A gente ouve falar muito e acaba despertando a nossa curiosidade", disse Eric durante visita à igreja, às vésperas da tradicional lavagem das escadarias do templo, realizada há mais de dois séculos. Também vinda do Rio de Janeiro para Salvador por via marítima, a vendedora Ana Luiza de Jesus mostrou-se emocionada. "É uma igreja muito linda", destacou.
Do total de navios previstos pela Companhia das Docas do Estado (Codeba) para o primeiro bimestre do ano, metade dos que passarem por Salvador também incluem Ilhéus, no sul da Bahia, como destino. O município encanta os visitantes pelas belezas naturais e atrativos históricos e culturais.
A previsão é de que cerca de 50 navios passem pela capital baiana, com cerca de 150 mil turistas a bordo, no período entre novembro de 2016 e março de 2017. O Porto de Ilhéus deve receber 17 embarcações de grande porte e mais de 61 mil visitantes nesta temporada.
Com informações da Secom Ba.  13/01/2017

Geddel, Cunha e outros investigados agiam para beneficiar empresas, diz MPF

Política  👀

Ao pedir à Justiça Federal autorização para a PF cumprir sete mandados de busca e apreensão em endereços residenciais e comerciais das quatro unidades da federação, o Ministério Público Federal (MPF) citou Cunha e o ex-ministro Geddel Vieira Lima como suspeitos de possíveis crimes de corrupção, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro, praticados entre 2011 e 2013.

Alex Rodrigues
Repórter da Agência Brasil

foto ilustração/Agência Brasil
A operação que a Polícia Federal deflagrou hoje (13), no Distrito Federal, Bahia, Paraná e São Paulo para investigar um suposto esquema de fraudes na liberação de créditos da Caixa Econômica Federal, entre 2011 e 2013, teve origem na obtenção de informações extraídas de um aparelho celular apreendido em 2015, do ex-presidente da Câmara, o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
Ao pedir à Justiça Federal autorização para a PF cumprir sete mandados de busca e apreensão em endereços residenciais e comerciais das quatro unidades da federação, o Ministério Público Federal (MPF) citou Cunha e o ex-ministro Geddel Vieira Lima como suspeitos de possíveis crimes de corrupção, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro, praticados entre 2011 e 2013. Para o procurador da República Anselmo Henrique Cordeiro Lopes, Geddel “valeu-se de seu cargo na Caixa para, de forma orquestrada, beneficiar empresas com liberações de créditos dentro de sua área de alçada e fornecer informações privilegiadas para outros membros da quadrilha composta, ainda, por Eduardo Cunha” e outros.
Também são representados o ex-vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, Fábio Ferreira Cleto; o ex-vice-presidente de Gestão de Ativos Marcos Roberto Vasconcelos, exonerado do cargo a pedido em setembro de 2016; o servidor da Caixa, José Henrique Marques da Cruz, que chegou a ocupar a vice-presidência de Varejo e Atendimento do banco, além do fundador da Marfrig Alimentos, Marcos Antonio Molina, e do doleiro Lúcio Bolonha Funaro.
Segundo o MPF, o ex-deputado Eduardo Cunha manipulava a liberação de créditos na Caixa com o envolvimento de Cleto e, possivelmente, do então vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa, Geddel Vieira, mencionado em diversas mensagens eletrônicas como beneficiários de valores desviados por meio do esquema.
Geddel ocupou a vice-presidência de Pessoa Jurídica da Caixa entre março de 2011 e dezembro de 2013. Entre 2007 e 2010, período do segundo governo Lula, Geddel chefiou o Ministério da Integração Nacional. Em maio de 2016, voltou ao Palácio do Planalto como ministro-chefe da secretaria de governo do presidente Michel Temer, deixando o cargo em novembro do mesmo ano, alvo de suspeitas de ter atuado para beneficiar uma construtora na Bahia.
De acordo com o MPF, foi o ex-vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, Fábio Cleto quem, ao prestar depoimentos à Procuradoria-Geral da República, acusou Eduardo Cunha de ter recebido propina de empresas em troca da liberação de verbas do Fundo de Investimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FI-FGTS ). A gestão do fundo estava sob a responsabilidade da vice-presidência de Gestão de Ativos, então ocupada por Marcos Roberto Vasconcelos, que foi exonerado do cargo a pedido, em setembro de 2016.
Para o procurador Cordeiro Lopes, os indícios de irregularidades já reunidos apontam que os investigados operaram para fraudar a liberação de créditos da Caixa empregando técnicas semelhantes às usadas para desviar recursos da Petrobras e já reveladas pela Operação Lava Jato. Entre outras acusações, o procurador sustenta que Cunha obtinha empréstimos fraudulentos para empresas participantes do esquema junto à diretoria comandada por Geddel.
Dentre as empresas citadas como beneficiárias do esquema estão o grupo J&F, a BR Vias (pertencente ao Grupo Constantino e alvo da Operação Lava Jato), a Oeste Sul Empreendimentos Imobiliários, Digibrás, Inepar, Grupo Bertin, entre outras.
“A BR Vias beneficiava-se de sistemática ilícita para obtenção de recursos junto à CEF, contando com a participação ativa do então vice-presidente de Pessoa Jurídica, Geddel Vieira Lima, bem como do ex-deputado federal Eduardo Cunha e de Fábio Cleto e Lúcio Bolonha”, afirma o procurador. Em uma mensagem extraída do telefone apreendido de Cunha, Geddel informa o ex-presidente da Câmara de que há problemas na liberação de créditos para a Oeste Sul.
“Outras mensagens dão testemunho de que, assim como a BR Vias, outras empresas vinculadas à família Constantino negociavam a obtenção de recursos na vice-presidência de Pessoas Jurídicas da CEF”, relata Cordeiro Lopes, mencionando o grupo Marfrig e Seara como beneficiários do esquema.
Diante dos argumentos e elementos apresentados pelo MPF, o juiz federal Allisney de Souza Oliveira autorizou a PF a fazer buscas e apreender documentos em endereços residenciais e comerciais ligados aos investigados e na própria Caixa. Também a pedido do MPF, o magistrado suspendeu o sigilo de todo o processo, inicialmente enviado ao STF, devido ao foro privilegiado de que Geddel e Cunha dispunham no início das investigações e, posteriormente, remetidos para o Tribunal Regional Federal do Distrito Federal.
Procurada, a assessoria do PMDB informou que Geddel ainda não se pronunciou sobre as suspeitas. A reportagem ainda não conseguiu contato com o ex-ministro, com os advogados de Eduardo Cunha e com os demais alvos dos mandados de busca e apreensão.
A Caixa informou que o banco está em contato permanente com as autoridades, prestando irrestrita colaboração com as investigações, procedimento que continuará sendo adotado pela instituição.
Fonte - Agência Brasil  13/01/2017

Diversidade musical marca shows nos largos do Pelourinho

Cultura  🎸🎷

Turistas e baianos podem conferir de rock a forró, passando pelo samba e pela batida marcante dos blocos afros. A programação do dia começa no Largo Pedro Archanjo, onde acontecem os ensaios de verão do Motumbaxé, sempre às 20h. Comandado pelo cantor e compositor Alexandre Guedes e convidados, o público tem diversão garantida. Os ingressos custam R$ 30 e R$ 15.

Da Redação
foto - Marcelo Gandra/Divulgação
A partir desta quinta-feira (12), a diversidade musical toma conta dos Largos do Pelourinho. Turistas e baianos podem conferir de rock a forró, passando pelo samba e pela batida marcante dos blocos afros. A programação do dia começa no Largo Pedro Archanjo, onde acontecem os ensaios de verão do Motumbaxé, sempre às 20h. Comandado pelo cantor e compositor Alexandre Guedes e convidados, o público tem diversão garantida. Os ingressos custam R$ 30 e R$ 15.
Também nesta quinta (12), às 20h, no Largo Tereza Batista, o Bloco Afro Bankoma realiza o 7º Encontro Mauanda, com acesso gratuito. A programação dos Largos do Pelourinho recebe apoio do Governo do Estado, por meio do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), vinculado à Secretaria de Cultura (Secult).
Já a Banda Scambo lança o álbum ‘Animal’ na sexta (13), no Largo Pedro Archanjo, às 21h. Os ingressos estão sendo vendidos antecipadamente pela internet (Sympla), com valor promocional. No local, os ingressos vão custar R$ 30 e R$ 60. Ainda na sexta (13), a Band’Ayiê retoma os ensaios no Largo Tereza Batista, a partir das 19h, com ingressos também custando R$ 30 e R$ 60. Para encerrar a programação do dia, o cantor Gil Félix se apresenta no Largo Quincas Berro D'Água, às 19h. Logo em seguida é a vez do ensaio da Banda Filhos de Jorge, às 21h. O valor para os dois shows do largo é R$ 20.

Fim de semana
No sábado (14), o destaque vai para o evento ‘Maglore Convida’, que recebe como convidada a Banda Vivendo do Ócio, a partir das 21h, no Largo Tereza Batista. Com público fiel, as bandas prometem lotar o espaço. Os ingressos valem R$ 30 e R$ 60. Mas quem tiver a fim de curtir um samba não pode perder as atrações dos outros largos. No Quincas Berro D’Água, a banda Samba Partidaço se apresenta às 20h30. No Largo Pedro Archanjo, será a vez do grupo Samba do Pretinho e a Escolha da Rainha Afro do Bloco Amigos do Babá, às 19h. Nos dois casos, o acesso aos largos é gratuito.
No domingo (15), o Bloco Alvorada comemora 42 anos de fundação. A partir das 16h, o bloco realiza o primeiro ensaio de verão e a 4ª Edição da Diversidade Cultural e Étnica do Samba, com apresentação dos grupos Na Média, Partido Popular e Bambeia. A entrada custa R$ 10.
No Largo Pedro Archanjo, a banda Samba de Verdade e convidados colocam o público para dançar, a partir das 16h, com entrada franca. Às 15h, no Largo Quincas Berro D'Água, a arte será unida à filantropia com a roda de samba ‘Seja Você um Sambista Solidário’. O acesso ocorrerá mediante a doação de um pacote de 400 gramas de leite em pó.
Com informações da Secom Ba.  12/01/2017

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Pedidos de recuperação judicial batem recorde em 2016, diz Serasa

Economia  $

O aprofundamento da recessão econômica em 2016 atingiu de forma significativa o consumo das famílias, seja pela elevação do desemprego, seja pelo encarecimento do crédito. Assim, o comércio foi o setor econômico que acabou sofrendo mais intensamente a redução do consumo, provocando dificuldades financeiras às empresas deste setor”, destaca a Serasa.

Bruno Bocchini
Repórter da Agência Brasil

foto - ilustração/arquivo
Os setores de comércio, indústria e serviços bateram recorde de pedidos de recuperação judicial em 2016. O resultado, divulgado hoje (12) pela Serasa Experian, é o pior desde 2005, início da série histórica do levantamento.
No total, foram 1.770 processos deste tipo no ano passado: 713 no setor de serviços, 611 no comércio e 446 na indústria.
“O aprofundamento da recessão econômica em 2016 atingiu de forma significativa o consumo das famílias, seja pela elevação do desemprego, seja pelo encarecimento do crédito. Assim, o comércio foi o setor econômico que acabou sofrendo mais intensamente a redução do consumo, provocando dificuldades financeiras às empresas deste setor”, destaca a Serasa.
Na comparação com 2015, o comércio foi o setor que apresentou a maior elevação no número de recuperações judiciais requeridas em 2016, com aumento de 51,2% nos pedidos. O setor de serviços vem em seguida, com 48,5% a mais. Já na indústria, os pedidos de recuperação judicial cresceram 24,2%, de um ano para o outro.

Falências
O levantamento mostra também que aumentou o número de pedidos de falência no ano passado em relação a 2015. Foram 1.846 solicitações em 2016 ante 1.760 no ano anterior. O setor de serviços também liderou os pedidos de falência, com 746 processos. Em seguida, aparecem a indústria, com 676 falências requeridas, e o comércio, com 424 pedidos.
Fonte - Agência Brasil  12/01/2017

Parque Tecnológico da Bahia irá abrigar novo complexo de laboratórios do Ifba

Ciência &Tecnologia 🔎

O termo de concessão do terreno para o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (Ifba) foi assinado por representantes da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), da Secretaria da Administração (Saeb) e da instituição de ensino nesta quarta-feira (11), no auditório do Tecnocentro Bautista Vidal, no Parque Tecnológico.

Da Redação
Representantes do Governo do Estado e da instituição
de ensino assinaram o termo de concessão
(Foto: Amanda Oliveira/GOVBA)
Um complexo de laboratórios voltado à pesquisa, nas áreas de saúde, informática e meio ambiente, será construído em uma área de mais de 2,5 mil metros quadrados nas dependências do Parque Tecnológico da Bahia, em Salvador. O termo de concessão do terreno para o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (Ifba) foi assinado por representantes da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), da Secretaria da Administração (Saeb) e da instituição de ensino nesta quarta-feira (11), no auditório do Tecnocentro Bautista Vidal, no Parque Tecnológico.
“Esse projeto irá centralizar vários laboratórios. Será um centro de inovação e tecnologia aplicada. Mais pessoas irão interagir aqui, dinamizando o conhecimento. Essa é a concepção do Parque Tecnológico: a criação de conhecimento, que é o que normalmente acontece nas universidades, com o adicional de transformar essa informação adquirida em produtos com ganho real para a sociedade”, afirmou o titular da Secti, Manoel Mendonça.
De acordo com o reitor do Ifba, Renato da Anunciação, a nova estrutura será responsável por pesquisas em áreas diversificadas. “Um dos campos de pesquisa será de energias renováveis, para tornar essas tecnologias mais acessíveis. Também atuaremos na busca por soluções do dia a dia, soluções para a indústria e para a agricultura. Esperamos poder começar as obras antes do segundo semestre deste ano e estar funcionando normalmente até o fim do próximo ano”.

Polo de Inovação

O Ifba pretende unir as pesquisas que serão produzidas no novo prédio com as que já são desenvolvidas no Polo de Inovação Salvador (PIS), inaugurado em setembro 2016. O espaço, que também funciona no Parque Tecnológico, é composto por cinco laboratórios: de Engenharia Médica e Clínica (Lemc), de Física Médica (Lafir), de Produtos para Saúde (Labprosaud), de Prototipagem Integrada (Laproti) e de Sistemas Computacionais (Lscomp). Cada uma dessas áreas possui equipe e dispositivos próprios, com capacidade para desenvolver soluções em diferentes frentes.
Após o fim das obras, o Polo de Inovação, cujas pesquisas estão focadas majoritariamente na área de saúde, será transferido para a nova infraestrutura laboratorial. Segundo o diretor do PIS, Handerson Leite, a mudança irá resultar numa confluência de conhecimentos. “A saúde hoje não pode mais ser pensada de forma unidisciplinar, é necessário o intercâmbio com outras áreas, como engenharia mecânica, eletrônica e informática. Essa troca de informações será muito positiva para a tecnologia na Bahia”.
Com informações da Secom Ba.  11/01/2017

Tarifa de ônibus em Fortaleza tem o maior reajuste em 14 anos

Transporte/Tarifa  🚌

O acréscimo de R$ 0,45 equivale a um aumento de 16,3%. O percentual de reajuste anunciado, ontem, pela Prefeitura é o maior desde 2003,a atual correção do valor da passagem em 16,3%  não incidirá diretamente sobre a tarifa estudantil, pois embora também passe a vigorar mais cara a partir de sábado, a alteração neste caso específico é de R$ 0,10

Thatiany Nascimento - DN
foto - ilustração/Fortalbus
A partir de 0h de sábado (14), a tarifa inteira de ônibus e alternativos em Fortaleza passará dos atuais R$ 2,75 para R$ 3,20. O acréscimo de R$ 0,45 equivale a um aumento de 16,3%. O percentual de reajuste anunciado, ontem, pela Prefeitura é o maior desde 2003, quando o aumento foi de 27%. Porém, a atual correção do valor da passagem - em 16,3% - não incidirá diretamente sobre a tarifa estudantil, pois embora também passe a vigorar mais cara a partir de sábado, a alteração neste caso específico é de R$ 0,10. Com a variação de 7,6%, a passagem para estudantes sairá de R$ 1,30 para R$1,40.
O titular da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), João Pupo, defendeu que, apesar do aumento, Fortaleza continua tendo a tarifa mais barata entre as cidades que têm mais de 2 milhões de habitantes e dispõem de sistema integrado entre ônibus e também metrôs. Além disso, João Pupo explicou que o pleito do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) era de um acréscimo de 20% e a Prefeitura estabeleceu 16,3%. O cálculo para a alteração da passagem, diz o secretário, leva em conta, dentre outros, o aumento de custos com pneus rodagem (20,57%), setor pessoal (salário 10%, cesta básica 15%, vale refeição 9,09%, plano de saúde 29,52%), além dos gastos com renovação da frota com ar condicionado (19,65%) e o custo da internet wi-fi nos coletivos (9,82%). Questionado sobre a relação entre o aumento e o reflexo na melhoria na qualidade do transporte como, por exemplo, a redução da superlotação, João Pupo garantiu que a Prefeitura já tem adotado medidas para tentar reduzir o problema, mas também admitiu que outras ações precisam ser executadas. "Temos contratada uma pesquisa de origem-destino para sabermos detalhes desses deslocamentos. Estamos esperando o financiamento de R$ 12 milhões do BID para executá-la e solucionarmos esses gargalos".
Para o presidente do Sindiônibus,este reajuste, assim como o praticado em anos anteriores, já vem defasado e fará com que o setor empresarial tenha que equacionar a diferença entre os 20% demandados e o reajuste de 16,3%. Outra queixa do Sindiônibus é quanto ao mês do reajuste, já que segundo Sindiônibus,o acordo (referente a novembro de 2015 e novembro de 2016) deveria ter sido fechado e aplicado no ano passado. "Nada impede que em 2017 tenhamos um outro reajuste em novembro. E assim como ocorreu em 2015, sejam dois reajuste em um mesmo ano". No entanto, o titular da SCSP garante que a próxima correção será em janeiro de 2018.
Fonte - Diário do Nordeste  11/01/2017

Em 2017, Rede Pública de Ensino do Maranhão terá 18 escolas de educação em tempo integral

Educação  📖

Este ano, mais 15 centros de ensino passarão a funcionar em tempo integral, sendo 11 Centros de Educação Integral, os chamados Centros ‘Educa Mais’, que entrarão em funcionamento em seis cidades, além de mais quatro unidades plenas do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) que estão sendo instaladas em quatro municípios.

Da Redação
foto - Divulgação
A Rede Estadual de Ensino do Maranhão deu um importante salto na oferta do Ensino Médio, com foco na formação integral. Este ano, mais 15 centros de ensino passarão a funcionar em tempo integral, sendo 11 Centros de Educação Integral, os chamados Centros ‘Educa Mais’, que entrarão em funcionamento em seis cidades, além de mais quatro unidades plenas do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) que estão sendo instaladas em quatro municípios.Com estas unidades, o Maranhão passará a ter mais de 6,5 mil alunos da rede pública estadual cursando o Ensino Médio em escolas de tempo integral.
O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, destaca que no início da gestão do governador Flávio Dino, a rede estadual de ensino possuía somente um centro de educação integral em funcionamento e agora serão 18 centros, o que demonstra o compromisso e, sobretudo, a mudança significativa na Rede Estadual de Ensino no Maranhão.
“Desde os primeiros dias da gestão, o governador Flávio Dino vem centrando esforços para retirar o Maranhão das últimas posições nos indicadores educacionais e uma das ações adotadas como estratégia para mudar esse cenário é o desenvolvimento integral do estudante maranhense, com a implantação da educação em tempo integral na Rede Estadual de Ensino. Começamos com os Iemas, que integram o ensino médio com a oferta de cursos técnicos, e agora estamos partindo para as escolas acadêmicas”, destacou Felipe Camarão.
Os Centros ‘Educa Mais’, como serão chamadas as unidades de Educação de Tempo Integral, estão sendo instalados em escolas da rede estadual nos municípios de São Luís (seis unidades), Alcântara (1), Santa Inês (1), São José de Ribamar (1), São Bento (1), Timon (1). As unidades atenderão cerca de 5 mil estudantes da Rede Estadual, com este novo modelo de escola pública que visa o desenvolvimento dos estudantes em todas as suas dimensões – intelectual, social, cultural, física e emocional.
Nessas unidades, os estudantes terão carga horária de 37,5 horas/aulas semanais, divididas de segunda a sexta-feira, com disciplinas do ensino regular (como Português, Matemática, História, dentre outras) e disciplinas eletivas (como Robótica, Protagonismo Juvenil, Iniciação Científica, Futsal, Handebol, Dança, dentre outras). As disciplinas eletivas são definidas a partir de uma seleção de temas escolhidos por estudantes e professores. Essas escolas terão em seu centro de ensino espaços administrativos, pedagógicos (com Salas de Aula, Biblioteca, Laboratórios de Informática/Robótica, Laboratórios de Ciências) e esportivos (Quadra poliesportiva, vestiários).
Os centros que estão em implantação no Maranhão têm como inspiração o modelo adotado pelo estado de Pernambuco, que saiu da 26ª colocação em 2005 e tornou-se o Estado com uma das menores taxas de abandono escolar do Brasil, com alto Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e que reduziu a distorção idade-ano para o ensino médio.
“Pernambuco apostou, lá atrás, em escolas técnicas e integrais. É um modelo que vem dando muito certo e temos certeza que com investimentos e acompanhamento pedagógico adequado também funcionará em nosso estado”, pontuou Felipe Camarão.

Ensino técnico profissionalizante
Outra ferramenta importante no ensino integral no Estado são os Iema’s, criados em 2015 e cuja proposta é oferecer cursos técnicos integrados ao ensino médio, respeitando as necessidades locais e as prioridades estratégicas do Maranhão. Três unidades já estão funcionando plenamente em São Luís, Bacabeira e Pindaré Mirim. Agora em 2017, outras quatro unidades plenas entrarão em funcionamento nas cidades de Axixá, Coroatá, São José de Ribamar e Timon. A meta é ampliar para 23 unidades até 2018.
Além das quatro novas unidades de ensino médio e técnico em tempo integral que começam a funcionar em 2017, outra inovação para o Iema este ano é o currículo. Disciplinas como robótica e programação e leitura e interpretação textual, além de raciocínio lógico e método científico passam a ser conteúdos transversais e passarão a ser trabalhados em todas as disciplinas.
Também este ano os primeiros estudantes do Instituto farão intercâmbio Iema do Mundo. Lançado no final do ano passado, o programa vai permitir que seis estudantes cursem um semestre inteiro do Ensino Médio no Canadá ou Argentina.
Com informações da Seduc Gov.Maranhão  11/01/2016

Juíza suspende aumento de todas as tarifas de transporte em São Paulo

Transportes/Tarifas  🚌

Na decisão, a juíza disse que a razão para o aumento “não está detalhado tecnicamente,o que impede a análise de sua pertinência e,ademais,supera, sem explicação, os índices inflacionários”.Na tarde de ontem (10),o presidente do Tribunal de Justiça Paulo de São Paulo,Paulo Dimas, decidiu suspender o aumento na integração (ônibus+trilhos) do transporte público em São Paulo que estava em vigor desde domingo (8). 

Elaine Patricia Cruz
Repórter da Agência Brasil
foto - ilustração
A juíza Simone Viegas de Moraes Leme, da 15ª Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça de São Paulo, suspendeu hoje (11) o aumento das passagens de todas as linhas de ônibus intermunicipais administrados pela Empresa Metropolitana de Transporte Urbano (EMTU). Cabe recurso da decisão.
Na decisão, a juíza disse que a razão para o aumento “não está detalhado tecnicamente, o que impede a análise de sua pertinência e, ademais, supera, sem explicação, os índices inflacionários”.
Na tarde de ontem (10), o presidente do Tribunal de Justiça Paulo de São Paulo, Paulo Dimas, decidiu suspender o aumento na integração (ônibus+trilhos) do transporte público em São Paulo que estava em vigor desde domingo (8). Com essa decisão, a Secretaria Estadual de Transportes notificou, na noite de ontem, o Metrô, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), a EMTU e a SPTrans, empresa gestora do Bilhete Único, para que as tarifas de integração fossem alteradas ao valor que era praticado antes do aumento, o que começou a ocorrer na manhã de hoje.
No caso da EMTU, a secretaria já havia determinado ontem que a empresa voltasse a cobrar o preço anterior no caso das linhas de ônibus intermunicipais da área 5 da região metropolitana (que corresponde ao ABC) e, a partir de sexta-feira (13), também nas linhas das regiões metropolitanas de Sorocaba, Vale do Paraíba e Litoral Norte.
No entanto, a secretaria não abaixou o preço das passagens nas regiões metropolitanas de Campinas, Baixada Santista, as áreas 1,2,3,4 e o corredor ABD da região metropolitana de São Paulo, pois, de acordo com a secretaria, não estavam incluídas na determinação de ontem do tribunal. Porém com a decisão de hoje, da juíza Simone Viegas de Moraes Leme, a secretaria será obrigada a abaixar o preço de todas as passagens da EMTU.
Por meio de nota, a Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM) informou que tomou conhecimento da ampliação da liminar, mas que ainda não foi notificada. "A STM não foi citada ainda e tomará todas as medidas necessárias para cumprimento da decisão", disse.
Segundo a secretaria, a extensão da liminar abrange os reajustes aplicados nas tarifas da EMTU em sete contratos de concessão nas regiões de São Paulo (áreas 1,2,3,4 e Corredor ABD), Baixada Santista (inclusive o VLT) e Campinas.
“A STM reafirma que o atendimento da ordem liminar impacta financeiramente, de forma drástica e prejudicial, o sistema de transporte e o orçamento do governo do estado. Se mantida a decisão, causará um impacto financeiro de mais R$ 212 milhões em 2017, além dos R$220 milhões envolvendo Metrô, CPTM e permissionárias da EMTU”, diz a nota.
Fonte - Agência Brasil  11/01/2017