terça-feira, 25 de abril de 2017

Newcastle terá linha de VLT livre de rede aérea

Transportes sobre trilhos  🚄

A remoção dos cabos aéreos preservará a estética da arquitetura do patrimônio de Newcastle e seu caráter único, já que os trilhos dão uma nova vida ao centro da cidade"

Metro Report
divulgação/Metro Report
A CAF irá fornecer seis composições Urbos para a linha de VLTs em desenvolvimento em Newcastle que serão equipados com armazenamento de energia a bordo para permitir a operação livre de catenárias, anunciou o ministro de Transportes e Infra-estruturas de Nova Gales do Sul, Andrew Constance.
"A remoção dos cabos aéreos preservará a estética da arquitetura do patrimônio de Newcastle e seu caráter único, já que os trilhos dão uma nova vida ao centro da cidade", disse ele.
No ano passado, a Downer EDI recebeu um contrato para construir a infra-estrutura fixa para a ligação de 2,6 km entre Wickham e Pacific Park, que deverá ser inaugurada em 2019, substituindo a antiga linha de trens pesados ​​pelo centro da cidade. A linha concluída será administrada por uma joint venture da Keolis e da Downer EDI com um contrato de 10 anos para operação e manutenção,combinando ônibus, ferry e bonde,no valor de A $ 450m que está programado para iniciar em julho de 2017.
Fonte - Metro Report  25/04/2017

Metroviários de Recife aderem à greve geral desta sexta

Transportes/Paralisações 🚌 🚇

Toda a categoria, isto é, metroviários das áreas de manutenção, administrativo e operação, estava representada na assembleia e decidiu pela paralisação total nesta sexta. Também faremos um ato público para a população sobre os efeitos danosos das reformas do Governo Temer", afirmou o diretor de Comunicação do Sindicato dos Metroviários de Pernambuco, Levi Arruda.

Diário de Pernambuco
foto - ilustração
Os metroviários deflagraram adesão à greve geral desta sexta-feira (28) em assembleia na noite desta terça-feira, na Estação Central do Recife. De acordo com o Sindicato dos Metroviários de Pernambuco, não haverá serviço de metrô nesta sexta. A greve geral é contra as reformas da Previdência, Trabalhista e sanção do projeto de terceirização do Governo Temer.
"Toda a categoria, isto é, metroviários das áreas de manutenção, administrativo e operação, estava representada na assembleia e decidiu pela paralisação total nesta sexta. Também faremos um ato público para a população sobre os efeitos danosos das reformas do Governo Temer", afirmou o diretor de Comunicação do Sindicato dos Metroviários de Pernambuco, Levi Arruda.

Ônibus
O Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco também aderiu à greve geral convocada pela Central Única dos Trabalhadores. "Nós tomamos uma decisão apoiada pelos trabalhadores. No dia 28, essa greve geral vai ter o apoio dos rodoviários. Nós precisamos pressionar e só pressionamos nas ruas, parando e deixando o estado sem transporte. Não vai ter transporte", disse o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Benilson Custódio.
Nesta terça, o Grande Recife Consórcio de Transportes determinou que os rodoviários da Região Metropolitana do Recife (RMR) terão que garantir a circulação de pelo menos 50% da frota de ônibus nos horários de pico (das 5h às 9h e das 16h às 20h) nesta sexta-feira. De acordo com a determinação do Grande Recife Consórcio de Transportes, 30% da frota deve estar nas ruas nos demais horários.
Fonte - Diário de Pernambuco  25/04/2017

ANPTrilhos lança a cartilha “Como inserir os trilhos no Plano de Mobilidade”

Transportes sobre trilhos  🚄

A publicação visa orientar a sociedade e os membros do governo quanto a inclusão de modos sobre trilhos no Planejamento de Mobilidade Urbana dos seus municípios. O documento apresenta orientações, especificações e exemplos de como criar um plano bem-sucedido.

ANPTrilhos
foto - ilustração
A ANPTrilhos lançou nesta 3ª feira (25/04) a cartilha “Como inserir os trilhos no Plano de Mobilidade”, durante o IV Encontro dos Municípios com Desenvolvimento Sustentável (EMDS), que está sendo promovido pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), nesta semana, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.
A publicação visa orientar a sociedade e os membros do governo quanto a inclusão de modos sobre trilhos no Planejamento de Mobilidade Urbana dos seus municípios. O documento apresenta orientações, especificações e exemplos de como criar um plano bem-sucedido.
“Um dos desafios da mobilidade urbana é a manutenção dos investimentos para ampliação e modernização da rede de transporte. A adoção de projetos bem estruturados é fundamental para a mitigação de riscos e continuidade das obras, de forma a proporcionar para a população um sistema de transporte eficiente. Visando esse desenvolvimento, a ANPTrilhos lança a cartilha de apoio para a estruturação de projetos adequados para ampliar a rede de atendimento sobre trilhos”, destaca Roberta Marchesi, superintendente da ANPTrilhos.
A cartilha está disponível no site da ANPTrilhos.“Como inserir os trilhos no Plano de Mobilidade”.
Com informações da ANPTrilhos  25/04/2017

Via Expressa da Av. Tancredo Neves é interditada para montagem de peças de passarela

Mobilidade  🚇

O bloqueio terá início às 23 horas, se estendendo até 5h do dia seguinte com a interdição da Via Expressa entre a Madeireira Brotas e o Viaduto Raul Seixas nas noites de 25 e 26 de abril (terça e quarta-feira).

Da Redação
divulgação/CCR
A CCR Metrô Bahia e o Consórcio Mobilidade Bahia informam que, para montagem de pilares da passarela da Estação Rodoviária, realizarão a interdição da Via Expressa entre a Madeireira Brotas e o Viaduto Raul Seixas nas noites de 25 e 26 de abril (terça e quarta-feira). O bloqueio terá início às 23 horas, se estendendo até 5h do dia seguinte. Os motoristas que trafegarem pelo local poderão acessar o viaduto Raul Seixas nas proximidades da Rodoviária.
Com informações da CCR Metrô Bahia  25/04/2017

Rodoviários bancários e professores anunciam paralisação de 24h na sexta (28)

Política  👀

De acordo com o Fábio Primo, vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários, a categoria definiu em assembleia nesta segunda, 24, que a paralisação começará a partir da 0h do dia 28. A intenção é que os trabalhadores cruzem os braços por 24h. "A orientação nacional é de greve durante toda a sexta, mas seguindo as normas da lei de greve. Por isso, teremos apenas 30% do efetivo transitando pela cidade", explicou Primo.

Paula Pitta - A Tarde
foto - ilustração
Centrais sindicais estão anunciando uma greve geral em todo país na próxima sexta-feira, 28, contra as reformas propostas pelo presidente Michel Temer (PMDB), principalmente a previdenciária. Em Salvador, algumas categorias já confirmaram a participação no movimento, como os rodoviários e os bancários, que vão parar por 24 horas.
De acordo com o Fábio Primo, vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários, a categoria definiu em assembleia nesta segunda, 24, que a paralisação começará a partir da 0h do dia 28. A intenção é que os trabalhadores cruzem os braços por 24h. "A orientação nacional é de greve durante toda a sexta, mas seguindo as normas da lei de greve. Por isso, teremos apenas 30% do efetivo transitando pela cidade", explicou Primo.
Os professores da rede pública municipal e estadual também vão participar da mobilização, segundo Marilene Betros, coordenadora da APLB. Assim como fizeram no dia 15 de março, os docentes das escolas particulares devem seguir ao lado dos colegas da rede pública.
O coordenador do Sindicato dos Professores no Estado da Bahia (Sinproba), Francisco Pedro de Oliveira Júnior, explica que os trabalhadores fizeram uma assembleia no último dia 19, aprovando a participação. Contudo, apesar da definição dos professores, a paralisação de fato da categoria depende da suspensão das aulas em cada escola e a orientação do sindicato patronal (Sinepe) é que os colégios funcionem normalmente.
"Professores de algumas escolas já sinalizaram que as instituições vão paralisar, mas ainda não temos como confirmar. No último movimento, tivemos a participação de 64 escolas no estado. Esperamos que pelo menos essas paralisem", explicou Francisco Pedro.

Comércio
Os comerciários também vão participar da greve geral, mas nem todas as regiões da cidade devem ser afetadas. De acordo com o presidente do Sindicato dos Comerciários de Salvador, Jaelson Dourado, a entidade pretende se concentrar em frente à Casa Itália, no Centro da cidade, de onde vai seguir para a avenida Sete, fechando as lojas da região.
Por enquanto, não estão previstos piquetes nos shoppings de Salvador. "No primeiro momento não vamos fazer, mas, se o movimento criar força, podemos ocupar os shoppings", disse.
Apesar de aderir ao movimento, o sindicado dos frentistas não pretende impedir o acesso dos trabalhadores nos postos de combustível. "Vamos participar da greve, mas não tem deliberação para fazer piquete. Até porque o problema não é empresariado, e sim a condução política e econômica do país", defendeu o secretário do Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Combustíveis e Derivados da Bahia (Sinposba), Antônio Manoel Ferreira.
Outra categoria que será representada na paralisação, mas sem cruzar os braços, é a de policiais civis. O secretário do sindicato da categoria (Sinpoc), Bernardino Gayoso, explicou que a mobilização terá a participação apenas dos trabalhadores de folga para não afetar os serviços nas delegacias. "Quem estiver de folga vai participar de todos os atos. Também vamos panfletar nas delegacias, mas vamos cumprir o plantão", antecipou.

Ferroviários e petroleiros
Já os ferroviários e petroleiros pretendem fazer atos mais contundentes. O presidente do Sindiferro, Paulino Rodrigues, disse que a categoria vai parar durante 24 horas o serviço da Companhia de Transporte da Bahia (CTB), que opera os trens entre a Calçada e o subúrbio de Salvador. Com isso, cerca de 10 mil passageiros ficarão sem o transporte nesta sexta.
Já o Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindpetro), além de aprovar a paralisação na sexta, organiza um ato em frente ao edifício sede da Petrobras em Salvador, no Itaigara. A concentração deve começar a partir das 7 horas. À noite, a categoria volta a se reunir no Largo de Santana, no Rio Vermelho, para discutir a mobilização.

Assembleias
Os vigilantes vão fazer assembleia para chegar a uma definição. A discussão deve acontecer na quarta, 26, e na quinta, 27, mas Jeferson Fernandes, secretário do Sindivigilantes, antecipa que a tendência também é de paralisação de 24 horas.
O Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos da Bahia (Sincotelba) agendou uma assembleia para esta quarta, 26, às 18 horas, no Comércio, para definir se a categoria vai aderir ao movimento.

Greve geral

Ao contrário das outras paralisações de 24 horas promovidas contra as reformas de Temer, o movimento desta sexta em Salvador não tem atos agendados para a manhã. Algumas categorias isoladamente organizam ações no início do dia, mas de forma geral os trabalhadores de todos os setores só devem se reunir a partir das 15 horas, no Campo Grande. Portanto, o turno matutino deve servir para as entidades mobilizarem seus filiados.
Contudo, a rotina na cidade deve ser afetada pela manhã, por conta dos serviços paralisados, como bancos, trens e escolas.
A greve geral é organizada em todo país pela Frente Brasil Popular e tem apoio da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB). Eles protestam contra o corte de direitos trabalhistas, terceirização e reforma previdenciária.
O representante dos professores particulares, Francisco Pedro, explica que as mudanças no texto da reforma da Previdência para tentar atender a algumas categorias, como professores e policiais, não é suficiente.
"As propostas não afetam apenas os professores, ferem a todos trabalhadores. Já teve a aprovação da terceirização e outras propostas estão por ser aprovadas. Isso é o que há de pior para todos trabalhadores", afirmou.
Fonte - A Tarde  24/04/2017

segunda-feira, 24 de abril de 2017

CCR realiza testes e ajustes no 2º trecho da Linha 2 do Metrô de Salvador,entre as Estações Rodoviária e Pituaçu

Transportes sobre trilhos  🚇

A CCR já realiza viagens de testes e ajustes sem passageiros com trens do metrô,no 2º trecho entre a estação Rodoviária e a Estação Pituaçu da linha 2 do Metrô de Salvador,antecedendo entrada da operação comercial prevista para o mês de Maio.

Da redação
foto - ilustração/Pregopontocom
Os trens que operam na Linha 2 do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas já estão realizando viagens de testes,sem passageiros,entre as estações Rodoviária e Pituaçu,para verificação de sistemas e dados de operação.As viagens de testes começaram a partir de sábado (22) e estão sendo utilizados cinco trens no trecho compreendido entra as , as duas estações no horário das 5h30 às 23h.Os trens circulam com intervalos de 8 minutos nos horários normais (de vale) e de 6 minutos nos horários de pico.
O 1º trecho da Linha 2, compreendido entre a Estação Acesso Norte e a Estação Rodoviária continua operando normalmente para passageiros,no horário das 5h à meia noite,com acesso restrito dos passageiros somente até a Estação Rodoviária,como vem ocorrendo normalmente.
O segundo trecho da linha 2 entre as Estação Rodoviária e Pituaçu deverá entrar em operação comercial no próximo mês de Maio,após a conclusão de todos os ajustes e testes realizados no referido trecho,pela operadora do sistema.
Pregopontocom  24/04/2017

Movimento de retorno a Salvador pelo Ferry-Boat é tranquilo nesta segunda (24)

Travessia marítima   🚢

O movimento  no sistema Ferry-Boat é tranquilo na manhã desta segunda (24) Estão em operação as embarcações, Anna Nery, Ivete Sangalo, Maria Bethânia e Pinheiro,com saídas a cada 30 minutos

Da Redação
foto - ilustração/arquivo
O retorno a Salvador,após o feriadão do fim de semana pelo sistema Ferry-Boat,transcorre normalmente na manhã desta segunda-feira (24).Estão em operação as embarcações, Anna Nery, Ivete Sangalo, Maria Bethânia e Pinheiro,com saídas a cada 30 minutos.A embarcação Juracy Magalhães Jr. permanece em stand by, podendo integrar a operação, caso haja alteração na demenda. Neste momento, o fluxo de veículos está moderado no terminal Bom Despacho e tranquilo para passageiros e veículos na terminal de São Joaquim.
Mais informações através dos contatos,Tel 071 3032-0475 e pelo cac@internacionaltravessias.com.br.
Com informações da ITS  24/04/2017

domingo, 23 de abril de 2017

Marco Civil da Internet pode perder força com novas leis, dizem pesquisadores

Política  💻

A pesquisa O Brasil e o Marco Civil da Internet: o estado da governança digital, do Instituto Igarapé, organização dedicada a temas de segurança, justiça e desenvolvimento, indica que projetos de lei no Congresso Nacional que alegam a necessidade de facilitar investigações criminais põem em risco direitos como o da privacidade e o da liberdade de expressão.

Ana Cristina Campos
Repórter da Agência Brasil

foto - ilustração
Hoje (23) completam-se três anos da sanção da Lei 12.965/14, o Marco Civil da Internet, apontado como referência mundial para as legislações que tratam da rede mundial de computadores. Os princípios da lei – especialmente a garantia da neutralidade da rede, da liberdade de expressão e da privacidade dos usuários – foram estabelecidos para manter o caráter aberto da internet.
A pesquisa O Brasil e o Marco Civil da Internet: o estado da governança digital, do Instituto Igarapé, organização dedicada a temas de segurança, justiça e desenvolvimento, indica que projetos de lei no Congresso Nacional que alegam a necessidade de facilitar investigações criminais põem em risco direitos como o da privacidade e o da liberdade de expressão.
Entre as propostas apontadas pela publicação como ameaça ao Marco Civil está o Projeto de Lei 215/2015, que exigiria, se aprovado, que todas as empresas de internet armazenassem informações do usuário como nome, CPF e endereço residencial. Também exigiria que essas empresas fornecessem as informações à polícia em investigações criminais sem ordem judicial, o que teria um efeito prejudicial para normas de privacidade online.
Segundo o autor do estudo, o pesquisador do Instituto de Política Internacional da Universidade de Washington Daniel Arnaudo, em maio de 2016, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre Crimes Cibernéticos aprovou seu relatório final recomendando projetos que contestam o Marco Civil.
“O relatório inclui uma iniciativa que permitiria a expansão da retenção de dados de usuários por aplicativos e provedores de internet (PL 3.237/2015) e outra que autorizaria o acesso a endereços de IP [protocolo de internet, código usado na transmissão de dados entre as máquinas em rede] em investigações criminais sem ordem judicial (PLS 730/2015)”, diz o autor, na pesquisa.
Para o cientista político e professor do curso de relações internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) Maurício Santoro, o Marco Civil da Internet é uma lei com relevância global, que trouxe avanço considerável ao que se tinha, tendo sido amplamente debatido pela sociedade. Ele também avaliou que há uma série de ações no Congresso que podem enfraquecer o Marco Civil. “O que mais me assustou foi a CPI sobre crimes cibernéticos com um discurso contra o marco civil”.
Fonte - Agência Brasil   23/04/2017

sábado, 22 de abril de 2017

Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba) comemora 35 anos com 192% de aumento de público

Arte & Cultura  🎻

A companhia foi criada em 30 de setembro de 1982 e, desde 2011, tem como regente titular e curador artístico o maestro Carlos Prazeres."O Cine Concerto foi um projeto que mudou a cara da Orquestra Sinfônica da Bahia. Os músicos fantasiados provam para o público que a orquestra é uma coisa dinâmica e divertida.

Da Redação
imagem - YouTube
Corpo artístico do Teatro Castro Alves (TCA), a Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba) reúne músicos dedicados e possui uma trajetória de sucesso. A companhia foi criada em 30 de setembro de 1982 e, desde 2011, tem como regente titular e curador artístico o maestro Carlos Prazeres.
Graças a projetos como o Cine Concerto, a Osba teve um aumento de 192% no público nos últimos cinco anos. "O Cine Concerto foi um projeto que mudou a cara da Orquestra Sinfônica da Bahia. Os músicos fantasiados provam para o público que a orquestra é uma coisa dinâmica e divertida. Ao mudar essa imagem, o nosso público cresceu", afirma Prazeres.
Considerada um dos mais conceituados conjuntos sinfônicos brasileiros, a Osba tem a história apresentada em vídeo da série 'Nossa Cultura', produzida pela Secretaria de Comunicação Social (Secom), em parceria com a Secretaria de Cultura do Estado (Secult).
Com informações da Secom Ba.  21/04/2017




sexta-feira, 21 de abril de 2017

Governador garante reforma em escolas dos assentamentos do MST na Bahia

Educação   📖

A educação no campo é um dos itens da pauta discutida na quinta-feira (20), em reunião realizada na Governadoria, entre o governador Rui Costa, representantes do MST e os secretários de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, da Educação, Walter Pinheiro, e das Relações Institucionais, Josias Gomes. Além de educação, também foram discutidos abastecimento hídrico, infraestrutura e, principalmente, produção

Da Redação
foto -  Mateus Pereira/GOVBA
Reformas e construções de escolas e quadras poliesportivas serão realizadas em assentamentos do Movimento dos Sem Terra (MST) na Bahia. A educação no campo é um dos itens da pauta discutida na quinta-feira (20), em reunião realizada na Governadoria, entre o governador Rui Costa, representantes do MST e os secretários de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, da Educação, Walter Pinheiro, e das Relações Institucionais, Josias Gomes. Além de educação, também foram discutidos abastecimento hídrico, infraestrutura e, principalmente, produção.
Para o diretor do MST na Bahia, Evanildo Costa, a reunião mostra que o Governo do Estado continua aberto ao diálogo. “O secretário Walter Pinheiro esteve, na semana passada, em várias regiões, fazendo o levantamento das escolas que precisam ser ampliadas, das que precisam ser construídas e da necessidade de quadras poliesportivas. O governador garantiu, aqui, que as demandas em relação às escolas e de quadras serão atendidas”.
Segundo Evanildo, também foi discutido o fortalecimento das cadeias produtivas. “Nós já estamos implementando algumas, no caso do leite e do café, no sudoeste, na Chapada Diamantina e no extremo-sul. O governador também se comprometeu em ampliar cadeias produtivas em outras regiões, como o cacau, no sul e baixo sul, a fruticultura, no norte, e o café, no extremo sul. São questões importantes para ajudar a melhorar a vida das famílias que vivem nos assentamentos”.
O secretário Jerônimo Rodrigues informou que a agenda está sendo discutida com o MST desde 2015. “São pautas estratégicas, como a educação, para garantir que no rural o conhecimento seja utilizado para a cidadania e para a produção e comercialização. A água e a infraestrutura também estão sendo desenvolvidas e, naturalmente, o MST traz a pauta da produção e da comercialização. A Secretaria de Desenvolvimento Rural foi criada para isto e, junto com a Secretaria de Relações Institucionais e a Casa Civil, dialogou com as demais secretarias, para definir as condições de atender as pautas mais estratégicas”.
O secretário destacou ainda que, desde o início desta agenda, em 2015, o MST obteve várias conquistas. “São equipamentos tecnológicos, a exemplo de tratores para preparação de solo e temos uma agenda em bom andamento de agroindústrias, por exemplo”. Jerônimo também observou que, em plena crise econômica e institucional, o governador Rui Costa mantém o seu compromisso de início de governo, de dialogar sempre com os movimentos sociais. “O MST tem feito as caminhadas do interior até Salvador, e este período de abril e maio é quando eles vêm negociando a pauta e os outros estados não fazem isso com a mesma proeminência que o governador Rui Costa tem feito”.
Com informações da Secom Ba.  21/04/2017

Mau tempo suspende a travessia marítima de lanchas entre Salvador e Mar Grande nesta sexta (21)

Travessia marítima  🚤

A travessia marítima de lanchas entre Salvador e Mar Grande,os passeios turísticos de escunas e a viagem direta de catamarã entre Salvador e Morro de São Paulo,continuam suspensos em virtude do mau tempo e do mar agitado

Da redação
foto - ilustração
A travessia marítima entre Salvador e Mar Grande que foi interrompida ontem as 8h30,continua suspensa nesta sexta (21) por decisão da Astramb,em virtude dos ventos fortes e do mar agitado na Baia de Todos os Santos  tornando inviável a operação e a navegabilidade das lanchas que fazem a travessia entre Salvador e Mar Grande.
A operação do sistema de lanchas deve permanecer paralisada e sem previsão de retorno enquanto   durar o período da ressaca e não houver condições para realização de uma travessia segura.
As escunas que fazem o passeios turísticos pelas ilhas da baia,também estão paradas,e os catamarãs que fazem a linha  entre Salvador e Morro de São Paulo nesta sexta (21),seguem para Itaparica onde é feito o transbordo para ônibus com destino a Valença,de onde a viagem prossegue por meio de lanchas até Morro de São Paulo.
Ainda não há previsão de retorno a operação normal do Sistema.
Pregopontocom  21/04/2017 


Brasília vive aos 57 anos,transformação de projeto urbanístico original

Urbanismo  🏠

A mudança da capital do Rio de Janeiro para Brasília era uma questão estratégica e foi um plano nacional, civilizatório, uma expectativa dos primeiros brasileiros ainda no século 16, de que a capital do Brasil tinha que ser no centro do país.Brasília responde, do ponto de vista de planejamento nacional, como a primeira cidade do mundo que fez o estudo de impacto do meio ambiente mais severo e mais amplo.

Heloisa Cristaldo
Repórter da Agência Brasil

Foto aérea do pôr-do-sol no Lago Paranoá
Wilson Dias/Agência Brasil
Cenário das principais disputas políticas do país, a capital dos brasileiros completa 57 anos nesta sexta-feira (21). Planejada pelo urbanista, arquiteto e professor Lúcio Costa em 1957, por meio de dois traços que representavam Sul e Norte, concebeu os eixos do projeto e apresentou o Plano Piloto da nova capital do Brasil, inaugurada em 21 de abril de 1960.
A Agência Brasil ouviu o professor de projetos de arquitetura e urbanismo da Universidade de Brasília (UnB) Cláudio Villar de Queiroz, sobre os principais elementos arquitetônicos - atuais e passados - da capital federal. O professor trabalhou com Oscar Niemeyer por dez anos e é conhecedor do projeto original de Lúcio Costa.
Morador de Brasília há 56 anos, Queiroz defende a manutenção da essência da capital como “Cidade Parque”. Para o professor, a filosofia do Plano Piloto, onde há uma integração entre os edifícios e a natureza, corre risco com a portaria 166/2016, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A medida substitiu outra normativa, escrita sob a supervisão do próprio Lúcio Costa. Se por um lado o documento reafirma princípios da proposta original da cidade, como as escalas e a estrutura urbana do Plano Piloto, por outro, permite o uso residencial em lotes à beira do Lago Paranoá, libera a criação de lotes no Eixo Monumental e admite a instalação de pequenos comércios entre prédios da Esplanada dos Ministérios. Para o professor, a legislação pode tranformar Brasília em uma “cidade qualquer”. Na entrevista, ele analisa qual é o futuro urbanístico da cidade e lembra os princípios do projeto de Lúcio Costa .

Confira:

O Catetinho foi a primeira residência oficial do presidente
Juscelino Kubitschek na capital - Wilson Dias/Agência Brasil
Planejamento de transferência da capital federal
A mudança da capital do Rio de Janeiro para Brasília era uma questão estratégica e foi um plano nacional, civilizatório, uma expectativa dos primeiros brasileiros ainda no século 16, de que a capital do Brasil tinha que ser no centro do país.
Brasília responde, do ponto de vista de planejamento nacional, como a primeira cidade do mundo que fez o estudo de impacto do meio ambiente mais severo e mais amplo. Isso é muito interessante para Brasília e a resposta é o tombamento como Patrimônio Cultura da Humanidade, a primeira capital moderna do mundo em que acontece isso. É uma condição muito interessante para nós, arquitetos, olharmos Brasília por esse viés. É mais forte do que nós, é a nossa certidão de nascimento da civilização brasileira.

Plano Piloto
Lúcio Costa dizia que o que interessava no momento era mudar a capital, ter as necessárias edificações para que essa nova capital funcionasse e para que o povo se abrigasse e viesse para cá. Essa atribuição era o que delimitava a construção da nova capital. Ele completa, inclusive, que todo aquele planejamento para a cidade se desenvolver seria feito a seguir. Então, a parte do Plano Piloto foi feita no concurso e posteriormente construída no que se tornou Brasília. E depois que foi crescendo, deveria ter sido objeto de um planejamento, pelo menos, análogo ao inicial. Mas isso se deu de outra maneira, acho que dentro da forma que pôde ser, dentro da realidade.
Brasília foi criada para abrigar uma determinada polução. Quando a gente fala em população se adota o entorno imediato e chega-se atualmente a quase 4 mihões de habitantes, Mas quando se fala a respeito dessa grande população, é importante esclarecer um equívoco. O Plano Piloto foi planejado para ter 500 mil habitantes, o que ainda não existe nessa região. Há muitas áreas para serem complementadas.

Renovação e conservação
No meu entendimento, a portaria escrita sob a supervisão de Lúcio Costa, referente ao tombamento local e nacional, apresentava como se deve respeitar o Plano Piloto. A nova determinação do Iphan jogou de lado o que havia sido produzido e criou uma coisa gigantesca para todo o Distrito Federal. Do ponto de vista da preservação da cidade, permite que Brasília seja levada como uma cidade qualquer. De fato existe na preservação de Brasília essa dialética entre "uns e outros". Tem uns que acham que Brasília tem que ser preservada, mas tem outros pensam que ela tem que evoluir como uma cidade qualquer e ser determinada pelo mercado imobiliário e todas essas leis que fazem esses espaços urbanos se tornarem o que são. Em Brasília, há uma expectativa de que o mercado disponha de mais recursos e essa nova lei facilita, de certa maneira, que se torne uma cidade mais comum nessa ordenação.
Essa invenção da Superquadra, que é fantástica e se tem tudo ao seu alcance em 200 metros a pé, são expectativas que correm risco e isso é realmente um aspecto a lamentar. Mas não podemos viver lamentando Brasília, do que tinha que ser e não vai mais ser. A gente precisa apresentar o que ela tem de compensador, que é essa condição de “Cidade Parque”. O que é péssimo nessa nova legislação é que ela vai comendo pelas beiradas, permitindo demais, e não existe uma defesa ativa.

Cidade em construção
Brasília está se constituindo ainda. Atualmente, a cidade com quase 60 anos nos mostra que temos que ter noção dessa contínua construção, renovação. E em Brasília tudo é possível, ao contrário do argumento de engessamento. Esse temo parece que a cidade está doente, mas ela é extremamente saudável ao lado de diversas cidade do mundo. Você pode derrubar qualquer prédio de Brasília e construir outro, basta se respeitar a proporção da escala em que ele está inserido. O saudável para Brasília é justamente esse equilíbrio entre a renovação e a preservação.
A cidade é interessante porque a arquitetura é fundamentada nesse tripé: racionalidade, funcionalidade e estética. O arquiteto trabalha com essa formação. Hoje em dia eu vejo que essas três coisas podem ser alteradas. Brasília é admirada pelo erudito e pelo temporal. Ela é extremamente brasileira, mas é cosmopolita.
A cidade pode ser preservada e as pessoas que voltarem aqui reconhecerão a cidade pelo seu horizonte, pelo céu. Enquanto a cidade estiver preservada dentro de sua escala e proporção, a cidade vai estar muito bem. Se for preservada como quem quer colocar um cubo de gelo na geladeira, ela vai ficar artificial, inodora, deserotizada. Se ela for respeitada nessa condição fundamental, sendo preservada nos seus aspectos essenciais. Se não, ela pode se transformar em qualquer centro histórico.

Entorno

Não acredito que o entorno possa se tornar uma catástrofe do tipo Águas Claras [região administrativa do entorno], que vem como uma serpente invadir o Plano Piloto. Não acho que tudo que possa acontecer de ruim esteja das portas do Plano Piloto para fora. Gostaria que as cidades do entorno mirassem um pouco na condição digna de Brasília, onde você tem o edifícios quase embriagados em uma tormenta de verdor, com a natureza ao redor, como um navio no meio do mar e a água em volta.
Lúcio Costa criou, o que não estava previsto no planejamento original, as quadras residenciais chamadas de 400 [sem os famosos pilotis] que também previa receber aquela população de servidores mais simples que vinham do Rio de Janeiro para trabalhar e que o padrão Plano Piloto não permitia. Então, ele criou essas quadras 400, que são verdadeiros padrões de dignidades porque, apesar de simples, o espaço urbano é muito favorável à convivência humana, à criação de um filho. Não sei porque as pessoas começam a liberar geral como aconteceu com o Guará, Taguatinga. Há teses que dizem que não se queria que fizesse nada parecido com as superquadras, fora do Plano Piloto porque iam desfigurar a imagem da cidade. Isso não faz sentido, Brasília foi feita para ser vista não como um objeto dentro de uma redoma, mas como algo que orienta, determina uma condição humana e nisso ela foi muito bem sucedida, porque a qualidade de vida não deixa de ser boa.
Morar em Brasília é uma experiência humana fundamental, tenho amigos que vieram de várias cidades do Brasil e se encantam com a cidade. Filhos de militares resistem a sair do Rio de Janeiro para passar três anos aqui, mas o tempo passa e eles não querem mais sair porque a cidade é aprazível. Acho que as cidades do entorno deviam tentar captar um pouco da qualidade, desse índice de desenvolvimento urbano que Brasília tem, do que tentar imitar as cidades tradicionais, que não é uma coisa correta. A tradição vem com o tempo, e ela não é uma coisa a ser evitada.
Fonte - Agência Brasil  21/04/2017

A operação do Ferry-Boat para o feriado terá 7 embarcações

Travessia marítima  🚢

O sistema Ferry-Boat vai operar 24 horas de 20 para 21 na travessia marítima entre Salvador e Itaparica, e também de 23 para 24.Ainda há vagas para o serviço Hora Marcada.

Da Redação
foto - ilustração/arquivo
As embarcações Maria Bethânia, Agenor Gordilho, ​Anna Nery, Ivete Sangalo, Juracy Magalhães Júnior, Pinheiro e Zumbi dos Palmares integram a operação do sistema Ferry-Boat para o feriado de Tiradentes, entre os dias 20 e 24 de abril. Além das viagens nos horários regulares, a Internacional Travessias Salvador (ITS), administradora r operadora do serviço, realizará saídas extras em momentos específicos (quando o movimento nos terminais aumentar, e sempre respeitando a escala obrigatória de manutenção das embarcações). A quantidade de embarcações em trânsito a cada momento também pode variar devido ao fluxo e a esta escala de manutenção. De 20 para 21 de abril, o sistema vai operar 24 horas, a partir do terminal São Joaquim; e novamente, de 23 para 24 de abril, a partir do terminal Bom Despacho.
Nestes cinco dias, a expectativa é de que circulem entre os dois terminais, São Joaquim e Bom Despacho, mais de 101.800 passageiros e mais de 16.800 veículos. O volume é equivalente ao transportando no mesmo feriado ano passado.
 Neste feriado, somando as vagas dos horários regulares de funcionamento e extras, foram inseridas 5.780 no total.
Com informações da ITS 20/04/2017

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Porto Seguro sedia Jogos Indígenas Pataxó até este sábado

Jogos Indígenas  🎯

Com pinturas e danças tradicionais, a apresentação das delegações, marcada pelo simbolismo e tradição, coloriu a Arena onde são disputados os Jogos, que seguem até este sábado (22), reunindo mais de 800 competidores de diversas etnias. Presente na abertura, a secretária Olívia Santana afirmou que a realização do evento resgata e valoriza a história da população indígena, de fundamental importância para a construção do Brasil.

Da Redação
foto -  Marcelo Reis/Setre
Nem a forte chuva que caiu sobre o município de Porto Seguro, no extremo sul do estado, escondeu a beleza da abertura da 9ª edição dos Jogos Indígenas Pataxó, realizada no município, na noite de quarta-feira (19), com o apoio do Governo do Estado, por meio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do trabalho, Emprego, Renda e Esporto (Setre).
Com pinturas e danças tradicionais, a apresentação das delegações, marcada pelo simbolismo e tradição, coloriu a Arena onde são disputados os Jogos, que seguem até este sábado (22), reunindo mais de 800 competidores de diversas etnias. Presente na abertura, a secretária Olívia Santana afirmou que a realização do evento resgata e valoriza a história da população indígena, de fundamental importância para a construção do Brasil.
Irapuru Pataxó, da Aldeia Imbiriba, em Porto Seguro, participa desde a primeira edição, disputando as modalidades de arco e flecha e zarabatana. Junto com a esposa, Suiá Pataxó, que também compete, ele faz questão de levar os dois filhos para o evento. “Aqui celebramos a nossa cultura e fortalecemos a nossa resistência. Mais que uma competição, é uma grande festa dos povos indígenas”.
Ao todo são disputadas 12 modalidades, incluindo arco e flecha, cabo de guerra, zarabatana, corrida de tora, luta Patxiw Miwka´ay, corrida de maracá, arremesso de tacape, corrida de 100 metros, natação, canoagem, futebol e meia maratona. Todos os participantes recebem troféus e medalhas, que são confeccionados por indígenas.
Além das competições, a programação inclui Bênção dos Pajés, Desfile Cultura Viva e Beleza Pataxó, Feira de Artesanato Indígena, Mostra das Vestimentas e Gastronomia Pataxó, apresentações culturais, pinturas corporais, além do Fórum Indígena. Também participaram da solenidade de abertura, a prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, o representante da Sudesb, professor Ney Santos, o ator Jayme Periard, que é padrinho dos Jogos, e representantes do governo federal.

Jornada Agroecologia

No município, na manhã desta quinta-feira (20), foi iniciada a V Jornada de Agroecologia da Bahia, realizada pela Teia de Agroecologia dos Povos como um espaço anual de diálogo, formação, articulação política e troca de experiências. A Jornada também tem o apoio do governo estadual e busca fortalecer a criação de propostas, ações continuadas de formação política e ampliação do conhecimento sobre agroecologia, sementes crioulas, memória e identidade, organização popular e desenvolvimento da qualidade de vida daqueles que trabalham em respeito à terra. Durante o evento, acontecem ainda a Feira de Economia dos Povos, plenárias, rodas de conversa, espaço auto-organizado de mulheres, oficinas práticas, troca de sementes crioulas, mostra de filmes e atividades culturais.
Com informações da Secom Ba.  20/04/2017

Ataques em Fortaleza e RMF atinge ônibus,bancos e órgãos públicos nesta quinta-feira (20)

Notícias  🚌

Uma série de ataques a ônibus,bancos e órgãos públicos ocorreram nesta quinta (20) na cidade de Fortaleza e RMF. Vários ônibus foram incendiados agencias bancárias foram atacadas,e também um distrito policial e o prédio da antiga guarda Municipal cidade.

Do Diário do Nordeste
Restos do ônibus incendiado no Vila Velha são arrancados
 por moradores./Cid Barbosa - DN
Quatro novos ataques a ônibus foram registrados nesta quinta-feira (20), em Fortaleza, no segundo dia de onda de ataques criminosos a coletivos, delegacias, bancos e outros estabelecimentos oficiais.
Os novos ataques aconteceram em vários bairros,em um deles,Canindezinho/Jardim Fluminense, deixou gravemente ferido o cobrador.
No bairro Vila Velha, dois homens abordaram um ônibus por volta das 8h30, na altura da Rua Gama. A dupla ordenou que todos descessem do veículo e atearam fogo.
Já no Castelo Encantado, um coletivo foi abordado no cruzamento das ruas José Saturbal Filho e Ismael Pordeus, por volta das 9h30. Segundo populares ouvidos pela reportagem no local, que não quiseram se identificar, seis homens abordaram o veículo e ordenaram os passageiros a sair do ônibus. Os criminosos estavam armados. O motorista do veículo chegou a ser banhado pela gasolina, mas conseguiu fugir antes do veículo ser consumidos por chamas.
Na noite desta quarta, de acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS/CE), um veículo pertencente à Secretaria da Cultura foi atacado no bairro Passaré. O fogo foi debelado pelo próprio condutor, que quebrou os vidros do carro e apagou as chamas, e um ônibus também foi incendiado em Aquiraz.
Em Fortaleza e Maracanaú, duas agências bancárias foram atacadas. A primeira foi no bairro Vila Velha,o segundo caso ocorreu em uma agência no Distrito Industrial, em Maracanaú.
Ainda em Maracanaú, suspeitos atiraram contra a fachada do 29° Distrito Policial, no bairro Pajuçara, vindo a atingir alguns veículos que estavam apreendidos. Na madrugada desta quinta-feira (20), um veículo apreendido foi incendiado defronte ao 8° Distrito Policial, no bairro José Walter.
Na cidade de Itapiuna, a 119 km de Fortaleza, um ônibus escolar da prefeitura da cidade também foi atacado.Por volta das 9 horas, suspeitos subiram no muro da antiga sede da Guarda Municipal de Fortaleza, no bairro Rodolfo Teófilo, e efetuaram disparos contra o prédio.
Com informações do Diário do Nordeste  20/04/2017