quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Ferrovias brasileiras e o desafio de aumentar a participação na matriz de transportes nacional

Transportes sobre trilhos

A ferrovia vem galgando posições na escala de prioridades e passou a ser foco de potenciais investimentos públicos e privados.O modal é apontado estrategicamente como fundamental para o ganho de escala na distribuição de cargas.A implantação de sistemas sobre trilhos,"trens urbanos, Metrôs,VLT e monotrilho",são prioridades para ampliar a capacidade do transporte de passageiros.

Portogente
foto - ilustração/H.Rotem 
Nos dias 3, 4 e 5 de novembro, em São Paulo, a indústria metroferroviária estará reunida para apresentar soluções que contribuam com o desenvolvimento do setor e reforcem as ferrovias como elemento da intermodalidade no País. O encontro será na NT Expo - 18ª Negócios nos Trilhos, principal evento do setor metroferroviário da América do Sul, que reúne mais de 230 marcas expositoras nacionais e internacionais que exibirão as últimas tendências e inovações em equipamentos, infraestrutura, produtos, serviços e manutenção. Este ano o volume de visitantes está estimado em mais de 9 mil profissionais.
A ferrovia vem galgando posições na escala de prioridades e passou a ser foco de potenciais investimentos públicos e privados. Elemento estratégico da eficiência logística, o modal é apontado como fundamental para o ganho de escala na distribuição de cargas. A Confederação Nacional da Indústria (CNI), por exemplo, divulgou um estudo que mapeia 86 obras consideradas urgentes para garantir o escoamento da produção na região Sudeste do Brasil nos próximos cinco anos. Pelo levantamento, as ferrovias respondem por 48,5% dos investimentos, um total de R$ 30,7 bilhões para 32 trechos, que incluem novas malhas, como a que liga Anápolis (GO) a Campos dos Goytacazes (RJ). Os projetos preveem aportes da iniciativa privada, governo federal e parcerias públicos privadas que darão andamento a 11 mil quilômetros de vias, anunciadas na primeira etapa do PIL, em 2012, mas que não foram licitadas.
No que diz respeito ao transporte metropolitano, a implantação de sistemas sobre trilhos são a prioridade para ampliar a capacidade do transporte de passageiros. De acordo com a Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos), o Brasil tem 20 novos projetos, já contratados ou em execução, que somam 336 quilômetros em obras de metrôs, trens urbanos, VLT e monotrilho, que devem ser finalizados nos próximos cinco anos para atender a demanda nos grandes centros urbanos.
Todas estas iniciativas serão debatidas na próxima semana, durante NT Expo, por especialistas, empresários e autoridades do setor, durante o Fórum de Líderes, encontro inédito, apoiado pela UIC (International Union of Railways), que será realizado dentro da NT Expo nos dias 4 e 5 de novembro. "Sabemos que mais de 61% do público participante do evento é composto por CEOs, diretores, gerentes e coordenadores, que são atores diretos do desenvolvimento do setor. Queremos que, além de ser um ambiente para geração de negócios, a NT Expo seja ponto de partida para novos posicionamentos de mercado", explica o gerente da feira, Renan Joel.
Fonte - Portogente  29/10/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"