domingo, 8 de maio de 2016

Paralisação do metrô de Recife atingiu quase 100 mil usuários

Transportes sobre trilhos

Segundo o presidente do Sindicato dos Metroviários do Recife, Diogo Morais, a insegurança no Metrô do Recife foi agravada pela saída dos policiais ferroviários federais de suas funções e pelas brigas de torcidas.Ao todo, 1,9 mil trabalhadores fazem parte da categoria.

Diário de Pernambuco
foto - ilustração
O metrô do Recife deve voltar a operar normalmente a partir das 5h desta segunda-feira (9), após passar todo o domingo (8) fechado em virtude do jogo entre Santa Cruz e Sport. A expectativa é de que quase 100 mil pessoas deixaram de ser atendidas pelo modal durante o período de paralisação.
A decisão foi tomada na última sexta-feira (6) numa forma de protesto contra a falta de segurança no sistema, agravada por atos de vandalismo e violência nos trens e estações em dias de jogos. Treze trens da Linha Centro e 7 trens da Linha Sul estão sem circular neste domingo
Segundo o presidente do Sindicato dos Metroviários do Recife, Diogo Morais, a insegurança no Metrô do Recife foi agravada pela saída dos policiais ferroviários federais de suas funções e pelas brigas de torcidas.Ao todo, 1,9 mil trabalhadores fazem parte da categoria.
"É uma luta nossa para resolver um problema que afeta a sociedade como um todo. Queremos resguardar a integridade física dos funcionários, da população e do patrimônio público. Sempre que há atos de vandalismo em dias de jogos, a consequência no dia seguinte é a redução da frota de trens", disse Diogo.

Nova paralisação
Na próxima terça-feira (10) os metroviários vão parar novamente, em apoio a uma ação da Central Única de Trabalhadores (CUT) em todo o Brasil em protesto contra o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.
Fonte - Diário de Pernambuco  08/05/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"