sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Baixa demanda põe aviação doméstica em níveis do início da década

Aviação comercial

De janeiro a setembro, a oferta acumula baixa de 6,1%, acompanhando a demanda em queda de 6,3%. O fator de aproveitamento tem piora de 0,2 ponto percentual (80%), e o total de passageiros registra queda 8% (65,4 milhões de viagens).Os dados são a consolidação das operações realizadas pelas integrantes da Abear (Associação Brasileira das Empresas),Avianca, Azul, Gol e Tam

Abear 
foto - ilustração
A demanda por voos domésticos no Brasil seguiu em queda em setembro, recuando 4,4% ante o mesmo mês de 2015. Esse foi o 14º resultado negativo consecutivo para a estatística. A oferta, em baixa há 13 períodos, teve retração de 5% na mesma base de comparação. A queda da oferta superior à da demanda resultou em aprimoramento de 0,53 ponto percentual do fator de aproveitamento em relação a setembro do ano passado, para 80,11%. No mês, foram transportados 7,1 milhões de passageiros nos voos realizados dentro do país, baixa de 6,5%.
Os dados são a consolidação das operações realizadas pelas integrantes da Abear (Associação Brasileira das Empresas) – Avianca, Azul, Gol e Tam– e representam 99% do mercado doméstico.
Em valores absolutos, a demanda total apurada para o mês de setembro é a mais baixa desde 2010. Para a oferta e para o volume passageiros transportados, os resultados são os mais fracos desde setembro de 2012.
De janeiro a setembro, a oferta acumula baixa de 6,1%, acompanhando a demanda em queda de 6,3%. O fator de aproveitamento tem piora de 0,2 ponto percentual (80%), e o total de passageiros registra queda 8% (65,4 milhões de viagens).

Transporte internacional

No segmento internacional, a oferta das associadas Abear registrou diminuição de 9,8% em setembro na base anual de comparação. A demanda, por sua vez, encolheu 4,3%. Em consequência, o fator de aproveitamento dos voos internacionais foi aprimorado em 5,02% pontos percentuais, chegando a 87,26%. O mês registrou ainda o embarque de 619 mil passageiros, recuo de 0,4%.
Em valores absolutos, os resultados dos três indicadores são os mais baixos para um mês de setembro desde 2014 – e os menores para toda a série desde junho desse ano.
No acumulado dos nove meses de 2016, a oferta de serviços internacionais de transporte aéreo mostra recuo de 4,2%, para uma demanda enfraquecida em 2,8%. O fator de aproveitamento tem alta de 1,23 ponto percentual para 82,64%. Foram 5,5 milhões de passageiros embarcados no período, alta de 0,75%.

Cargas
Em setembro foram transportadas 27,5 mil toneladas de carga em voos realizados dentro do país, total 3,1% inferior ao do mesmo mês do ano passado. No segmento internacional, foram 15,3 mil toneladas transportadas, um crescimento de 4,7% na mesma base de comparação.
De janeiro a setembro o transporte doméstico de carga aérea teve baixa de 7,8% (somando 231,2 mil toneladas). O peso total movimentado internacionalmente foi, por sua vez, 0,41% inferior ao registrado em igual período do ano anterior (somando 128,3 mil toneladas).
Fonte - CNT  21/10/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"