quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Conclusão do VLT de Cuiabá deve custar até R$ 450 milhões ao Estado

Transportes sobre trilhos  🚄

Iniciada em 2012 como parte do pacote de obras de mobilidade urbana para a Copa do Mundo, a obra do modal sobre trilhos está paralisada desde dezembro de 2014 e já custou mais de R$ 1 bilhão aos cofres públicos.

O Documento - RF
foto - ilustração/arquivo
O secretário de Cidades (Secid), Wilson Santos (PSDB), disse durante entrevista à Rádio Capital, na manhã desta terça-feira (12), que a conclusão do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) deverá custar aos cofres públicos de Mato Grosso R$ 450 milhões. “Já temos R$ 193 milhões congelados na nossa conta convênio, acreditamos que com mais ou menos R$ 200 a R$ 250 milhões terminamos o VLT. Até o fim de janeiro, teremos o preço fechado. Calculamos que o valor seja de R$ 400 a R$ 450 milhões para terminar tudo”, explicou.
Iniciada em 2012 como parte do pacote de obras de mobilidade urbana para a Copa do Mundo, a obra do modal sobre trilhos está paralisada desde dezembro de 2014 e já custou mais de R$ 1 bilhão aos cofres públicos.
Na última sexta-feira (1), o governador Pedro Taques (PSDB) confirmou que o governo deve lançar licitação na modalidade Regime de Contratação Diferenciada (RDC) para contratar uma nova empresa para retomar as obras do VLT, que ligará as cidades de Várzea Grande Cuiabá.
O novo edital deverá ser lançado até fevereiro de 2018, porém, Wilson Santos já adiantou que o novo contrato não sofrerá alterações irregulares como teria acontecido na administração passada. “Nós não vamos fazer dez alterações no contrato, em 30 dias, igual foi feito no governo passado. Aquilo que estiver no nosso edital, não será alterado em uma vírgula”, garantiu.
Fonte - Revista Ferroviária  13/12/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"