quarta-feira, 21 de junho de 2017

Brasil é maior que a crise

Ponto de Vista ūüĒć

O vice-presidente da Associa√ß√Ķes dos Engenheiros da Petrobras (Aepet), Fernando Siqueira, acredita que o Brasil √© maior que a crise e saber√° superar os desafios colocados.Ildo Sauer, ex-diretor da companhia de 2003 a 2008 e professor do Instituto de Engenharia e Ambiente da Universidade de S√£o Paulo (IEA-USP), define como um "crime" o que est√£o fazendo com a Petrobras e defende: "O Brasil n√£o pode desperdi√ßar o papel da Petrobras e do pr√©-sal na disputa geopol√≠tica em escala global." 


Portogente
foto - ilustração
Reunidos em semin√°rio na √ļltima segunda-feira (19), na capital paulista, lideran√ßas nacionais dos engenheiros e entidades empresariais discutiram a defesa intransigente da Petrobras e da engenharia brasileira, seriamente atingidas por "uma lavagem cerebral" em curso no Brasil, tendo como "pano de fundo" a crise econ√īmica propriamente dita e as diversas investiga√ß√Ķes de desmandos na petrol√≠fera e outras grandes empresas. O vice-presidente da Associa√ß√Ķes dos Engenheiros da Petrobras (Aepet), Fernando Siqueira, acredita que o Brasil √© maior que a crise e saber√° superar os desafios colocados.
Ildo Sauer, ex-diretor da companhia de 2003 a 2008 e professor do Instituto de Engenharia e Ambiente da Universidade de S√£o Paulo (IEA-USP), define como um "crime" o que est√£o fazendo com a Petrobras e defende: "O Brasil n√£o pode desperdi√ßar o papel da Petrobras e do pr√©-sal na disputa geopol√≠tica em escala global." Ainda de acordo com ele, o que se v√™ hoje no Pa√≠s √© a destrui√ß√£o de toda a sua base produtiva, “e no centro desse desastre todo est√° a desvaloriza√ß√£o da Petrobras, alguns colocando que a empresa √© um lixo. Um crime sem d√ļvida nenhuma o que fazem com ela. A Petrobras precisa ser defendida, ela pode garantir um futuro soberano e digno para o Pa√≠s”.
Siqueira, para mostrar o que est√° em jogo com a desmoraliza√ß√£o da Petrobras, falou sobre a conjuntura internacional do petr√≥leo, observando que o combust√≠vel “√© a fonte mais eficiente de energia, f√°cil de extrair, transportar e utilizar e respons√°vel por 92% do transporte mundial de pessoas e produtos”. E foi taxativo: “Ele foi e ainda √© o piv√ī de todas as guerras.” O petr√≥leo √© ainda mat√©ria-prima de mais de tr√™s mil produtos petroqu√≠micos e est√° presente em mais de 85% de bens de uso comum do nosso dia a dia, explicou.
Para ele, a sociedade brasileira precisa entender o que est√° em jogo nessa quest√£o sob pena de comprometer o futuro do Pa√≠s. Ele exemplificou, citando o caso da Noruega que, at√© a d√©cada de 1970, era o segundo pa√≠s mais pobre da Europa. Mas, a partir da descoberta de petr√≥leo no Mar do Norte, o governo noruegu√™s criou a Statoil e se tornou o pa√≠s mais desenvolvido do mundo, com o melhor √ćndice de Desenvolvimento Humano (IDH) nos √ļltimos cinco anos. “E ainda tem uma reserva de oito bilh√Ķes de barris, um Fundo Soberano de 900 bilh√Ķes de euros para quando acabar o petr√≥leo, manter a qualidade de vida”, apresentou o vice da Apaet. Por outro, prosseguiu, os pa√≠ses que entregaram seu petr√≥leo para multinacionais est√£o na mis√©ria, s√£o os casos de Gab√£o, Nig√©ria, Angola, Iraque e outros. Siqueira advertiu que o Brasil pode tomar o caminho do segundo grupo se n√£o preservar a Petrobras, o modelo de partilha na explora√ß√£o do pr√©-sal, n√£o investir em educa√ß√£o, sa√ļde e na ind√ļstria nacional com a pol√≠tica do conte√ļdo local. Para tanto, entre outras a√ß√Ķes, ele defende a participa√ß√£o da sociedade nas defini√ß√Ķes das pol√≠ticas para explora√ß√£o do petr√≥leo.
Fonte - Portogente  21/06/2017

Nenhum coment√°rio:

Postar um coment√°rio

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"