sábado, 14 de maio de 2016

Vibrações nos Trens é Tema de Dissertação de Mestrado

Transportes sobre trilhos

A análise de vibrações é uma técnica de manutenção preditiva que monitora a “saúde da máquina”, fornecendo através de gráficos característicos diagnósticos que pontuam defeitos e seu grau de severidade. Ao longo de um ano foram realizadas medições mensais nos motores de tração e nos conjuntos motor-compressor de 6 TUEs da frota CISM, obtendo resultados significativos.

CBTU

A funcionária da CBTU Recife, Sandra Holanda, coordenadora da Coordenadoria Operacional de Planejamento e Engenharia de Manutenção - Copem, concluiu agora no mês de abril, a dissertação de mestrado realizada no Programa de Engenharia Mecânica da UFPE com o tema “Aplicação da Manutenção Preditiva por Análise de Vibrações em Equipamentos de Trens Urbanos com Plano de Manutenção Proposto”.
A análise de vibrações é uma técnica de manutenção preditiva que monitora a “saúde da máquina”, fornecendo através de gráficos característicos diagnósticos que pontuam defeitos e seu grau de severidade. Ao longo de um ano foram realizadas medições mensais nos motores de tração e nos conjuntos motor-compressor de 6 TUEs da frota CISM, obtendo resultados significativos.
Além do professor Dr. Tiago Leite Rolim, compôs a banca examinadora da defesa da dissertação o professor Dr. Adalberto Nunes de Siqueira, gerente da Gerência Regional de Manutenção – Giman. 


Para que o estudo fosse realizado, a funcionária mestranda contou com a colaboração de colegas da Copem, Comap, Comac, Coofi, Coset e CCO, além do apoio da Giman.
“Entendo que o atendimento ao crescimento sistemático da demanda operacional do Metrô do Recife, que passou de 8 mil para 16 mil viagens mensais, associado ao cenário de contingenciamento orçamentário, só será possível a partir da adoção de práticas de manutenção centrada em confiabilidade. Fico muito feliz cada vez que sou convidado a ajudar os nossos colegas trabalhadores estudantes, que utilizam os seus conhecimentos acadêmicos para contribuir na melhoria dos nossos processos de manutenção, que é o caso de Sandra Holanda”, nos conta Adalberto.
“Estou muito satisfeita e grata com o resultado do trabalho conjunto envolvendo CBTU e UFPE, o qual agregou valores de pesquisa e tecnologia à nossa Companhia, subsidiando a manutenção com diagnósticos essenciais na correção de anomalias que podem culminar em falhas. A missão agora será a implantação dessa técnica no nosso material rodante”, completa Sandra.
Fonte - CBTU  13/05/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"