quarta-feira, 19 de julho de 2017

Gov.Rui Costa entrega requalificação da Ladeira de Santana

Infraestrutura urbana  🚧

As obras de requalificação da Ladeira de Santana no bairro de Nazaré em Salvador, com novas calçadas e pavimento recuperado, foram entregues pelo Gov. Rui Costa na manhã de terça feira (18),que também visitou as intervenções que estão sendo feitas nas ruas da localidade, por meio do projeto ‘Pelas Ruas do Centro Antigo’, que vai recuperar 30 vias de Nazaré.

Da Redação
foto - Manu Dias/GOVBA
O governador Rui Costa entregou, na manhã de terça-feira (19), as obras de requalificação da Ladeira de Santana, no bairro de Nazaré, em Salvador, com novas calçadas e pavimento recuperado, e visitou as intervenções que estão sendo feitas nas ruas da localidade, por meio do projeto ‘Pelas Ruas do Centro Antigo’, que vai recuperar 30 vias de Nazaré.
No total, mais de 260 ruas de 11 bairros de Salvador receberão melhorias. "O objetivo das obras é dar condições para as pessoas viverem no Centro, para que o turista volte a essa área da cidade", afirmou Rui sobre a intenção do Governo do Estado em estimular a atividade econômica da região.
É importante o Estado estar contribuindo para a recuperação do Centro Antigo. Além das ruas do Centro Histórico, como a Baixa dos Sapateiros, a Rua Chile, nós estamos hoje realizando obras aqui na Saúde, na Mouraria, no Politeama, nos Barris, no Barbalho, enfim, em todo o Centro Antigo, requalificando, dando condições para que o nosso patrimônio possa ser revisitado, valorizado e volte a ser um lugar de contemplação, de fé paras as pessoas, e também um lugar possível de ser frequentado pelos turistas”, enfatizou Rui.
Segundo ainda o governador, “a Bahia é muito singular nas suas igrejas, no seu patrimônio arquitetônico. Esse é um valor que nós temos que cuidar e, por isso, aqui estamos investindo R$ 115 milhões para dar condições às pessoas de caminharem, conviverem aqui no Centro, recuperando as ruas, os passeios, as praças”. Ele enfatizou que a requalificação é benéfica para os moradores – na região existem muitos idosos – e para os comerciantes. “Na Mouraria, hotéis estão sendo requalificados porque as ruas melhoraram a sua acessibilidade, a sua trafegabilidade, criando condições da gente voltar a gerar emprego e renda, aqui no Centro”.

foto - Manu Dias/GOVBA
O ato de entrega foi realizado na Igreja de Santana, que também passou por obras de restauração e reforma após 11 anos interditada pela Defesa Civil, depois do desabamento do total do teto durante uma missa. O pároco José Alves Pinheiro conduziu uma cerimônia religiosa na presença do governador, da primeira-dama Aline Peixoto e outras autoridades.
“Toda obra boa agrega valores. Essa é uma obra boa, feita com atenção, atendendo às necessidades e às solicitações que nós, da paróquia, fizemos. Então, nós teremos agora um espaço próprio para uma autoridade parar, chegar, entrar pela porta principal da igreja. Também uma noiva, uma família em festa. Isso vai agregar valores”, afirmou o padre. Ele destacou ainda a importância das melhorias na vida da grande comunidade, que vai poder transitar pelo local com mais tranquilidade.

foto - Manu Dias/GOVBA
As obras do projeto ‘Pelas Ruas do Centro Antigo’ são executadas pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), órgão vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Urbano (Sedur). “São obras difíceis de fazer e que causam transtornos aos moradores e outras pessoas que transitam no local, mas são transtornos momentâneos, tão logo essas obras sejam concluídas”, afirmou o presidente da Conder, José Lúcio Machado, sobre as especificidades dos trabalhos no Centro Antigo. “Nós temos executados 35% dessas 267 vias e a intenção da gente é, no fim do ano que vem, ter esse cronograma de obras totalmente concluído”.
Comerciante há 22 anos na localidade do Gravatá, Gilberto Souza é dono de uma sorveteria e acredita que o projeto é um ganho para o comércio e para as residências. “O comércio e a rua ficam mais bonitos, dá outro visual. Muito bom. O trabalho está sendo bem aceito”. O presidente da Associação de Moradores do Centro Antigo, Cláudio Amorim, enfatizou que o retorno dos moradores dos bairros beneficiados em relação às obras é bastante positivo. “Aqui já tem aproximadamente 30 anos que a gente não vê intervenções. Parabenizo muito ao Governo do Estado, a Dircas [Diretoria do Centro Antigo de Salvador] que, quando as obras começaram, procurou se aproximar da comunidade para poder dialogar”.
Com informações da Secom Ba.  19/07/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"