sábado, 23 de abril de 2016

Obras da Baixa dos Sapateiros em Salvador estão 80% concluídas

Infraestrutura Urbana

O território, que inclui em sua extensão 11 bairros da capital baiana, segue com obras de requalificação em ritmo constante. Aos poucos, a infraestrutura urbana é recuperada. Dando continuidade às vistorias iniciadas na sexta (22), o governador também acompanhou, neste sábado, o andamento das obras em ruas do Barbalho e Santo Antônio Além do Carmo. 

Da Redação
foto - Manu Dias/Gov.Ba
Oitenta por cento das obras de requalificação da Baixa dos Sapateiros, no Centro Antigo de Salvador, já foram concluídas, com recuperação de calçadas, pavimentação de vias e instalação de itens de acessibilidade. A estimativa é que a região, conhecida historicamente pelo forte comércio, seja totalmente requalificada até julho deste ano. Na manhã deste sábado (23), o governador Rui Costa vistoriou o local, acompanhado de demais autoridades. Como de costume, ele visitou estabelecimentos comerciais e ouviu a população.
"Para fortalecer a economia é preciso dar condições de o comércio crescer. A Baixa dos Sapateiros tem muitas lojas e opções de produtos e deve voltar a ser um lugar de grande circulação de pessoas”, afirmou Rui, enfatizando que o Governo está requalificando a área com o propósito de "melhorar as condições para comerciantes e consumidores".
Iluminação, o rebaixamento das redes de telefonia subterrânea e a construção da Praça Ary Barroso, no antigo Lar Franciscano Santa Izabel, são as pendências para a conclusão da obra que está em andamento. Ao todo, R$ 14,5 milhões na intervenção, que faz parte do Projeto de Requalificação da Baixa dos Sapateiros.
“Aqui estava com uma situação bastante precária. A gente percebia que as calçadas quebradas e estreitas afetavam de forma negativa as pessoas. Isso refletiu na diminuição da freqüência aqui. A requalificação renova minha esperança. Acredito que a situação vai melhorar em termos de vendas”, disse a comerciante, Maria Maçal.

foto - Manu Dias/Gov.Ba
Pelas Ruas do Centro Antigo
Área histórica de Salvador, o Centro Antigo tenta recuperar a boa imagem de cartão postal da cidade. O território, que inclui em sua extensão 11 bairros da capital baiana, segue com obras de requalificação em ritmo constante. Aos poucos, a infraestrutura urbana é recuperada. Dando continuidade às vistorias iniciadas na sexta (22), o governador também acompanhou, neste sábado, o andamento das obras em ruas do Barbalho e Santo Antônio Além do Carmo.
Os bairros compõem, junto com Saúde, Barris e Tororó, o lote 3 do Projeto Pelas Ruas do Centro Antigo de Salvador. Na sexta, a vistoria havia acontecido no bairro da Saúde, onde o governador conferiu as obras, visitou residências e estabelecimentos comerciais e conversou com moradores da área.
Até o momento, foram recuperadas, nesse lote, 22 vias, por meio de obras iniciadas no ano passado. Ao todo, 84 ruas devem ser entregues até o final do ano. Para apenas esta etapa, foram investidos R$ 26,3 milhões do recurso total de R$ 124 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II). "Esse bairro [Barbalho] tem bastante idoso. Muitos evitavam as calçadas para não cair e acabava tendo que andar pelas ruas, onde passam carro, correndo risco de vida. Estou muito feliz com a reforma das calçadas e da pista”, afirmou a comerciante, Dulce Maria Santos.
As obras são executadas pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Urbano (Sedurt), com o objetivo de melhorar os espaços para quem vive, transita ou tem negócios no Centro Antigo, território que tem área total de sete mil metros quadrados.
A previsão é requalificar 267 ruas da região, com obras de pavimentação, construção de passeios com acessibilidade, ciclofaixas, sinalização viária, drenagem e serviços complementares quando necessário para a funcionalidade da via.

Mais 40 vias serão beneficiadas
No último dia 19, Rui Costa, acompanhado de diversas autoridades e moradores da região, assinou ordem de serviço para a realização de obras em mais 40 vias, nos bairros do Barbalho, Soledade, Nazaré, Lapinha e Macaúbas. As intervenções fazem parte do lote 5 do Projeto Pelas Ruas. Na ocasião, também foi autorizado o início da requalificação da Rua Chile e seu entorno, que integra o segundo lote de obras do projeto.
A via é um dos principais acessos ao Centro Histórico e concentra edificações que preservam parte da história baiana e brasileira. Antes de assinar as ordens de serviço, o governador, acompanhado do secretário de Desenvolvimento Urbano, Carlos Martins, conferiu o resultado das obras já realizadas na Ladeira da Água Brusca e no Santo Antônio Além do Carmo.
Com informações da Secom Ba.   23/04/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"