quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Movimentação de cargas nos portos supera 1 bi de toneladas pela primeira vez na história

Economia

A maior parte da carga transportada, com uma parcela de 62,7%, foi de granel sólido. Em seguida, por participação, vieram granel líquido (22,3%), contêiner (9,8%) e carga solta (5%). Por tipo d​e carga específica, o destaque foi o minério de ferro, com 364 milhões de toneladas movimentadas em 2015

Natália Pianegonda - Agência CNT* 
foto -  Divulgação/Appa - 17/02/2016
A movimentação de cargas nos portos brasileiros bateu recorde histórico em 2015. Pela primeira vez, o resultado ultrapassou a marca de 1 bilhão de toneladas, com incremento de 3,9% em relação a 2014, quando o total foi de 968,8 milhões de toneladas. Os dados estão disponíveis na plataforma WebPortos, lançada pela SEP (Secretaria Especial de Portos) nessa terça-feira (16).
A maior parte da carga transportada, com uma parcela de 62,7%, foi de granel sólido. Em seguida, por participação, vieram granel líquido (22,3%), contêiner (9,8%) e carga solta (5%). Por tipo d​e carga específica, o destaque foi o minério de ferro, com 364 milhões de toneladas movimentadas em 2015, o que representa crescimento de 5,3% frente ao ano anterior.
Do total de exportações, 64,5% passaram por TUPs (Terminais de Uso Privado), construídos e explorados diretamente por empresas, com autorização do poder público.
Desenvolvido em parceria com a UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), o novo sistema consolida as informações sobre os portos brasileiros oriundas de diversas fontes, como Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Companhias Docas, entre outras.
O WebPortos está aberto para consultas e o link está disponível na página da Secretaria de Portos, na internet.
*Com informações da SEP
Fonte - Agência CNT de Notícias  17/02/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"