terça-feira, 19 de abril de 2016

Mais de 40 ruas do Centro Antigo de Salvador serão requalificadas pelo Governo do Estado

Infraestrutura Urbana

Na manhã desta terça-feira (19), durante solenidade realizada no Barbalho, o governador Rui Costa, acompanhado de diversas autoridades e moradores da região, assinou ordem de serviço para a realização de obras em mais 40 vias, nos bairros do Barbalho, Soledade, Nazaré, Lapinha e Macaúbas. As intervenções fazem parte do lote 5 do Projeto Pelas Ruas do Centro Antigo de Salvador, cujo objetivo é melhorar os espaços para quem vive, transita ou tem negócios na região, que possui 11 bairros, distribuídos em sete mil metros quadrados.

Da Redação
foto - Manu Dias/Gov.Ba.
Calçadas com piso tátil, rampas e demais itens de acessibilidade, além de vias pavimentadas com nova sinalização horizontal e vertical, integram o conjunto de obras de requalificação urbana que está sendo executado, por etapas, no Centro Antigo de Salvador, desde o ano passado. Na manhã desta terça-feira (19), durante solenidade realizada no Barbalho, o governador Rui Costa, acompanhado de diversas autoridades e moradores da região, assinou ordem de serviço para a realização de obras em mais 40 vias, nos bairros do Barbalho, Soledade, Nazaré, Lapinha e Macaúbas. As intervenções fazem parte do lote 5 do Projeto Pelas Ruas do Centro Antigo de Salvador, cujo objetivo é melhorar os espaços para quem vive, transita ou tem negócios na região, que possui 11 bairros, distribuídos em sete mil metros quadrados.
Na ocasião, também foi autorizado o início da requalificação da Rua Chile e seu entorno, que integra o segundo lote de obras do projeto. A via é um dos principais acessos ao Centro Histórico e concentra edificações que preservam parte da história baiana e brasileira. “A Rua Chile terá todo o cabeamento enterrado. A fiação elétrica e de telefone será subterrânea. Ou seja, não teremos mais fios aparentes. As obras fazem parte do PAC Cidades históricas e têm o objetivo de revalorizar nosso Centro Histórico e o Centro Antigo. Este é um grande patrimônio da Bahia e de Salvador. Milhares de pessoas vêm nos visitar, seja para conhecer nossa cultura ou nosso patrimônio histórico. Estamos cuidando dele para que possamos gerar empregos nas pousadas, nos hotéis e restaurantes, para que as pessoas de Salvador possam receber bem aqueles que nos visitam”, disse o governador.
Antes de assinar as ordens de serviço, o governador, acompanhado do secretário de Desenvolvimento Urbano, Carlos Martins, conferiu o resultado das obras já realizadas na Ladeira da Água Brusca e no Santo Antônio Além do Carmo. “Também fizemos [nesta terça-feira] a entrega oficial de 22 ruas que já estão concluídas, pavimentadas, algumas com asfalto, outras com calçamento, mas todas incluindo passeio e drenagem para melhorar a qualidade de vida aqui no Centro Histórico”, completou Rui.

foto - Manu Dias/Gov.Ba
Santo Antônio
Religiosas e cheias de disposição, as aposentadas Jaci Guedes e Bárbara Santos não são moradoras do Centro Histórico, mas todas as terças-feiras elas saem do IAPI e da Avenida Paralela, respectivamente, para assistirem à missa na Igreja de Santo Antônio. Bárbara se recorda sem saudade dos passeios danificados. “A gente descia aqui vendo a hora de se arrebentar toda. Estou achando 100% melhor do que estava. Era horrível isso aqui para a gente passar”.
Proprietário de uma pizzaria na região, Antônio Reis está otimista com o andamento das obras. “É sempre importante a pavimentação, [a melhoria das] calçadas, que realmente eram muito ruins, com buracos. Uma obra dessa, obviamente, valoriza [a região], principalmente para quem tem comércio. Os clientes se sentem mais à vontade. Não tem como negar que isso é importante”, afirmou.

Comércio fortalecido
Há três anos comercializando cachorro-quente em um pequeno ponto comercial entre o Barbalho e Macaúbas, Vanilda Aquino até tinha ouvido falar sobre a requalificação do Centro Antigo, mas ficou surpresa ao saber que as obras vão iniciar nos próximos dias. “Com certeza vai ser ótimo. Está tudo quebrado e as pessoas às vezes tomam topadas andando por aqui”, contou.

Requalificação do Centro Antigo
O secretário Carlos Martins ressaltou a importância econômica e social do projeto Pelas Ruas do Centro Antigo de Salvador. “Trata-se de um importante programa de recuperação do Centro Antigo de Salvador, que tem um objetivo turístico, no sentido de melhorar a visibilidade e as demais condições turísticas da cidade e, ao mesmo tempo, faz com que a região volte a ser um local de moradia aprazível, segura e com acessibilidade”.
O projeto tem cinco lotes e três deles (1, 2 e 3) já estão com obras em execução, nos bairros da Saúde, parte do Santo Antônio Além do Carmo, Comércio, Dois de Julho e Conceição da Praia. No total, 267 ruas do Centro Antigo de Salvador passarão por melhorias na infraestrutura urbana, com obras de pavimentação, construção de passeios com acessibilidade, ciclofaixas, sinalização viária, drenagem, entre outros serviços. O investimento total previsto é de R$ 124 milhões.

Estudo
Antes da elaboração do projeto, um estudo realizado na área para diagnóstico da situação das ruas do Centro Antigo indicou a necessidade de recuperação de vias e passeios, com obras de pavimentação e requalificação, abrangendo calçadas, ladeiras e retirada de fiação aérea em alguns pontos, a exemplo da Rua Chile e Rua Direita do Santo Antônio. O objetivo é valorizar o patrimônio histórico e melhorar a acessibilidade.
A fiação aérea, por exemplo, prejudica a visão do conjunto arquitetônico local, formado por casas dos séculos XVII, XVIII e XIX. Por isso, será implantada uma nova estrutura subterrânea, por onde passarão as redes de energia elétrica, telefonia e internet.

Abrangência do projeto

No lote 1, formado pelos bairros do Comércio e Calçada, estão sendo investidos R$ 28,2 milhões na execução dos serviços em 55 vias. Os bairros do Centro, Dois de Julho, Nazaré e Politeama compreendem o lote 2, onde o governo investe R$ 42,9 milhões na melhorias da infraestrutura urbana em 80 ruas, incluindo a Rua Chile e seu entorno, onde serão investidos 4,53 milhões.
No lote 3, local onde o projeto foi iniciado, serão requalificadas 84 vias nos bairros da Saúde, parte do Santo Antônio Além do Carmo, Barris e Tororó, com recursos de R$ 26,3 milhões. Oito ruas do Santo Antônio Além do Carmo formam o lote 4, incluindo a vala técnica na Rua Direita, com investimento de R$ 5,6 milhões.
O lote 5, que está sendo iniciado esta semana, é formado por 40 vias dos bairros do Barbalho, Macaúbas, Soledade e Lapinha. Neste lote, serão utilizados recursos de R$ 12,04 milhões.

Centro Histórico e Antigo
O Centro Histórico de Salvador (CHS) é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), desde 1984, e, a partir de 1985, foi reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) como Patrimônio da Humanidade. Com 0,8 quilômetros quadrados, a delimitação do Centro Histórico inicia próximo ao Mosteiro de São Bento e segue até o Forte Santo Antônio Além do Carmo.
Já o Centro Antigo da capital é uma área de sete quilômetros quadrados, que inclui em sua extensão territorial onze bairros da capital baiana como Centro, Barris, Tororó, Nazaré, Saúde, Barbalho, Macaúbas, parte do espigão da Liberdade, Santo Antônio e Comércio, além do Centro Histórico.
Com informações da Secom Ba.  19/04/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"