quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Praça das Artes no Pelourinho pode ganhar espaço de cinema e vídeo

Arte&Cultura

“Para começar algumas atividades necessitamos apenas da pintura e do condicionamento do ar”, adianta o coordenador-geral da TV Pelourinho, Alex Maia. Segundo o diretor-geral do Ipac, João Carlos de Oliveira, o instituto estava com um antigo cinema de pequeno porte subutilizado, que poderá abrigar atividades da emissora.

Da Redação
foto - Lazaro Menezes/Secom
A Praça das Artes, localizada no Pelourinho, entre a Rua Gregório de Mattos e a Baixa dos Sapateiros (Avenida JJ Seabra), no Centro Histórico de Salvador (CHS), pode ganhar um espaço para ações sociais de cinema e vídeo voltada para jovens. A TV Pelourinho e o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), vinculado à Secretaria de Cultura do Estado (Secult), estão construindo parceria para dinamizar uma antiga sala de cinema existente na praça.
“Para começar algumas atividades necessitamos apenas da pintura e do condicionamento do ar”, adianta o coordenador-geral da TV Pelourinho, Alex Maia. Segundo o diretor-geral do Ipac, João Carlos de Oliveira, o instituto estava com um antigo cinema de pequeno porte subutilizado, que poderá abrigar atividades da emissora.
A expectativa é que a ocupação do espaço já comece neste primeiro semestre para atividades educativas de vídeo e cinema. Em contrapartida, a TV Pelourinho oferecerá vagas gratuitas para jovens sem condições socioeconômicas de arcar com cursos semelhantes. Uma das ideias para dinamizar a parceria é inscrever a reforma do local e o projeto de ação em editais do governo federal.

Acessibilidade
Há cerca de 15 anos funcionou no espaço um cinema 180°. O local dispõe de hall com portas e janelas, sanitários em boas condições, estacionamento ao lado, com 200 vagas para carro e 40 para moto, além de segurança patrimonial do Ipac e rampas de acessibilidade, como explica Oliveira.
Equipes da TV Pelourinho e Ipac já vistoriaram o local. Do Instituto participaram o diretor e a coordenadora de Editais, Ana Coelho. Da TV, o coordenador Alex Maia, o diretor-administrativo Elismar Lima, o cinegrafista Ramon Silva e a produtora Kinda Rodrigues. A TV Pelourinho foi idealizada pela ONG Ação Pela Cidadania para trabalhar ações artísticas e sociais. Aulas de audiovisual, computação gráfica, web design, TV e cinema são algumas das atividades.

Imóveis
foto - Jefferson Vieira/Secom

O Ipac coordena a política estadual de proteção ao patrimônio cultural. Agora, segundo o diretor, elabora um plano de ocupação de imóveis no CHS. “Precisamos ocupar os imóveis com planejamento adequado, dando uso aos espaços ociosos degradados, para que sejam restaurados, ocupados e com novas atividades em benefício ao bairro e da população”.
O órgão mantém sob a sua responsabilidade 226 imóveis na zona tombada do Centro Histórico, que corresponde apenas a cerca de 2% do total existente nessa região. O restante de 98% são propriedade de órgãos e secretarias da Prefeitura de Salvador, do governo estadual, de privados e de irmandades e ordens religiosas da Igreja Católica. Mais informações estão disponíveis no site do Ipac. - http://www.ipac.ba.gov.br/ -
Com informações da Secom Ba.  18/02/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"