sábado, 8 de julho de 2017

Engenheiro sueco testa seu próprio tapete mágico

Tecnologia  ✈

A coisa que foi uma poltrona se tornou um tapete voador nas mãos do engenheiro sueco Alex Borg. O inventor criou um dispositivo que pode voar o equipando com motores elétricos.

Sputnik
Imagem/YouTube
Os tubos metálicos formam a carcaça para quatro pétalas em forma de círculo com 19 motores elétricos Elite 5010 274 kV com hélices instalados em cada pétala.
Os 80 acumuladores Multistar 4s, com peso total de 35 quilogramas, são as fontes da energia do dispositivo. As baterias permitem realizar um voo de 12 minutos.
Cada pétala com hélices forma a estrutura rígida, mas estas pétalas são fixadas de forma flexível entre si, copiando assim o esquema de um quadrotor.
Devido às particularidades do aparelho, parece que o piloto conduz um tapete mágico voador feito de hélices.
Alex Borg já tinha testado pessoalmente o seu dispositivo, que foi batizado de ChAIR. O voo se prolongou por 8 minutos.
O projeto já custou mais de $ 10.000 ao engenheiro.
Fonte - Sputnik  08/07/2017


Brasil pode não atingir objetivos sustentáveis da ONU, dizem organizações

Direitos Humanos  👪

O alerta é de integrantes da sociedade civil, que elaboraram um relatório sobre a situação do país que aponta poucos avanços e até mesmo retrocessos em áreas como redução da pobreza e garantia da saúde.Uma versão reduzida do relatório "Luz da Sociedade Civil sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável" foi apresentada nesta sexta-feira (7), no Rio de Janeiro.

Vladimir Platonow
Repórter da Agência Brasil
 Fernando Frazão/Agência Brasil
Se forem mantidas as atuais tendências em relação à evolução dos indicadores sociais, o Brasil poderá não atingir os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o ano de 2030. O alerta é de integrantes da sociedade civil, que elaboraram um relatório sobre a situação do país que aponta poucos avanços e até mesmo retrocessos em áreas como redução da pobreza e garantia da saúde.
Uma versão reduzida do relatório "Luz da Sociedade Civil sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável" foi apresentada nesta sexta-feira (7), no Rio de Janeiro. Na próxima semana, haverá uma reunião na ONU, em Nova York, em que a organização irá avaliar o desenvolvimento de cada país.
“Estamos muito preocupados porque entre os objetivos fixados, como a questão da pobreza e da fome, estamos percebendo um princípio de retrocesso. Eles têm relação com a situação econômica e social do país. Os dados mostram até 2014 um caminho exitôso, mas inicia-se a crise e as curvas, que eram ascendentes, começam a cair”, disse o pesquisador do Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase), Francisco Menezes, também integrante do Action Aid Brasil, uma federação internacional de entidades sociais.
Francisco chamou a atenção para as mudanças no índice de Gini, indicador que retrata o nível de desigualdade em uma sociedade. “A curva de Gini até 2014 vinha em um processo mostrando redução da desigualdade. Em 2015 ele para e, em 2016, começa a crescer, mostrando que aumenta a desigualdade no país”, alertou o pesquisador do Ibase. Segundo ele, em 2014 o índice de Gini era 0,491 e subiu para 0,523 em 2016. Quanto mais próximo de zero, mais igualitário é o país.
Para outro integrante do grupo de trabalho da sociedade civil, Richarlls Martins, a preocupação é a diferença metodológica entre os dados apresentados pelo governo brasileiro e os apurados pelos grupos independentes. “O que se pode perceber é que o relatório oficial, que será apresentado em Nova York na próxima semana, carece de dados e fontes fidedignas em comparação ao relatório que está sendo apresentado pelo conjunto amplo da sociedade civil. São visões extremamente diferentes”, disse Richarlls, que é membro da Rede Brasileira de População e Desenvolvimento.
Nesta sexta-feira, em Brasília, o coordenador-residente da ONU no Brasil, Niky Fabiancic, e o ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, Antônio Imbassahy, assinaram um memorando de entendimento entre as Nações Unidas e o Brasil, para a cooperação em iniciativas que apoiem o ODS. O documento apresentado pela sociedade civil pode ser acessado na página da internet do grupo de trabalho.
Fonte - Agência Brasil  07/07/2017

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Mostra sobre 2 de Julho fica até domingo na Estação Pirajá do metrô

Arte & Cultura  🎥

Nos painéis, o público pode conhecer mais sobre os acontecimentos no roteiro do evento que reúne localidades como o bairro de Pirajá, antiga estrada das Boiadas.A mostra fica até domingo (09)  na Estação Pirajá do Metrô de Salvador

Da Redação
Divulgação/Sedur
Quem ainda não viu a mostra ‘Salve o Dois de Julho: Memórias da Independência da Bahia 'em cartaz na Estação Pirajá de metrô, tem até este domingo (9) para conferir os 20 painéis que contam a história da data magna da Bahia, por meio de fotos e postais do acervo do Museu Tempostal e acervo do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), vinculado à Secretaria de Cultura do Estado (Secult), e referências do livro ‘História da Bahia’, do historiador baiano Luís Henrique Dias Tavares.
Nos painéis, o público pode conhecer mais sobre os acontecimentos no roteiro do evento que reúne localidades como o bairro de Pirajá, antiga estrada das Boiadas – atual Avenida Lima e Silva – e da Lapinha. A iniciativa é da Diretoria de Museus do Ipac (Dimus/Ipac) em parceria com a CCR Metrô Bahia. Leia mais no site da Dimus/Ipac.
Com informações da Sedur  07/07/2017

Trecho da Av. Tancredo Neves e o viaduto Raul Seixas serão interditados entre esta sexta e sábado,para montagem de passarela

Trânsito  🚗

De acordo com a CCR Metrô Bahia, a interdição será em função da montagem da estrutura da passarela definitiva da Estação Rodoviária,que será realizada durante o período do horário da interdição.

Da Redação
foto - ilustração/arquivo
Trechos da Av.Tancredo Neves e o acesso ao Viaduto Raul Seixas,serão interditados nesta sexta (07) a partir das 23h até as 5h do sábado (08)
De acordo com a CCR Metrô Bahia, a interdição será em função da montagem da estrutura da passarela definitiva da Estação Rodoviária,que será realizada durante o período do horário da interdição.Duas faixas permanecerão livres para o transito de veículos.
A alternativa,para o viaduto Raul Seixas,para quem deseja pegar a Av.ACM em direção a Pituba e Rio Vermelho,é seguir até a Rótula do Abacaxi e fazer o 1º retorno em baixo dos viadutos da Via Expressa.
Pregopontocom  07/07/2017 






Temer no G20, o que podemos esperar?

Política  👀

A indecisão sobre a vinda de Temer teve consequências. Um almoço previsto para acontecer em Berlin com a primeira-ministra alemã Angela Merkel acabou cancelado. No lugar do mandatário brasileiro, Merkel recebeu o primeiro-ministro de Singapura.Outra consequência da indecisão do presidente foi sua ausência no programa de imprensa distribuído a jornalistas na véspera do G20. Perguntado em uma breve entrevista coletiva sobre a lealdade de Maia mostrou-se tranquilo e disse:"Acredito plenamente [em Rodrigo Maia]. Ele só me dá provas de lealdade, o tempo todo."

Sputnik
foto - ilustração
O presidente Michel Temer (PMDB) quase deixou de lado o G20 - encontro das 19 maiores economias do mundo, mais a União Europeia. Entretanto, o peemedebista acabou por fim viajando para a Alemanha e já participou da primeira sessão de atividades. Faltando mais um dia de G20, o que podemos esperar de Temer?
O presidente já participou de um encontro de lideranças do BRICS, grupo econômico formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul e de três sessões plenárias do G20. Segundo o próprio peemedebista, as pautas das plenárias do G20 foram meio ambiente, comércio internacional e terrorismo.
Todavia, a indecisão sobre a vinda de Temer teve consequências. Um almoço previsto para acontecer em Berlin com a primeira-ministra alemã Angela Merkel acabou cancelado. No lugar do mandatário brasileiro, Merkel recebeu o primeiro-ministro de Singapura.
Outra consequência da indecisão do presidente foi sua ausência no programa de imprensa distribuído a jornalistas na véspera do G20. Em seu lugar, aparece o ministro da Fazenda Henrique Meirelles.
Além disso, o jornal Folha de S. Paulo noticiou que Temer não terá nenhum encontro bilateral durante o G20.

Gafes
Assim como aconteceu durante a recente passagem do presidente na Noruega, quando referiu-se ao monarca local como "Rei da Suécia", Temer cometeu uma gafe. Em vídeo publicado em sua rede social, Temer afirmou que seu Governo "faz voltar o desemprego". O vídeo foi apagado posteriormente.
Em uma breve declaração à imprensa na porta de seu hotel, o peemedebista também chegou a dizer que não existe crise econômica no Brasil. Questionado sobre sua fala, explicou:
"Pode levantar os dados e você verá que nós estamos crescendo empregos, estamos crescendo indústria, estamos crescendo agronegócio. Lá não existe crise econômica."
Os dados mais recentes do IBGE mostram que 13,8 milhões de brasileiros estão desempregados e a taxa de desocupação está em 13,3%. O levantamento foi do período de março a maio deste ano, o que mostra um número estável em relação ao trimestre anterior, mas um aumento de 20,4% no desemprego na comparação com o mesmo período de 2016.

Brasília
Apesar de negar, o atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já articula um possível cenário em que ele possa vir a ser o próximo presidente do Brasil. O jornal Valor Econômico noticiou que Maia intensificou sua agenda com nomes do mercado financeiro.
A permanência de Temer no cargo está ameaçado pela denúncia de corrupção passiva apresentada pela Procuradoria-Geral da República e Maia é o sucessor do peemedebista na cadeira de presidente.
Em outra breve coletiva de imprensa, Temer foi perguntado sobre a lealdade de Maia e mostrou-se tranquilo:
"Acredito plenamente [em Rodrigo Maia]. Ele só me dá provas de lealdade, o tempo todo."
Temer embarca de volta para o Brasil no início da tarde de sábado (8) e não participará dos últimos eventos do G20.
Fonte - Sputnik  07/07/2017

A East Japan Railway anunciou a construção do novo trem de alta velocidade ALFA-X de 360/km

Transportes sobre trilhos  🚅

A East Japan Railway anunciou sua intenção de construir um novo trem de teste de alta velocidade, como parte de um programa para desenvolver sua próxima geração de trens Shinkansen.

Railway Gazette
Divulgação
A JR East anunciou no dia 4 de julho que espera colocar a unidade de 10 carros em operação na primavera de 2019. Denominada ALFA-X (Advanced Labs for Frontline Activity in Rail EXperimentation),a composição de 360 ​​km / h será construída baseada em pesquisas anteriores realizadas com os trens de teste Fastech 360S e 360Z. Isso levou ao desenvolvimento dos trens de 320 km / h da série E5 e E6 que operam atualmente no Tohoku Shinkansen.
De acordo com o presidente da JR East, Tetsuro Tomita, a nova geração de trens será concluida até o final do ano financeiro de 2030 para coincidir com a conclusão da extensão de 211·7 km de Hokkaido Shinkansen para Sapporo. A viagem a 360 km / h seria necessária para atingir um tempo de viagem de cerca de 3 h sobre a rota de 1 075 km entre Tóquio e Sapporo.
Tal como acontece com os trens de Fastech, uma prioridade fundamental para a pesquisa será minimizar o ruído criado com o aumento da velocidade, bem como minimizar os impulsos de pressão ao entrar em túneis em velocidades muito altas. Os carros motrizes  ALFA-X terão dois perfis de nariz diferentes para fins comparativos. Um será em forma semelhante ao atual design da Série E5, mas por mais tempo; O outro terá o mesmo comprimento que o nariz existente, mas com um novo perfil.
Fonte - Railway Gazette  07/07/2017

Concessionária ferrovias (Rumo) aumenta importação de trilhos

Ferrovias  🚄

Os trilhos - originários da Áustria, Rússia e Estados Unidos - são para ferrovias de bitola larga (1,6 metro de largura) e estreita (1 metro). O material vai beneficiar a Operação Norte - rota entre Rondonópolis (MT) e o Porto de Santos (SP) - e a Operação Sul, que atende toda a Região Sul do País.

Portogente
Divulgação/ortogente
A concessionária de ferrovias Rumo aumentou a importação de trilhos para a manutenção das linhas férreas que administra. As importações de 2017 somam 41 mil toneladas de material, que junto com 28 mil toneladas previstas para 2018 totalizam 71 mil toneladas.
Os trilhos - originários da Áustria, Rússia e Estados Unidos - são para ferrovias de bitola larga (1,6 metro de largura) e estreita (1 metro). O material vai beneficiar a Operação Norte - rota entre Rondonópolis (MT) e o Porto de Santos (SP) - e a Operação Sul, que atende toda a Região Sul do País.
As cargas chegam pelos portos de Santos (SP) e Paranaguá (PR). O Porto de Santos recebeu 3 mil toneladas de trilhos norte-americanos no primeiro semestre e ainda descarregará mais duas remessas de 7 mil toneladas de trilhos austríacos.
O Porto de Paranaguá já descarregou duas cargas de 7 mil toneladas de trilhos austríacos e 5,8 mil toneladas de trilhos russos. Para dezembro está prevista nova carga de 7 mil toneladas de trilhos austríacos.
Além dessas remessas, mais quatro carregamentos são esperados para 2018: três para o Porto de Santos e um para o Porto de Paranaguá, cada um com 7 mil toneladas de trilhos.
A Rumo administra ferrovias nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
Fonte - Portogente  07/07/2017

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Meia passagem para estudantes baianos no sistema metroviário intermunicipal

Transporte sobre trilhos   🚇

O benefício da meia passagem aos estudantes, compreende o sistema de transporte público intermunicipal de passageiros; serviço de ônibus integrado, além da possibilidade da utilização de cartões seja dos sistemas metroviário, metropolitano ou urbano, indistintamente, dentro das regras de utilização definidas para cada tipo de cartão.A lei (13.730/17) também garante às pessoas com idade igual ou superior a 65 anos a gratuidade no sistema de transporte coletivo intermunicipal do Estado da Bahia, nos modais rodoviário, ferroviário, aquaviário e metroviário. 

Da Redação
Divulgação/Sedur
Os estudantes regularmente matriculados em instituições reconhecidas terão direito a meia passagem escolar no sistema de transporte público metroviário intermunicipal de passageiros.
A mesma lei também garante às pessoas com idade igual ou superior a 65 anos a gratuidade no sistema de transporte coletivo intermunicipal do Estado da Bahia, nos modais rodoviário 🚌, ferroviário, aquaviário 🚢 e metroviário 🚇. A Lei 13.730/17, que dispõe sobre a concessão do benefício, foi publicada nesta quinta-feira (6), no Diário Oficial da Bahia.
Quanto ao benefício da meia passagem aos estudantes, ele compreende o sistema de transporte público intermunicipal de passageiros; serviço de ônibus integrado, além da possibilidade da utilização de cartões seja dos sistemas metroviário, metropolitano ou urbano, indistintamente, dentro das regras de utilização definidas para cada tipo de cartão.

Cartão
Segundo a Lei, o cartão eletrônico que dá direito à meia passagem poderá permitir, conforme caso e sem prejuízo da legislação, a integração com linhas municipais de Salvador ou com linhas metropolitanas, sendo vedada, neste caso, a concessão de mais um cartão por beneficiário.
O artigo 4º da mesma Lei 13.730/17, o benefício da meia passagem escolar será exercido unicamente através de cartões eletrônicos identificados e pré-carregados.
Constituem motivos para a suspensão ou a cassação do benefício da Lei: falecimento do beneficiário; perda de quaisquer das condições estabelecidas no artigo 2º da lei; não revalidação anual do cartão eletrônico, além de irregularidades em sua utilização.
A Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) vai regulamentar a lei, por meio de portaria, quanto aos procedimentos atinentes à concessão, fruição e controle do benefício da meia passagem escolar.
Com informações da Sedur Ba.  06/07/2017

O Metrô de Moscou ganhará 14 novas estações futurísticas

Transportes sobre trilhos   🚇

Grandes transformações em infraestrutura estão a todo vapor tanto sobre como sob a superfície da capital russa. Três novas estações de metrô já abriram desde janeiro, e mais 14 estão previstas até o final do ano.

Ksênia Zubatcheva - Gazeta Russa
Gazeta de Russa
A nova estação de Ochakovo será uma continuação da já existente linha amarela, que atualmente faz o trajeto Kalinisko-Solntsevskaya. A estação será localizada no sudoeste de Moscou, perto das lagoas de Ochakovo. Por isso, os arquitetos planejam ornamentá-la com a temática de lírios d’água.
Até o final do ano, as autoridades planejam finalizar também a construção de uma nova estação da linha Lyublinsko-Dmitrovskaya. A futura estação Verkhniye Likhobory, no norte de Moscou, deverá facilitar o trânsito de 80 mil passageiros.
Outra nova estação será aberta na região do parque Khodynskoye Pole, também no norte de Moscou. Ela proporcionará acesso direto à Megasport Arena, um dos maiores complexos esportivos de Moscou. Na futura estação CSKA, que terá temática “esportiva”, deverão circular mais de 120 mil pessoas por dia.

Gazeta Russa
A região oeste de Moscou também ganhará uma nova estação de metrô que será nomeada em referência a sua localização, Borovskoye Shosse (rodovia), e atenderá os 35 mil moradores dos distritos de Novoperedelkino e Solntsevo.
Outra nova estação da zona oeste de Moscou, a Shelepikha terá capacidade de receber até 13 mil passageiros por hora e será decorada com mármore branco e amarelo. Essa estação fará parte de uma nova linha que ligará as paradas Dinamo e Delovoy Tsentr.

Gazeta Russa
A estação Okruzhnaya, na linha Lyublinsko-Dmitrovskaya, está prevista para o final do ano, e a expectativa é que ajude a reduzir o tráfego de passageiros na Dmitrovskoye Shosse (rodovia), no norte da capital. Será construída com mármore e granito, no estilo da ferrovia local Savelovskaya.

Gazeta Russa
Uma nova estação também será inaugurada nos entornos da estação Dinamo, que atualmente sofre com o tráfego excessivo de passageiros.
A futura estação Petrovsky Park permitirá que mais de 245 mil pessoas se locomovam diariamente pela região e integrará uma nova linha que partirá dali até Delovoy Tsentr.
A nova parada será decorada com granito cinza e preto e mármore branco e verde dos Urais.
Fonte -  Gazeta Russa 06/07/2017

Orquestra Juvenil da Bahia comemora 10 anos com turnê

Cultura  🎷

A Orquestra Juvenil da Bahia se prepara para uma turnê que celebra esta primeira década de história e mostra a excelência desses jovens músicos. A estreia acontece no dia 19 de julho (quarta-feira) no berço da Juvenil da Bahia: o Teatro Castro Alves, em Salvador. Será uma dupla sessão com concerto didático gratuito às 15h e o concerto com repertório completo às 19h30.

Da Redação
Divulgação/CCR
Em 2007, a Bahia via nascer um programa de orquestras e corais que transformaria a vida de crianças, adolescentes e jovens e traria novas perspectivas para a infância e a juventude do Estado. 10 anos após a fundação do NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia), a Orquestra Juvenil da Bahia se prepara para uma turnê que celebra esta primeira década de história e mostra a excelência desses jovens músicos. A estreia acontece no dia 19 de julho (quarta-feira) no berço da Juvenil da Bahia: o Teatro Castro Alves, em Salvador. Será uma dupla sessão com concerto didático gratuito às 15h e o concerto com repertório completo às 19h30.
Sob a regência de Eduardo Salazar e Ricardo Castro, que também atua como solista ao piano, a principal formação do Programa apresenta o Concerto para Piano nº 2, de Ludwig van Beethoven, Prélude à l'Après-midi d'un Faune, de Claude Debussy, e a Sinfonia nº 5 de Dmitri Shostakovich. As obras do repertório da turnê refletem três estilos contrastantes, com abordagens de interpretação e realização diferentes. Debussy será executada sem partitura e sem maestro, o concerto de Beethoven será apresentado no seu formato original, com o solista regendo do teclado, e a sinfonia de Shostakovich, que será regida por Eduardo Salazar, representa o lema que inspirou a criação do NEOJIBA: Tocar e Lutar. Salazar é um importante expoente do El Sistema, programa de orquestras venezuelano criado pelo maestro José Antonio Abreu em 1975.
A Juvenil da Bahia ainda se apresenta no dia 22 de julho (sábado) na Sala São Paulo, às 16h30. Dentro da programação do Festival de Inverno de Campos do Jordão, a Juvenil da Bahia toca dia 23 de julho (domingo), às 16h30, no Auditório Cláudio Santoro. Para fechar a turnê, os músicos sobem ao palco da Sala Minas Gerais, em Belo Horizonte, no dia 25 de julho (terça-feira), às 20h. A Turnê 10 anos – Orquestra Juvenil da Bahia conta com o patrocínio do Ministério da Cultura, do Instituto CCR e da CCR Metrô Bahia, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.
Para Ricardo Castro, diretor fundador do NEOJIBA, esta sétima turnê da Juvenil da Bahia em 10 anos representa uma vitória do Programa. “Em um ano de crises institucionais e econômica celebramos nosso décimo aniversário levando uma mensagem de superação, de cada integrante, e do Programa como um todo, que continua investindo com todas as suas forças na infância e na juventude para que tenham oportunidades à altura de suas capacidades”.
Outra ação importante que engloba a turnê é o intercâmbio entre o NEOJIBA e a EMESP Tom Jobim (Escola de Música do Estado de São Paulo). Quatro bolsistas da escola tocam junto com a Orquestra Juvenil da Bahia nas quatro cidades. Os músicos chegam a Salvador no início de julho para ensaiar e conhecer as atividades de prática musical coletiva desenvolvidas nos Núcleos do Programa na Bahia. “Somos dois programas musicais de excelência, nos quais os jovens brasileiros encontram oportunidades inéditas. Colaborar com a Orquestra Jovem Estadual de São Paulo segue na linha de nossas colaborações com outras instituições de prestígio como a Haute Ecole de Musique de Genebra ou a Youth Orchestra of the Américas”, afirma Ricardo Castro.

Excelência e multiplicação
A Orquestra Juvenil da Bahia pode ser considerada uma formação de renome internacional, pois tem na bagagem passagens pelos Estados Unidos e quatro pela Europa, com apresentações em prestigiados palcos da música de concerto como a Philharmonie de Paris, o Konzerthaus em Berlim, o Auditorium Stravinski em Montreux, e a Queen Elizabeth Hall em Londres. Além disso, já tocou ao lado de consagrados solistas como Martha Argerich, Jean-Yves Thibaudet, Midori Goto, Maxim Vengerov, Maria João Pires, Colin Currie e Cesar Camargo Mariano.
A excelência artística é compartilhada com outras crianças, adolescentes e jovens da Bahia. Esta é uma das principais razões da existência do NEOJIBA, que acredita que através da prática musical coletiva e de excelência é possível promover o desenvolvimento social. A Orquestra Juvenil da Bahia é formada por músicos multiplicadores. Todos eles atuam em Núcleos de Prática Musical mantidos pelo Programa ou desenvolvem atividades em escolas, centros comunitários e projetos sociais espalhados pelo Estado. Ao todo, mais de 4 mil pessoas são beneficiadas de forma direta ou indireta pelas ações de multiplicação dos jovens músicos da Juvenil da Bahia.

Orquestra Juvenil da Bahia
Primeira formação do programa NEOJIBA, a Orquestra Juvenil da Bahia foi criada em 2007. Sob a direção artística de seu fundador, o maestro e pianista Ricardo Castro, a orquestra já realizou várias turnês nacionais e internacionais, com cerca de 200 apresentações para mais de 160 mil pessoas, no Brasil, nos Estados Unidos e em vários países da Europa. Artistas como Martha Argerich, Jean-Yves Thibaudet, Midori Goto, Maxim Vengerov, Maria João Pires, Colin Currie, Cesar Camargo Mariano e Orkestra Rumpilezz são alguns dos que já tocaram ao lado da formação.

Ricardo Castro
Nascido em Vitória da Conquista, Ricardo Castro é o diretor fundador do NEOJIBA. Estabeleceu-se na Europa desde 1984, onde estudou piano com Maria Tipo e Dominique Merlet e regência com Árpád Gérecz. Premiado no Concurso da ARD de Munique em 1987 e Géza Anda de Zurique em 1988, foi elevado à categoria de pianista de renome internacional ao receber o primeiro lugar no Leeds Internacional Piano Competition na Inglaterra, em 1993. Ricardo Castro leciona desde 1992 na classe de mestrado da Haute Ecole de Musique de Lausanne, na Suíça, e desde 2005 dedica-se com obstinação às atividades de integração e desenvolvimento social, criando oportunidades inéditas para jovens e crianças brasileiras. Desde 2013, é o primeiro brasileiro a integrar a lista de “Honorary Member” da Royal Philharmonic Society em Londres, na qual figura ao lado das mais importantes personalidades da música ocidental.

Eduardo Salazar
O regente e violinista Eduardo Salazar é um dos talentos internacionais revelados pelo aclamado “El Sistema”, programa venezuelano de orquestras e coros juvenis e infantis criado em 1975, que inspirou a fundação do NEOJIBA. Desde 2011, Salazar cultiva um diálogo permanente com o Programa baiano, desenvolvendo trabalhos em especial com a Orquestra Juvenil da Bahia e a Orquestra Castro Alves. Frente à Orquestra Simón Bolívar, da Venezuela, Salazar já regeu no Southbank Centre, em Londres, no Zellerbach Hall, de Berkeley, e no Carnegie Hall, de Nova Iorque. Atualmente, Salazar é um dos spallas da Orquestra Simón Bolívar. Já atuou sob a regência de maestros como Gustavo Dudamel, Claudio Abbado, Sir Simon Rattle e Lorin Maazel e participou de turnês na Europa, Ásia, Estados Unidos e de vários países da América Central e do Sul. Toda sua formação musical contou com o apoio e a orientação do maestro José Antonio Abreu, fundador do “El Sistema”.

Programa NEOJIBA
Criado em 2007 como um dos programas prioritários do Governo do Estado da Bahia, o NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia) tem por objetivo promover na Bahia o desenvolvimento e a integração social, prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletivos. O NEOJIBA beneficia cerca de 4.600 crianças, adolescentes e jovens em todo o estado da Bahia. É uma ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e seu diretor fundador é o maestro e pianista Ricardo Castro.

SERVIÇO
19 de julho (quarta), 15h
Teatro Castro Alves – Praça Dois de Julho, Campo Grande
Concerto Didático
Orquestra Juvenil da Bahia (NEOJIBA)
Entrada gratuita
Ingressos distribuído na bilheteria do TCA no dia do evento
19 de julho (quarta), 19h30
Teatro Castro Alves – Praça Dois de Julho, Campo Grande
Ingressos: R$ 4 (inteira) / R$ 2 (meia)
Orquestra Juvenil da Bahia (NEOJIBA)
Ricardo Castro, regente e solista (piano)
Eduardo Salazar, regente

Programa
Claude Debussy – Prélude à l'Après-midi d'un Faune

Ludwig Van Beethoven – Concerto para Piano nº 2 em Si bemol maior, Op.19
I. Allegro con brio
II. Adagio
III. Rondo, molto allegro

Dmitri Shostakovich – Sinfonia nº 5 em Ré menor, Op. 47
I. Moderato
II. Allegretto
III. Largo
IV. Allegro non tropo
Com informações da CCR Metrô Bahia  06/07/2017

Travessia marítima entre Salvador e Itaparica tem movimento tranquilo no sistema Ferry-Boat

Travessia marítima  🚢

A travessia marítima entre Salvador e Itaparica,conta com quatro (04) embarcações em serviço nesta quinta (06), Agenor Gordilho, Zumbi dos Palmares, Anna Nery e Ivete Sangalo,com saídas regulares nos horários programados com intervalo de uma hora entre cada  viagem

Da Redação
foto - ilustração/arquivo
O sistema Ferry-Boat opera desde a manhã dessa quinta (06) na travessia marítima entre Salvador e Itaparica,com quatro (04) embarcações em serviço, Agenor Gordilho, Zumbi dos Palmares, Anna Nery e Ivete Sangalo,com saídas regulares nos horários programados com intervalo de uma hora entre cada  viagem,e o ferrie Juracy Magalhães Jr. na reserva,pronto para integrar a operação,caso seja necessário.O fluxo de passageiros e veículos está tranquilo nos dois terminais,em São Joaquim e Bom Despacho.
O serviço de Hora Marcada funciona normalmente,para consultas e reservas o usuário deve acessar o site da ITS - portalsits.internacionaltravessias.,e efetuar a compra das passagens,com pagamento feito através de cartões de débito ou crédito.
O sistema disponibiliza uma Central de Atendimento ao Cliente (CAC), localizada no Terminal São Joaquim funcionando de segunda a sexta, das 8h às 18h, e aos sábados, das 7h às 13h.
Com informações da ITS  06/07/2017

Trens em manutenção só serão devolvidos à Trensurb em outubro

Transportes sobre trilhos  🚄

Em abril de 2016, toda a nova frota foi retirada de operação após a identificação de que havia infiltração nos rolamentos nos veículos, que custaram R$ 242,6 milhões quando foram adquiridos, em 2012. 

Zero Hora - RF
foto - ilustração/arquivo
Recolhidos para reparos em abril de 2016, os últimos cinco dos 15 novos trens da Trensurb deverão voltar a operação somente no mês de outubro. Os reparos destes cinco trens deveriam ter sido concluídos pelas empresas Alstom e CAF, responsáveis pela construção dos veículos e pelos consertos, no mês de maio.
Em abril de 2016, toda a nova frota foi retirada de operação após a identificação de que havia infiltração nos rolamentos nos veículos, que custaram R$ 242,6 milhões quando foram adquiridos, em 2012. A Trensurb não se manifesta publicamente sobre o assunto. O Ministério Público Federal (MPF) havia fixado o prazo de 20 de maio para a retomada de todos os novos veículos, o que acabou não ocorrendo.
Para suprir a demanda, a Trensurb precisa colocar todos os mais de 20 trens antigos em funcionamento. A medida causa aumento na conta de luz que a empresa paga, pois os estes veículos consomem mais energia. Somente em 2016, o custo extra estimado em R$ 2,73 milhões. A Trensurb promete que este valor será cobrado das empresas que construíram os novos veículos.
Fonte - Revista Ferroviária  06/07/2017

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Trecho da Paralela terá obras de revitalização da passarela do Imbuí

Infraestrutura viária  👪 🚇

A interdição ocorrerá das 23h de 6/07 (quinta-feira) até 5h de 7/07, sendo repetida entre 23h de 7/07 (sexta-feira) e 5h de 8/07 (sábado), com colocação de bloqueio pouco antes do acesso ao 6º Batalhão do Exército, desviando o tráfego para a via marginal da avenida.

Da Redação
Passarela sobre a nova lagoa do imbuí - Divulgação CCR
A CCR Metrô Bahia informa que um trecho da pista principal da Avenida Paralela, sentido Aeroporto, será interditado para instalação de cobertura da passarela do Imbuí (próxima à Advocacia Geral da União), dando continuidade à revitalização de passarelas na região. A interdição ocorrerá das 23h de 6/07 (quinta-feira) até 5h de 7/07, sendo repetida entre 23h de 7/07 (sexta-feira) e 5h de 8/07 (sábado), com colocação de bloqueio pouco antes do acesso ao 6º Batalhão do Exército, desviando o tráfego para a via marginal da avenida. Os motoristas poderão retornar à pista principal na altura do Viaduto de Narandiba. Durante o período de interdição, não será possível utilizar o viaduto do Imbuí para retorno no sentido Centro/Aeroporto. Os motoristas podem fazer o retorno no viaduto da Av. Luís Eduardo Magalhães.
Com informações da CCR Metrô Bahia  05/07/2017

Produção de energia solar no Brasil crescerá dez vezes em 2017

Energia eólica  💡

A Bahia, que é líder no setor de energia solar fotovoltaica com 34% do mercado regulado (leilões), tem um alto potencial de geração com excelentes níveis de radiação no semiárido, proporcionando investimento e desenvolvimento em uma região menos favorecida. O estado tem 49 projetos de energia fotovoltaica com investimento total de R$ 6,1 bilhões e potência total de 1,5 GW, sendo 32 deles do mercado regulado (leilões) e o restante de mercado livre.

Da Redação
foto - ilustração
"Eu creio que o mundo inteiro busca desenvolvimento como sustentabilidade, portanto a questão energética é central neste desafio. A fonte fundamental para promover a energia solar nós temos em abundância em nosso país, agora precisamos aproveitar o potencial existente para atrair uma energia que além de sustentável representa o futuro", afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaques Wagner, nesta quarta-feira (5), durante a abertura do Brasil Solar Power, que está acontecendo no Rio de Janeiro. Organizado pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o evento é considerado o principal sobre energia solar fotovoltaica no país.
O futuro enunciado pelo secretário Wagner está mais próximo do que se imagina. A geração de energia solar fotovoltaica no Brasil irá crescer este ano dez vezes, em relação a 2016. Até dezembro, a previsão é de que o País chegará à marca de 1000 MW de capacidade instalada, o que coloca o Brasil na lista do seleto grupo dos 30 principais geradores da fonte no mundo. Segundo o presidente executivo da Absolar, Rodrigo Sauaia, a expectativa é de que a posição brasileira neste ranking mundial esteja entre as cinco primeiras, até 2030, em potência instalada anual.
A notícia tem um gostinho ainda melhor para os baianos, já que parte desta energia sairá da Bahia, mais precisamente de Bom Jesus da Lapa, onde quatro usinas solares (120MW) receberam na última sexta-feira (30 de junho), o aval da ANEEL para operar comercialmente. Quando o maior complexo de geração de energia solar do país da Enel Green Power estiver em pleno funcionamento, serão gerados um total de 384 MW compostos por 14 parques.
As políticas para o desenvolvimento do setor solar como tributação de equipamentos e maquinários, Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Semicondutores e Displays (PADIS) e regras do Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária), que reúne todas as secretarias de Fazenda estaduais, além da ausência dos leilões e linhas de transmissão também foram pauta entre as autoridades e empresários do segmento.
Wagner defende que se faça uma parceria entre o setor privado e os governos estaduais e federal para garantir a atração de investidores e a perenidade dos investimentos. "Estou à disposição como secretário de Desenvolvimento Econômico para receber investidores. Na Bahia, a gente procura sempre colocar o chapéu onde a mão alcança, como eu gosto de dizer a todos que nos procuram, de tal forma que possamos cumprir com tudo aquilo que for contratado por aqueles que estiverem investindo em energia sustentável no estado", finaliza.
Durante o Talk Show que aconteceu no período da tarde, o superintendente de Promoção do Investimento da SDE, Paulo Guimarães, afirmou que a Bahia está preparando uma política estadual voltada para o incentivo do setor de solar fotovoltaica com simplificação de licenças ambientais e programa de financiamentos e incentivos que será apresentado ao setor e sociedade em breve.
"Ainda precisamos avançar muito na questão da tributação dos equipamentos e maquinários, chegar a um consenso entre os estados quanto a tributação do Confaz e avançar na questão do financiamento que não está disponível para pessoa física e atrapalha a micro e minigeração. Entretanto a SDE está preparada para receber o investidor e oferecer toda estrutura necessária para apoiar com isenção do ICMS e com os órgãos governamentais como Inema, CDA e Iphan", afirma Guimarães.

Bahia
A Bahia, que é líder no setor de energia solar fotovoltaica com 34% do mercado regulado (leilões), tem um alto potencial de geração com excelentes níveis de radiação no semiárido, proporcionando investimento e desenvolvimento em uma região menos favorecida. O estado tem 49 projetos de energia fotovoltaica com investimento total de R$ 6,1 bilhões e potência total de 1,5 GW, sendo 32 deles do mercado regulado (leilões) e o restante de mercado livre.
Além da posição privilegiada, a Bahia tem as melhores reservas de areia silicosa na mina de sílica de Santa Maria Eterna no sul do Estado (município de Belmonte), necessária para fabricação de vidro grau solar, e do quartzo de Brotas de Macaúbas, matéria-prima do wafer, componente responsável pela conversão da radiação em energia elétrica.
"A Bahia é o estado que lidera hoje em dia o ranking nacional de estados em usinas de energia solar fotovoltaica de grande porte. O estado é o número 1 do Brasil no segmento de geração centralizada solar fotovoltaica com mais ou menos 1/3 de todas usinas que já foram contratadas no país, são mais menos 1GW de 3,3 GW, que serão construídos até o final de 2018", afirma Rodrigo Sauaia, presidente executivo da Absolar.
Com informações da Secom Ba.  05/07/2017

Obras recuperam ruas e calçadas do bairro dos Barris em Salvador

Infraestrutura Urbana  👪

O acesso aos Barris têm sido facilitado pelas obras de requalificação realizadas em ruas e calçadas do bairro. "Estava mesmo precisando de uma reforma. Tinha muitos buracos", explica a comerciante Tatiane Gentil. A requalificação faz parte do Projeto Pelas Ruas do Centro Antigo, promovido pelo Governo da Bahia, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder). 

Da Redação
Imagem/YouTube
O bairro dos Barris, na região central de Salvador, reúne instituições de ensino, centros religiosos, a Biblioteca Pública do Estado - a primeira da América do Sul, clínicas, bares, restaurantes, entre outros estabelecimentos. Localizado em posição estratégica, o bairro atrai uma grande número de pessoas de diversas partes da capital baiana.
O acesso aos Barris têm sido facilitado pelas obras de requalificação realizadas em ruas e calçadas do bairro. "Estava mesmo precisando de uma reforma. Tinha muitos buracos", explica a comerciante Tatiane Gentil. A requalificação faz parte do Projeto Pelas Ruas do Centro Antigo, promovido pelo Governo da Bahia, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder).

magem/YouTube
"Depois das obras do governo, a gente pode notar uma diferença. Há um mesmo nível nas ruas e uma estrutura linear em todos os passeios. É um benefício não somente para os moradores, mas para quem visita Salvador", destaca o estudante João Inácio.
O projeto contempla 260 vias, em 11 bairros do Centro Antigo de Salvador, com investimento total de R$ 124 milhões. As intervenções feitas nos Barris podem ser conferidas em vídeo da série ‘Pelas Ruas’, iniciativa da Secretaria de Comunicação Social do Estado (Secom).
Com informações da Sedur  05/07/2017

PRF suspende resgate aéreo e outros serviços por limite no orçamento

Segurança  👮

Entre as medidas estão o desativamento de unidades operacionais, a suspensão imediata de resgates e policiamento aéreo e a redução de patrulhamento terrestres.Além disso, a partir de amanhã (6), serão suspensos os serviços de escolta em rodovias federais. O serviço é prestado, entre outros, a veículos com cargas superdimensionadas. 

Mariana Tokarnia
Repórter da Agência Brasil

foto - ilustração
A Polícia Rodoviária Federal vai suspender temporariamente alguns serviços devido a contingenciamento orçamentário, informou o órgão, em nota, na manhã de hoje (5). Entre as medidas estão o desativamento de unidades operacionais, a suspensão imediata de resgates e policiamento aéreo e a redução de patrulhamento terrestres.
Além disso, a partir de amanhã (6), serão suspensos os serviços de escolta em rodovias federais. O serviço é prestado, entre outros, a veículos com cargas superdimensionadas. O horário de funcionamento das unidades administrativas será alterado, com prioridade de atendimento ao público das 9h às 13h. As superintendências regionais divulgarão novos horários de funcionamento.
A PRF informou que o cronograma de desativação de unidades operacionais se dará conforme planejamento e adequação regional.
As medidas foram tomadas devido ao contingenciamento estabelecido no Decreto 9.018/2017, que dispõe sobre a programação financeira e orçamentária do Poder Executivo para este ano. O contingenciamento, de acordo com a PRF, resultou em limitação para aquisição de combustível e pagamentos de manutenção e diárias.
Segundo nota divulgada pelo órgão, as medidas foram selecionadas de modo que impactem o mínimo possível as atividades. A PRF vai priorizar o atendimento de acidentes com vítimas, auxílios que sejam de competência exclusiva da PRF e enfrentamento a ilícitos.
A Polícia Rodoviária disse que, em conjunto com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, está "em tratativas com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para que se tenha uma célere recomposição do orçamento e consequente reestabelecimento dos serviços e normalização da atuação da instituição".
Na semana passada, também devido ao contingenciamento orçamentário, a Polícia Federal suspendeu a emissão de novos passaportes. A medida vale para quem tentou fazer a solicitação depois das 22h do dia 27.
De acordo com a PF, o setor atingiu o limite de gastos previstos na Lei Orçamentária da União. Ontem (5), a Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso aprovou projeto de lei que libera R$ 102,3 milhões para que o órgão possa retomar o serviço. A matéria precisa ainda ser aprovada pelo plenário do Congresso, o que deverá ocorrer ainda nesta semana.
Fonte - Agência Brasil  05/07/2017

Metrô de Recife padece sem verba do VEM

Transporte sobre trilhos   🚇

Trata-se de um recurso a que a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) tem direito pelos usuários do Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) que chegam às plataformas pelas integrações com ônibus. A transferência, intermediada pelo Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT), está atrasada.O acumulado já ultrapassa R$ 9 milhões.

Folha de Pernambuco - RF
foto - ilustração/arquivo
Com operação reduzida em 30% devido à necessidade de reposição de peças, como a Folha de Pernambuco mostrou há duas semanas, o metrô do Recife tem uma demanda a mais para contornar: os atrasos nos repasses da verba da bilhetagem eletrônica. Trata-se de um recurso a que a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) tem direito pelos usuários do Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) que chegam às plataformas pelas integrações com ônibus. A transferência, intermediada pelo Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT), está atrasada.
O acumulado já ultrapassa R$ 9 milhões. Pode parecer pouco, mas é um dinheiro que representa mais de 15% da receita do metrô e que faz falta num sistema que tem a tarifa congelada em R$ 1,60 há cinco anos e que é bancado quase que por completo por subsídios do Governo Federal.
A situação foi exposta num ofício que chegou ao conhecimento do Blog da Folha. No documento, a Coordenadoria Operacional de Arrecadação da CBTU diz que os valores deixaram de ser repassados à empresa a partir da segunda quinzena de fevereiro.
Também estão em aberto as parcelas de março, abril, maio e junho, uma média de R$ 2,3 milhões por mês. Além desse montante, outros R$ 52 milhões ainda não foram quitados. São referentes aos repasses do VEM dos anos de 2013, 2014 e 2015. Só os pagamentos de 2016 foram feitos de forma regular.
“Em maio do ano passado, quando assumimos, encontramos o metrô numa degradação muito grande. Temos feito uma recuperação e qualquer recurso que deixa de entrar gera um impacto negativo”, diz o superintendente regional da CBTU, Leonardo Villar Beltrão.
Ele explica que se o usuário entrar pela bilheteria do metrô, a CBTU fica com 100% da tarifa, mas se forem utilizados os validadores do VEM para fazer as integrações, a parte da verba que fica com o metrô depende do anel tarifário do ônibus.
No fim de 2015, a própria direção nacional da CBTU expôs a dívida do Estado com o sistema. Na época, disse que os atrasos, somados aos problemas financeiros da companhia, contribuíam para um cenário em que, num futuro próximo dali, não se poderia garantir o funcionamento dos trens em todos os dias da semana.
Em junho de 2016, o Ministério das Cidades anunciou um reforço de R$ 33 milhões no orçamento e deu novo fôlego ao modal. Desde lá, o desafio tem sido o setor de manutenção. Dezenas de trens não têm mais condições de operar, o que levou à redução da frota e ao aumento dos intervalos entre as viagens. “Fizemos licitações e as peças estão chegando. Já recebemos 20 motores, rodas para trens, dormentes. Estamos fazendo nossa parte”, afirma Villar.
Em nota, o GRCT informou que o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Urbana-PE) é o responsável pelo repasse tarifário dos valores do VEM para a CBTU e que a entidade se comprometeu a apresentar um cronograma de pagamento ainda nesta semana.
Fonte - Revista Ferroviária   05/07/2017

Salvador registra menor temperatura do ano; ventos chegam a 59 km/h

Clima/Tempo  ☁

Segundo a meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) Cláudia Valéria, apesar de não equivaler a frio intenso, a temperatura já é sentida pelos soteropolitanos, acostumados a períodos quentes e tropicais. Com os fortes ventos que passam pela cidade, a sensação térmica pode ser ainda menor e cair em até três graus. Ontem (4) a capital baiana registrou queda de árvores em virtude da velocidade dos ventos.

Sayonara Moreno
Correspondente da Agência Brasil

foto - ilustração
Na madrugada de hoje (5), os termômetros em Salvador registraram 18,6 graus Celsius (ºC), a menor temperatura do ano na capital baiana. Segundo a meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) Cláudia Valéria, apesar de não equivaler a frio intenso, a temperatura já é sentida pelos soteropolitanos, acostumados a períodos quentes e tropicais.
Com os fortes ventos que passam pela cidade, a sensação térmica pode ser ainda menor e cair em até três graus. Ontem (4) a capital baiana registrou queda de árvores em virtude da velocidade dos ventos.
“Esta época do ano é comum chover, com pouca intensidade, mas o que mais chama atenção são os ventos fortes, que ontem chegaram a 59 quilômetros por hora (km/h). Na madrugada de hoje tivemos ventos de 53,3km/h e isso faz com que o Inmet lance avisos de perigo potencial até amanhã, porque as ventanias podem provocar a queda de árvores e fachadas de lojas”, explica Cláudia Valéria.
A Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) registrou, nesta semana, a queda de quatro árvores, devido às ventanias. Além disso, houve o registro de queda de galhos em, pelo menos, nove bairros de Salvador. Por isso, o órgão declarou estado de alerta e “reforçou o plantão noturno e diurno para o acompanhamento” da situação. As rajadas de vento também ocasionaram a movimentação intensa de areia das praias de Salvador que tem invadido calçadas e vias da orla da cidade.
O mau tempo foi motivo para a suspensão das travessias marítimas de passageiros até o Mar Grande, na Ilha de Itaparica, pelo terceiro dia consecutivo. Segundo a Associação Dos Transportadores Marítimos da Bahia (Astramab), os fortes ventos deixam o mar revolto, o que coloca em risco os passageiros e as embarcações durante as travessias. A associação diz que há a possibilidade de retorno às atividades, amanhã (6), caso os ventos diminuam a velocidade.

Baixas temperaturas
Segundo a meteorologista Cláudia Valéria, baixas temperaturas também foram registradas em algumas cidades baianas, nos últimos dias, sobretudo na Chapada Diamantina e na Região Sudoeste do estado. Na madrugada de hoje a cidade de Piatã registrou temperatura abaixo de 10ºC. As cidades de Vitória da Conquista e Luís Eduardo Magalhães marcaram 11ºC.
Para Salvador, o resto da semana tem previsão de chuvas fracas e sem volume, com intervalos de tempo aberto. Os fortes ventos podem continuar até amanhã (6) e, por isso, o Inmet mantém o aviso de perigo potencial. As temperaturas na capital baiana devem variar entre 20º e 26ºC.
Fonte - Agência Brasil  05/07/2017

terça-feira, 4 de julho de 2017

Mais de 400 km de extensão de rodovias na Bahia serão recuperados até setembro

Infraestrutura /viária  🚗  🚌 

Até o mês de setembro, a Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra) vai iniciar serviços de recuperação e pavimentação em mais de 25 trechos, totalizando mais de 400 quilômetros de extensão. No primeiro semestre foram realizadas obras em mais de 250 km de extensão.Entre as rodovias que vão passar por intervenções, está a BA-381, entre Filadélfia - Itiúba e Cansanção. Mais de 170 mil habitantes das cidades de Filadélfia, Itiúba, Cansanção, Queimadas e Monte Santo serão beneficiados com a recuperação de 78 km de estrada. 

Da Redação
foto - Manu Dias
O segundo semestre deste ano está com um amplo cronograma de obras que serão realizadas nas estradas baianas. Até o mês de setembro, a Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra) vai iniciar serviços de recuperação e pavimentação em mais de 25 trechos, totalizando mais de 400 quilômetros de extensão. No primeiro semestre foram realizadas obras em mais de 250 km de extensão.
Entre as rodovias que vão passar por intervenções, está a BA-381, entre Filadélfia - Itiúba e Cansanção. Mais de 170 mil habitantes das cidades de Filadélfia, Itiúba, Cansanção, Queimadas e Monte Santo serão beneficiados com a recuperação de 78 km de estrada. A melhoria da BA também vai facilitar o deslocamento e o escoamento dos produtos agrícolas e da pecuária.
Além deste trecho, a BA-120, entre Santaluz e Queimadas, vai passar por pavimentação nos 42 km de extensão da via. Com uma movimentação de mais de 700 veículos por dia, as intervenções vão trazer melhorias para mais de 150 mil moradores dos municípios de Araci, Santa luz, Queimadas e Barrocas e Valente. O superintendente de Infraestrutura de Transporte, Saulo Pontes, destaca outros trechos que também vão passar pelos serviços de recuperação. São eles: Poções - Nova Canaã - Iguaí, na BA 262; Maragojipe - São Roque do Paraguaçu, na BR-420; Sapeaçu - Castro Alves, na BR-242 e em Aramari - Ouriçangas, na BA-504.

Premar
Já está sendo executado o Programa de Recuperação de Estradas II (PREMAR), que vai recuperar mais de dois mil quilômetros de extensão, além de realizar manutenção dos trechos por cinco anos. O financiamento do Banco Mundial já está assegurado no valor de 200 milhões de dólares. Mais de 15 cidades serão beneficiadas nesta primeira fase. Até 2018 serão recuperados mais de 4 mil quilômetros de estradas.
Vão passar pelas intervenções a BA-210, da BR-110 até Juazeiro, completando 373,24 km de extensão; BA-262, de Brumado a Vitória da Conquista; BA-172, de Santa Maria da Vitória a Jaborandi; BA-148, de Brumado até Livramento; na região do anel da soja, nas BAs 459 e 460, dentre outras.
Com informações da Seinfra Ba.  04/07/2017 

Linha Sul do metrô de Fortaleza tem horário de operação ampliado

Transportes sobre trilhos  🚇

As duas horas a mais de funcionamento passaram a valer nesta semana e visam atender o maior número de pessoas. Até o último mês, o sistema funcionava das 5h30 às 19h. A partir de agora,são 12 horas a mais de atendimento ao público por semana,totalizando mais 48 horas de operação por mês.

DN 
foto - ilustração
O funcionamento da Linha do Sul do Metrô de Fortaleza teve o seu horário de atendimento ampliado em mais duas horas,passando das 19h para às 21h o horário de encerramento. A mudança foi anunciada, nesta terça-feira (4), pelo governador Camilo Santana em uma rede social.
As duas horas a mais de funcionamento passaram a vigorar nesta semana e visam atender o maior número de usuários do sistema.A partir de agora,são 12 horas a mais de atendimento ao público por semana,totalizando mais 48 horas de operação por mês.
Segundo o Governo do Estado, a meta é ofertar o serviço de Metrô das 5h30 às 23h30. Por enquanto, o horário de funcionamento não pode ser estendido devido aos trabalhos que são realizados na via permanente após o encerramento da operação com passageiros.
O anúncio da ampliação do horário de atendimento do Metrô foi feito pelo governador Camilo Santana durante inauguração da estação Juscelino Kubitschek, em maio. Antes disso, o funcionamento da Linha Sul tinha sido alterado em março quando começou a operar uma hora mais cedo, passando de 6h30 para 5h30.
Além dos horários,outras modificações foram realizadas no funcionamento da linha este ano. Em maio, foi reduzido o intervalo de tempo (headway) entre os trens,caindo de 20 para 17 minutos,além disso foi ampliado o numero de trens em operação, passando de quatro (04) para cinco composições em serviço na linha.
Com informações do Diário do Nordeste  04/07/2017

Estudantes de Jequié(BA) desenvolvem ponto de ônibus sustentável

Sustentabilidade  🚏

A iniciativa busca a melhoria da qualidade de vida da população e é voltada à sustentabilidade socioambiental.Para a instalação do ponto, o projeto propõe uma estrutura de aço galvanizado, policarbonato no teto, para reduzir a exposição a raios U.V e U.V.A, kit de placas solar com inversor de energia, controlador de carga, bateria estacionária, vidros temperados para proteger as pessoas das condições climáticas e umidificador para climatizar o ambiente. 

Da Redação
foto - Divulgação
Os estudantes Valdir Moraes Junior e Débora Souza Oliveira, do curso técnico em Edificações, do Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão e Tecnologia da Informação Régis Pacheco (Ceep), localizado em Jequié (centro sul), desenvolveram um projeto de ponto de ônibus sustentável, climatizado e iluminado por meio de energia solar. A iniciativa busca a melhoria da qualidade de vida da população e é voltada à sustentabilidade socioambiental.
Para a instalação do ponto, o projeto propõe uma estrutura de aço galvanizado, policarbonato no teto, para reduzir a exposição a raios U.V e U.V.A, kit de placas solar com inversor de energia, controlador de carga, bateria estacionária, vidros temperados para proteger as pessoas das condições climáticas e umidificador para climatizar o ambiente. Os assentos dos pontos são puffs de pneus e o piso feito com pneus reciclados. Já a iluminação, à noite, tem como base lâmpadas de LED. A estrutura também possui acessibilidade para cadeirantes com rampas e lugar reservado, além de pisos táteis de alerta para deficientes visuais.
Para Valdir Morais Junior, 28, o projeto é muito importante para a população e para o meio ambiente. “O pneu que poderia poluir terá novas utilidades e a energia solar constitui-se como uma fonte de energia renovável e não poluente. Outra questão é que as pessoas poderão ter mais conforto e segurança ao utilizarem os pontos de ônibus”.
Débora Souza Oliveira, 20, diz que este foi o seu primeiro projeto de iniciação científica, com o qual aprendeu muito durante o processo de elaboração. “Gostei muito de participar do projeto e espero que, futuramente, ele seja colocado em prática, pois vai trazer vários benefícios para as pessoas. Para apresentar o projeto, fizemos uma maquete que mostra a estrutura”.
Segundo a professora Luciana Silva de Deus, que orientou o projeto juntamente com o professor Justino Sá Barreto Neto, a iniciativa apresenta uma proposta pedagógica interdisciplinar. “Este trabalho estabelece um diálogo entre as disciplinas de base comum e as específicas do curso, no qual eles realizaram pesquisas bibliográficas, levantamento de dados e materiais, trabalhos práticos e pesquisas de campo”.
A ideia do projeto partiu dos próprios estudantes, que realizaram pesquisas nas ruas da cidade para saber a opinião das pessoas sobre as estruturas dos pontos de ônibus, na qual destacaram questões como permanência, acessibilidade e segurança. O projeto foi baseado em outros pontos de ônibus, a exemplo dos de Dubai, com estrutura de metal, climatizados e fechados por vidro, além de pontos existentes no Brasil, na cidade de Florianópolis, que possuem energia solar e teto verde.
Com informações da Secom Ba.  04/07/2017

Mar agitado e ventos fortes mantém paralisada a travessia entre Salvador e Mar Grande

Travessia marítima  🚤

Não há previsão para o retorno da operação do serviço ainda durante o dia de hoje.Além da paralisação da travessia entre Salvador e Mar Grande,os passeios turísticos nas escunas também estão suspensos.

Da Redação
foto - ilustração/arquivo
Por conta do mar agitado por altas ondas e ventos fortes na Baia de Todos os Santos (BTS) nesta terça (04), a operação das lanchas na travessia marítima entre Salvador e Mar Grande ainda permanece suspensa por motivos de segurança.
Não há previsão para o retorno da operação do serviço ainda durante o dia de hoje.Além da paralisação da travessia entre Salvador e Mar Grande,os passeios turísticos nas escunas também estão suspensos.As viagens pelos catamarãs que fazem a linha de Salvador/Morro de São Paulo se tornaram mais longas,em virtude da rota dos mesmos ter sido desviada para Itaparica,onde de lá os passageiros deverão se deslocar por via terrestre até o atracadouro de Valença onde completarão a viagem nas lanchas que fazem a ligação entra a cidade e a ilha de Tinharé.
Pregopontocom  04/07/2017

Distribuição de veículos tem queda de 3% em junho

Economia  🚗

No primeiro semestre de 2017, foram emplacadas 1.505.453 unidades ante 1.592.711 no mesmo período de 2016, o que representou uma queda de 5,48% para todos os setores somados.Segundo a Fenabrave

Flávia Albuquerque
Repórter da Agência Brasil
foto - ilustração/arquivo
O setor de distribuição de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros) teve retração de 3% em junho na comparação com maio, com a distribuição de 277.194 unidades ante 285.757 no mês anterior. Na comparação com junho de 2016, o setor teve alta de 5,15%, de acordo com balanço mensal divulgado hoje (4) pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).
No primeiro semestre de 2017, foram emplacadas 1.505.453 unidades ante 1.592.711 no mesmo período de 2016, o que representou uma queda de 5,48% para todos os setores somados.
Segundo a Fenabrave, os segmentos de automóveis e comerciais leves, somados, ficaram praticamente estáveis, com leve queda de 0,47% em junho em relação ao mês anterior. Foram emplacadas 189.229 unidades, contra 190.122 em maio de 2017. Se comparado com junho do ano passado (166.416 unidades), o resultado aponta alta de 13,71%. No acumulado do ano, esses segmentos cresceram 4,25%. Foram comercializadas 991.475 unidades no 1º semestre de 2017, contra 951.098 no mesmo período de 2016.
Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Jr., apesar do mês de junho ter tido um dia útil a menos que maio (21contra 22), o crescimento da média diária, em 4,5% para automóveis e comerciais leves, que chegou a 9 mil unidades emplacadas, praticamente, anulou este efeito. “O mês de junho mostrou-se bastante agitado politicamente, gerando, inclusive, uma pequena queda nos índices de confiança de curto prazo. Porém, isso não afetou a tendência de melhora, resultando num encerramento de primeiro semestre positivo em 4,25%”, declarou.
Diante dos dados de junho, a entidade revisou suas projeções para o ano de 2017 e acredita que o setor deve ter queda de -1,6% neste ano para todos os segmentos. Para os segmentos de automóveis e comerciais leves, a expectativa é de alta de 4,3%. Para caminhões e ônibus, deve ocorrer retração de 10,2% (-11,5% para caminhões, -5,5% para ônibus e -7,1% para implementos rodoviários). O segmento de motocicletas deverá cair 13,5%.
Fonte - Agência Brasil  04/07/2017

Travessia marítima Salvador/Itaparica nesta terça (04) pelo Ferry-Boat

Travessia marítima  🚢

A operação do sistema nesta terça (04) conta com as embarcações Agenor Gordilho, Zumbi dos Palmares, Anna Nery e Pinheiro em serviço,e o ferrie Ivete Sangalo em "stand by. 

Da Redação
foto - ilustração/arquivo
A ITS administradora e operadora do sistema Ferry-Boat, que realiza a travessia marítima entre Salvador e a ilha de Itaparica,informa que durante a manhã de terça-feira (04),a operação do sistema conta com as embarcações Agenor Gordilho, Zumbi dos Palmares, Anna Nery e Pinheiro em serviço,e o ferrie Ivete Sangalo em "stand by. As viagens ocorrem com saídas nos horários regulares com intervalos de hora em hora.O fluxo de passageiros e veículos durante a manhã esteve tranquilo nos dois terminais,em São Joaquim e Bom Despacho.
O serviço de Hora Marcada opera normalmente,para consulta-lo e adquirir bilhetes para embarques o usuário devera´faze-lo através do site da ITS, -portalsits.internacionaltravessias.-,o pagamento para este tipo de serviço deverá ser feito através de cartões de débito ou crédito.
Mais informações e contatos pelo Tel 071 3032-0475 e pelo cac@internacionaltravessias.com.br.
Com informações da ITS  04/07/2017

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Obras fazem Salvador subir 20 posições no ranking de mobilidade

Mobilidade  🚗  🚇

De acordo com o estudo Connected Smart Cities, divulgado pela empresa de análise de dados para dimensionamento e levantamento de tendências de mercado Urban Systems, Salvador saiu do 27º para o 7º lugar, ficando atrás de cidades como São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro e Curitiba. Com investimentos na ordem de 7,5 milhões, por parte do governo estadual, o metrô tem garantido mais conforto e segurança para o cidadão. São 14 estações em funcionamento e previsão de chegar ao aeroporto até o fim do ano. 

Da Redação
foto - ilustração/arquivo
Obras realizadas pelo Governo do Estado - como o Sistema Metroviário Salvador-Lauro de Freitas, o Complexo Viário Imbuí-Narandiba, a Via Expressa Baía de Todos-os-Santos e os corredores transversais - fizeram a capital baiana subir 20 posições no ranking das cidades com melhor mobilidade urbana do país. De acordo com o estudo Connected Smart Cities, divulgado pela empresa de análise de dados para dimensionamento e levantamento de tendências de mercado Urban Systems, Salvador saiu do 27º para o 7º lugar, ficando atrás de cidades como São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro e Curitiba.
O governador Rui Costa destaca que "o reflexo das obras já pode ser sentido por todos os baianos. As intervenções do governo garantem mais qualidade de vida para quem mora na cidade e também representam um investimento no turismo. O visitante encontra uma cidade mais fácil de transitar, e isso é levado em conta na hora de retornar ou indicar o destino".
Ainda na opinião do governador, as obras têm outro impacto importante. "Elas geram emprego e garantem a movimentação da nossa economia. É também por isso que fazemos todos os esforços para manter o ritmo dessas obras na capital", acrescenta Rui.
foto - ilustração/arquivo
Com investimentos na ordem de 7,5 milhões, por parte do governo estadual, o metrô tem garantido mais conforto e segurança para o cidadão. São 14 estações em funcionamento e previsão de chegar ao aeroporto até o fim do ano. A integração do metrô com ônibus intermunicipais contribuiu também para que a região metropolitana figurasse pela primeira vez no ranking, com Lauro de Freitas na 18ª e Simões Filho na 43ª posição.
“A implantação do metrô, inicialmente até Pirajá, e depois até Pituaçu, foi um dos investimentos mais importantes para a mobilidade da cidade. Através da implantação do metrô, o Governo do Estado pôde fazer também uma série de intervenções viárias que desafogaram e retiraram alguns pontos de engarrafamento. Isso, sem dúvida nenhuma, está fazendo a capital andar”, afirma o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster. 

Economia de tempo
foto - ilustração/arquivo
Facilidade de locomoção e economia de tempo já são realidade para pessoas como o eletricista Emanuel Mascarenhas. “Com o metrô, a minha vida mudou muito. Antes, eu gastava até uma hora e meia na ida para o trabalho e na volta também. Hoje, eu faço o mesmo trajeto em menos de 30 minutos. Assim, consigo dormir mais um pouco pela manhã e à noite chego mais cedo e relaxado para dar atenção à minha família”, comemora.
Para Giovana Maia, estudante do Colégio Estadual Teixeira de Freitas, o fim dos transtornos para ir à escola ampliou a atenção em sala de aula. “Antes, eu demorava muito para chegar. Chegava na escola toda suada e cansada. Hoje, chego bem tranquila e com gás para aprender”, revela.

Obras estruturantes
foto - ilustração/arquivo
Os corredores transversais - Linha Azul e Linha Vermelha - ligam a Orla ao Subúrbio, por meio das Avenidas Pinto de Aguiar e Orlando Gomes, duplicadas e requalificadas. As Avenidas Gal Costa e 29 de Março também fazem parte do pacote de mobilidade urbana realizado pelo Estado.
Ao todo, nos últimos anos, o governo estadual investiu mais de R$ 10 bilhões na mobilidade urbana da capital, o que inclui o Complexo Viário Imbuí-Narandiba, Estrada do Curralinho, alça da Avenida Luis Eduardo Magalhães, alargamento da Avenida Paralela na altura do Hospital Sarah Kubitschek e a Via Expressa Baía de Todos-os-Santos.
As obras conectam pontos afastados da cidade. “Salvador passou por uma revolução do ponto de vista da sua geografia de mobilidade, com muitas obras estruturantes realizadas pelo Governo do Estado. Foi uma transformação tremenda “, ressalta Dauster.
Com informações da Secom Ba.  03/07/2017

Desfazer a deforma

Ponto de Vista  🔍

O governo enviou ao Congresso um projeto com sete alterações pontuais na CLT. Na Câmara, o relator designado – neoliberal de carteirinha – transformou-o num compêndio de agressões aos direitos trabalhistas e sindicais com 117 medidas, incluindo o fim da contribuição sindical obrigatória.Acossados pela crise, desorientados pela Lava Jato e conduzidos como boiada pelo mercado, os deputados aprovaram o monstrengo, sem ter ao menos conhecimento preciso do seu conteúdo. Para a base do governo na Câmara vigorou o ditado “rápido como quem rouba”.

João Guilherme Vargas Netto* - Portogente
foto - ilustração/arquivo
Está ficando cada vez mais claro para milhões de trabalhadores e para milhares de dirigentes sindicais o estrago que a deforma trabalhista aprovada pela Câmara dos Deputados e em discussão no Senado Federal provocará nas relações do trabalho em benefício exclusivo dos empresários e do mercado.
Vamos recapitular. O governo enviou ao Congresso um projeto com sete alterações pontuais na CLT. Na Câmara, o relator designado – neoliberal de carteirinha – transformou-o num compêndio de agressões aos direitos trabalhistas e sindicais com 117 medidas, incluindo o fim da contribuição sindical obrigatória.
Acossados pela crise, desorientados pela Lava Jato e conduzidos como boiada pelo mercado, os deputados aprovaram o monstrengo, sem ter ao menos conhecimento preciso do seu conteúdo. Para a base do governo na Câmara vigorou o ditado “rápido como quem rouba”.
O desconhecimento do pacote de medidas em cada um de seus componentes ficou patente nas discussões senatoriais, até mesmo pelo acordo esdrúxulo entre senadores e a presidência da correção em alguns itens. Em um cesto de frutas podres escolheram aquelas que mais fediam; mas os deputados que votarão no futuro os vetos ou as medidas provisórias adoram mesmo, como já constatamos, “as podres delícias”.
O desconhecimento do conteúdo do pacote de maldades da deforma trabalhista também existe nas direções sindicais e na base dos trabalhadores. Só agora começa a cair ficha do que, realmente, significa a deforma que, nenhum “acordo” pode melhorar.
Alguns RHs e empresários já andam propondo nas negociações que estão fazendo com os sindicatos a adoção dos termos da nova lei (ainda não aprovada formalmente), o que alertou as direções para o alcance nefasto da nova lei em quase todos os aspectos do dia a dia nas empresas e na prática sindical.
Além do repúdio unitário à deforma, que persiste, deve acrescentar-se desde já na plataforma de resistência a não aceitação dos termos da nova lei e o acúmulo de forças para desfazer, assim que for possível, a deforma.
*João Guilherme Vargas Netto, consultor sindical
Fonte - Portogente  03/07/2017