terça-feira, 25 de julho de 2017

VLT de Fortaleza - Começa a operação assistida de forma gratuita para população

Transportes sobre trilhos  🚄

A operação vai permitir os ajustes finais do equipamento, incluindo a mensuração do valor do bilhete. O trecho, de cinco quilômetros de extensão é o primeiro dos três trechos do VLT a receber a população, ambientando-a ao novo serviço.Após concluído, o sistema terá 13,4Km, ligando os bairros Mucuripe e Parangaba, cortando 22 bairros de Fortaleza

Da Redação
Divulgação - Seinfra/CE
O Trecho 2 do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que liga as estações Borges de Melo e Parangaba, iniciou sua Operação Assistida nesta terça-feira (25). Nesta fase, os usuários já podem utilizar o modal de forma gratuita, de segunda a sexta-feira, das 6 horas ao meio dia. A operação vai permitir os ajustes finais do equipamento, incluindo a mensuração do valor do bilhete. O trecho, de cinco quilômetros de extensão é o primeiro dos três trechos do VLT a receber a população, ambientando-a ao novo serviço.
“É uma das obras mais importantes de mobilidade da história de Fortaleza. A previsão é de que ela atenda, por dia, 90 mil pessoas, atravessando 22 bairros”, projetou o governador do Ceará, Camilo Santana, durante a viagem inaugural do ramal, com saída da estação Borges de Melo em sentido à plataforma da Parangaba, passando também pelas estações Vila União e Montese.
Divulgação - Seinfra/CE
Acompanhado da população durante o percurso, o chefe do Executivo disse, ainda, que as obras dos outros dois trechos serão intensificadas para entregar o equipamento à população até o fim de 2018. A passagem inferior da avenida Borges de Melo (Trecho 1) está com 70% de execução, com entrega prevista para ainda este ano. A intervenção no ramal que liga as estações Borges de Melo ao Iate Clube (Trecho 3), no bairro Mucuripe, será retomada em breve. “Estamos licitando novamente esse trecho, nos dias 17 e 18 de agosto, para que a gente possa ter uma empresa que tenha mais velocidade”, justificou.
A licitação, de acordo com o secretário da Infraestrutura, Lucio Gomes, será dividida em três lotes “para que haja mais competitividade (entre as empresas interessadas)”. “Esse é o trecho onde existem mais famílias. É preciso conversar e reacomodar uma a uma”, detalhou. “Cada família está há dezenas de anos (na localidade). É preciso respeitar”, reconheceu.
Cerca de 2.600 imóveis que ladeavam o ramal completo (Parangaba-Mucuripe) já foram desapropriados para a implantação do VLT. O Governo chegou a criar uma lei específica para regulamentar as remoções e já foi investido, de janeiro a junho deste ano, valor da ordem de R$ 20 milhões em indenizações e pagamentos de aluguel social.

Integração
O Trecho 2 compreende quatro estações e contempla os bairros Parangaba, Bairro de Fátima, Vila União, Itaoca e Montese. Na Operação Assistida, serão utilizados três trens, sendo um reserva. Ao chegar na estação da Parangaba do VLT, “o passageiro terá acesso, também, à estação Sul do metrô e ao terminal de ônibus urbano, ambos na Parangaba, possibilitando a integração”, lembrou o presidente do Metrô de Fortaleza (Metrofor), Eduardo Hotz, também presente na solenidade.
Após concluído, o modal somará 13,4 quilômetros, ligando os bairros Mucuripe e Parangaba, perpassando 22 bairros da Fortaleza — área que acolhe mais de 500 mil moradores da Capital. Serão 12 quilômetros em superfície e 1,4 quilômetros em trechos elevados. A obra completa tem investimento de cerca de R$450 milhões.
Com informações da Seinfra CE  25/07/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"