sexta-feira, 14 de julho de 2017

Prefeitura de BH vai homologar uso de carro elétrico chinês para serviço de táxi

Sustentabilidade  🚕

Vinculada à prefeitura de Belo Horizonte, a BHTrans informou que a novidade se soma aos veículos híbridos que já estão em operação e funcionam simultaneamente a partir de eletricidade e combustão. De acordo com a empresa municipal, a iniciativa está alinhada com o plano de mbilidade da capital mineira e contribui para a construção de uma cidade mais sustentável.

Léo Rodrigues
Correspondente da Agência Brasil
Divulgação/BHTrans
A Empresa Municipal de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) apresentou hoje (13) um veículo 100% elétrico que será homologado como apto à prestação de serviço de táxi 🚕 capital mineira. O carro não emite carbono na atmosfera.
Vinculada à prefeitura de Belo Horizonte, a BHTrans informou que a novidade se soma aos veículos híbridos que já estão em operação e funcionam simultaneamente a partir de eletricidade e combustão. De acordo com a empresa municipal, a iniciativa está alinhada com o plano de mbilidade da capital mineira e contribui para a construção de uma cidade mais sustentável.
O veículo, do modelo e6, é fabricado pela empresa chinesa BYD. Ele foi aprovado em testes realizados por técnicos da BHTrans, que avaliaram quesitos como conforto, segurança, velocidade entre outros.
O carro 🚕 tem uma autonomia de 400 quilômetros por carga da bateria, que pode ser feita em casa ou em um eletroposto. O tempo médio para uma carga total é de duas horas em um eletroposto e de seis horas em casa, o que pode variar, dependendo da voltagem utilizada. A bateria do veículo tem vida útil de 40 anos e 60 kWh de capacidade.
O valor de mercado de um BYD e6 novo é de aproximadamente R$ 270 mil, mas a empresa promete oferecer desconto e linha de financiamento exclusiva para taxistas. Além disso, a fabricante afirma que o veículo proporciona uma economia financeira de até 85% no gasto operacional, quando se leva em consideração os custos com combustível dos carros convencionais.
O Sindicato Intermunicipal dos Taxistas e Transportadores Rodoviários Autônomos de Minas Gerais (Sincavir) já foi procurado pela BHTrans para a realização de testes operacionais com os carros elétricos. A ideia é que os taxistas possam avaliar, no dia a dia, os benefícios da nova tecnologia.
Em 2015, duas linhas de ônibus de Belo Horizonte fizeram testes com veículos elétricos. A medida ocorreu em caráter experimental e não há ainda nenhuma previsão de incorporação da tecnologia à frota de transporte coletivo da capital mineira. Os ônibus elétricos testados, também da fabricante chinesa BYD, são de um modelo que já circulam em Londres, na Inglaterra, e que iniciará, em breve, operações em Washington, nos Estados Unidos.
Fonte - Agência Brasil  14/07/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"