quinta-feira, 15 de junho de 2017

Rui Costa critica modelo de licitação da prefeitura e anuncia licitação para integração do metrô de Salvador

Mobilidade  🚌 <> 🚇

Em bate papo com jornalistas na tarde desta quarta, Rui criticou, ainda, o modelo de pagamento de outorga onerosa imposta pela prefeitura que, na avaliação dele, onerou muito o sistema. Segundo Rui, o custo alto para o empresário, ao final, seria bancado pela população.Você chega para um sistema de ônibus para uma cidade pobre de baixa renda e diz que os empresários vão ter que pagar 500 milhões em X anos. Dá onde vai sair esse dinheiro? Vai sair do bolso do pobre que pega ônibus”, disse Rui.

A Tarde
foto - ilustração/arquivo
O governador Rui Costa (PT) criticou, nesta quarta-feira, 14, o modelo de licitação do transporte público adotado pela prefeitura de Salvador, nas palavras dele, "equivocado", e anunciou que fará uma licitação para implantar um sistema de transporte complementar para ligar estações do metrô a bairros adjacentes, em um raio de até cinco quilômetros.
Em bate papo com jornalistas na tarde desta quarta, Rui criticou, ainda, o modelo de pagamento de outorga onerosa imposta pela prefeitura que, na avaliação dele, onerou muito o sistema. Segundo Rui, o custo alto para o empresário, ao final, seria bancado pela população.
“Você chega para um sistema de ônibus para uma cidade pobre de baixa renda e diz que os empresários vão ter que pagar 500 milhões em X anos. Dá onde vai sair esse dinheiro? Vai sair do bolso do pobre que pega ônibus”, disse Rui.
Em resposta aos comentários de Rui, o secretário municipal de mobilidade, Fábio Mota, soltou nota dizendo que "o governador buscou uma “abordagem política" desconsiderando o usuário.
“Eu não conheço uma licitação no modelo da que foi feita em Salvador. Transporte público, no Brasil e em qualquer lugar do mundo, vale para Salvador também, precisa de apoio do poder público, até de subsídio, seja ele qual for o transporte”, disse Rui. Em outro momento, anunciou: “O estado não vai subsidiar os ônibus de Salvador. Senão teria que bancar os de municípios como Feira de Santana, Conquista e outros (...). Não quero criar polêmica com o sistema de transporte de Salvador. Eu vou licitar meu sistema do metrô. Já estou fazendo a licitação do ônibus", afirmou Rui Costa.

Prefeitura responde

O secretário municipal de mobilidade, Fábio Mota, disse que o governador “buscou uma abordagem política” ao tratar da integração do transporte público. Mota disse, ainda, que as discussões sobre integração estavam avançando mas que, com a declaração, o governador “atrapalhou tudo”.
Na terça, 13, em uma reunião no Ministério Público, com representantes de todas as partes envolvidas na questão, incluindo o governo, o diálogo sobre ampliação da integração e remuneração do sistema teria avançado bastante, diz Mota. “Ou o governador não foi informado do que se passou no encontro, o que é muito grave, ou ele quer mesmo politizar, o que é pior”.
“Falamos sobre a desoneração para o sistema de ônibus e ficamos de fazer um estudo para a remuneração. Mas, agora, com esta declaração, o governador atrapalhou tudo”. A Prefeitura informou que, não havendo entendimento, vai permitir que o governo faça a alimentação através de sistema próprio.
Fonte - A Tarde  15/06/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"