sexta-feira, 5 de maio de 2017

Projeto e estruturação do VLT de Salvador serão apresentados em São Paulo dia 8

Transportes sobre trilhos  🚄

O edital de concessão 01/2017 para a implantação e operação do VLT já foi publicado no Diário Oficial do Estado. O edital está disponível na página da Sedur. A entrega das propostas está prevista para o dia 30 de junho de 2017. Elas deverão ser entregues na sede da BM&F Bovespa, localizada na rua XV de Novembro, nº 275, 1º andar, em São Paulo. O horário para entrega das propostas será das 12 às 14 horas.

Da Redação
Divulgação/Gov. Bahia
O projeto e a estruturação financeira do VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos do Subúrbio) serão apresentados em São Paulo, na próxima segunda-feira (8). A apresentação será às 10 horas, na praça Antônio Prado, 48, prédio da B3 (antiga BM&F Bovespa e Cetip) - Procurar informações sobre o evento na recepção/Térreo do prédio da B3.
Estão sendo convidados pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) todos os interessados na licitação da concessão patrocinada do VLT de Salvador.
O edital de concessão 01/2017 para a implantação e operação do VLT já foi publicado no Diário Oficial do Estado. O edital está disponível na página da Sedur na internet (http://www.sedur.ba.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=44). O edital também pode ser obtido em mídia eletrônica no Setor de Licitações da Sedur - 2º andar, das 9 às 17 horas.

Propostas
A entrega das propostas está prevista para o dia 30 de junho de 2017. Elas deverão ser entregues na sede da BM&F Bovespa, localizada na rua XV de Novembro, nº 275, 1º andar, em São Paulo. O horário para entrega das propostas será das 12 às 14 horas.
No mesmo dia, às 15 horas, será realizada a sessão pública de abertura das garantias e propostas. De acordo com diretor de projetos e programas da Superintendência de Mobilidade (Sumob), Márcio Tourinho, a empresa vencedora deverá ser conhecida ainda na primeira quinzena de julho.
O VLT, que vai substituir os trens do Subúrbio, terá 18,5 quilômetros de extensão e 21 estações. Estão previstas intervenções em duas fases: a primeira, entre o Comércio e Plataforma, tem 9,4 km; e a segunda, entre Plataforma e São Luiz, com 9 km.
Atualmente, a malha ferroviária que liga Paripe à Calçada é de 13,6 quilômetros. É importante ressaltar que o sistema de trens do subúrbio data da década de 70, portanto, com equipamentos antigos e que, eventualmente apresentam problemas técnicos.
Com informações da Sedur  05/05/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"