terça-feira, 16 de maio de 2017

Núcleo de Ópera da Secult ensaia apresentação sobre terreiros para 50 anos do Ipac

Arte & Cultura  🎼

O maestro do NOP, Aldo Brizzi, a pedido do Ipac, está compondo ‘Ópera dos Terreiros’, que terá o libreto escrito pelo secretário estadual da Cultura, Jorge Portugal. “Ele teve uma ideia maravilhosa ao unir a ópera com a cultura dos terreiros de candomblé. Vai ser muito forte, bonito e baiano. Só na Bahia se pode fazer uma ópera assim e depois levar para o mundo tudo isso.

Da Redação
foto - Carlos Lopes
Em comemoração ao cinquentenário do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), unidade da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), em setembro deste ano, o Núcleo de Ópera (NOP) da Bahia está ensaiando a ‘Ópera dos Terreiros’, com a participação dos terreiros tombados pelo órgão. A novidade foi anunciada na abertura da 15ª Semana de Museus Dimus/Ipac, no Palácio da Aclamação, em Salvador, que integra a Diretoria de Museus do Ipac (Dimus/Ipac).
O maestro do NOP, Aldo Brizzi, a pedido do Ipac, está compondo ‘Ópera dos Terreiros’, que terá o libreto escrito pelo secretário estadual da Cultura, Jorge Portugal. “Ele teve uma ideia maravilhosa ao unir a ópera com a cultura dos terreiros de candomblé. Vai ser muito forte, bonito e baiano. Só na Bahia se pode fazer uma ópera assim e depois levar para o mundo tudo isso. Todos os ensaios estão sendo aqui no Palácio da Aclamação, e a apresentação será no dia 15 de setembro, na Praça das Artes, no Pelourinho”, enfatizou o regente.
Durante a mesa redonda, na segunda-feira (15), com músicos do NOP e o chefe de gabinete do Ipac, Ivan Teixeira, representando o diretor do instituto, João Carlos de Oliveira, foi anunciada a temporada 2017 do Núcleo, que faz residência artística no Palácio da Aclamação desde janeiro deste ano. “Primeiro vamos ter o ‘Oratório de Santo Antônio’ em forma de “ópera junina”, no Solar Ferrão, no Pelourinho, nos dias 11, 12 e 13 de junho”, disse Brizzi.
O evento foi realizado pela ONG Roda Baiana e Com Arte Produções Artísticas com apoio do Ipac e patrocínio do Banco do Nordeste e do Ministério da Cultura (MinC). O lançamento da 15ª Semana de Museus contou com apresentação de várias da Ópera Treemonisha, que na temática trata do respeito à diversidade racial, o papel da mulher na sociedade, a importância da educação e da instrução.
Em fevereiro deste ano, o NOP lançou a programação anual de ensaios e apresentações artísticas no Palácio da Aclamação, com a presença do cantor e compositor Gilberto Gil, padrinho do Núcleo, além de integrantes do Cortejo Afro. O núcleo é formado por cerca de 70 músicos, cantores e bailarinos e fez a estreia mundial da versão em português da ópera Treemonisha, com orquestração de Aldo Brizzi, no último dia 26 de janeiro no Teatro Castro Alves (TCA.

Semana de Museus 
Temporada cultural coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) que acontece anualmente em comemoração ao Dia Internacional dos Museus (18 de maio), a 15ª Semana de Museus acontece até o próximo domingo (21) nos diversos museus do Brasil, com a temática ‘Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus’. O evento envolve mais de mil museus, oferecendo ao público três mil atividades especiais como visitas mediadas, palestras e oficinas. Acompanhe a programação dos museus do Estado no blog da Dimus/Ipac. Mais informações sobre a temporada no NOP estão disponíveis no site do Ipac.
Com informações da Secom Ba.  16/05/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"