terça-feira, 2 de maio de 2017

MST mostra produção agrícola de reforma agrária

Agricultura familiar  🍅

Mais de 800 agricultores de todas as regiões do país vão participar, no Parque da Água Branca, em São Paulo, da 2ª Feira Nacional da Reforma Agrária, de 4 a 7 deste mês. Com o evento, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), vai mostrar o resultado das lutas ao longo dos anos, apresentando alimentos saudáveis para os brasileiros.

Sputnik
foto - ilustração - MST
A produção de assentamentos e acampamentos organizados pelo movimento representa um contraponto ao atual modelo de agricultura. Enquanto que o modelo do agronegócio privilegia o lucro com riscos ao meio ambiente e à população, a proposta da comida comercializada pelo MST é alimentar as famílias do campo e da cidade, possibilitando uma vida mais saudável.
“Vamos dialogar com o público presente sobre o campo, a produção saudável e os assentamentos da reforma agrária a partir das experiências que estamos tendo nos estados, dentro dos assentamentos, onde direcionamos essa questão da produção de alimentos limpos, sem veneno e diversificados tanto para as famílias assentadas, como para a sociedade”, diz Milton Farnazieri, da coordenação nacional do MST.
A feira também promete outro tipo de alimento. Um Festival de Cultura Popular traz ao palco principal, com entrada franca, nomes conhecidos do público como Tulipa Ruiz, Tico Santa Cruz, o forrozeiro Targino Gondim e a cantora Liniker e os Caramelows. Ainda constam na programação feiras literária e de troca de sementes, seminários de formação sócio-política e uma praça de alimentação com o melhor das culinárias regionais de todo país, no espaço Culinária da Terra. O evento também promete rodas de capoeira, teatro e cirandas infantis.
A programação político-cultural conta também com seminários. O “Alimentação Saudável – um direito de todos e todas” recebe as palestrantes Bela Gil, Letícia Sabatela, o ex-ministro da saúde Alexandre Padilha, o ex-presidente do Uruguai, José Pepe Mujica e o coordenador do MST, João Pedro Stédile.
Fonte - Sputnik   04/05/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"