sexta-feira, 28 de abril de 2017

Grande Recife amanhece sem ônibus nas ruas no dia de greve geral

Greve Geral 🚌

O Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco manteve a decisão de paralisar as atividades, apesar de a Justiça do Trabalho ter determinado, nesta quinta-feira, que a categoria mantivesse a circulação de 50% dos ônibus nos horários de pico e 30% no restante do dia.

Diário de Pernambuco
foto - Milena Semann/DN
No dia de greve geral contra as reformas trabalhistas e da Previdência Social, a Região Metropolitana do Recife amanhece sem ônibus nas ruas. O Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco manteve a decisão de paralisar as atividades, apesar de a Justiça do Trabalho ter determinado, nesta quinta-feira, que a categoria mantivesse a circulação de 50% dos ônibus nos horários de pico e 30% no restante do dia. O descumprimento poderá acarretar em multa de R$ 100 mil.
Na terça-feira passada, o Grande Recife Consórcio de Transportes já havia feito a mesma recomendação à categoria: "O Grande Recife esclarece que foi informado pela imprensa quanto à paralisação dos rodoviários prevista para esta sexta-feira (28). Diante disso, encaminhou um ofício ao Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco (Urbana/PE) solicitando a adoção de medidas legais e adequadas no sentido de garantir a circulação de 50% dos serviços de transporte público no horário de maior movimento de usuários, das 5h às 9h e das 16h às 20h, e 30% nos demais horários, a fim de evitar transtornos e prejuízos à população", informou o consórcio por nota.
Sobre a determinação, o presidente da Urbana-PE, Fernando Bandeira, informou que o sindicato das empresas "fará de tudo para cumprir a determinação". Na visão dele, o órgão estadual acertou ao determinar a circulação de pelo menos metade dos ônibus nos horários de pico. "O transporte não pode parar por completo. Existe uma obrigação legal para não deixar serviços essenciais pararem totalmente. Nesse caso, vamos agir de duas maneiras. Primeiro, vamos conscientizar nossos funcionários. Outra medida que vamos tomar é acionar os nossos advogados para ver quais medidas são cabíveis", pontuou.
Na segunda-feira passada, o Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco aderiu à greve geral convocada pela Central Única dos Trabalhadores. "Nós tomamos uma decisão apoiada pelos trabalhadores. No dia 28, essa greve geral vai ter o apoio dos rodoviários. Nós precisamos pressionar e só pressionamos nas ruas, parando e deixando o estado sem transporte. Não vai ter transporte", disse o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Benilson Custódio, após a assembleia, na tarde dessa segunda-feira, na Avenida Guararapes. Nesta terça, ele informou que não recebeu o ofício do Grande Recife. "A categoria decidiu parar e, até agora, não recebi nenhuma notificação. Vou aguardar até amanhã para poder me posicionar sobre essa determinação", afirmou.

Metrô
Os metroviários também deflagraram adesão ao movimento paredista desta sexta em assembleia nesta terça-feira, às 18h, na Estação Central do Recife. "Toda a categoria, isto é, metroviários das áreas de manutenção, administrativo e operação, estava representada na assembleia e decidiu pela paralisação total nesta sexta. Também faremos um ato público para a população sobre os efeitos danosos das reformas do Governo Temer", afirmou o diretor de Comunicação do Sindicato dos Metroviários de Pernambuco, Levi Arruda.
Fonte - Diário de Pernambuco  28/04/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"