terça-feira, 4 de abril de 2017

Governo do Ceará tenta destravar Linha Leste do metrô

Transportes sobre trilhos  🚉

O titular da Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag), Maia Júnior, e o secretário das Cidades, Lúcio Ferreira Gomes, viajam para representar o Estado. “Queremos que a União honre seu compromisso contratual. Mesmo com a situação das contas federais muito crítica, não podemos esmorecer. Temos que ir atrás dos direitos do Estado”, afirma Maia Júnior.

Diário do Nordeste - ANPTrilhos
foto - ilustração/arquivo
A liberação de recursos da ordem de R$ 2 bilhões para a retomada das obras da Linha Leste do Metrô de Fortaleza (Metrofor) será assunto da reunião que ocorre nesta quarta-feira (5), em Brasília, entre Governo do Ceará, Ministério das Cidades, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Banco Mundial.
O titular da Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag), Maia Júnior, e o secretário das Cidades, Lúcio Ferreira Gomes, viajam para representar o Estado. “Queremos que a União honre seu compromisso contratual. Mesmo com a situação das contas federais muito crítica, não podemos esmorecer. Temos que ir atrás dos direitos do Estado”, afirma Maia Júnior.
De acordo com ele, o encontro é fruto de uma recente reunião que o governador do Ceará, Camilo Santana, teve com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, e com o deputado federal cearense Leônidas Cristino (PDT). O parlamentar está intermediando as negociações ligadas à Linha Leste do Metrofor no Congresso Nacional.
“Vamos ver o que pode sair dessa reunião. Mesmo que não saia nenhuma decisão concreta da liberação dos recursos, esperamos, no mínimo, algum encaminhamento”, destaca Maia Júnior. “Mas o quadro do País ainda não está favorável do ponto de vista fiscal, com a economia sendo prejudicada com o aumento do desemprego. Estamos com o presidente (Michel Temer) e o ministro da Fazenda (Henrique Meirelles) sem nenhuma reação”, acrescenta.

Sobre a obra

A Linha Leste da Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor) recebe recursos do programa Mobilidade Grandes Cidades, do governo federal, de cerca de R$ 1 bilhão; e financiamento do BNDES, também de R$ 1 bilhão, aproximadamente. A contrapartida do Governo do Ceará é de R$ 259,22 milhões. Cerca de R$ 50 milhões já foram investidos na obra.
Iniciadas em novembro de 2013, as obras da Linha Leste do Metrô de Fortaleza foram paralisadas no início de 2015 por conta da reformulação societária articulada pelo consórcio. A expectativa inicial era que parte do equipamento fosse entregue em 2014, o que não ocorreu, sendo a nova data de conclusão prevista para 2019.

Compromisso
“Queremos que a União honre seu compromisso contratual. Mesmo com a situação das contas federais muito crítica, não podemos esmorecer”
Fonte - ANPTrilhos  03/04/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"