quinta-feira, 30 de março de 2017

Trensurb realiza venda de duas mil unidades do novo bilhete unitário nos três primeiros dias de testes

Transportes sobre trilhos  🚄

Projeto-piloto, em testes na Estação Mercado até 7 de abril, conta com impressão de bilhetes com QR codes e possibilidade de pagamento com cartões de crédito ou débito.

Trensurb
foto -  Artur Colombo/Trensurb
Nos três primeiros dias de testes, foram comercializadas 2.048 unidades do novo bilhete unitário da Trensurb. O projeto-piloto conta com a impressão de bilhetes de papel com QR codes e possibilidade de pagamento com cartões de crédito ou débito. Os testes tiveram início no dia 24 e seguem até 7 de abril, nos dias úteis, das 10h às 16h, somente na Estação Mercado do metrô. No local, está disponível uma máquina de autoatendimento para a venda dos novos bilhetes, aceitando pagamento apenas com cartão de crédito ou débito. Uma bilheteria exclusiva na estação, devidamente identificada, também faz a venda dos bilhetes unitários com pagamento somente em dinheiro. Após adquirir seu bilhete, no qual estará impresso um QR code, o usuário deverá aproximá-lo do leitor na catraca exclusiva – adaptada para a leitura somente desse tipo de bilhete – para ter o acesso liberado. Nos três primeiros dias, sete pessoas fizeram compra do bilhete com cartão de crédito e 18 com cartão de débito.
O superintendente de Desenvolvimento Comercial da Trensurb, Euclides Reis, avalia que o resultado dos testes até agora tem sido positivo. Ele ressalta que, como se trata de um período de testes, é normal que algumas coisas funcionem bem e outras tenham que ser melhoradas. “A avaliação até agora é positiva e claro que algumas coisas precisam ser adaptadas para nosso sistema, como é o caso de qualquer tecnologia, mas esse é também o objetivo do teste: avaliar a viabilidade da modernização do sistema”, afirma. O superintendente destaca que esse projeto-piloto “é só exemplo de uma tecnologia que podemos adotar e esse exemplo tem sido positivo, mas temos intenção de trabalhar a questão de modernização da bilhetagem em vários aspectos”. “Estamos caminhando para o futuro: inovação tecnológica para a modernização desse sistema [de bilhetagem], como o que já é feito em outros locais que são referência de sistemas de metrô”, declara Reis. O gestor lembra que, no momento da adoção de uma solução definitiva, será necessário um período de adaptação, que envolve também uma mudança de cultura, tanto da empresa como dos próprios usuários.
A bilhetagem via QR code, ou código QR (sigla do inglês quick response – resposta rápida), é uma solução inovadora, que proporciona agilidade aos usuários do transporte público e redução de custos operacionais. A possibilidade de pagamento da passagem com cartões de crédito ou débito em terminais de autoatendimento é mais uma facilidade oferecida aos usuários. Os testes são desenvolvidos sem custos para a Trensurb, com o apoio técnico do TEU Bilhete Metropolitano. A 4all, startup gaúcha, apoia o projeto e trabalha em um aplicativo integrado para smartphones.
Fonte - Trensurb  29/23/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"