quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Trabalhadores resgatados em condições análogas ao trabalho escravo passam por capacitação

Direitos Humanos  👍

Por meio do convênio,a Bahia Pesca disponibilizará aos trabalhadores resgatados vagas nos cursos de capacitação realizados pela empresa.A Setre será responsável por identificar e encaminhar à Bahia Pesca os trabalhadores em situações degradantes de trabalho.

Da Redação
foto - ilustração
A Bahia Pesca, empresa vinculada a Secretária da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) e a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) assinam nesta quinta-feira (02), às 8h, na Colônia de Pescadores do Rio Vermelho, um termo de cooperação para a reinserção no mercado de trabalho legal, de trabalhadores resgatados em condições análogas ao trabalho escravo. Por meio do convênio, a Bahia Pesca disponibilizará aos trabalhadores resgatados vagas nos cursos de capacitação realizados pela empresa.
“Através dos cursos de capacitação vamos contribuir para transformar a realidade dessas pessoas, com a qualificação da mão de obra, viabilizando o acesso às novas tecnologias e a geração de emprego e renda”, declarou o gestor da Seagri, Vitor Bonfim.
A Setre será responsável por identificar e encaminhar à Bahia Pesca os trabalhadores em situações degradantes de trabalho. “A erradicação do trabalho escravo é um dos eixos da Agenda Bahia do Trabalho Decente e uma prioridade do Governo do Estado”, pontua a secretária Olívia Santana (Setre).
A agenda de cursos da Bahia Pesca para 2017 está em fase final de organização, e incluirá cursos de aquicultura, navegação, mariscagem, piscicultura, beneficiamento de pescado, maricultura, gestão e planejamento de projetos, informática e secretariado, dentre outros. “Cada curso terá 2 vagas reservadas aos trabalhadores resgatados e indicados pela Setre”, explica o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior.
Com informações da Secom Ba.  01/02/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"