sábado, 22 de outubro de 2016

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia tem público superior a 15 mil pessoas em Salvador

Ciência & Tecnologia

A Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) é responsável por organizar, na Bahia, a Semana, desde quando o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações criou o evento, a fim de ampliar a popularização da ciência por todo o território nacional, em 2004.

Da Redação
foto - Gabriel Pinheiro
Durante quatro dias, a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) 2016 atraiu mais de 15 mil pessoas, a maioria estudantes de escolas públicas e privadas, bem como de universidades e cursos técnicos, nas instalações do Senai Cimatec, na Avenida Orlando Gomes. De quarta-feira (19) a este sábado (22), as novidades do universo da robótica, games, nanotecnologia, química e até mesmo da gastronomia foram exibidas por mais de 40 expositores e por 30 palestrantes.
A Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) é responsável por organizar, na Bahia, a Semana, desde quando o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações criou o evento, a fim de ampliar a popularização da ciência por todo o território nacional, em 2004. O tema da 13ª edição é ‘Ciência Alimentando o Brasil’ e, em virtude disso, a tecnologia aplicada no desenvolvimento e aprimoramento de alimentos esteve bastante presente, tanto na área de Exposição Tecnológica quanto no Ciclo de Palestras. “Essas diversas atividades faz com que as pessoas a se interessem mais pela ciência”, avalia Manoel Mendonça, secretário da Secti.
Alguns estandes registraram grande movimento, independente do horário. Dentre eles, figuram o da Soma, que apresentou a patinete elétrica que chega a 50 quilômetros por hora e os de games que usam óculos de realidade aumentada. As áreas ocupadas pelo Departamento de Polícia Técnica da Bahia, que montou uma cena de crime e contou com a ajuda dos visitantes para analisar o cenário; e pela Marinha do Brasil, que trouxe um grande simulador de navegação; também foram disputadas pelos visitantes.
Yuri Berezovoy, fundador da Soma, garante que a Semana auxiliou a empresa a “validar o produto, por conta da exposição a um megapúblico”. Além de ampliar o conhecimento, a estudante Giselle Santos, 16 anos, sentiu algo inusitado durante a visita: medo. “Fui ao estande do Gamepólitan e decidi experimentar os óculos de realidade aumentada que simulam que a pessoa está no topo de um arranha-céu. É tão real que eu gritei”, confessa a jovem.
Houve uma redução de 45% de aplicação de recursos para a realização da Semana, em Salvador em comparação com a edição passada. Os dados são da Coordenação de Articulação Institucional (CAI), setor da Secti responsável por toda a organização da feira. A média de público, no entanto, “foi semelhante a de 2016 e o evento foi considerado, pela maioria dos visitantes, como um sucesso”, comemora Sócrates Santana, coordenador da CAI.
Neste ano, o evento contou com o apoio da Braskem; Grupo Neoenergia (Coelba); Companhia de Gás da Bahia (Bahiagás); Banco do Nordeste; Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); MCTIC; Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Companhia de Processamento de Dados da Bahia (Prodeb) além das secretarias estaduais de Infraestrutura (Seinfra), Educação (SEC) e Desenvolvimento Rural (SDR).
Com informações da Secom  22/10/2016

Transiberiana - As aventuras e mistérios da maior ferrovia do mundo

Turismo Ferroviário

A ideia inicial era criar um trajeto que facilitasse o problema de transporte comercial do maior país do mundo. Ela ligaria a então capital russa São Petesburgo, localizada na Europa, até a cidade de Vladivostok, um importante porto no extremo leste da Ásia totalizando um percurso com mais de 9.500 km.

Webventure
foto - ilustração
Já pensou entrar em um trem que atravesse dois continentes, mais de oito fusos horários e possua um trajeto com mais de 160 horas de viagem? Essas são as curiosidades da maior ferrovia do mundo, a Transiberiana.
A ideia inicial era criar um trajeto que facilitasse o problema de transporte comercial do maior país do mundo. Ela ligaria a então capital russa São Petesburgo, localizada na Europa, até a cidade de Vladivostok, um importante porto no extremo leste da Ásia totalizando um percurso com mais de 9.500 km.
Hoje, a principal linha Transiberiana parte de Moscou e cruza importantes cidades russas até chegar ao Oceano Pacífico, a construção da ferrovia aconteceu entre 1891 até 1916, em 2002 foi terminada sua eletrificação e cerca de 30% das exportações do país passam por ela.
Por essa imensidão de possibilidades, o viajante pode escolher exatamente o que quer conhecer. As opções de cabines variam de acordo com o que o turista deseja desembolsar, você pode tanto acordar ao lado de desconhecidos quanto reservar uma cabine particular de primeira classe.


ABIFER
Escolha seu roteiro
Existem linhas diferentes e a dica para quem tiver mais tempo de viagem, é escolher a rota Transmongoliana, construída para ligar Moscou a Pequim. Ela cruza a Mongólia para chegar em terras chinesas e com isso há a oportunidade de conhecer um país a mais. Além desta opção existem os trajetos das linhas Transmanchuriana e Baikal-Amur Magistrale.

O tesouro siberiano

Assim é conhecido o Lago Baikal, que possui água potável até hoje, tornando-o maior do mundo com essa característica. Ele é considerado sagrado pelos locais e é uma atração imperdível para quem viaja pela rota Transiberiana. Além disso, é o mais profundo do mundo com até 1.642 metros. Em 1996 o lago foi adicionado à lista de Patrimônio Mundial da UNESCO, aumentando ainda mais sua importância.

Melhor época para viajar
A Rússia possui suas estações bem definidas, então dependendo da data as paisagens são completamente diferentes. Para encontrar neve deve-se viajar no inverno, quando as temperaturas chegam até -30ºC, o que pode render boas histórias. Porém, a recomendação é viajar na época de junho, já que durante o verão é possível aproveitar todas as paradas do trem, apesar do preço mais caro.

Itinerário
O percurso mais comum passa pelas seguintes cidades:
Moscou – Vladimir -Nizhny Novgorod – Kirov Perm (Rio Kama) - Ekaterinburg (Urais) – Tyumen - Omsk (Rio Irtysh) - Novosibirsk (Rio Ienissei) – Krasnoyarsk - Irkutsk (lago Baikal) - Ulan-Ude – Khabarovsk – Ussuriysk – Vladivostok.
A rota Transiberiana é uma das viagem mais mágicas que você pode fazer, mas é necessário estudar muito o percurso e as peculiaridades russas. Por ser uma viagem longa também é indicado reservar vários dias para realizar este caminho, que tem tudo para ser inesquecível.
Fonte - ABIFER  21/10/2016

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Terminal Náutico de Salvador tem infraestrutura ampliada

Transporte Marítimo

Concluídas neste mês, as intervenções receberam investimento de R$3,3 milhões e contemplaram melhorias no terminal de passageiros e na segurança.Atualmente, nove estações de bilhetagem atendem aos passageiros que partem da capital,e para ampliar o monitoramento no terminal, foi implantado o Centro de Controle de Operações (CCO).

Da Redação
foto -  Ulgo Oliveira/Ascom Seinfra
Cerca de 300 mil passageiros que utilizam mensalmente o sistema hidroviário de transporte do Terminal Turístico Náutico da Bahia (TTNB), em Salvador, agora contam com um equipamento reformado e mais moderno. Concluídas neste mês, as intervenções receberam investimento de R$3,3 milhões e contemplaram melhorias no terminal de passageiros e na segurança. As obras no terminal de Mar Grande tiveram início durante o mês de agosto.
Atualmente, nove estações de bilhetagem atendem aos passageiros que partem da capital, e para ampliar o monitoramento no terminal, foi implantado o Centro de Controle de Operações (CCO). Além disto, a reforma contempla a instalação de catracas eletrônicas, melhorias para a acessibilidade e conforto dos usuários. O prédio conta com novo sistema de refrigeração, banheiros e elevadores que dão acesso a salões e terraço – espaços que a partir da reforma passam a ser destinados à realização de eventos.

foto -  Ulgo Oliveira/Ascom Seinfra
O terminal marítimo faz parte do sistema hidroviário da Baía de Todos os Santos, importante meio de transporte que junto ao Terminal de São Joaquim, liga Salvador a cidades de Itaparica, Vera Cruz e Cairu. O TTNB conta também com translado turístico para Morro de São Paulo e passeios de escuna para praias paradisíacas da região, como Ilha dos Frades.
O secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, ressalta que a requalificação dos terminais estimula o turismo e valoriza o transporte intermunicipal. “As intervenções nos dois equipamentos fazem parte dos planos de Governo para oferecer melhor mobilidade a quem utiliza o sistema hidroviário. As melhorias atendem a centenas de pessoas que, por exemplo, dependem das lanchinhas para ir diariamente a escola ou trabalho,”, afirma o gestor.
Com informações da Secom Ba.  21/10/2016

Siemens fornecerá sistema de eletrifação para o metrô de Quito

Transportes sobre trilhos

A linha saindo de El Labrador,no norte da cidade para Quitumbe ao sul,com 15 estações,esta programada para começar a operar em meados de 2019.A Siemens para o fornecimento dos sistemas de eletrificação para a linha de 22 km e a CAF 18 trens com 6 carros cada,

Da Redação
foto - Railway Gazette
O consórcio formado pelas empresas,Acciona e Odebrecht,que está construindo a Linha 1 do Metrô de Quito,celebrou um contrato com a Siemens para o fornecimento dos sistemas de eletrificação para a linha de 22 km.
O escopo do contrato anunciado em 21 de outubro inclui o fornecimento de 46 km de catenária rígida,e 6 km de catenária convencional,mais 11 estações de fornecimento de energia de tração,29 estações de alimentação auxiliares e sistemas SCADA.
A linha saindo de El Labrador,no norte da cidade para Quitumbe ao sul,com 15 estações,esta programada para começar a operar em meados de 2019.A frota de 18 trens com seis carros cada,que serão fornecidos pela CAF,está projetada para transportar mais de 350 000 passageiros/dia,com um tempo de viagem de ponta a ponta com a duração de 34 min.
A linha será inteiramente no subterrânea,mas também será um dos maiores sistemas de metrô do mundo com mais de 2 800m do nível do mar.
Com informações da Railway Gazette  21/10/2016

Ataque a internet corta acesso ao Twitter e outros sites por várias horas

Internet

O ataque atingiu também sites de jornais e canais de televisão como CNN, The New York Times, Boston Globe, Financial Times e The Guardian.A rede social Reddit e o serviço de busca de alojamentos Airbnb também ficaram sem acesso.

Sputinik
foto - ilustração/arquivo
Vários serviços online, como o Twitter, o Spotify e o eBay, têm nesta sexta-feira (21) o acesso dificultado após um ataque de negação de serviço (DDoS).
Nos EUA, os problemas duraram cerca de duas horas. O ataque atingiu também sites de jornais e canais de televisão como CNN, The New York Times, Boston Globe, Financial Times e The Guardian.
A rede social Reddit e o serviço de busca de alojamentos Airbnb também ficaram sem acesso, além do serviço de vídeo Netflix, o site do canal HBO e o serviço de pagamento online PayPal. O alvo do ataque foi a empresa Dyn, que redireciona os fluxos da Internet aos proprietários dos sites. "Na manhã deste dia 21 de outubro, a Dyn se tornou vítima de um vasto ataque DDoS dirigido contra as nossas infraestruturas de DNS [Domain Name System, ou sistema de nomes de domínio] na costa leste dos Estados Unidos", disse o vice-presidente executivo da Dyn, Scott Hilton, em um comunicado citado pela AFP
Fonte - Sputnik  21/10/2016

Baixa demanda põe aviação doméstica em níveis do início da década

Aviação comercial

De janeiro a setembro, a oferta acumula baixa de 6,1%, acompanhando a demanda em queda de 6,3%. O fator de aproveitamento tem piora de 0,2 ponto percentual (80%), e o total de passageiros registra queda 8% (65,4 milhões de viagens).Os dados são a consolidação das operações realizadas pelas integrantes da Abear (Associação Brasileira das Empresas),Avianca, Azul, Gol e Tam

Abear 
foto - ilustração
A demanda por voos domésticos no Brasil seguiu em queda em setembro, recuando 4,4% ante o mesmo mês de 2015. Esse foi o 14º resultado negativo consecutivo para a estatística. A oferta, em baixa há 13 períodos, teve retração de 5% na mesma base de comparação. A queda da oferta superior à da demanda resultou em aprimoramento de 0,53 ponto percentual do fator de aproveitamento em relação a setembro do ano passado, para 80,11%. No mês, foram transportados 7,1 milhões de passageiros nos voos realizados dentro do país, baixa de 6,5%.
Os dados são a consolidação das operações realizadas pelas integrantes da Abear (Associação Brasileira das Empresas) – Avianca, Azul, Gol e Tam– e representam 99% do mercado doméstico.
Em valores absolutos, a demanda total apurada para o mês de setembro é a mais baixa desde 2010. Para a oferta e para o volume passageiros transportados, os resultados são os mais fracos desde setembro de 2012.
De janeiro a setembro, a oferta acumula baixa de 6,1%, acompanhando a demanda em queda de 6,3%. O fator de aproveitamento tem piora de 0,2 ponto percentual (80%), e o total de passageiros registra queda 8% (65,4 milhões de viagens).

Transporte internacional

No segmento internacional, a oferta das associadas Abear registrou diminuição de 9,8% em setembro na base anual de comparação. A demanda, por sua vez, encolheu 4,3%. Em consequência, o fator de aproveitamento dos voos internacionais foi aprimorado em 5,02% pontos percentuais, chegando a 87,26%. O mês registrou ainda o embarque de 619 mil passageiros, recuo de 0,4%.
Em valores absolutos, os resultados dos três indicadores são os mais baixos para um mês de setembro desde 2014 – e os menores para toda a série desde junho desse ano.
No acumulado dos nove meses de 2016, a oferta de serviços internacionais de transporte aéreo mostra recuo de 4,2%, para uma demanda enfraquecida em 2,8%. O fator de aproveitamento tem alta de 1,23 ponto percentual para 82,64%. Foram 5,5 milhões de passageiros embarcados no período, alta de 0,75%.

Cargas
Em setembro foram transportadas 27,5 mil toneladas de carga em voos realizados dentro do país, total 3,1% inferior ao do mesmo mês do ano passado. No segmento internacional, foram 15,3 mil toneladas transportadas, um crescimento de 4,7% na mesma base de comparação.
De janeiro a setembro o transporte doméstico de carga aérea teve baixa de 7,8% (somando 231,2 mil toneladas). O peso total movimentado internacionalmente foi, por sua vez, 0,41% inferior ao registrado em igual período do ano anterior (somando 128,3 mil toneladas).
Fonte - CNT  21/10/2016

Multa por não utilizar farol baixo durante o dia está valendo novamente

Trânsito

A decisão liminar proferida pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região permite a penalização do motorista quando o farol de um veículo estiver desligado.A decisão judicial aponta como “sinalização” os informes que “permitem ao motorista identificar que a via se classifica como rodovia”, especialmente aquelas que atravessam áreas urbanas.

Mariana Czerwonka
Portal do Trânsito

foto - ilustração/arquivo
Os órgãos de trânsito podem retomar, desde que haja sinalização nas rodovias, a fiscalização do cumprimento da Lei dos faróis, suspensa desde setembro. A decisão liminar proferida pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região permite a penalização do motorista quando o farol de um veículo estiver desligado. A infração média dá multa de R$ 85,13, com acréscimo de 4 pontos na CNH.
A decisão foi assinada pelo desembargador federal Carlos Moreira Alves e comunicada pela Procuradoria Regional da União da 1ª Região ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) nesta quarta-feira (19). Em nota, o Ministério das Cidades ressaltou que a medida está “condicionada à existência de sinalização nas rodovias” e que deverá ser cumprida “até que haja novo pronunciamento judicial sobre a matéria”.
A decisão judicial aponta como “sinalização” os informes que “permitem ao motorista identificar que a via se classifica como rodovia”, especialmente aquelas que atravessam áreas urbanas.
A Lei 13.290/2016, conhecida como “Lei do Farol Baixo”, estava com sua aplicação suspensa desde o dia 2 do mês passado por decisão da Justiça Federal em Brasília.

Segurança
A medida tem como objetivo aumentar a segurança nas estradas. Em países norte-americanos e europeus, a adoção desta prática já salvou muitas vidas, segundo estudos do NHTSA (Administração Nacional de Segurança de Tráfego em Rodovias) e da EuroNCAP (programa europeu de avaliação de carros). O órgão norte-americano afirma que o uso de farol baixo ligado durante o dia reduz em 12% os acidentes envolvendo pedestres e ciclistas e em 5% as colisões entre veículos.
No Canadá, pesquisas comprovaram que, nas retas, os faróis acesos são perceptíveis a até três quilômetros de distância e, a partir de então, o governo passou a exigir que os veículos sejam equipados com sistema que aciona os faróis assim que o carro é ligado.
Além disso, estudos mostram que os faróis ligados durante o dia aumentam em 60% a percepção visual periférica do pedestre o que diminui o número de atropelamentos.
Conforme a Polícia Rodoviária Federal, a norma é clara quando fala em “farol baixo”, e não farolete, farol de milha ou farol de neblina, por isso, esses não podem ser utilizados. Já, o Denatran definiu que será possível a utilização da DRL (sigla em inglês para Daytime Running Light) em substituição ao farol baixo durante o dia. De acordo com o órgão, o DRL é voltado para a dianteira do veículo a fim de torná-lo mais facilmente visível quando em circulação durante o período do dia. “O seu objetivo é, portanto, exatamente a intenção da Lei nº 13.290/16”, diz o despacho nº 476/2016, da Coordenação Geral de Infraestrutura de Trânsito (CGIT) do Departamento.
Segundo especialistas, essa simples atitude pode evitar acidentes. “Muitas colisões e atropelamentos ocorrem por falta de visibilidade a longa e média distâncias. O farol ligado colabora para aumentar a visibilidade do veículo em mais de três quilômetros”, explica Celso Mariano, especialista e diretor do Portal do Trânsito.Fonte - Portal do Trânsito  20/10/2016

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

A Casa Grande e a retomada do Estado

Ponto de Vista 

“O fascismo é o desprezo. Inversamente, toda forma de desprezo, se intervém na política, prepara ou instaura o fascismo” (Albert Camus) - Essas forças, que têm sido designadas como “Casa Grande”, estão se sentindo suficientemente fortes para deflagrar um programa de desmonte do tímido Estado de bem estar social que se construía no Brasil desde a Constituição de 1988.


Gilberto Giusepone - Portogente
foto - ilustração
Teve início a tramitação da PEC 241, que propõe o congelamento de gastos públicos, entre eles educação e saúde, por 20 anos. O projeto, que ganhou a alcunha de “PEC do fim do mundo”, obteve na votação em primeiro turno o apoio expressivo da base do governo, com praticamente o mesmo número de votos que assegurou a deposição da presidente Dilma Rousseff(366 e 367, respectivamente). O que tais números revelam é que estamos em presença de um claro projeto de “retomada do Estado” por forças conservadoras, do qual o impeachment foi apenas o primeiro ato.
Essas forças, que têm sido designadas como “Casa Grande”, estão se sentindo suficientemente fortes para deflagrar um programa de desmonte do tímido Estado de bem estar social que se construía no Brasil desde a Constituição de 1988.
A narrativa desse programa articula o velho mote conservador de combate à corrupção – uma das “justificativas” para o golpe de 1964 – com as novas premissas de um ajuste fiscal de fundo neoliberal, inspirado em estratégias de austeridade já aplicadas – e fracassadas – na União Europeia e nos Estados Unidos.
O que está ficando cada vez mais claro é que o esvaziamento do Estado de bem estar social não pode ocorrer sem que se esvazie igualmente o Estado democrático de Direito. Isso porque para que o primeiro prospere é necessária a negação de que políticas sociais são direitos e não simplesmente gastos.
A menção à “retomada do Estado” convida à reflexão: “retomar de quem?”; “para quem?” e, fundamentalmente, para quê?
Com a reação conservadora ao resultado da eleição de 2014, teve início um processo que visava devolver o protagonismo do grande capital no governo, acendendo-se os holofotes que superficialmente iluminam aspectos específicos para comparar instituições privadas a instituições públicas e, como resultado dessas comparações, sustentar a suposta superioridade da iniciativa privada em termos de eficiência e resultados.
A comparação entre equipamentos de saúde privados e públicos e entre escolas particulares e públicas são exemplos perfeitos da distorção comparativa que aproxima situações estruturalmente diferentes e compara performances individuais e institucionais.
O processo de retomada do Estado começou, portanto, pelo cerco às forças articuladoras de políticas sociais. Estas foram diluídas no ácido sulfúrico do preconceito que as associava aos “vícios de conduta” das populações pobres. O Bolsa Família é, talvez, o exemplo mais elucidativo do que estamos falando.
Os clamores pela mudança de paradigmas, com ênfase no mérito e na concorrência, são expressões de uma agenda que sistematicamente ocupou-se em retirar o Estado desse “lugarmais próximo aos de baixo”.
Mas esvaziar a democracia, implodir políticas sociais e aglutinar agentes políticos que vão desde os que defendem torturadores, os que fazem ataques ao Estado laico e aos direitos das minorias, até a apologia do Estado mínimo, são peças de um quebra cabeças que, uma vez montado, permite manter a pergunta: retomar o Estado de quem, “para quem”?
O deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP) demonstrou sem meias palavras o “sentido” que a nova ordem começa a festejar: “quem não pode pagar, não estuda”.
Para quem o processo se articulou? Para os que entendem que o Estado deve gastar o mínimo e abrir o máximo de espaço à iniciativa privada, de modo a fazer com que os serviços públicos também possam ser vendidos. É o que o prefeito eleito de São Paulo, João Dória, vem anunciando.
O que parece ser apenas uma racionalidade fiscal é, na verdade, uma interrupção abrupta na mobilidade social daqueles que estão usufruindo bens da cidadania (como o ensino superior, por exemplo) ao lado daqueles que podem pagar. Políticas sociais, já dizia Pierre Bourdieu, quebram o prestígio de algumas posições adquiridas antes apenas com a distância entre quem pode e quem não pode.
Temos então os componentes necessários para responder à questão: para quê?
Para desmontar a estrutura de direitos civis, trabalhistas e humanos que o patronato não quer mais pagar.
O trabalho “pesa” ao capital e este, em tempos de crise, não quer mais saber de brincadeiras e agora dispõe de quem esteja a seu serviço e com a caneta na mão, preparada para legislar.
O desmonte do financiamento da educação e da saúde passa pela indicação da impropriedade das políticas sociais e prossegue na estratégia de congelamento de gastos que torna o sucateamento dos serviços públicos praticamente irreversível.
Essa é uma lacuna preparada para ser preenchida por “parceiros empresariais” do Estado. Lembremos que esses já foram os interlocutores escolhidos para o início desastroso da tramitação da reforma do ensino médio.
Esses são os interlocutores que emergirão das cinzas da PEC 241 vendendo seus produtos e exibindo a força inescrupulosa dos que sempre responsabilizaram os pobres pela pobreza.
A PEC 241 é chamada de “PEC do fim do mundo” porque é, na realidade, a destruição amparada no desprezo. E, como disse Camus, em política o desprezo prepara ou instaura o fascismo.
*Gilberto Giusepone é diretor do Cursinho da Poli e presidente da Fundação PoliSaber
Fonte - Porto Gente  20/10/2016

Obra da passarela na Estação Detran do Metrô interdita uma faixa na Av. ACM

Transito

A passarela que será implantada na Av.ACM na estação Detran do Metrô de Salvador deixara interditada parcialmente uma faixa de trânsito na Av. até 07 de novembro

Da Redação
foto - ilustração
Sera realizada hoje a partir das 8h pela CCR Metrô Bahia a interdição parcial de faixa de transito da Avenida ACM, sentido Rodoviária,para execução das fundações dos pilares de sustentação da nova passarela da Estação Detran.
A faixa será isolada num trecho de mais ou menos 50 metros,iniciando próximo revenda de veículos Localiza Seminovos,e só será liberada para tráfego no final do dia 07/11 .
De acordo com a concessionária e o consórcio construtor,a nova passarela a ser implantada esta totalmente enquadrada nas normas da ABNT e tem largura com dimensões apropriadas para atender a demanda estimada de passageiros da estação.
Pregopontocom  20/10/2016

Relatório da ONU alerta sobre necessidade de melhorias na habitação

Habitação

Segundo os dados  no relatório das ONU divulgado na Conferência das Nações Unidas sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável, a Habitat 3,que acontece no Equador entre os dias 17 e 20 de outubro,cerca de 40% do crescimento urbano em todo o mundo, hoje,ocorre em favelas.

Yara Aquino
Repórter da Agência Brasil
Rovena Rosa/Agência Brasil
Cerca de 40% do crescimento urbano em todo o mundo, hoje, ocorre em favelas. Quase um bilhão de pessoas vivem em favelas urbanas ou assentamentos informais. Os dados estão no relatório das ONU divulgado na Conferência das Nações Unidas sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável, a Habitat 3, que acontece no Equador entre os dias 17 e 20 de outubro.
“Em muitas favelas, o acesso a serviços básicos, como educação e cuidados de saúde, é extremamente limitado. Nestas áreas, intervenções simples, mas eficazes, tais como telhados com isolamento, iluminação solar e aquecimento solar de água podem melhorar o nível de vida e reduzir os impactos de ondas de calor e condições meteorológicas extremas”, registra o documento.
O relatório lembra ainda que as taxas de doença e morte prematura são significativamente mais altas entre os grupos mais pobres e marginalizados das sociedades, incluindo moradores de favelas e assentamentos informais.
A Habitat 3 faz parte do ciclo de conferências mundiais periódicas para debater temas relativos à habitação e ao desenvolvimento urbano. A primeira conferência da série ocorreu em 1976. Entre os participantes estão governos nacionais, regionais e locais, ONGs, acadêmicos, profissionais de pesquisa e do setor privado, entre outros.
Fonte - Agência Brasil  19/10/2016

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

ONU alerta,concentração de CO² atinge seu mais alto nível em milhões de anos

Meio Ambiente

“É profundamente perturbador saber que os níveis globais das 400 partes por milhão (ppm) já tenham sido alcançados no mês de setembro pela primeira vez”, disse o diretor da agência da ONU, Robert Glasser, em comunicado à imprensa.

Revista Amazônia
foto - PNUMA/RA
Citando os graves impactos que os recordes – em 15 a 20 milhões de anos – de emissões CO² causaram no mês de setembro, o Escritório da ONU para a Redução do Risco de Desastres (UNISDR) pediu na semana passada (30) que os governos aumentem o compromisso com a redução da emissão dos gases de efeito estufa.
“É profundamente perturbador saber que os níveis globais das 400 partes por milhão (ppm) já tenham sido alcançados no mês de setembro pela primeira vez”, disse o diretor da agência da ONU, Robert Glasser, em comunicado à imprensa.
“A última vez que os níveis de dióxido de carbono atingiram esse patamar foi há 15 a 20 milhões de anos”, acrescentou.
Segundo Robert Glasser, os níveis mais baixos são geralmente registrados em setembro, o que traduz a improbabilidade de se ver níveis menores que das 400 partes por milhão (ppm) no futuro.
“Estamos elevando sistematicamente os níveis de risco de desastres para as gerações futuras. É possível que eventos climáticos mais severos aconteçam nos próximos anos”, sublinhou Glasser.
Catástrofes climáticas já são responsáveis por 90% de todas as devastações causadas por desastres naturais. Esses desastres são potencialmente prejudiciais, especialmente para os países de baixa e média renda que contribuem pouco paras as emissões de gases de efeitos estufa, mas têm grandes populações expostas a secas, inundações e tempestades.
“Uma ação muito mais vigorosa é necessária para uma razoável chance de limitar o aquecimento global a 2 graus Celsius, embora o Acordo de Paris reconheça que limitar o aquecimento global a 1,5 graus Celsius reduziria significativamente os riscos e os impactos da mudança climática”, frisou Glasser.
A UNISDR é o ponto focal entre as Nações Unidas e das organizações regionais para a coordenação da redução de desastres.
Fonte - Revista Amazônia  19/10/2016

Governador da Bahia firma parceria com ANTT para uso de fibra ótica das BRs 324 e 116

Infraestrutura

O acerto foi a cessão de fibra ótica que já passa pelo percurso das BRs 324 e 116 na Bahia. Para isso, a concessionária Via Bahia deve ceder parte das fibras para uso do Governo do Estado."Nossa determinação é levar fibra ótica para que escolas,hospitais e a segurança pública contem com banda larga para que a inclusão digital aconteça e para que os serviços públicos sejam otimizados,como é o caso da saúde e da segurança",disse o governador.

Da Redação
foto - Camila Peres/Gov.Ba.
Um compromisso do governador Rui Costa é levar fibra ótica a todas as regiões da Bahia. A maneira mais rápida e com menos custos são as parcerias e mais uma foi estabelecida durante reunião com o diretor-presidente da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos, nesta quarta-feira (19), em Brasília.
O acerto foi a cessão de fibra ótica que já passa pelo percurso das BRs 324 e 116 na Bahia. Para isso, a concessionária Via Bahia deve ceder parte das fibras para uso do Governo do Estado. "Nossa determinação é levar fibra ótica para que escolas, hospitais e a segurança pública contem com banda larga para que a inclusão digital aconteça e para que os serviços públicos sejam otimizados, como é o caso da saúde e da segurança", disse o governador.
Ao compartilhar da mesma opinião, o diretor-presidente da ANTT, assinalou que dará todo apoio para a iniciativa seja efetivada. A agência, em contato com a concessionária das duas rodovias, contribuirá para o rápido acerto dessa parceria.
Rui Costa adiantou que está em fase de preparação um edital para disponibilizar as faixas de domínio das rodovias estaduais para investidores privados que queiram passar fibra ótica por essas estradas. O governo baiano trabalha em várias frentes para que o compromisso oficializado no programa de governo seja realizado o quanto antes.
Os secretários estaduais Bruno Dauster (Casa Civil) e Macus Cavalcanti (Infraestrutura) acompanharam o governador na reunião na sede da ANTT.
Com informações da Secom  19/10/2016

Delações contra gov. Temer e PSDB. Cadê os protestos?

Ponto de Vista

Ex-vice presidente da Odebrecht, Claudio Melo Filho negocia delação. E cita os mais próximos ministros de Temer por recebimento de propina, relata a Veja.Teriam sido R$ 3 milhões para Moreira Franco. Para Geddel Vieira Lima, quantia não relatada pela revista. Para Romero Jucá, presidente do PMDB, R$ 10 milhões. Moreira Franco é ministro-secretário no Programa Parcerias de Investimento, do governo Temer. Geddel é o ministro-secretário.


Bob Fernandes




imagem/YouTube

Cunha é levado para Curitiba após prisão

Política

A ordem de prisão foi expedida pelo juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, em resposta ao pedido do Ministério Público Federal (MPF) em Curitiba. Na visão dos procuradores do MPF, a liberdade de Cunha representava risco ao andamento do processo, além de entenderem haver possibilidade concreta de fuga.

Marcelo Brandão
Repórter Agência Brasil
Wilson Dias / Agência Brasil
O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, embarcou hoje (18) para Curitiba após ser preso pela Polícia Federal. Cunha chegou no hangar da Polícia Federal, no aeroporto de Brasília, perto das 14h, mas só embarcou às 15h. Acompanhado de cinco agentes da PF à paisana ele vestia um terno e não estava algemado.
Cunha deve chegar por volta das 17h na capital paranaense. A previsão é que o ex-deputado siga direto para a carceragem da superintendência da PF em Curitiba e realize exames no IML somente amanhã.
A ordem de prisão foi expedida pelo juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, em resposta ao pedido do Ministério Público Federal (MPF) em Curitiba. Na visão dos procuradores do MPF, a liberdade de Cunha representava risco ao andamento do processo, além de entenderem haver possibilidade concreta de fuga.
A disponibilidade de recursos ocultos no exterior, além da dupla nacionalidade - Cunha é italiano e brasileiro - também foram argumentos usados pelos procuradores no pedido de prisão.
Em sua decisão pela prisão do ex-deputado, Moro destacou as supostas contas secretas na Suíça, algo que Cunha sempre negou ter. "Enquanto não houver rastreamento completo do dinheiro e a total identificação de sua localização atual, há um risco de dissipação do produto do crime, o que inviabilizará a sua recuperação. Enquanto não afastado o risco de dissipação do produto do crime, presente igualmente um risco maior de fuga ao exterior, uma vez que o acusado poderia se valer de recursos ilícitos ali mantidos para facilitar fuga e refúgio no exterior”.
Eduardo Cunha teve o mandato cassado pelo plenário da Câmara dos Deputados em 12 de setembro, perdeu foro privilegiado e teve parte dos processos remetidos à 13ª Vara Federal, em Curitiba.Fonte - Agência Brasil  19/10/2016

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Na Europa,tempo gasto com ida e volta para o serviço,já contam como hora de trabalho

Trabalho

O argumento do tribunal é o de que a nova legislação protege a "saúde e segurança"dos trabalhadores,de acordo com a diretiva Tempo de Trabalho,da União Europeia.A decisão veio no rastro de um imbróglio legal na Espanha, envolvendo a Tyco, empresa de sistemas de segurança e instalação de alarmes.Por ora, decisão vale para trabalhadores que não atuam em escritório fixo.Lei foi aprovada pelo principal tribunal da União Europeia

Do R7
foto - ilustração/Pregopontocom
O mais alto tribunal da Europa, o Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE), aprovou dois pontos que podem revolucionar as relações trabalhistas no mundo. Um deles é o direito de um trabalhador ficar doente durante as férias e ter o período de descanso compensado posteriormente com novas férias. O outro, mais impactante, é o que determina que o tempo do percurso entre a casa e o trabalho, no início e no final de cada dia, deve contar como hora de trabalho.
O argumento do tribunal é o de que a nova legislação protege a "saúde e segurança" dos trabalhadores, de acordo com a diretiva Tempo de Trabalho, da União Europeia. A decisão veio no rastro de um imbróglio legal na Espanha, envolvendo a Tyco, empresa de sistemas de segurança e instalação de alarmes.
Segundo contou o Diário de Notícias, uma empresa, a Tyco, tinha fechado todas as filiais regionais na Espanha, operando apenas da sede em Madrid, de onde comandava todos os funcionários. Os que atuavam em outras cidades eram prejudicados, já que a jornada era contada somente a partir do momento em que eles chegavam aos locais determinados para realizarem suas tarefas.
Isso ocorria mesmo se eles tivessem viajado por horas até o destino para prestar os serviços. Da mesma maneira, o fim do expediente era considerado o momento em que o serviço se encerrava, deixando por conta do trabalhador as horas necessárias para regressar à sua casa.
A decisão, vale lembrar, é restrita a trabalhadores que não atuam em um escritório fixo. É o caso de eletricistas, instaladores de gás, enfermeiros e representantes de vendas, que passam a ter total direito de cobrar pelo tempo das viagens, algo que até agora não podiam fazer.
Não se trata de uma lei vinculativa (do tipo que os países são obrigados a adotar), mas se configura uma determinação legal que já tem obtido jurisprudências em nações europeias.

Outros trabalhadores
Entre as grandes empresas a reação foi de contrariedade. Mas, no futuro, a decisão pode ir além, e se expandir para trabalhadores que atuam em escritório fixo - isso obrigaria as empresas a se preocuparem com as condições de transporte e habitação de seus funcionários.
E, caso as empresas optem por fechar seus escritórios regionais, também aí o empregador terá de arcar com custos. Isso porque os trabalhadores, com a nova lei, também estarão protegidos dessa decisão, argumenta o Tribunal.
"O fato de que os trabalhadores comecem e terminem as viagens, de e para suas casas, é fruto da decisão do empregador, que busca abolir os escritórios regionais. Não se trata de uma opção dos próprios trabalhadores", entendem os juízes.

No Brasil
em nosso país, segundo a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), o desconto do itinerário ainda não é previsto na lei, salvo exceções. Diz o texto de lei: "O tempo despendido pelo empregado até o local de trabalho e para o seu retorno, por qualquer meio de transporte, não será computado na jornada de trabalho, salvo quando, tratando-se de local de difícil acesso ou não servido por transporte público, o empregador fornecer a condução".
A Justiça do Trabalho, porém, tem recebido vários processos relacionados ao tema e analisa cada caso de maneira específica.
Fonte - Mobilize  18/10/2016

Concessionária deixa de operar teleférico do Alemão por falta de pagamento

Mobilidade

A concessionária Rio Teleféricos pediu a suspensão do contrato de operação do sistema porque está sem receber as verbas do governo do estado desde abril.Segundo a Secretaria Estadual de Transportes,devido ao agravamento da crise financeira,a prioridade do governo tem sido o pagamento dos funcionários, com os demais pagamentos sendo feitos apenas se houver recursos.

Vitor Abdala
Repórter da Agência Brasil*

Prefeitura do R/Ag.Brasilio 
O teleférico do Complexo de favelas do Alemão, na zona norte do Rio, permanecerá fechado por tempo indeterminado. O sistema de bondes, que liga a estação ferroviária de Bonsucesso a vários pontos do complexo, já estava fechado há cerca de um mês para manutenção.
A concessionária Rio Teleféricos pediu a suspensão do contrato de operação do sistema porque está sem receber as verbas do governo do estado desde abril. Segundo a Secretaria Estadual de Transportes, devido ao agravamento da crise financeira, a prioridade do governo tem sido o pagamento dos funcionários, com os demais pagamentos sendo feitos apenas se houver recursos.
Os usuários se queixam da paralisação do serviço. “Está sendo muito difícil, porque na ida e vinda com criança da escola tem [que transpor] um morro enorme”, disse Severina do Ramo, moradora do complexo.
O teleférico foi inaugurado em 2011 e, desde março deste ano, estava sendo administrado pela Rio Teleféricos. O sistema foi fechado no mês passado para manutenção e havia a previsão de ficar parado por seis meses.
*Colaborou Lígia Souto – repórter do Radiojornalismo
Fonte - Agência Brasil 18/10/2016

Governador da Bahia apresenta oportunidades de investimentos a embaixador e cônsul espanhóis

Infraestrutura

Durante o encontro, Rui reiterou o compromisso do governo da Bahia em não poupar esforços para ampliar as relações diplomáticas e comerciais com a Espanha.A construção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e do novo Centro de Convenções da Bahia foram alguns dos assuntos presentes na   pauta de reunião

Da redação
foto - Camila Souza/Gov.Ba.
A construção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), da Ponte Salvador-Itaparica, do novo Centro de Convenções da Bahia e a reativação do Hospital Espanhol, na capital, estiveram entre os assuntos tratados durante audiência, na manhã desta terça-feira (18), entre o governador Rui Costa, secretários de Estado e o embaixador da Espanha no Brasil, Manuel de La Cámara Hermoso, e o cônsul geral da Espanha, Gonzalo Fournier.
Durante o encontro, Rui reiterou o compromisso do governo da Bahia em não poupar esforços para ampliar as relações diplomáticas e comerciais com a Espanha. Na oportunidade, o governador falou das possibilidades de investimentos no estado, além de expor demandas na área da saúde. “É do nosso maior interesse buscar uma solução para o Hospital Espanhol”. O governador explicou que a Real Sociedade Espanhola de Beneficência, entidade que geria o Hospital Espanhol quando do fechamento, possui processos trabalhistas que têm inviabilizado a aquisição por investidores.
De acordo com o secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas é necessário que a justiça trabalhista consolide e apresente um valor real da dívida trabalhista do hospital. “É preciso que se reduza este número para um valor efetivo, que possa ser pago. Enquanto isso não acontecer, dificilmente, qualquer operação que vise a reabertura do hospital se sustentará”.
Vilas-Boas garantiu ainda que, mesmo se tratando de uma instituição privada, o Governo do Estado acompanha atento todas as questões que envolvem o fechamento e a reabertura da unidade hospitalar. “Temos o interesse médico de voltar a oferecer os 250 leitos da instituição para a população, além da preocupação com os funcionários que ficaram desempregados e, grande parte, poderá retornar ao trabalho”.
Na opinião do embaixador Manuel de La Cámara Hermoso, a reunião com o governador Rui Costa foi produtiva, pois eles puderam saber das intenções do governo baiano em estimular investimentos estrangeiros no estado. “Estou muito satisfeito. Acho que temos possibilidades muito profícuas na área da saúde, do turismo e na infraestrutura. O estado da Bahia é um dos maiores do país. Temos aqui a presença da colônia espanhola muito expressiva”.
Como estreitamento da relação entre Bahia e Espanha, o embaixador disse que “temos um voo direto entre Salvador e Madrid e investimentos hoteleiros em Praia do Forte. A Bahia é um dos grandes parceiros da Espanha”.

Outras agendas
Além de um almoço com empresários na Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), estão previstos até quarta-feira (19), diversos eventos oficiais com o tema “Obrigado Bahia”, pela hospitalidade dos baianos aos espanhóis, desde o século XIX. Também estará em Salvador até o dia 22, o Navio-Escola da Armada Espanhola “Juan Sebastián Elcano”. Será realizada ainda uma homenagem ao marinheiro Fradique de Toledo, que juntamente com portugueses, recuperou a Bahia do domínio holandês.
Participaram da reunião também os secretários estaduais do Turismo José Alves, da Casa Civil, Bruno Dauster e de Desenvolvimento Econômico Jorge Hereda.
Com informações da Secom Ba. 18/10/2016

Aeromóvel da Trensurb chega a 3 milhões de passageiros transportados

Transportes sobre trilhos

A marca de 3 milhões de passageiros transportados foi atingida no dia 9 de outubro. O total histórico de usuários do aeromóvel é de 3.019.925 – número registrado ao fim da operação de segunda-feira (17). Somente neste ano, 839.224 passageiros já utilizaram a linha, com média de 3.210 usuários por dia útil.

Trensurb
foto - Felipe Figueiró/Arquivo Trensurb
Na última semana, a linha da tecnologia aeromóvel operada pela Trensurb, que conecta o metrô ao Terminal 1 do Aeroporto Internacional Salgado Filho, superou a marca de 3 milhões de passageiros transportados. O aeromóvel abriu suas portas ao público em 10 de agosto de 2013, ainda em operação experimental. Passou a operar comercialmente e em horário integral – das 5h às 23h20 – em maio de 2014.
A marca de 3 milhões de passageiros transportados foi atingida no dia 9 de outubro. O total histórico de usuários do aeromóvel é de 3.019.925 – número registrado ao fim da operação de segunda-feira (17). Somente neste ano, 839.224 passageiros já utilizaram a linha, com média de 3.210 usuários por dia útil.
O recorde de usuários em um único dia desde o início da operação foi atingido no dia 15 de junho de 2015: 4.342 passageiros. No mês seguinte, em julho do ano passado, a linha chegou ao recorde de passageiros transportados em um único mês: 103.478, com média de 3.611 usuários por dia útil, também a maior marca atingida desde o início da operação do modal.

Conexão metrô-aeroporto
O projeto foi desenvolvido no Brasil, usando tecnologia 100% nacional e movimentou uma cadeia produtiva que envolveu mais de 50 empresas e mil profissionais. Os veículos suspensos, movidos a ar, permitem integração e acesso rápido e direto ao terminal aeroportuário sem custo adicional para os usuários do metrô. O trajeto de 814 metros, com duas estações de embarque, é percorrido em 2 minutos e 35 segundos. Além de qualificar o acesso ao aeroporto, o empreendimento cumpriu diretriz do governo federal para empresas estatais de investir em projetos de infraestrutura e inovação tecnológica e fomentar o desenvolvimento da indústria nacional.
Projetado pelo Grupo Coester, de São Leopoldo, o aeromóvel é um meio de transporte automatizado, em via elevada, que utiliza veículos leves, não motorizados, com estruturas de sustentação esbeltas. Sua propulsão é pneumática – o ar é soprado por ventiladores industriais de alta eficiência energética, por meio de um duto localizado dentro da via elevada. O vento empurra uma aleta (semelhante a uma vela de barco) fixada por uma haste ao veículo, que se movimenta sobre rodas de aço em trilhos.
Sustentabilidade e economia são marcas do aeromóvel. O projeto atende às legislações ambientais vigentes e, como a propulsão se dá com o acionamento de motores elétricos, não há emissão de poluentes gasosos. Esses motores são dispostos em casas de máquinas acusticamente isoladas, evitando também a poluição sonora. Já as estruturas elevadas e menos espessas, com design moderno, evitam a poluição visual.
Fonte - Trensurb   18/10/2016

Delegado da Lava Jato critica proposta que prevê validação de provas ilícitas

Política

"Não é possível aceitar”, disse Anselmo na comissão que discute o tema.A proposta faz parte das dez medidas de combate à corrupção apresentadas pelo MPF ao Congresso Nacional e que conta com abaixo-assinado com a assinatura de mais de 2 milhões de pessoas, o que obriga a Câmara a instalar uma comissão especial para discuti-las.

Felipe Pontes
Repórter da Agência Brasil
José Cruz/Agência Brasil
O delegado da Polícia Federal Marcio Anselmo, um dos principais investigadores da Operação Lava Jato, disse hoje (18) em audiência pública na Câmara dos Deputados ser contra a proposta do Ministério Público Federal (MPF) que prevê a possibilidade de validação de provas ilícitas, contanto que obtidas de boa-fé.
A proposta faz parte das dez medidas de combate à corrupção apresentadas pelo MPF ao Congresso Nacional e que conta com abaixo-assinado com a assinatura de mais de 2 milhões de pessoas, o que obriga a Câmara a instalar uma comissão especial para discuti-las.
“Não é possível aceitar”, disse Anselmo na comissão que discute o tema. “Acho muito difícil você aferir essa boa-fé do agente público, esse trecho não é compatível com nossa Constituição Federal”, afirmou ele.
Brasília - Comissão Especial que analisa o Projeto de Lei 4850/16 faz audiência pública para discutir dez medidas de combate à corrupção - José Cruz/Agência Brasil
A possível validação judicial de provas ilícitas, contanto que seja possível comprovar terem sido obtidas de boa-fé, é um dos pontos mais polêmicos das dez medidas de combate à corrupção propostas pelo MPF.
A medida foi defendida pelo juiz Sergio Moro, responsável pela Lava Jato na primeira instância, na mesma comissão especial da Câmara, mas tem sido criticada por personalidades do mundo jurídico. Em agosto, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes disse que a proposta foi feita por “quem não conhece nada de um sistema”.

Testes de integridade
O delegado Marcio Anselmo também criticou a proposta do MPF, prevista entre as medidas, que prevê a aplicação de testes de integridade surpresa em servidores públicos, nos quais eles seriam submetidos a simulações para aferir como reagiriam diante da oportunidade de praticar atos corruptos. A medida também foi defendida por Moro.
“A utilização dessa ferramenta para efeitos criminais é questionável”, disse Anselmo. Ele argumentou que o STF já previu como impossível o uso de flagrante ensaiado e que a medida também viola tratados internacionais de direitos humanos.
Após a manifestação do delegado, o relator do projeto de lei sobre as dez medidas de corrupção, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), antecipou que pretende dar parecer para que o teste de integridade se restrinja a uma esfera administrativa, sem efeito penal.
Fonte - Agência Brasil  18/10/2016

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

CCR Metrô Bahia inicia reforma do Terminal de ônibus da Rodoviária

Transportes

Com a requalificação,o espaço ficará mais acessível e confortável para usuários,rodoviários e colaboradores com a instalação de câmeras de vigilância integradas ao Centro de Controle Operacional (CCO) do metrô,elevador na passarela de acesso,piso tátil,guaritas de entrada e saída,posto policial,sala de primeiros socorros,escadas rolantes, sanitários para Pessoas com Deficiência (PCD),além dos sanitários comuns.

Da Redação

O terminal de ônibus Rodoviária, administrado pela concessionária CCR Metrô Bahia, passará por uma grande reforma que permitirá a integração dos ônibus à futura estação do metrô – Estação Rodoviária – oferecendo mais comodidade aos usuários. As obras de modernização do terminal terão início no dia 22 de outubro (sábado), sem interromper a operação das 98 linhas de ônibus e a circulação de mais de 25 mil usuários que passam diariamente pelo terminal.
Com a requalificação, o espaço ficará mais acessível e confortável para usuários, rodoviários e colaboradores com a instalação de câmeras de vigilância integradas ao Centro de Controle Operacional (CCO) do metrô, elevador na passarela de acesso, piso tátil, guaritas de entrada e saída, posto policial, sala de primeiros socorros, escadas rolantes, sanitários para Pessoas com Deficiência (PCD), além dos sanitários comuns. Também estão previstas novas áreas de comércio e serviço, além de adequações da malha viária das plataformas de embarque e desembarque de passageiros, criação de área externa para o estacionamento de ônibus e reforma do pavimento e cobertura do terminal. As obras serão executadas em cinco fases e têm duração prevista de sete meses.
Para executar as obras de melhoria sem interromper a operação do terminal, a CCR Metrô Bahia implantará um esquema de suporte ao usuário, com a presença contínua de colaboradores que explicarão as mudanças e contará com placas informativas instaladas no terminal.

Remanejamento de linhas
Nessa primeira fase de obras, a partir desse sábado (22/10), os finais de linha das linhas 0342 – Rodoviária Circular A e 0344- Rodoviária circular B passarão do Terminal Rodoviária para o Terminal Vale dos Rios.

De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), durante as obras, os veículos dessas duas linhas farão o seguinte itinerário:
No sentido centro, saindo do Terminal Vale dos Rios, os veículos irão seguir pela Av. Tancredo Neves, Av. Paralela (Ponto da Passarela do Sarah), Viaduto Luís Eduardo Magalhães, Av. Paralela (Ponto da Grande Bahia e Madeireira Brotas), Estação Rodoviária, Av. ACM e, a partir daí, segue seu itinerário normal. Já no sentido Vale dos Rios, os veículos vão fazer o seguinte itinerário: Av. ACM (Ponto de parada Shopping da Bahia), Av. Tancredo Neves (Ponto de parada Jornal A Tarde), Via de ligação Vale dos Rios-Faculdade FIB, Terminal do Vale dos Rios. Portanto, os passageiros que têm como destino o ponto de parada da Estação Rodoviária, deverão desembarcar no Ponto do Shopping da Bahia e utilizar a passarela existente para atravessar até a estação ou optar por fazer a integração com as seguintes linhas:
218 Ribeira-Pituba(Itaigara)324 Mal Rondon- Pituba412 Duque de Caxias - Pituba426 Sta Mônica-Pituba713 Sta Cruz-Calçada/Bonfim807 Pituba-França1114 Pernambués- Pituba1207 Tancredo Neves- Pituba1224 Arenoso - Pituba1347 Est. Pirajá- Pituba1420 Boca da Mata – Pituba1475 Águas Claras – Pituba1513 Valéria- Pituba1534 Vista Alegre-Pituba1611 Paripe-Pituba1644 Base Naval/São Tomé-Pituba1645 Alto de Sta Terezinha- Pituba1616 Plataforma-Pituba

Já os usuários que utilizam essas linhas como deslocamento para os pontos de parada da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) ou Hospital Sarah, na passarela da Avenida Paralela, têm como opção fazer a integração entre ônibus, no ponto do Shopping da Bahia, com as seguintes linhas:
0518 Eng. Velho de Brotas- Rodoviária0813 Pituba-Vila 2 de Julho/Trobogy1125 Narandiba/Doron- Barra R11230 Sussuarana- Barra R11386 N.Brasília/Jd N. Esperança/S.Abril-Barra

Já os usuários que têm como destino os pontos de parada da Grande Bahia e Madeireira Brotas, podem desembarcar no Ponto do Shopping da Bahia e realizar a integração entre ônibus, com as seguintes linhas:
1114 Pernambués- Pituba1207 Tancredo Neves- Pituba1347 Est. Pirajá- Pituba1420 Boca da Mata – Pituba1475 Águas Claras – Pituba1513 Valéria- Pituba
Com informações da CCR Metrô Bahia  17/10/2016

Despesas do Judiciário custaram 1,3% do PIB em 2015

Gastos públicos

Os valores fazem parte da pesquisa Justiça em Números, divulgada anualmente pelo conselho e que analisa a situação da Justiça Estadual, Federal, Eleitoral, Militar, Trabalhista e dos tribunais superiores. Os dados não citam o Supremo Tribunal Federal (STF), órgão acima do CNJ na hierarquia do Judiciário.

André Richter
Repórter da Agência Brasil

José Cruz/Agência Brasil
O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) divulgou hoje (17) um estudo cujos dados mostram que as despesas totais do Judiciário brasileiro foram de R$ 79,2 bilhões em 2015. O valor representa 1,3% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todas as riquezas produzidas pelo Brasil. Segundo o levantamento, cada cidadão pagou no ano passado R$ 387,56 para garantir o funcionamento do serviço de Justiça.
Os valores fazem parte da pesquisa Justiça em Números, divulgada anualmente pelo conselho e que analisa a situação da Justiça Estadual, Federal, Eleitoral, Militar, Trabalhista e dos tribunais superiores. Os dados não citam o Supremo Tribunal Federal (STF), órgão acima do CNJ na hierarquia do Judiciário.
De acordo com a pesquisa, os gastos com recursos humanos consomem 89% das despesas, que incluem salários de juízes, servidores, empregos de funcionários terceirizados, além de auxílios, diárias e passagens. Segundo o CNJ, 56% das despesas totais retornam aos cofres públicos por meio do pagamento de custas processuais.
Pela primeira vez, o levantamento avaliou o custo de cada servidor ou empregado do Judiciário da folha de pagamento do ano passado. De acordo com o Justiça em Números, cada magistrado custa em média R$ 46 mil por mês; cada servidor, R$ 12 mil; funcionários terceirizados custam em média R$ 3,4 mil ao mês e, por fim, cada estagiário, R$ 774, em média. Os valores também incluem pagamentos de verbas indenizatórias e gastos com diárias e passagens.
De forma inédita, o estudo também apontou o tempo de tramitação dos processos. Na fase de execução, a mais importante para o cumprimento da decisão judicial, a média registrada foi de nove anos. Na Justiça Estadual, o tempo de tramitação é de 8 anos e 11 meses, e na Justiça Federal, 7 anos e nove meses.

Processos e conciliação
Os dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) também mostram que estão em tramitação em todo o Judiciário cerca de 102 milhões de processos pendentes de decisão definitiva. O número aumentou em relação ao ano de 2014, quando 100 milhões estavam em andamento.
Pela primeira vez na pesquisa, foram avaliados as taxas de resolução de processos por meio da conciliação, modo de resolução de conflitos em que o juiz passou a ser obrigado a propor, após a entrada em vigor do Novo Código de Processo Civil (NCPC).
Segundo os dados, 11% das sentenças proferidas foram homologadas por meio do acordo de conciliação. Na Justiça do Trabalho, o índice passou para 25%. Na Justiça Estadual, o indicador foi de 19,1% e na Federal, apenas 5,6%.
Fonte - Agência Brasil  17/10/2016

Empresa brasileira desenvolve novo processo para produção de hidrogênio

Ciência & Tecnologia

A invenção já desperta o interesse em potenciais clientes. Segundo Barbosa, já há uma indústria de peróxido de hidrogênio interessada no processo, que consiste na utilização do processo químico de hidrólise – isto é, a quebra de uma molécula por água.

Revista Amazônia

Três pesquisadores brasileiros desenvolveram uma nova forma de produzir hidrogênio,a partir da água, sem o consumo de energia elétrica.A tecnologia foi desenvolvida ao longo de 2014 e, no mês de outubro daquele ano,os pesquisadores Nilson Barbosa, Cleriston de Moraes Leal e Antônio Augusto Brandão Frazão fundaram a empresa Evoluções Hidrogás, no estado do Maranhão.
A invenção já desperta o interesse em potenciais clientes. Segundo Barbosa, já há uma indústria de peróxido de hidrogênio interessada no processo, que consiste na utilização do processo químico de hidrólise – isto é, a quebra de uma molécula por água. Deste processo, um dos produtos resultantes é o hidrogênio, uma fonte de energia que é vista como excelente alternativa para países que não possuem fontes naturais ou reservas de combustíveis.
Fonte - Revista Amazônia  17/10/2016

Greenpeace encontra agrotóxico em comida de fornecedor de merenda no Rio

Saúde

Para fazer o levantamento,a ONG comprou 40 quilos de alimentos de uma das seis empresas que fornecem produtos para a Secretaria Municipal de Educação.O Greenpeace encontrou resíduos de pesticida em 60% das amostras de alimentos recolhidos de um fornecedor de merenda para escolas municipais do Rio de Janeiro.

Vitor Abdala
Repórter da Agência Brasil

foto - ilustração
Uma pesquisa feita pela organiza
ção não governamental internacional Greenpeace encontrou resíduos de pesticida em 60% das amostras de alimentos recolhidos de um fornecedor de merenda para escolas municipais do Rio de Janeiro. Para fazer o levantamento, a ONG comprou 40 quilos de alimentos de uma das seis empresas que fornecem produtos para a Secretaria Municipal de Educação.
A empresa analisada abastece com alimentos 171 escolas em 24 bairros cariocas. Depois de adquirir os alimentos, as amostras foram divididas em 20 lotes de dois quilos cada um e encaminhadas para o Laboratório de Resíduos de Pesticidas do governo paulista.
Doze das 20 amostras apresentaram resíduos de pesticidas, inclusive aquelas com arroz e feijão carioquinha. Em duas amostras (10% do total) de couve foi encontrado um químico proibido no país pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária: o metamidofós.
Em outros sete lotes (35% do total), de feijão, pepino e pimentão, técnicos constataram o agrotóxico benfuracarbe, cujo uso é proibido para essas lavouras. Em quatro amostras, foram vistos químicos acima do limite máximo de resíduos permitido.
Em sete lotes, havia dois ou mais agrotóxicos. Nas amostras de pimentão amarelo, detectou-se sete agrotóxicos diferentes.

Agricultura familiar
Segundo o coordenador da campanha de agricultura e alimentação do Greenpeace, Rafael Cruz, entre as medidas que poderiam ser adotadas pela prefeitura do Rio para melhorar a qualidade dos alimentos, estão adquirir produtos da agricultura familiar (que tende a usar menos agrotóxico do que o grande produtor), estimular o agricultor dentro da cidade do Rio e fazer análises periódicas nos produtos adquiridos.
“O município, como tem responsabilidade pelo que ele coloca no prato da criançada da rede pública, teria que fazer testes de tempos em tempos, ainda que fossem testes amostrais, para você saber o que está servindo”, disse Cruz.
De acordo com o Greenpeace, a cidade do Rio de Janeiro serve aproximadamente 224 milhões de merendas por ano a seus alunos. Em 2014, dos R$ 55 milhões investidos em alimentos para as escolas, nada foi gasto com produtos de agricultura familiar.
A Agência Brasil entrou em contato com a Secretaria Municipal de Educação, mas, até o fechamento desta reportagem, não havia recebido uma resposta.
Fonte - Agência Brasil 17/10/2016

Comerciários aproveitam a folga e lotam trens em João Pessoa

Transportes sobre trilhos

Desde as primeiras horas da manhã, o movimento de embarque já se mostrava intenso em relação aos dias normais. A expectativa da CBTU é que o número de passageiros transportados cresça, em pelo menos, 50%.

CBTU
CBTU
Boa parte dos comerciários da Região Metropolitana de João Pessoa optaram pela viagem de trem com destino às praias do Litoral Norte nesta segunda feira, 17, para comemorar o seu dia. Desde as primeiras horas da manhã, o movimento de embarque já se mostrava intenso em relação aos dias normais. A expectativa da CBTU é que o número de passageiros transportados cresça, em pelo menos, 50%.
Com o feriado do dia dos comerciários todos os estabelecimentos comerciais, incluindo shoppings e centros de vendas estão fechados. Abrem hoje em João Pessoa apenas os setores de bancos, postos de combustíveis, academias de ginásticas, escolas e clínicas. Aproveitando o dia livre, centenas de trabalhadores do segmento preferiram o passeio de trem e a orla para se divertirem.
“Fazia tempo que eu não andava de trem porque não moro em área atendida pelo trem e meu trabalho é distante da estação. Por isso, aproveitei o dia de folga para trazer a família e fazer um passeio diferente e estou gostando muito”, afirma o vendedor Thiago de Lima Seixas. “A viagem de trem, além de muito barata, é emocionante”, acrescenta.
Para atender o crescimento da demanda neste dia, que já é comum, a CBTU disponibilizou os Vlts e trens antigos, já que pelo número esperado de pessoas, o VLT poderia se tornar desconfortável e superlotado. De acordo com o setor operacional há sempre um aumento considerável no dia dos comerciários. Para se ter uma ideia, em 2015, o crescimento de foi de quase 100%, ultrapassando a casa dos 7,5 mil passageiros/dia.
Fonte - CBTU  17/10/2016

domingo, 16 de outubro de 2016

Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) bate recorde de público

Cultura

Este é o maior público desde que a Flica passou a ser realizada em quatro dias. Os visitantes, que encheram as ruas da cidade heroica, não só valorizaram o patrimônio cultural do Recôncavo, como beneficiaram também os cachoeiranos, que vivem do turismo na região.

Da Redação
foto -  Carla Ornelas/GOVBA
A Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica 2016) superou as expectativas dos organizadores e bateu recorde de público em quatro dias de festa. De quinta-feira (13) até este domingo (16), quando se encerra o evento, cerca de 35 mil pessoas circularam pelas ruas de Cachoeira, município do Recôncavo baiano, para aproveitar a extensa e diversificada programação gratuita. Este é o maior público desde que a Flica passou a ser realizada em quatro dias. Os visitantes, que encheram as ruas da cidade heroica, não só valorizaram o patrimônio cultural do Recôncavo, como beneficiaram também os cachoeiranos, que vivem do turismo na região.
O público, que se espalhou entre as nove mesas de debates, conheceu cerca de 30 autores, incluindo convidados internacionais, participou dos mais de 15 eventos da Fliquinha, entre outras ações, também ocupou 100% das vagas de hotelaria disponíveis na cidade, além de movimentar bares e restaurantes dia e noite.
“Essa Flica foi um sucesso surpreendente. A cidade nunca esteve tão cheia. As pessoas nunca estiveram tão participativas. Todas as mesas estavam lotadas, pessoas em pé, pessoas sentadas no chão. E não só isso. As ruas estavam tomadas de artistas, artesãos, mostrando seus trabalhos. A participação do Governo do Estado, principalmente nos últimos dois anos, deu força e uma ampliada que colocou esse evento entre um dos maiores do segmento no País”, afirmou o curador do evento, Emmanuel Mirdad.

foto - Amanda Oliveira/GOVBA
Investimentos e patrocínio
E, se a cada ano cresce a plateia da Flica, crescem ainda mais o apoio e os investimentos do Governo do Estado. Além do incentivo financeiro por meio do programa FazCultura, o Estado também ampliou as ações culturais com atividades promovidas pelas secretarias de governo, como a Casa Educar para Transformar que, pelo segundo ano consecutivo, recebeu alunos da rede estadual para apresentar seus trabalhos, e ainda reservou o Espaço Milton Santos, dedicado a lançamentos de livros ligados à literatura negra e promoção da igualdade racial. Também foram a Cachoeira a Biblioteca Móvel, o SAC Móvel, a Feira de Economia Solidária e grupos ligados à cultura popular.
Para o secretário estadual de Cultura, Jorge Portugal, investir na promoção da literatura e da arte se reflete em benefício para quem participa, mas principalmente para quem realiza a festa, colocando Cachoeira no mapa do turismo cultural. “A Flica mexe com o que chamamos de ‘economia da cultura’, que vai desde hotéis lotados até o vendedor de cachorros-quentes na esquina. Todo mundo consegue também se beneficiar em torno da leitura, motivo pelo qual se faz essa grande festa que, a cada edição, tem trazido mais pessoas a Cachoeira. É a consagração deste festival, que já é o segundo maior evento literário do País, com apenas seis anos de existência”.

foto - Amanda Oliveira/GOVBA
Economia
Bom para o visitante, porém, melhor ainda para os moradores de Cachoeira que vivem e dependem da movimentação de turistas na cidade, como o dono de restaurante Roberto Roque dos Santos. Ele considera a Flica um dos investimentos mais importantes para a cidade. “Para nós, cachoeiranos, é um privilégio ter um evento de grande porte como esse, que, a cada ano que passa, está crescendo e agregando valores, não só a nível de cultura, mas também para o comércio. Na cidade sempre tem movimento, mas durante a Flica isso aumenta 80, até 90% das vendas. Financeiramente, é ‘super’ lucrativo, muito mais do que outras épocas do ano”.
A opinião de seu Roberto é compartilhada pelos empresários do setor hoteleiro, que este ano registrou ocupação de 100% dos leitos disponíveis na cidade. Para Jandira Dias Santos, aposentada e proprietária de pousadas na cidade, essa é uma oportunidade que não se compara a outras épocas do ano. “Nesse período, a gente consegue lotar tudo. É garantia de retorno financeiro. Nesses últimos dias da festa, então, se eu tivesse 200 quartos, estariam todos alugados”.
Por isso, enfatiza Jandira, “a Flica é um dos eventos mais interessantes do ano, com esse público que vem procurando a programação cultural diferente, por exemplo, do que temos no São João e na [Festa da] Boa Morte, que já foram eventos grandes. Mas, hoje, a Flica supera esses dois períodos. Tem gente que já procura hospedagem de um ano para o outro”.

Programação gratuita
foto - Camila Souza/GOVBA

Durante os quatro dias do evento teve espaço para debates sobre literatura, lançamento de publicações, contos de histórias infantis, exposições, feiras, distribuição e venda de livros, intervenções culturais, opções para todas as idades e todos os gostos. Para o curador Emmanuel Mirdad, a programação inteiramente gratuita é uma das marcas do evento. “A gratuidade é um grande diferencial nosso, o que faz disso tudo um sucesso também, porque conseguimos oferecer tanta coisa de graça, as pessoas ficam mais próximas, se sentem mais contempladas pelo evento, e desde a primeira edição é assim”.
Com tanta opção, não é comum encontrar, no último dia de Flica, gente já fazendo planos de voltar à cidade heróica especialmente para a Festa Literária nos próximos anos, como a turista paulista Valdimere de Souza. “É a primeira vez que venho e estou animadíssima. Chegar em Cachoeira é encontrar um outro Brasil, totalmente diferente de qualquer lugar que eu já tenha ido. As pessoas, o cheiro, as cores, a possibilidade de andar nas ruas tranquilamente, esse lugar maravilhoso ao lado do rio, isso tudo é uma coisa especial e difere de outras festas literárias que vemos por aí. Valeu muito a pena ter vindo”, afirmou a turista, pouco antes de experimentar a maniçoba, iguaria com folhas de mandioca e “carro chefe” da culinária do Recôncavo.
Com informações da Secom Ba.  16/10/2016

Putin se reunirá com todos os presidentes dos BRICS em Goa, exceto com Temer

Política

Segundo anunciou a emissora RT, o presidente russo Vladimir Putin se reunirá com todos os líderes dos BRICS em Goa, na Índia, exceto com Michel Temer, devido a questões políticas.

Sputnik
imagem/YouTube
De acordo com a emissora, os membros dos BRICS precisam entender melhor o novo direcionamento do país em relação ao grupo, após a “mudança brusca da política no Brasil”.
Apesar de não se reunir separadamente com Temer, Putin conversou com o peemedebista durante o jantar de ontem (15), ao final do primeiro dia da Cúpula dos BRICS na cidade indiana. Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, a conversa girou em torno das mudanças econômicas que ocorrem no Brasil e, em particular, em torno da polêmica PEC 241.
Fonte - Sputnik  16/10/2016


VIDEO

O Minhocão; o Brasil tem pobres"...Frases revelam um tempo

Ponto de Vista

Certas frases, mais ainda as que escapam à vigilância, se tornam tomografias de um Tempo, seus líderes, seus próximos.Aprovada a PEC 241, que limita investimentos públicos por 20 anos, Temer discursava. E deixou escapar: - O Brasil não é só de gente como nós... existe gente pobre...
Esse é um Tempo em que se discute Previdência.Temer, os ministros Padilha,Geddel, defendem aposentadoria aos 65 anos, no mínimo.... Temer se aposentou aos 55 anos. Recebe R$ 30 mil ao mês como procurador inativo e R$ 27 mil como presidente.

Bob Fernandes



imagem/YouTube