sábado, 30 de abril de 2016

Obras do Metrô interditam "mergulhão" da LIP em Salvador neste sábado

Transportes sobre trilhos

A via que passa por baixo do viaduto da ligação Iguatemi/Paralea (LIP) ficara interditada das 23h30 deste sábado até as 4h30 do domingo (01/05) para o tráfego de veículos em virtude das obras na linha 2 do Metrô.

Da Redação
foto - arquivo Pregopontocom/CCR
A Via conhecida com Mergulhão que passa por baixo do viaduto que liga o trecho do Iguatemi a Av. Paralela,chamado de LIP,será bloqueada neste sábado (30/04) das 23h30,até as 4h30 do domingo (1/05),em virtude do lançamento e montagem de vigas em obras da linha 2 do Metrô de Salvador.
Por medida de segurança o trânsito de veículos ficará interrompido pelo período de 5hs durante a execução do serviço.
Os motoristas que comumente ou eventualmente usam essa a via para alcançar a Av.ACM com destino a Pituba ou Rotula do Abacaxi,deverão fazer o retorno pela Av. Paralela,sentido Aeroporto,usando o viaduto da Av. Luis Eduardo Magalhães alcançando a pista da Av.Paralela sentido Aeroporto/Rodoviária.
O trecho da pista interditado e os desvios do percurso estarão devidamente sinalizados durante todo o período em que durar a operação.
Pregopontocom  30/04/2016

Angela Merkel se recusa a apoiar Steinmeier para presidência da Alemanha

Internacional

A chanceler alemã, Angela Merkel, se recusou a apoiar o ministro de Relações Exteriores do país, Frank-Walter Steinmeier, em sua candidatura à presidência da Alemanha, segundo a revista Der Spiegel.

Sputinik
Sputnik
A chanceler alemã, Angela Merkel, se recusou a apoiar o ministro de Relações Exteriores do país e integrante do Partido Social Democrata (SPD), Frank-Walter Steinmeier, em sua candidatura à presidência da Alemanha, segundo publicou a revista Der Spiegel neste sábado.
Segundo a reportagem, Merkel, que chefia a União Democrata Cristã (CDU), disse ao líder do SPD e ministro da Economia, Sigmar Gabriel, que ela não pode apoiar um candidato do SPD nas eleições federais marcadas para 2017.
O atual presidente, Joachim Gauck, 76, deve fazer em breve um anúncio sobre seu futuro político. Tudo indica, por enquanto, que ele não tentará reeleição.
Steinmeier, ministro de Relações Exteriores desde 2013, vem conversando com seus amigos particulares sobre seu interesse em disputar a presidência.
Entretanto, como nenhum partido tem maioria absoluta no parlamento alemão, Steinmeier precisaria, para ter alguma chance de se tornar presidente, do apoio da CDU e de seu partido-irmão bávaro, o CSU, que atualmente forma coalizão com o SDP no governo alemão.
Fonte - Sputnik  30/04/2016

Primeiro parque eólico do Maranhão será instalado na região dos lençóis

Sustentabilidade

A instalação do primeiro parque eólico do estado,com capacidade inicial de 220 megawatts,no município de Paulino Neves traz benefícios em cadeia à comunidade que habita no entorno.Do fornecimento de energia aos royalties distribuídos aos moradores,a energia dos novos moinhos trará bons ventos a centenas de maranhenses,mudando a realidade da região.

O Imparcial
O Imparcial
A extensão da MA-315, conexão entre os municípios de Paulino Neves e Barreirinhas, garante, na primeira fase, o início de um empreendimento inédito no Maranhão: a instalação do primeiro parque eólico do estado. Com capacidade inicial de 220 megawatts, a instalação do parque eólico no município de Paulino Neves traz benefícios em cadeia à comunidade que habita no entorno. Do fornecimento de energia aos royalties distribuídos aos moradores, a energia dos novos moinhos trará bons ventos a centenas de maranhenses, mudando a realidade da região. As obras de terraplanagem da rodovia já foram concluídas.
Investimentos nas potencialidades do estado são uma das estratégias do governador Flávio Dino para trazer bons resultados ao Maranhão. “Vivemos um modelo de governança amplo, aberto e com parcerias eficazes. Este é mais um importante passo para criar um ambiente favorável ao empreendedorismo no Maranhão. Hoje há uma relação de maior qualidade entre o poder público e os investidores privados no Maranhão”, disse Flávio Dino.
Projeto resgatado pela Ômega Engenharia, inicialmente concebido pela empresa Bioenergy, o parque eólico de Paulino Neves tem orçamento previsto de R$ 1 milhão. A proposta inovadora do Governo do Maranhão abrange uma contrapartida social, que alcança os moradores da região, os proprietários das terras onde a usina se instalará. A legislação nacional específica de regulamentação da energia eólica ainda está em discussão.
“Com esse projeto, acrescentamos uma de nossas soluções para o cumprimento do projeto do governador Flávio Dino, para elevar a qualidade de vida dessas populações”, disse a secretária Crisálida Fonseca ao explicar que para o Governo do Maranhão não importa apenas o desenvolvimento econômico, mas é fundamental que haja também desenvolvimento social.
“O que fizemos de aproveitamento para a região é que, diferentemente de outros estados, como o Rio Grande do Norte, onde não há nenhuma compensação para o estado com a energia produzida, é que aqui haverá royalties, que vão ser pulverizados para as famílias titulares das terras. A empresa deve instalar a usina e pagar o terreno onde vai colocar a torre a cada um dos proprietários”, explicou o secretário adjunto de Estado de Minas e Energia, Raimundo Fraga.
“Esta é uma forma de ter uma fonte de renda naquela área, uma das áreas do Maranhão sem oportunidades, sem grandes empregos. Tem como vocação o turismo, mas também tem uma grande vocação para geração de energia. Vai dar um ganho extra para que ele eduque melhor a família, alimente melhor a família, tenha essa fonte de renda extra”, completou. Por meio do Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), o Governo do Maranhão já havia cedido o direito de propriedade, o título de terras aos moradores da área.
A via abrirá um leque de novas oportunidades aos moradores da região. Além do desenvolvimento global da área, haverá geração de emprego e renda a partir da aplicação da mão de obra local nas obras de construção e pavimentação da rodovia e de outros equipamentos de fomento ao turismo local. O dinheiro que passará a circular na região, com a instalação do parque eólico, promete aquecer o mercado local. De acordo com Fraga, o ciclo de desenvolvimento deve fomentar a criação, inclusive, de estabelecimentos comerciais, como mercearias, farmácias e pequenos empreendimentos.

Potencial energético
O desenvolvimento de mais uma vocação regional fortalece o Maranhão e abre novos horizontes de evolução econômica para a região dos Lençóis Maranhenses, colocando-a no contexto geográfico de matrizes energéticas renováveis. “No Brasil, temos algumas regiões de alto potencial, na região Nordeste, há um dos maiores potenciais do mundo. Aqui no Maranhão, nós dispomos de ventos favoráveis vindos da costa africana para a brasileira e que na maior parte do tempo são unidirecionais. As caravelas de Cabral utilizaram esses ventos para se transportar da costa da África para cá e nós vamos usá-lo para produzir energia”, exclamou Fraga.
Ao todo, o potencial produtivo da região é de quatro gigawatts, englobando os municípios de Araioses, Água Doce do Maranhão, Paulino Neves, Barreirinhas, Primeira Cruz e Santo Amaro. A energia seria capaz de abastecer quatro estados com a dimensão do Maranhão.
A produção inicial da Ômega será de 220 megawatts, com possibilidade de expansão. O contrato firmado com o governo federal garante o início do fornecimento de energia regularmente a partir do segundo semestre de 2017. A energia vinda do complexo instalado no Maranhão abastecerá especialmente a região Sul do país, tendo em vista que o Maranhão já produz mais energia do que consome atualmente.

Sustentabilidade
Para o secretário adjunto de Obras Rodoviárias da Secretaria de Estado de Infraestrutura, Samuel Gonçalves, a usina representa um avanço significativo para o estado. “A possibilidade de implantação do parque eólico é interessante para o estado, porque é uma energia limpa, da qual hoje todos estão indo atrás, uma tecnologia totalmente limpa e não agressiva ao meio ambiente e ao ecossistema. Um grande ganho ao nosso estado”, comentou.
O estudo de viabilidade do empreendimento contou com o atendimento de uma série de pré-requisitos de ordem ambiental, dentre os quais, a apresentação de Licença Ambiental, de Plano de Controle Ambiental e de pesquisas a Empresa Brasileira de Pesquisa Energética. Segundo a Secretaria Estadual de Minas e Energia, os requisitos de sustentabilidade garantem margem de segurança contra impactos ambientais.

Mais oportunidades
A instalação do parque eólico garante uma linha de transmissão de energia, que representa 40% do orçamento do projeto. A linha de transmissão conta com torres – onde serão fixados cabos de transmissão – implantadas em uma rota que sai de Paulino Neves e vai até Miranda do Norte. A viabilização da linha de transmissão abrirá, ao todo, outras mil vagas de emprego temporário aos municípios da região do Parque dos Lençóis, Paulino Neves e Araioses.
Já as torres que sustentam as turbinas de geração de energia eólica possuem 100 metros de extensão, além de 30 metros de fundação; cada pá que compõe as turbinas, 60 metros de raio. As turbinas serão instaladas próximas à orla da praia, em área semelhante ao semiárido.
Fonte - O Imparcial  30/04/2016

Denúncias de fraudes na merenda levam estudantes a reocupar escola em São Paulo

Educação

A Escola Estadual Fernão Dias Paes, em Pinheiros, na zona oeste paulistana, voltou a ser ocupada em protesto contra denúncias de corrupção em contratos de merenda.O prédio ficou sob controle dos secundaristas do dia 10 de novembro até o dia 4 de janeiro deste ano.

Daniel Mello
Repórter da Agência Brasil

Daniel Mello/Agência Brasil
Durante a madrugada de hoje (30), estudantes voltaram a ocupar a Escola Estadual Fernão Dias Paes, em Pinheiros, na zona oeste paulistana. O colégio havia sido um dos primeiros locais tomados pelos jovens durante a mobilização iniciada no fim de 2015 contra a reorganização escolar proposta pelo governo estadual. O prédio ficou sob controle dos secundaristas do dia 10 de novembro até o dia 4 de janeiro deste ano.
O grupo entrou na escola por volta das 2h40 de hoje e pretende permanecer no local por tempo indeterminado. Os estudantes protestam contra a falta de merenda e as denúncias de corrupção nos contratos da alimentação dos alunos da rede estadual. Na tarde da última quinta-feira (28), os secundaristas já haviam ocupado o Centro Paula Souza, autarquia responsável pela administração do ensino técnico no estado.
Os jovens também acusam o governo de São Paulo de ter mantido disfarçadamente o processo de reorganização escolar que foi suspenso após a mobilização do ano passado. “Também tem o fechamento de salas, foram mais de 1,3 mil no estado. Períodos fechados. Aluno que teve de mudar de escola ou de turno. Na [escola] Fernão Dias, dois segundos anos [duas turmas do ensino médio] tiveram que ir para o turno da noite porque não tinha o turno da tarde”, disse a estudante Manuela Day, de 15 anos, ao falar sobre as reivindicações do movimento.
O processo de reorganização que seria implantado pelo governo do estado previa o fechamento de 93 escolas e a transferência de 311 mil alunos para instituições e turnos diferentes. As medidas foram interrompidas após a série de protestos e ocupações.
De manhã, continuavam a chegar mais estudantes para fortalecer a ocupação da escola. Alguns pais e simpatizantes traziam sacolas com alimentos. A expectativa era a de haver uma assembleia para decidir os rumos do movimento. “Agora, tá todo mundo dormindo lá dentro. Estamos com cerca de 80 pessoas. A gente está descansando um pouco para poder conversar, reunir comissões”, disse Manuela, que é aluna da Escola Godofredo Furtado, também na zona oeste.
A Polícia Militar faz ronda constante com viaturas no entorno da escola. Segundo Manuela, durante a madrugada os policiais usaram spray de pimenta para tentar conter a ação dos jovens.
Os estudantes continuam se articulando e, de acordo com Manuela, pode haver novas ocupações em breve. No ano passado, cerca de 200 escolas chegaram a ser tomadas pelos jovens.

Fraudes
Uma força-tarefa da Polícia Civil e do Ministério Público investiga, na Operação Alba Branca, deflagrada no dia 19 de janeiro, um esquema de fraudes na compra de merenda escolar de prefeituras e do governo paulista. Segundo o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), de Ribeirão Preto, as fraudes na contratação da merenda, entre 2013 e 2015, envolvem 20 municípios. Os contratos sob suspeita chegam a R$ 7 milhões, dos quais R$ 700 mil foram, segundo os promotores, destinados ao pagamento de propina e comissões ilícitas.
Fonte - Agência  Brasil  30/04/2016

Izabella Teixeira diz que é inaceitável flexibilizar licenciamento ambiental

Meio Ambiente

Para a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, a flexibilização do licenciamento ambiental é inaceitável.Uma das tentativas neste sentido tramita no Senado, na Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 65/2012, que permite o início do projeto apenas com apresentação do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) pelo próprio empreendedor.

Vladimir Platonow
Repórter da Agência Brasil
Fernando Frazão/Agência Brasil
A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, disse hoje (29) que considera inaceitável a flexibilização do licenciamento ambiental para a realização de obras. Uma das tentativas neste sentido tramita no Senado, na Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 65/2012, que permite o início do projeto apenas com apresentação do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) pelo próprio empreendedor.
“Do meu ponto de vista, isto contraria a própria Constituição. O meio ambiente é um bem público e o licenciamento ambiental autoriza, em nome da sociedade, que o empreendedor privado se aproprie daquele meio ambiente, com aquela finalidade. Por isso existe o licenciamento ambiental e a avaliação de impacto ambiental. Do ponto de vista de qualquer legislação que queira provocar retrocessos naquilo que está consolidado, é inaceitável”, disse Izabella, que participou do Congresso Mundial de Direito Ambiental, no Rio de Janeiro.
Segundo a ministra, a qualidade dos estudos de impacto que muitas empresas apresentam é “lamentável” e a lei não pode ser alterada para favorecer um setor. “Soluções unilaterais, que ninguém sabe a justificativa, são insuficientes para entender porque se quer mudar a legislação ambiental no país. É muito mais digno que o assunto seja debatido com base nos fatos e sejam construídas soluções para os problemas. Não devemos achar que podemos ter instituições individuais se apropriando de um bem público, sem discussão na sociedade.”
Izabella Teixeira disse que os 13 anos de governos do PT trouxeram importantes avanços à legislação ambiental, que formam um legado a ser mantido. Segundo ela, a população e os movimentos sociais terão que ir às ruas pela manutenção das leis e iniciativas de preservação do meio ambiente, caso a presidenta Dilma Rousseff seja afastada e não termine o mandato.

Lei mais dura
O diretor executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), Achim Steiner, também criticou a tentativa de flexibilização da lei ambiental brasileira.
“Penso que a legislação ambiental não é suficiente hoje. Por isso, precisamos reforçar as leis. Há um consenso na sociedade de que o país não pode destruir em nome do desenvolvimento. Quem paga pela poluição e pela destruição dos ecossistemas é a sociedade. Nos próximos anos tem que se endurecer a legislação. O sistema de licenciamento depende de duas partes: uma empresa e uma autoridade independente, da Justiça ou do governo”, disse Steiner, que recebeu o Título de Cidadão Honorário do Estado do Rio de Janeiro e a Medalha Tiradentes durante o evento.

Fernando Frazão/Agência Brasil
O cacique Raoni Metuktire, líder indígena da etnia Caiapó, participa do 1º Congresso Mundial de Direito Ambiental
Segundo o diretor do Pnuma, em nenhum país que ele conheça o empreendedor da obra é o responsável pela concessão da licença ambiental.
O cacique Raoni - que ficou mundialmente famoso durante a Conferência Mundial do Meio Ambiente em 1992, a Rio 92 - pediu respeito pela natureza e pelos índios, com o prosseguimento das demarcações dos seus territórios. “Nós estamos lutando pelas demarcações das nossas terras. Atualmente vemos muito desmatamento em volta de nossos territórios e isso causa mudanças climática no país. A nossa luta é pelo futuro das populações indígenas”, disse Raoni, que está com 85 anos.
Se houver mudança de governo, Raoni pediu que haja mais diálogo com os povos indígenas. “Todos nós queremos viver em um mundo melhor. Eu peço a eles a redução do desmatamento e da poluição, além de mais ação social para o nosso povo. Queremos mais demarcações, pois a natureza é a nossa base, é a nossa sobrevivência.”
Fonte - Agência Brasil  29/04/2016

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Bandeira tarifária das contas de luz continua verde em maio

Economia

Segundo a agência, entre os fatores que contribuíram para a manutenção da bandeira verde estão o resultado positivo do período úmido, que recompôs os reservatórios das hidrelétricas, além do aumento de energia disponível com redução de demanda e a adição de novas usinas ao sistema elétrico brasileiro, como a hidrelétrica de Belo Monte.

Sabrina Craide
Repórter da Agência Brasil

imagem/Ag.Brasil
Pelo segundo mês seguido, a bandeira tarifária das contas de energia elétrica será a verde, ou seja, não haverá acréscimo na conta dos consumidores. A bandeira que vai vigorar em maio foi definida hoje (29) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
Segundo a agência, entre os fatores que contribuíram para a manutenção da bandeira verde estão o resultado positivo do período úmido, que recompôs os reservatórios das hidrelétricas, além do aumento de energia disponível com redução de demanda e a adição de novas usinas ao sistema elétrico brasileiro, como a hidrelétrica de Belo Monte.
Desde que foi implementado o sistema de bandeiras tarifárias, em janeiro de 2015, até fevereiro de 2016, a bandeira se manteve vermelha (com a cobrança de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora consumidos). Em março, passou para amarela (com a taxa de R$ 1,50 a cada 100 kWh) e, em abril, a bandeira foi verde.
O sistema é uma forma de recompor os gastos extras com a compra de energia de usinas termelétricas. A cor da bandeira que é impressa na conta de luz indica o custo da energia elétrica, em função das condições de geração de eletricidade.
Por exemplo, quando o nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas está baixo, por causa da falta de chuvas, é preciso recorrer às usinas termelétricas para garantir a energia necessária para o país.
Como a energia gerada por termelétricas é mais cara, o custo da energia fica maior, e a bandeira tarifária passa a ser amarela ou vermelha. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico, o nível dos reservatórios das regiões Sudeste e Centro-Oeste está atualmente em 57,54% de sua capacidade máxima.
De acordo com a Aneel, a bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz, mas uma forma de cobrar um valor que era incluído na conta de energia, sem acréscimo no reajuste tarifário anual das distribuidoras. “Com as bandeiras, a conta de luz fica transparente e o consumidor tem a melhor informação para usar a energia elétrica de forma mais consciente”, informa a Aneel.
Fonte - Agência Brasil  29/04/2016

Satisfação geral do passageiro em aeroportos bate recorde e alcança 86%

Aeroportos

A média das notas dadas pelos passageiros aos aeroportos ficou em 4,19, maior índice desde 2013. Após um ano, Aeroporto de Viracopos (SP) volta ao posto de melhor do País.O dado é recorde da série histórica, iniciada em janeiro de 2013, mantendo a tendência de alta para o índice.

SAC
foto - Divulgação Viracopos
Os serviços aeroportuários brasileiros obtiveram 86% de aprovação no 1º trimestre de 2016, segundo a Pesquisa Permanente de Satisfação do Passageiro, realizada pela Secretaria de Aviação da Presidência da República. Isso significa que 86% dos entrevistados consideraram “bons” ou “muito bons” os 15 terminais que movimentam 80% do fluxo de passageiros no Brasil. O dado é recorde da série histórica, iniciada em janeiro de 2013, mantendo a tendência de alta para o índice.
No primeiro relatório de 2016, 74% dos indicadores de gestão, atendimento, infraestrutura e serviços atingiram média acima da nota 4, em uma escala de 1 a 5. A pesquisa obteve a maior média de satisfação geral dos passageiros, atingindo o índice inédito de 4,19. No mesmo período de 2015, o patamar foi de 67%. Em 2013, quando a pesquisa passou a ser divulgada, a pontuação era de 3,84.
Após três rodadas da pesquisa em 2015, os passageiros voltaram a conferir ao Aeroporto de Campinas - Viracopos (SP) o título de melhor terminal do País. Dos 38 indicadores avaliados, Viracopos venceu em 19, atingindo, com 4,64, a maior nota já obtida no item “satisfação geral” desde o início da série histórica. Viracopos apresentou esse desempenho antes do início da transferência de operações de voos domésticos, no dia 23 de abril, para o novo terminal, alvo do processo de concessão em 2012.
Segundo o secretário executivo da Aviação, Guilherme Ramalho, a pesquisa é uma ferramenta consolidada de orientação ao governo e iniciativa privada sobre as demandas do principal cliente dos aeroportos: o passageiro. “Há três anos a pesquisa serve como referência para o aprimoramento da administração dos aeroportos brasileiros. Ela é um diagnóstico preciso de falhas e acertos e, principalmente, o instrumento mais valioso de planejamento que poderíamos ter”, afirma.
O posto de melhor aeroporto pertencia a Curitiba, que desta vez ficou em segundo lugar, com nota 4,51, seguido de Guarulhos (4,44), Fortaleza (4,37) e Recife (4,35). Entre os cinco melhores terminais, três são da rede Infraero, um reflexo do aumento da competitividade do serviço após o início do processo de concessões no Brasil.
Destaque para o Aeroporto de Brasília, que atingiu a nota máxima (5,00) em dois indicadores: tempo de fila de emigração e de imigração. O terminal também liderou nos itens tempo de fila (4,83) e confiabilidade na inspeção de segurança (4,88). Além disso, o tempo de fila e cordialidade no guichê de check-in alcançaram a nota 4,97. Em contrapartida, Brasília ficou com o menor índice em tempo de fila no check-in do autoatendimento, com pontuação 3,80. Neste indicador, o Aeroporto de Manaus carimbou o primeiro lugar, com a nota máxima de 5,00.
Brasília ainda teve a menor avaliação na categoria custo-benefício do estacionamento (1,73) e de produtos comerciais (2,31), indicadores que pesam diretamente no bolso do passageiro. Já o Aeroporto de Guarulhos (SP) recebeu a melhor nota em quantidade e qualidade de estabelecimentos comerciais (4,04) e lanchonetes/restaurantes (3,95).
O Aeroporto de Natal recebeu notas altas nos critérios sensação de segurança nas áreas públicas do aeroporto (4,58) e qualidade da informação prestada pela companhia aérea (4,76).
O Aeroporto de Curitiba venceu nas categorias de velocidade de restituição de bagagem e integridade da bagagem, respectivamente com 4,69 e 4,74. Os Aeroportos do Galeão e de Salvador obtiveram os menores índices nestas duas categorias – o primeiro recebeu 3,18, e o segundo, 3,62.
Ao todo foram realizadas 13.830 entrevistas entre os meses de janeiro, fevereiro e março de 2016, divididas em 8.776 passageiros de voos domésticos e 5.054 de voos internacionais. Desde que o levantamento começou a ser feito em 2013, mais de 213 mil pessoas foram entrevistadas entre embarques e desembarques. Segundo a Praxian – Business & Marketing, responsável pela pesquisa de campo, o nível de confiança do estudo é de 95%, com margem de erro de 5%.

Nova Metodologia 
Desde 2013, a Secretaria de Aviação divulga trimestralmente a pesquisa permanente que mede a satisfação dos passageiros em 48 itens de infraestrutura, atendimento, serviços e itens de gestão dos 15 principais aeroportos do Brasil. Após três anos, uma avaliação foi feita pelo Departamento de Gestão Aeroportuária (DGA) decidiu pela redução de 48 para 38 os itens de medição. Três perguntas de perfil foram retiradas: uma delas é a avaliação da Sala Vip, já que nem todos os passageiros têm a experiência desse serviço. Doze indicadores foram excluídos: entre eles, estão a cordialidade de funcionários do aeroporto, uma vez que o passageiro não distingue funcionários de companhia aérea e da área de atendimento ao cliente do aeroporto; tempo de fila e cordialidade dos funcionários em estabelecimentos comerciais e disponibilidade de carrinhos de bagagem também foram retirados do formulário de pesquisa. Cinco indicadores foram incluídos: a qualidade de informação prestada por funcionários das companhias aéreas e a disponibilidade de vagas no estacionamento. Três indicadores voltados à pessoa com deficiência, que serão divulgados na próxima pesquisa trimestral da Secretaria de Aviação, também passarão a compor a pesquisa.
Segundo o diretor do Departamento de Gestão Aeroportuária da Secretaria, Paulo Henrique Possas, a retirada de dez índices ocorreu em função de toda experiência adquirida no manuseio dos dados nos últimos três anos, com o objetivo de aperfeiçoar cada vez mais o desempenho dos aeroportos brasileiros. “Retiramos alguns indicadores pouco relacionados com a satisfação geral do passageiro, alteramos a nomenclatura de outros com fim de obter respostas mais precisas e, com isso, reduzimos o tempo da pesquisa, o que é mais confortável para o passageiro e também otimiza o resultado” afirmou.
Com informações da SAC - Secretaria de Aviação Civil  29/04/2016

Quase 70% do mundo possui internet sem franquia, mostra relatório da ONU

Banda Larga

Para justificar uma possível efetivação da franquia, defensores da restrição chegaram a afirmar que a banda larga fixa limitada já é tendência em outros países.Contudo, dos 190 países monitorados pela União Internacional de Telecomunicações (UIT), 130 deles oferecem prioritariamente p lanos de banda larga fixa com internet ilimitada.

Leyberson Pedrosa - Do Portal EBC
foto - ilustração/Ag.Brasil
Em meio à polêmica sobre a intenção de algumas operadoras de telecomunicações brasileiras limitarem os dados na banda larga fixa, ressurgiu o debate sobre qual é o principal modelo ofertado em todo o mundo: franquia ou ilimitado? Para justificar uma possível efetivação da franquia, defensores da restrição chegaram a afirmar que a banda larga fixa limitada já é tendência em outros países.
Contudo, dos 190 países monitorados pela União Internacional de Telecomunicações (UIT), 130 deles oferecem prioritariamente planos de banda larga fixa com internet ilimitada. Ou seja, 68% dos países optaram por modelos sem franquia. A UIT é o organismo da Organização das Nações Unidas (ONU) responsável por criar padrões e recomendações globais sobre as Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs).
No fim de cada ano, a organização publica o relatório Medição da Sociedade da Informação, que traz dados atualizados sobre as telecomunicações, e divulga o ranking de países de acordo com o nível de acesso às TICs, conhecido como Índice de Desenvolvimento das TICs (IDI).
O último relatório, publicado em novembro de 2015, mostra que a Coreia do Sul continua na liderança entre os países melhor avaliados, seguida pela Dinamarca e Islândia. O Brasil está apenas na 61º posição, bem distante dos Estados Unidos (15º), que possui um dos modelos mais competitivos do mundo. Na frente do Brasil, também estão três países sul-americanos: Uruguai (49º), Argentina (52º) e Chile (55º).
Do dez países mais bem posicionados no ranking de desenvolvimento das TICs, apenas três aplicam prioritariamente planos limitados: Reino Unido, Luxemburgo e Islândia. Os demais optavam, até a data do levantamento, por modelos ilimitados. Entre eles, a líder Coreia do Sul e a segunda colocada, a Dinamarca.

O relatório destaca também a grande ascensão do serviço móvel de celular, que chegou a mais de 7,1 milhões de inscrições em todo o mundo. Enquanto isso, a adesão à internet cabeada ainda aumenta lentamente em relação aos outros anos monitorados. Atualmente, há 800 milhões de consumidores de banda larga fixa.
Marco Civil diz que internet não pode ser bloqueada
Em 2014, o Congresso Nacional aprovou a lei Lei nº 12.965, conhecida como Marco Civil da Internet, que classifica a rede como serviço essencial aos brasileiros. "Hoje, se você é um advogado e precisa de protocolos oficiais, só consegue tirar certidões pela internet. Para fazer um curso à distância, a mesma coisa. Por isso, a internet é um serviço essencial", explica Flávia Lefèvre, conselheira do Terceiro Setor do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI) e representante da Associação de Consumidores Proteste. De acordo com esse entendimento, qualquer tipo de bloqueio da internet no Brasil se torna ato ilegal.
"Antes mesmo do comparativo com outros países, nós precisamos observar que o Marco Civil da Internet não permite que serviços essenciais sejam interrompidos no Brasil", explica Flávia Lefèvre.
Sobre a possibilidade de as empresas limitarem a velocidade após o uso da franquia, Flávia não considera a medida ilegal, desde que respeitem um patamar mínimo de velocidade capaz de suprir os serviços públicos essenciais. Em 2011, o Plano Nacional de Banda Larga determinou que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) estabelecesse um parâmetro mínimo de qualidade da rede, que se traduz hoje na internet popular com velocidade mínima de 1 Mbps, voltada para assinantes de baixa renda. Na visão da conselheira, esse é o único parâmetro mais claro do que seria essa velocidade mínima. "E olha, se você considerar o que é o mínimo para a UIT[da ONU], esse número seria de, pelo menos, 2 Mpbs."
A Telefônica, responsável pela Vivo, que oferece em seus planos atuais a possibilidade de limitar ou bloquear a velocidade após o vencimento da franquia, disse que "cumpre todas as determinações legais e regulatórias existentes". A empresa afirma também que "nunca aplicou bloqueio ou redução de velocidade no serviço de banda larga fixa", apesar de prever essa possibilidade em contrato. A Claro, responsável pela NET, que também opera com a possibilidade de limitação dos dados, não respondeu à reportagem até a publicação.
Franquias no Brasil são insuficientes para consumo multimídia
No dia 18 de abril, o diretor da Anatel, João Rezende, chegou a dizer que “a questão da propaganda do ilimitado acabou de alguma maneira desacostumando os usuários. Foi uma má educação ao consumo que as empresas fizeram ao longo do tempo”, referindo às mudanças nas franquias. No entanto, no dia 22 de abril, a Anatel decidiu proibir, por tempo indeterminado, que as operadoras brasileiras ofereçam planos com franquia, até que a questão seja analisada “com base nas manifestações recebidas pelo órgão”.
A polêmica sobre a implementação de franquias mobilizou internautas brasileiros que criaram a campanha #InternetJusta, com petições online e duras críticas ao modelo de franquia - que já existe no serviço de internet móvel 3G e 4G.


Durante o debate, Estados Unidos, Reino Unido e Espanha foram citados como exemplos países que aplicam o modelo que limite o pacote de dados por mês. Contudo, essa não é a regra preferencial da maioria dos países. China, Singapura, Canadá e Alemanha, por exemplo, estão entre os que optam preferencialmente pelo modelo ilimitado, conforme o relatório da UIT. Para a organização da ONU, os Estados Unidos, na verdade, entram na conta dos países com planos ilimitados, pois possuem uma grande concorrência com os dois modelos de acesso no mercado.
Confira a lista completa dos países de acordo com o modelo de dados clicando aqui ou na imagem ao lado.

Estados Unidos x Brasil
A competição norte-americana pelo melhor modelo de banda larga fixa se reflete na opinião dos estadunidenses em fóruns online. Em 2011, o usuário KwayZee perguntou no fórumbodybuilding.com se o seu novo plano com 50 GB/mês seria uma quantidade decente para ele. "Eu faço um monte de streamings de Netflix e preciso de uma quantidade decente para jogar".
Como resposta, outros participantes desse fórum foram taxativos ao dizer que 50GB seria insignificante para o seu objetivo. O usuário Desice chegou a exemplificar o problema: "você poderá ter uma vida difícil somente vendo vídeos em 240p e 360p [baixas resoluções] no Youtube... e menos internet significará mais academia? Obrigado, Deus, pela minha banda larga ilimitada", brincou.
Outros usuários narraram suas experiências com pacotes que nunca reduziram a velocidade após a estourar o limite contratual, mas recomendaram, sempre que possível, a opção pela rede ilimitada.
Enquanto o plano citado no fórum oferecia 50GB por mês, no Brasil um plano de 1 Mbps da empresa NET possui franquia de apenas 20 gb por mês. Considerando que um filme em HD da Netflix consuma 3GB por hora*, o assinante brasileiro desse plano conseguiria ver apenas 6 filmes em alta definição por mês - isso se ele não gastar a franquia com outras atividades como navegar no Facebook ou fazer uma videoconferência. Depois de estourar o limite, o contrato da Net informa que a empresa poderá reduzir a velocidade do usuário.
No caso da empresa Vivo (que adquiriu recentemente a GVT) um plano de 4 Mbps promete a mesma franquia de 50GB, que é suficiente para ouvir 13 dias seguidos de música ou rádio web (150 MB por hora) ou, então, baixar apenas um game que possui em média 50 GB.
Depois de estourar o limite, o contrato da Vivo alerta que poderá reduzir a velocidade ou, até mesmo, bloquear a internet a critério exclusivo da empresa. 

Veja o trecho abaixo:


As empresas OI e TIM não entraram no comparativo porque seus contratos, promocionalmente, não restringem a navegação de acordo com o consumo do assinante. .
*O consumo de dados por tipo de atividade foi calculado de acordo com as informações disponíveis no site da empresa de consultoria Teleco.


Fonte - Agência  Brasil  29/04/2016

Pátio Eldorado da CBTU-BH recebe alunos de pós-graduação da PUC Minas

Transportes sobre trilhos

Os estudantes vão conhecer a Oficina de Veículos Ferroviários do Pátio Eldorado (PATEL) e serão acompanhados pelo coordenador da Oficina Eletromecânica, o analista técnico, Francisco Lopes, que apresentará as instalações, a infraestrutura e as máquinas e equipamentos empregados na manutenção do Metrô.

CBTU

A CBTU Belo Horizonte recebe neste sábado (30/4) 25 profissionais do curso de pós-graduação em Engenharia Ferroviária da VLI-PUC Minas. Os estudantes vão conhecer a Oficina de Veículos Ferroviários do Pátio Eldorado (PATEL) e serão acompanhados pelo coordenador da Oficina Eletromecânica, o analista técnico, Francisco Lopes, que apresentará as instalações, a infraestrutura e as máquinas e equipamentos empregados na manutenção do Metrô.
Entre um diálogo e outro, os alunos conhecerão os veículos ferroviários adaptados para o transporte de peças de reposição, ferramentas, componentes de via e rede aérea, entre outros.
A Oficina de Veículos Ferroviários está instalada no Pátio de Manutenção Eldorado, em Contagem, e dispõe de equipamentos, como auto de linha, locotratores para reboque de trens, reguladora de lastro, reperfiladora de trilhos, caminhão auto torre para manutenção de rede aérea, alinhadora e niveladora para correção da geometria da via permanente, carretas e caminhões rodo ferroviários e duas locomotivas que dão suporte ao trabalho de manutenção pesada da via.
Para o coordenador acadêmico da PUC Minas, professor Paulo Magalhães, as visitas aos Pátios de Manutenção da CBTU-BH contribuem para um aprendizado rico e diferenciado. “Essa troca de experiências tem grande relevância para os profissionais e desperta interesse especial do corpo docente pela visão aplicativa dos conceitos e procedimentos estudados em diferentes disciplinas, contribuindo para a aquisição de um conhecimento potencialmente rico para os nossos alunos”, ressalta.
Fonte - CBTU  29/04/2016

Governo da Bahia articula parceiros para revitalização da Lagoa do Abaeté

Meio Ambiente

Ao lado do diretor da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder), Deusdete Fagundes de Brito, o secretário foi recebido pela presidente da Associação dos Comerciantes, Ambulantes e Baianas do Acarajé, Neucy Pereira Gonçalves, permissionários, comerciantes e moradores da área.

Da Redação
foto - Tatiana Azeviche
A articulação de agentes públicos que podem contribuir para acelerar a revitalização da Lagoa do Abaeté, um dos mais belos cartões-postais da capital baiana, foi assegurada pelo secretário de Turismo da Bahia, Nelson Pelegrino, durante visita técnica realizada nesta quinta-feira (28). “Temos feito reuniões periódicas com as equipes da Conder, Secretaria do Meio Ambiente [Sema] e Segurança Pública [SSP], a fim de mobilizar esforços pela requalificação desta área, valorizada por baianos e turistas”, disse Pelegrino.
Ao lado do diretor da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder), Deusdete Fagundes de Brito, o secretário foi recebido pela presidente da Associação dos Comerciantes, Ambulantes e Baianas do Acarajé, Neucy Pereira Gonçalves, permissionários, comerciantes e moradores da área.

foto - Tatiana Azeviche
Eles listaram as ações transversais mais imediatas, ao mesmo tempo em que a Conder designa a execução da reforma da área externa e dos equipamentos existentes, como quiosque, centro comercial, sanitários e reparo da pavimentação em pedra portuguesa, com investimento de R$ 1,6 milhão.
“Em breve, a Lagoa do Abaeté enriquecerá nosso roteiro turístico, e os baianos também ficarão satisfeitos ao visitá-la”, acrescentou o secretário. O plano também inclui intervenções na Baixa do Soronha (comunidade vizinha ao Parque do Abaet
Com informações da Secom Ba.  28/04/2016

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Sistema Ferry- Boat opera normalmente nessa quinta (28) com quatro embarcações

Travessia Marítima

As embarcações Zumbi dos Palmares, Rio Paraguaçu, Pinheiro e Dorival Caymmi realizam as viagens nos horários regulares (de hora em hora), além de viagens extras nos momentos de maior demanda.

Da redação
foto - ilustração
A Internacional Travessias Salvador, administradora do sistema Ferry-Boat, informa que o fluxo é tranquilo nos terminais São Joaquim e Bom Despacho. As embarcações Zumbi dos Palmares, Rio Paraguaçu, Pinheiro e Dorival Caymmi realizam as viagens nos horários regulares (de hora em hora), além de viagens extras nos momentos de maior demanda. As passagens podem ser adquiridas nos terminais por meio dos cartões de crédito, débito ou dinheiro.
Para verificar a disponibilidade de vagas para o serviço Hora Marcada (exclusivo aos condutores de veículos), o cliente deve acessar o site#. O pagamento para esta modalidade pode ser feito através dos cartões de débito ou crédito.
O sistema disponibiliza uma Central de Atendimento ao Cliente (CAC), localizada no Terminal São Joaquim e aberta de segunda a sexta, das 8h às 18h, e aos sábados, das 7h às 13h 
Contatos - 71 3032-0475 e cac@internacionaltravessias.com.br
*Site -  internacionaltravessias.
Com informações da Internacional Travessias Salvador  28/04/2016

Uso obrigatório de farol baixo durante o dia em rodovias é aprovado no Senado

Trânsito

Pela proposta, o descumprimento da norma será considerado infração média, com multa de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira de habilitação. Atualmente, só é exigido o uso de farol durante a noite e em túneis, independentemente do horário do dia.

Mariana Czerwonka. - Portal do Trãnsito 

O Senado aprovou ontem um projeto de lei que torna obrigatório o uso de farol baixo durante o dia em estradas. O projeto, que altera o Código de Trânsito Brasileiro, já havia sido aprovado pela Câmara dos Deputados e segue agora para a sanção presidencial.
Pela proposta, o descumprimento da norma será considerado infração média, com multa de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira de habilitação. Atualmente, só é exigido o uso de farol durante a noite e em túneis, independentemente do horário do dia.
No Senado, a proposta de autoria do deputado Rubens Bueno (PPS-PR), foi relatada por José Medeiros (PSD-MT). O parlamentar considerou que a imposição da regra pode “aumentar” a segurança nas estradas.
“Trata-se da imposição de um procedimento bastante simples e de baixo custo que poderá aumentar a segurança nas estradas e assim contribuir para a redução da ocorrência de acidentes frontais nas rodovias e, consequentemente, salvar inúmeras vidas”, defendeu Medeiros.

Estudos
Em países norte-americanos e europeus, a adoção desta prática já salvou muitas vidas, segundo estudos do NHTSA (Administração Nacional de Segurança de Tráfego em Rodovias) e da EuroNCAP (programa europeu de avaliação de carros). O órgão norte-americano afirma que o uso de farol baixo ligado durante o dia reduz em 12% os acidentes envolvendo pedestres e ciclistas e em 5% as colisões entre veículos.
No Canadá, pesquisas comprovaram que, nas retas, os faróis acesos são perceptíveis a até três quilômetros de distância e, a partir de então, o governo passou a exigir que os veículos sejam equipados com sistema que aciona os faróis assim que o carro é ligado. Além disso, estudos mostram que os faróis ligados durante o dia aumentam em 60% a percepção visual periférica do pedestre — o que diminui o número de atropelamentos.
Segundo especialistas, essa simples atitude pode evitar acidentes. “Muitas colisões e atropelamentos ocorrem por falta de visibilidade a longa e média distâncias. De acordo com estudos, o farol baixo ligado colabora para aumentar a visibilidade do veículo em mais de três quilômetros”, explica Celso Alves Mariano, especialista e diretor do Portal do Trânsito.
Fonte - Portal do Trânsito  28/04/2016

InnoTrans é oportunidade para Brasil apresentar potencial de investimentos

Transportes sobre trilhos

Considerando que a Alemanha é o quarto maior parceiro comercial e um dos países que mais investe no Brasil, teremos a oportunidade de estreitar ainda mais os laços de amizade e cooperação entre empresas de ambos os países em um setor prioritário para a redução do custo Brasil”, explica Harley Andrade, diretor internacional da Confederação Nacional do Transporte (CNT).

ANPTrilhos

O Pavilhão Brasileiro “Brazil on Rails” reunirá em Berlim, de 20 a 23 de setembro, durante a InnoTrans, as principais empresas e entidades do setor de transporte e logística do Brasil. Um dos principais focos dos participantes é o networking que o evento proporciona.
“Considerando que a Alemanha é o quarto maior parceiro comercial e um dos países que mais investe no Brasil, teremos a oportunidade de estreitar ainda mais os laços de amizade e cooperação entre empresas de ambos os países em um setor prioritário para a redução do custo Brasil”, explica Harley Andrade, diretor internacional da Confederação Nacional do Transporte (CNT). A entidade representativa do setor brasileiro de transporte participará da comitiva brasileira em Berlim.
Segundo o executivo, a participação no evento proporciona aos brasileiros um espaço dentro da feira para potencializar a troca de conhecimento em inovação, ciência e tecnologia, bem como, mostrar aos alemães quais são as oportunidades de investimento no setor de transporte e infraestrutura no Brasil. “Essa troca terá continuidade com a abertura do segundo escritório internacional da CNT, previsto para esse ano, que será instalado em Berlim e servirá como um elo importante na relação entre os dois países para a manutenção desse relacionamento”, destaca Harley Andrade.
Desde 2013, a Confederação conta com um escritório em Pequim, na China. A atuação internacional da CNT visa promover o intercâmbio de experiências do setor com outros países, além de atrair investidores estrangeiros para desenvolver a infraestrutura do Brasil.
“No Pavilhão Brasileiro, “Brazil on Rails”, a presença da CNT como entidade representativa do setor brasileiro de transporte não poderia faltar. Serão mais de 30 empresas e 125 executivos brasileiros marcando presença para trazer ao Brasil o que há de mais avançado no mundo em termos de tecnologia e inovação”, ressalta o executivo.
O Pavilhão Brasileiro contará também com a participação da ABIFER, SIMEFRE, Alstom, ANPTrilhos, Conprem, DAG, Hidremec, Metrô-DF, MWL, Prema, Perotti International, Retesp, Sysfer e Scomi.
Durante a InnoTrans, o grupo participará das Rodadas de Negócios e do Seminário para apresentação dos Planos de Negócios do Brasil, que serão exclusivos para participantes da delegação brasileira.

Sobre o Pavilhão Brasileiro e InnoTrans
A InnoTrans será realizada de 20 a 23 de setembro de 2016, em Berlim, na Alemanha. Na última edição, foram 28 pavilhões com mais de 2.700 expositores de 55 países e mais de 130 mil visitantes. O Projeto “Brazil on Rails” reuniu no Pavilhão Brasileiro mais de 30 empresas e 125 executivos.
Em paralelo aos pavilhões de estandes, que ocupam mais de 9 mil m², serão apresentados os lançamentos de veículos de transporte na plataforma da Messe Berlim, um pátio externo de exposição.
A InnoTrans é uma plataforma para networking entre fornecedores nacionais e internacionais e compradores dos setores de transporte ferroviário de carga e passageiros.
Com informações da ANPTtrilhos  28/04/2016

Nobel da Paz diz que impeachment de Dilma é golpe de Estado

Política

A presidenta Dilma Rousseff recebeu, no Palácio do Planalto, a solidariedade do Nobel da Paz Adolfo Pérez Esquivel.“Está muito claro que o que se está preparando aqui é um golpe de estado encoberto, o que nós chamamos de um golpe brando”, afirmou Esquivel, após o encontro no Palácio do Planalto.

Ana Cristina Campos
Repórter da Agência Brasil

José Cruz/Agência Brasil
A presidenta Dilma Rousseff recebeu hoje (28) o apoio do ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 1980, o argentino Adolfo Pérez Esquivel, contra o processo de impeachment que tramita no Senado.
“Está muito claro que o que se está preparando aqui é um golpe de estado encoberto, o que nós chamamos de um golpe brando”, afirmou Esquivel, após o encontro no Palácio do Planalto.
Ele comparou o processo de impeachment de Dilma ao que ocorreu em Honduras e no Paraguai com as destituições dos presidentes Manuel Zelaya, em 2009, e Fernando Lugo, em 2012. “Agora, a mesma metodologia, que não necessita das Forças Armadas, está sendo utilizada aqui no Brasil. A metodologia é a mesma, não há variação com o golpe de estado nesses países. Países que querem mudar as coisas com políticas sociais são alvo dessa política de tratar de interromper o processo democrático.”

Solidário com Dilma
O Nobel da Paz disse que veio prestar “solidariedade e apoio para que não se interrompa o processo constitucional de Brasil porque isso seria um dano não apenas para o povo brasileiro como para toda a América Latina.” “Seria um retrocesso muito grave para o continente. Sou um sobrevivente da época da ditadura [militar na Argentina]. Nos custou muito fortalecer as instituições democráticas. Aqui se está atacando as instituições democráticas”, afirmou Esquivel.
Segundo o argentino, um eventual governo de Michel Temer poderia ser questionado no Mercosul e na União de Nações Sul-Americanas (Unasul), que poderiam não reconhecer uma administração que surja de um “golpe de estado.”
Fonte - Agência Brasil  28/04/2016

Movimentos sociais realizam protestos contra impeachment em diversas cidades do país

Política

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e do Movimento de Luta nos Bairros e Favelas (MLB), que também compõem a Povo Sem Medo, promovem nesta quinta-feira (28) uma série de protestos contra o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff e a possível ascensão do vice Michel Temer à Presidência.

Sputnik
Sputnik
Através de sua página oficial, o MTST prometeu bloquear 30 rodovias em nove estados do país. A mobilização acontece em denuncia o 'golpe' em curso no país e pela dos direitos sociais, que, de acordo com a entidade, estão ameaçados pela agenda de retrocessos apresentada pelo atual vice Michel Temer, caso este assuma a presidência.
"Esse é um primeiro recado que a gente está mandando para o Temer e o Cunha" – afirmou o coordenador do MTST Zelidio Barbosa Lima, em entrevista à Agência Brasil de Fato.
A maior parte das manifestações aconteceu cedo pela manhã em São Paulo, muitas vindo a terminar antes mesmo das 9h. Muitas vias foram bloqueadas, inclusive, com queima de pneus na pista.
A Polícia Militar de São Paulo informou que, apesar dos transtornos à população, as manifestações seguem pacíficas. Apesar disso, houve casos de uso de balas de borracha e bombas de gás lacrimogênio contra manifestantes contra um ato do MSTS e do Povo Sem Medo.
​“O nosso objetivo é dizer não ao golpe e defender o direito à moradia” – explicou em entrevista à Agência Brasil Naidê Barreto, uma das coordenadoras do MTST, à frente do ato que durou cerca de uma hora esta manhã em uma grande na zona sul de São Paulo.
Outras cidade do país, no entanto, também registram atos contra o impeachment. Em Porto Alegre, integrantes do MTST se uniram ao Movimento Brasil Livre e a moradores da ocupação Lanceiros Negros, para protesto contra o 'golpe' e pelo direito à moradia.
Em Goiânia (GO), perto de Aparecida, por volta das 8h, mais de 50 sem teto organizados pelo MTST também bloquearam a BR 153.
Fonte - Sputnik  28/04/2016





NOTÍCIA DE RODAPÉ

Protestos contra impeachment bloqueiam avenidas e rodovias em São Paulo

Sputinik
Agência Estado / Luiz Claudio Barbosa - Sputnik
Protestos organizados pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) contra o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff bloquearam nesta quinta-feira (28) diversas vias da cidade de São Paulo.
Moradores da capital, principalmente da zona sul da cidade, enfrentam grandes engarrafamentos e dificuldades para chegar ao trabalho e outros destinos. Diversas vias da cidade chegaram a ser bloqueadas nos dois sentidos, com manifestantes ateando fogo em objetos colocados no asfalto.
Alguns dos protestos já acabaram, mas os congestionamentos na cidade ainda são grandes.
Através de sua página ofical na internet, o MTST informa que a ação visa o bloqueio de 30 rodovias em nove estados do país, como Rio de Janeiro e Minas Gerais.
Fonte  - Sputnik  28/04/2016

quarta-feira, 27 de abril de 2016

O "ministério" de Temer, a Lava Jato, a corrupção e o faz de conta

Ponto de Vista

A divulgação de listas de ministeriáveis de Temer tem seus objetivos e motivações.Por um lado, é procedimento habitual. Candidatos ao poder futuro vão se fortalecendo, ou se queimando, a cada rodada de divulgação.Mas no caso há outro objetivo e clara motivação: a repetição do noticiário sobre o futuro vai concretizando como já passado, como "já era" o mandato da presidente Dilma.

Bob Fernandes



imagem/YouTube 

Comitê Técnico da Entidade Metropolitana da RMS inicia discussão do PDUI

Políticas Urbanas

A reunião foi aberta pelo secretário de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e secretário geral da Entidade, Carlos Martins. O titular da Sedur pediu que os municípios pensem formas integradas de trabalho com as cidades vizinhas. “Quero pedir um olhar especial de cada cidade para trabalhar de forma integrada com ações com os outros municípios e que essa entidade discuta as constantes necessidades de integração”.

Da Redação
foto - Daniele Rodrigues
O Comitê Técnico da Entidade Metropolitana da Região Metropolitana de Salvador (EMRMS) se reuniu nesta quarta-feira, na Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), onde iniciou os trabalhos de discussão do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI) para a região. Representantes de oito municípios (Camaçari, Candeias,Mata de São João, Pojuca, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Simões Filho e Vera Cruz) da RMS participaram do encontro.
A reunião foi aberta pelo secretário de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e secretário geral da Entidade, Carlos Martins. O titular da Sedur pediu que os municípios pensem formas integradas de trabalho com as cidades vizinhas. “Quero pedir um olhar especial de cada cidade para trabalhar de forma integrada com ações com os outros municípios e que essa entidade discuta as constantes necessidades de integração”.
O termo de referência do plano foi apresentado no comitê. Entre os eixos temáticos propostos estão ordenamento territorial; mobilidade; saneamento; habitação; desenvolvimento social; desenvolvimento econômico; mecanismo e instrumentos de acompanhamento das ações metropolitanas; além de mapeamento e cartografia. Foi proposto pelo representante de Pojuca, Francisco José, e ratificado pelo secretário Carlos Martins, a inclusão de um eixo temático voltado para a educação profissionalizante na região.
Representante da Sedur no Comitê Técnico da entidade, a superintendente de Gestão Territorial, Lívia Gabrielli coordenou a reunião. Ela destacou a importância da discussão e aprovação do PDUI da RMS. “As ações do plano têm relevância em mais de um município e por isso é tão importante essa discussão entre todos os envolvidos”, destacou.
O processo de elaboração do plano ainda prevê outras ações como a participação e controle social, sistema de controle e acompanhamento e arranjo institucional. A reunião desta quarta também marcou a posse do representante de Camaçari, Raimundo dos Santos, no comitê técnico da entidade.
Outra decisão tomada nesta quarta foi a da confirmação da primeira reunião de câmaras técnicas da Entidade no dia 18 de maio, na Sedur. Enquanto a próxima reunião do Comitê Técnico acontecerá no 25 de maio.
Antes, no dia 3 de maio, a Entidade Metropolitana será tema de debate em uma audiência pública, na Assembleia Legislativa, proposta pela deputada Maria Del Carmem. A entidade estará representada e terá um de seus membros, o represente de Pojuca, Francisco José, compondo a mesa do evento.
Com informações da Sedur Ba  27/04/2016

Crescimento dos portos no primeiro trimestre deve alcançar 3,6%

Infraestrutura

Levantamento parcial é da SEP (Secretaria Especial de Portos). Segundo dados da pasta, somente em janeiro e fevereiro, os portos já haviam movimentado 146,6 milhões de toneladas de cargas em janeiro e fevereiro, 3,5% mais que no primeiro bimestre do ano passado. 

Com informações da SEP
foto - Arquivo CNT 
Estimativa da SEP (Secretaria Especial de Portos) indica que o setor portuário brasileiro cresceu 3,6% no primeiro trimestre de 2016, frente ao mesmo período de 2015. Segundo dados da pasta, somente em janeiro e fevereiro, os portos já haviam movimentado 146,6 milhões de toneladas de cargas em janeiro e fevereiro, 3,5% mais que no primeiro bimestre do ano passado.
O incremento decorre, principalmente, do aumento das exportações por via marítima, que chegou a 10% até fevereiro, num total de 100,6 milhões de toneladas.
Os TUPs (Terminais de Uso Privado) responderam por 67% do total de cargas movimentadas nesse período, com expansão de 7,5% nos resultados.
Os portos organizados, ou seja, os portos públicos, moveram os outros 33% das cargas exportadas pelo Brasil nos primeiros dois meses deste ano, um volume correspondente a 33,2 milhões de toneladas.
Fonte - Agência CNT de Notícias  27/04/2016

Governo da Bahia reafirma compromisso com demandas do MST

Política

Depois de receber de lideranças do MST o boné símbolo do movimento, Rui falou diretamente com os trabalhadores rurais e fortaleceu o comprometimento do Estado com as negociações e a pauta apresentada pelos trabalhadores, que inclui temas como educação, infraestrutura, habitação e acesso à água nos assentamentos. 

Da redação
foto - Alberto Coutinho/Gov.Ba
Centenas de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no estado se reuniram no final da manhã desta quarta-feira (27), em frente ao prédio da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador, para ouvir do governador Rui Costa os resultados das conversas e negociações feitas nos últimos dias entre os membros do movimento e o Governo do Estado.
Depois de receber de lideranças do MST o boné símbolo do movimento, Rui falou diretamente com os trabalhadores rurais e fortaleceu o comprometimento do Estado com as negociações e a pauta apresentada pelos trabalhadores, que inclui temas como educação, infraestrutura, habitação e acesso à água nos assentamentos. "Nós assumimos um compromisso e cobro de nossos secretários que a palavra seja honrada. Vamos acompanhar de perto o desenvolvimento de nossas realizações. Em trinta dias, por exemplo, representantes do Estado e do movimento voltarão a se reunir para avaliar o andamento das demandas", disse.
Principal interlocutor no diálogo entre o Governo do Estado e o MST, o secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, avaliou positivamente as rodadas de negociação e o acordo fechado com as lideranças, estabelecendo prazos para o atendimento das reivindicações. “Esse movimento tem a riqueza de trazer para dentro do governo temas tão importantes como a educação, a água e infraestrutura. Vamos trabalhar para, no menor tempo hábil, fazer com que os assentamentos sejam autônomos e dinâmicos”.

Comprometimento
Pouco antes de encerrar o ato na Governadoria, Rui Costa se juntou a Jerônimo Rodrigues e ao coordenador estadual do MST, Evanildo Costa, para a assinatura do documento que registra o novo acordo e prazos firmados entre o Governo do Estado e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra.
À frente das principais reuniões realizadas no decorrer da semana, Evanildo Costa destacou a importância de apresentar as reivindicações diretamente para o governador e a satisfação com o resultado. “Ele [Rui Costa] sentou conosco, tratou ponto a ponto o que precisava ser tratado e acreditamos na palavra dele. Isso para nós foi muito importante, porque significa avanço em nossos assentamentos. Vamos sair daqui muito felizes e satisfeitos depois dessa semana em processo de negociação”.
Com informações da Secom Ba.  27/04/2016

“Nossa defesa não é de um governo, mas sim da democracia”, diz presidenta da UNE

Política

Carina é contrária a eleições gerais e afirma que defender eleições agora é legitimar democraticamente um golpe.  Em entrevista nessa terça-feira (26) ao programa Espaço Público, da TV Brasil, ela disse que as manobras feitas para retirar uma presidenta do poder provocam danos ao país.

Marieta Cazarré
Repórter da Agência Brasil

TV Brasil
Presença permanente nas manifestações contra o impeachment de Dilma Rousseff, a presidenta da União Nacional dos Estudantes, Carina Vitral, de 26 anos, afirma que não é a favor do governo, mas contra a legitimidade do impeachment. Em entrevista nessa terça-feira (26) ao programa Espaço Público, da TV Brasil, ela disse que as manobras feitas para retirar uma presidenta do poder provocam danos ao país.
“Os movimentos seguem nas ruas para contrapor o que acontece no Congresso Nacional e para derrotar politicamente o impeachment. A gente mesmo [da UNE] tem várias críticas na área da educação, do programa de governo e do que foi esse segundo mandato da presidente Dilma. Mas a gente acha errado 'impichar' [afastar por meio de impeachment] uma presidente sem que haja crime de responsabilidade, sem que haja prova”, afirmou.
O processo de impeachment foi aceito na Câmara, por 367 votos a 137, e agora está em discussão na comissão especial do Senado.
Carina é contrária a eleições gerais e afirma que defender isso é legitimar democraticamente um golpe. “É dar o verniz democrático que eles precisam para o golpe fajuto”, destacou. Ela acrescenta que a condução do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), deslegitima o processo.
“Dilma foi torturada na ditadura e torturada na democracia. O que é Jair Bolsonaro dedicar o voto dele ao torturador da Dilma?”, questionou Carina. No momento do voto na sessão de votação, na Câmara, da admissibilidade do impeachment de Dilma, o deputado Jair Bolsonaro (PSC-R) exaltou a ditadura militar e a memória do coronel Carlos Brilhante Ustra – um dos chefes do DOI-Codi em São Paulo, local onde diversos presos políticos foram torturados.
A estudante criticou duramente os líderes dos movimentos a favor do impeachment de Dilma, os quais chamou de líderes fakes. “Acho que são líderes montados e colocados ali pra tentar conquistar a juventude que não foi pra rua nas passeatas da direita”. Carina disse ainda que, nas passeatas contra a Dilma, não há jovens e que a maioria dos manifestantes tem mais de 40 anos e formação universitária.

Educação
Para ela, é preciso mobilizar o governo e o Congresso para mais ações que beneficiem as camadas mais pobres e excluídas, a implantação do Plano Nacional de Educação, valorização do Programa Universidade para Todos (Prouni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).
Em uma avaliação dos avanços na área educacional na última década, Carina Vitral cita a criação de novas universidades, a Lei das Cotas e a implantação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que tem se consolidado como alternativa ao vestibular.
Fonte - Agência Brasil  27/04/2016

José de Abreu, a Globo, o impeachment...E a Crônica de um Desastre Anunciado

Ponto de vista

Nas redes sociais milhões reproduzem e debatem o ator José de Abreu no "Domingão do Faustão".Perplexidade, pasmo e debate já escancaram: espanto pela raridade, ineditismo da cena.Cena não num programa eleitoral, humorístico, ou em contraponto num telejornal da Globo.A propósito de explicar cusparadas em um casal, Abreu deu os nomes de Temer e próximos listados na Lava Jato.Citando Marco Aurélio Mello, do Supremo, disse: "O impeachment é golpe".

Bob Fernandes




imagem/YouTube

terça-feira, 26 de abril de 2016

Pesquisadores descobrem recife de coral na foz do Rio Amazonas

Meio Ambiente

Liderados, pelo pesquisador da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rodrigo Leão de Moura, a equipe identificou uma extensa área de algas coralinas e alto nível de partículas em suspensão,características geradas por condições diferentes das que formam os típicos recifes tropicais de coral. 

Revista Amazônia


Um grande recife de coral foi encontrado na foz do rio Amazonas, entre a fronteira da Guiana Francesa com o Estado brasileiro do Amapá e se estende até o Pará. Em matéria publicada no El País, a descoberta se deu por um grupo de cientistas do Brasil e Estados Unidos, que exploraram a região em três expedições oceanográficas.
Liderados, pelo pesquisador da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rodrigo Leão de Moura, a equipe identificou uma extensa área de algas coralinas e alto nível de partículas em suspensão, características geradas por condições diferentes das que formam os típicos recifes tropicais de coral. No estudo, os autores alertam que o desenvolvimento em escala industrial do Amazonas, com perfurações para extrair petróleo perto dos recifes, pode representar um grande desafio para esse sistema, que é único.
A descoberta tem maior relevância porque os corais responsáveis pela formação dos recifes estão entre as espécies mais ameaçadas pela mudança do clima e outros fatores de estresse provocados pelo homem. Em pesquisa publicada há poucos dias, o professor John Pandolfi, da Universidade de Queensland (Austrália), afirma que os corais Acropora (chifre-de-veado), de rápido crescimento, são responsáveis por boa parte do desenvolvimento dos recifes modernos. E apesar de existirem há pelo menos 50 milhões de anos, esses corais vêm sofrendo forte declínio em sua abundância ao redor do mundo.
Fonte - Revista Amazônia  26/04/2016

Mais de 11 mil baianos passam a morar na casa própria

Habitação

O governador Rui Costa e a presidente Dilma Rousseff participaram da cerimônia no primeiro empreendimento, quando foi realizada a entrega simbólica das chaves para os primeiros moradores.Na ocasião, Rui destacou a importância do Minha Casa, Minha Vida para a redução do déficit habitacional no país nos últimos, especialmente na Bahia, estado destaque na contratação e execução de moradias por meio do programa, e ressaltou o lado social da iniciativa. 

Da Redação
foto - Mateus Pereira/Gov.Ba
Mais de 11 mil pessoas foram beneficiadas com entrega, nesta terça-feira (27), em Salvador, de 2,8 mil moradias construídas pelo programa Minha Casa, Minha Vida para famílias com renda de até R$ 1,6 mil. Inaugurados simultaneamente, os residenciais Coração de Maria e o Lagoa da Paixão Setor IV estão localizados, respectivamente, nos bairros de Cassange e Valéria e totalizam um investimento de R$ R$ 217,83 milhões. O governador Rui Costa e a presidente Dilma Rousseff participaram da cerimônia no primeiro empreendimento, quando foi realizada a entrega simbólica das chaves para os primeiros moradores.
Na ocasião, Rui destacou a importância do Minha Casa, Minha Vida para a redução do déficit habitacional no país nos últimos, especialmente na Bahia, estado destaque na contratação e execução de moradias por meio do programa, e ressaltou o lado social da iniciativa. "Estamos construindo uma mudança expressiva no modelo habitacional desse país com o Minha Casa Minha Vida, que também é um programa social, de geração de emprego e de distribuição de renda. Por isso eu quero agradecer, em nome do povo da Bahia, pela expansão das habitações no estado”, afirmou.
Durante o evento, a presidente Dilma cumprimentou os novos proprietários, em especial às mulheres. "Bom mesmo sentir a alegria nos olhos das pessoas que recebem essas casas. Eu vejo e fico com lágrimas nos olhos por essa emoção da realização de um sonho. É com imenso orgulho que eu venho até a Bahia cumprimentar esse povo que acredita no meu trabalho e agradecer pelo carinho com que sou sempre recebida aqui. O Minha Casa Minha Vida é do tamanho do Brasil e das necessidades do povo brasileiro, que nunca teve uma ação habitacional à altura do que precisa", disse.
O residencial Coração de Maria tem 1,8 mil unidades habitacionais e o Lagoa da Paixão mil. Todos os imóveis, do tipo apartamento, possuem sala, banheiro, cozinha, dois quartos e áreas de serviço e circulação. Além disso, os empreendimentos são dotados de toda infraestrutura urbana e sanitária, com pavimentação, acesso, iluminação e redes de água, drenagem e esgoto, além de áreas social e de lazer.

Foto - Mateus Pereira/Gov.Ba
Minha Casa, Minha Vida na Bahia
A Bahia é o estado que mais conseguiu contratar e executar habitações do Minha Casa, Minha Vida 1 e 2. São mais de 188 mil unidades habitacionais contratadas somente na Faixa 1, a de menor poder aquisitivo. 
Dessas, 12,5 mil já foram entregues na capital, incluindo os imóveis desta terça-feira.
Entre todas as faixas, mais de 115 mil moradias já foram entregues no estado, desde o lançamento do programa.
Com informações da Secom Ba.  26/04/2016

Travessia marítima Salvador Itaparica opera com quatro (4) embarcações nessa terça (26)

Travessia Marítima

O sistema opera com quatro embarcações,Zumbi dos Palmares, Rio Paraguaçu, Pinheiro e Dorival Caymmi realizando as viagens nos horários regulares (de hora em hora), além de viagens extras nos momentos de maior fluxo de demanda.

Da Redação
foto - ilustração
A Internacional Travessias Salvador, administradora do sistema Ferry-Boat, informa que o fluxo é tranquilo nos terminais São Joaquim e Bom Despacho. As embarcações Zumbi dos Palmares, Rio Paraguaçu, Pinheiro e Dorival Caymmi realizam as viagens nos horários regulares (de hora em hora), além de viagens extras nos momentos de maior demanda. As passagens podem ser adquiridas nos terminais por meio dos cartões de crédito, débito ou dinheiro.
Para verificar a disponibilidade de vagas para o serviço Hora Marcada (exclusivo aos condutores de veículos), o cliente deve acessar o site*  O pagamento nesse caso serão feitos através de cartões de débito ou crédito.
Uma Central de Atendimento ao Cliente (CAC), localizada no Terminal São Joaquim funciona de segunda a sexta, das 8h às 18h, e aos sábados, das 7h às 13h 
Contatos - 071 3032-0475 e cac@internacionaltravessias.com.br
*Site - internacionaltravessias.com.br
Com informações a Internacional Travessias Salvador  26/04/2016

Dilma em Salvador - “Querem chegar, sentar na minha cadeira, mas sem voto”

Política

Eles querem chegar, sentar na minha cadeira, mas sem voto. Esse é o problema. É claro que isso é muito confortável: você não tem que prestar conta para o povo brasileiro”, disse Dilma, sem mencionar diretamente o vice-presidente Michel Temer, a quem, em ocasiões anteriores, disse que está liderando o processo contra ela. Dilma acrescentou que o processo de impeachment é um “golpe” contra as conquistas sociais dos últimos 13 anos.

Ana Cristina Campos
Repórter da Agência Brasil

foto ilustração
A presidenta Dilma Rousseff voltou a dizer hoje (26) que o processo de impeachment é uma tentativa de fazer uma eleição indireta por quem quer chegar ao Poder sem votos.
“O poder vem do voto popular direto. Esse impeachment, que é golpe, na verdade é uma tentativa de fazer uma eleição indireta por aqueles que não têm voto. Se eles querem chegar ao Poder e não tem crime [de responsabilidade], só tem um caminho: disputem eleições. Eles querem chegar, sentar na minha cadeira, mas sem voto. Esse é o problema. É claro que isso é muito confortável: você não tem que prestar conta para o povo brasileiro”, disse Dilma, sem mencionar diretamente o vice-presidente Michel Temer, a quem, em ocasiões anteriores, disse que está liderando o processo contra ela.
Dilma acrescentou que o processo de impeachment é um “golpe” contra as conquistas sociais dos últimos 13 anos. “É um golpe contra o Bolsa Família, contra o Minha Casa, Minha Vida, as interiorizações de universidades, contra o Pronatec”. A presidenta deu as declarações durante a cerimônia de entrega de unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida, em Salvador.
Ainda sem citar diretamente o vice-presidente, Dilma destacou que um eventual programa de Temer para a área social “começa com algo muito grave” ao dizer que vai “revisitar” os programas sociais. “Revisitar é diminuir a quantidade de dinheiro que o governo federal coloca nos programas sociais. Querem desvincular a obrigação do governo em gastar em educação e saúde”.
Dilma atacou o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que aceitou a denúncia que deu origem ao processo de impeachment e teve seu prosseguimento aprovado pelos deputados federais no último dia 17.
“Não tem uma acusação de que eu peguei dinheiro para mim. Muitas das ações das quais me acusam sequer eu participei. Como não acharam nenhum outro motivo, como aqueles que me acusam praticaram, como os crimes que praticaram, como crime de corrupção. Do que eles são acusados, eles vão ter que responder. Agora, eles têm acusação. Eu não tenho acusação. O mais estranho é que quem me julga, é corrupto. Essa pessoa, que é o presidente da Câmara, é uma pessoa que todo mundo sabe no Brasil que tem conta no exterior, é acusado pela Procuradoria-Geral da República”, afirmou.
Com informações da Agência Brasil  26/04/2016