terça-feira, 8 de novembro de 2016

Empresas estariam interessadas em tocar obras do VLT de Cuiabá

Transportes sobre trilhos

“Principal obstáculo para o VLT, todos sabem, é a falta de recurso financeiro. A Secretaria de Cidades está analisando propostas de Parcerias Público-Privadas. Existem grupos empresariais procurando o Governo para fazer essa PPP. Isso está em análise para que possamos achar uma saída e apresentar para o juiz”, disse Taques.

Renato Lobo - VT
foto-ilustração/arquivo
Empresas privadas estariam interessadas em Parcerias Público-Privadas (PPPs) para a conclusão das obras do Veículo Leve Sobre Trilhos de Cuiabá. Quem diz isso é o secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques.
“Principal obstáculo para o VLT, todos sabem, é a falta de recurso financeiro. A Secretaria de Cidades está analisando propostas de Parcerias Público-Privadas. Existem grupos empresariais procurando o Governo para fazer essa PPP. Isso está em análise para que possamos achar uma saída e apresentar para o juiz”, disse Taques.
O prosseguimento das obras, no entanto, foi parar na Justiça Federal. O ministério ainda sinaliza não realizar acordo com o consórcio responsável pela construção.

Entrega em 2018

Declarações do governador Pedro Taques (PSDB) da conta de que o prefeito eleito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), entregará a obra em 2018. “Falamos sobre o VLT e ele disse que vai retomar e vai concluir as obras até a Avenida XV de Novembro. Ele espera que isso ocorra no prazo máximo até 2018. Isso me deixou muito feliz porque tenho o VLT como a mola propulsora do desenvolvimento urbano da Capital, não só do transporte coletivo”, disse o governador.
Fonte - ViaTrolebus  08/11/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"