quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Linha 2 do metrô ampliará integração com ônibus urbanos e metropolitanos

Transportes sobre trilhos

Atualmente, o metrô já está integrado a 19 linhas metropolitanas, contemplando todos os ônibus que chegam a Salvador via BR-324 com destino à Lapa, e ainda linhas cujo destino final é o Terminal da França ou Pituba, e que fazem a conexão com o metrô na Estação Retiro. “Estas linhas já deveriam estar integradas na Estação Pirajá, justamente para evitar esse fluxo dentro da cidade”, afirmou Martins.A Prefeitura de Salvador, no entanto, adiou a abertura do terminal, indicado para maio, conforme previsto em contrato assinado com o Governo do Estado e a CCR Metrô Bahia 

Da Redação
foto - CCR Metrô Bahia
Com o desenvolvimento da Linha 2 do metrô, cujas obras já estão com mais de 60% de avanço físico e 11 estações em construção, os ônibus metropolitanos deixarão de circular dentro do perímetro urbano, garantindo mais fluidez ao tráfego e mais comodidade aos usuários do transporte público, que poderão seguir até os seus destinos finais de metrô, com o custo de apenas uma passagem. “É mais conforto para os passageiros, que poderão continuar o trajeto em um meio de transporte muito mais confortável e seguro, livre de engarrafamentos e sem pagar nada a mais pelo benefício”, pontuou o secretário de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Carlos Martins.
Atualmente, o metrô já está integrado a 19 linhas metropolitanas, contemplando todos os ônibus que chegam a Salvador via BR-324 com destino à Lapa, e ainda linhas cujo destino final é o Terminal da França ou Pituba, e que fazem a conexão com o metrô na Estação Retiro. “Estas linhas já deveriam estar integradas na Estação Pirajá, justamente para evitar esse fluxo dentro da cidade”, afirmou Martins.
A Prefeitura de Salvador, no entanto, adiou a abertura do terminal, indicado para maio, conforme previsto em contrato assinado com o Governo do Estado e a CCR Metrô Bahia. “Já são mais de 180 dias de atraso, o que tem prejudicado a integração plena do metrô com os ônibus, porque, para acrescentarmos novas linhas metropolitanas, é necessária a ampliação da integração também com as urbanas, para que o passageiro não sofra qualquer penalidade”, destacou o secretário. Ponto fundamental dentro da política estadual de mobilidade, o metrô é um transporte de rede, idealizado para funcionar de forma integrada, inclusive com pedestres (via passarelas) e ciclistas, a partir da construção de ciclofaixas e da instalação de bicicletários. “Desde o início do projeto, o metrô foi pensado como um transporte estruturante para a Região Metropolitana de Salvador, especialmente para a capital. E, para isso, a integração com os ônibus urbanos é fundamental, para assegurar que o passageiro poderá completar o trajeto com destino a qualquer ponto da cidade, seja de qual forma ele tenha chegado ao metrô”, enfatizou Carlos Martins.

Metrô na Paralela
A partir do primeiro semestre do ano que vem, com a ampliação da operação da Linha 2 do metrô na Avenida Paralela, os ônibus metropolitanos que chegam à capital por essa via serão integrados ao modal na Estação Mussurunga. Os ônibus, portanto, deixarão de trafegar pela Paralela, implicando na readequação de algumas linhas, bem como criação de novas para alimentar o metrô de forma integrada. “O Governo do Estado tem se reunido regularmente com a Prefeitura e os empresários para viabilizar uma integração plena e a serviço de toda a população”, assegurou o secretário da Sedur.
Com informações da Sedur  Ba.  13/09/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"