quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Bairro em Freiburg na Alemanha gera energia recicla resíduos e tem poucos carros nas ruas

Sustentabilidade

Bairro alemão gera energia,capta energia da chuva, recicla resíduos e quase não tem carros nas ruas. - O terreno onde fica o bairro pertencia a uma base militar francesa,que ganhou o nome em homenagem ao engenheiro militar francês Sébastien Le Prestre de Vauban.O planejamento do bairro começou em 1993

Revista Amazônia
RA
O bairro Vauban, localizado em Freiburg, na Alemanha, é um exemplo de que é possível integrar a natureza à cidade para melhorar a qualidade de vida das pessoas.
O terreno onde fica o bairro pertencia a uma base militar francesa, que ganhou o nome em homenagem ao engenheiro militar francês Sébastien Le Prestre de Vauban. O planejamento do bairro começou em 1993, e já em 1995 e 1996 foram realizados encontros comunitários para a conscientização do uso de energia. As primeiras casas foram construídas em 1998 e o projeto foi concluído em 2006.
O bairro foi planejado para 5.000 moradores e as casas funcionam como micro usinas de geração de energia elétrica. A energia gerada supri as necessidades do local e gera créditos. As casas que gerarem mais energia do que consomem repassam o excedente para a rede pública.
As casas foram planejadas para reagir ao aumento e à queda da temperatura mantendo uma temperatura agradável no seu interior. No verão, as varandas servem para impedir a entrada do ar quente, e, no inverno, as janelas permitem a passagem da luz natural. Já as coberturas das casas possuem sistemas de captação de água da chuva, que é usada para a irrigação de jardins e uso em vasos sanitários.
Os resíduos produzidos por cada uma das residências é totalmente separado em coletores espalhados pela cidade, dos quais cerca de 6% são reciclados.
O bairro estimula as pessoas a usarem menos o carro e optarem por meios de transporte menos poluentes. A caminha e a bicicleta são as formas de mobilidade oficiais do local. Existem ciclovias em praticamente todas as ruas do bairro e bondes que andam sobre tapetes de grama. Já para quem visita o local foram criados estacionamentos nas vias periféricas do bairro.
Fonte - Revista Amazônia  28/09/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"