sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Micos para a Infraero

Ponto de Vista

O Estado tem a obrigação de preservar os interesses da sociedade brasileira,e não do mercado.O que dá para conciliar,tudo bem; o que foge a essa convergência, que o povo brasileiro venha em primeiro lugar.

Portogente
foto - ilustração/arquivo
Especulação na imprensa tupiniquim dá conta de que o ministro dos Transportes,Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella,está preocupado com a eventual privatização dos aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ),que poderia concentrar os terminais aeroviários mais rentáveis nas mãos da iniciativa privada,deixando apenas os deficitários à Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).
Aqui cabem duas observações fundamentais: o processo está nas mãos do governo,se desse jeito não é bom,então que as concessões não sejam feitas.E segundo,os aeroportos classificados,pela imprensa,como "micos" podem ter uma política de valorização e modernização,fugindo da regra do mercado que só investe em negócios rentáveis.O Estado tem a obrigação de preservar os interesses da sociedade brasileira,e não do mercado.O que dá para conciliar,tudo bem;o que foge a essa convergência,que o povo brasileiro venha em primeiro lugar.
Fonte - Portogente   19/08/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"