domingo, 28 de agosto de 2016

Madeira mais resistente

Tecnologia

Como o nome “Sida vid sida” (traduzido: lado a lado), o projeto foi vencedor de um concurso para projetar um centro cultural e um hotel, na cidade sueca de rica indústria madeireira e também para destacar os múltiplos benefícios no design utilizando a madeira como material de construção.

Portogente

Difícil de acreditar que a madeira está sendo apresentada como uma ideia séria para as cidades ficarem mais verdes – leves e sustentáveis -, e ainda ser mais resistente ao fogo do que o aço. Mas é o que acreditam os construtores de uma estrutura de 19 andares na cidade sueca de Slelleftea.
Como o nome “Sida vid sida” (traduzido: lado a lado), o projeto foi vencedor de um concurso para projetar um centro cultural e um hotel, na cidade sueca de rica indústria madeireira e também para destacar os múltiplos benefícios no design utilizando a madeira como material de construção.
Ainda que possa surpreender, esse não é um projeto pioneiro. Em 2012, o residencial Forte, de dez andares, foi construído com vista para Melbourne Victoria Harbour, na Austrália. Era o mais alto edifício de madeira do mundo, até o Treet, no centro de Bergen, Noruega, roubar seu título em 2014, com um extra de quatro andares.
Por trás dessa admirável inovação na aplicação da madeira há uma avançada tecnologia. Como afirma o Dr. Dr. Michael Ramage, do Centro de Material Natural e Inovação na Universidade de Cambridge. "Há todo um conjunto de novos materiais feitos de madeira que são estruturalmente capazes de construir grandes edifícios." O que se verifica é que a ciência amplia os litmites de uso para o mundo moderno de uma material tão antigo quanto a vida.
Técnicas e matérias aglomerantes avançados fazem com que madeira laminada cruzada ou camadas finas de madeira colocadas em frente uma da outra em ângulo reto, utilizando cola resistente ao fogo para criar um tecido mais forte.
Mas é no bambu – um material que foi usado na construção da Ásia durante séculos – que há maior interesse para a indústria. Com um período de cinco vezes maior taxa de crescimento do que a madeira, mas com propriedades mecânicas semelhantes, existem 31,4 milhões de hectares de bambu em todo o mundo, segundo a Organização para a Alimentação e Agricultura. A engenharia vem trabalhando no bambu, para levantar paredes de tubos de bambu, ou cortá-los em retângulo e colá-los em grandes lajes.
Obviamente, quando se trata de construções de madeira, há uma pergunta ardente: arranha-céus de madeira são um perigo de incêndio?
Mas o Dr. Ramage traz também tranquilidade para essa questão: "Há um problema de percepção enorme. Madeira não queima na forma como o público imagina."
Fonte - Portogente  27/08/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"