terça-feira, 19 de julho de 2016

Governo de Sergipe participa de ato público em defesa do Rio São Francisco

Meio ambiente

O evento foi realizado pela Arquidiocese de Aracaju, através do CNLB/Conal (Conselho Nacional do Laicato do Brasil), entidade presidida – em Sergipe - por Ricardo Lima, para quem a união dos órgãos e entidades vai ser de grande valia para a formação de uma sociedade mais igualitária, que tenha como foco a questão ambiental

ASN
ASN
Na tarde desta segunda-feira, 18, o secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Olivier Chagas, representou o governador em exercício, Belivaldo Chagas, no Ato Público “Cidades Sustentáveis e em Defesa do Rio São Francisco”, realizado no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE).
O evento foi realizado pela Arquidiocese de Aracaju, através do CNLB/Conal (Conselho Nacional do Laicato do Brasil), entidade presidida – em Sergipe - por Ricardo Lima, para quem a união dos órgãos e entidades vai ser de grande valia para a formação de uma sociedade mais igualitária, que tenha como foco a questão ambiental. “É preciso olhar o rio como parte integrante da sociedade, o homem deve usá-lo em seu benefício e não destrui-lo”, disse.
Voltada aos representantes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, bem como movimentos sociais, pastorais, entidades públicas e toda a sociedade civil sergipana, a iniciativa buscou colocar em prática ideias contidas na encíclica “Laudato Si”, do papa Francisco, que fala sobre preservação do meio ambiente.
Para o secretário de Estado de Meio Ambiente, Olivier Chagas, o evento tocou em assuntos muito atuais, como o desenvolvimento sustentável e a defesa do Rio São Francisco. “O Estado de Sergipe já tem políticas muito claras na busca pela sustentabilidade porque o Governo visa não só o desenvolvimento econômico, mas também a responsabilidade com o meio ambiente. Já temos uma política de defesa do Rio São Francisco, até porque é um rio que é fundamental para os sergipanos, tem muita funcionalidade com a produção de energia elétrica, pesca, navegação e turismo. Temos a obrigação de defendê-lo. Essa foi uma grande oportunidade para que todos nós pudéssemos discutir formas de melhorias para o ‘Velho Chico’. A Arquidiocese está de parabéns pela iniciativa”, reforçou.
Durante o evento, o superintendente de Recursos Hídricos da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Ailton Rocha, proferiu palestra com o tema "Reflexão sobre o Rio São Francisco". Ailton é também presidente da organização do XIII Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste e membro da Comissão de Direito do Meio Ambiente da OAB/SE.
Também foram parceiros do evento a Universidade Federal de Sergipe (UFS), o Ministério Público Federal (MPF) e o Estadual (MPE/SE) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE). Participaram do Ato Público, além dos representantes do Conal, o presidente do TCE/SE, conselheiro Clóvis Barbosa; a deputada estadual Ana Lúcia; o arcebispo titular da Arquidiocese de Aracaju, dom José Palmeira Lessa; o professor de Direito da UFS, Jose Lima; a procuradora do Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE), Martha Carvalho de Figueiredo; e a promotora de Justiça, Miriam Teresa Cardoso Machado.
Com informações da ASN (Agência Sergipe de Notícias)  19/07/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"