sexta-feira, 1 de julho de 2016

Estudos de demanda na Ferrovia Norte-Sul

Ferrovias

A Ferrovia Norte-Sul (151) liga o país do Pará ao Rio Grande do Sul, contendo 4.155,6 quilômetros de extensão. Foi projetada para se tornar a espinha dorsal do transporte ferroviário do Brasil, integrando de maneira estratégica o território nacional e beneficiando a logística de movimentação de cargas no país.

Portogente
foto - ilustração
A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) abre, nesta quarta-feira (29/6), a Tomada de Subsídio nº 001/2016, com o objetivo de receber contribuições para aprimorar o estudo de demanda da Ferrovia Norte-Sul (Tramo Central e Sul), nos trechos Porto Nacional (TO) a Anápolis (GO) e Ouro Verde de Goiás (GO) a Estrela D’Oeste (SP). O envio das sugestões será até as 14h do dia 15/7/2016.
A documentação completa referente ao objeto da tomada está disponível no site da ANTT. Os interessados deverão encaminhar as contribuições por meio de formulário eletrônico, também disponível no site, ou envio para o e-mail ts001_2016@antt.gov.br, e ainda por via postal para o endereço: ANTT - Setor de Clubes Esportivos Sul (SCES), Trecho 3, Polo 8, Projeto Orla, Lote 10, aos cuidados da Sufer.
Ferrovia – A Ferrovia Norte-Sul (151) liga o país do Pará ao Rio Grande do Sul, contendo 4.155,6 quilômetros de extensão. Foi projetada para se tornar a espinha dorsal do transporte ferroviário do Brasil, integrando de maneira estratégica o território nacional e beneficiando a logística de movimentação de cargas no país. A Valec é a empresa que tem a concessão para construção e operação da ferrovia, desde 2006.
O trecho Tramo Sul, de Ouro Verde de Goiás a Estrela D’Oeste, apresenta um avanço físico de cerca de 90% das obras. Já o Tramo Central, de Porto Nacional a Anápolis, foi concluído e possui operação com a movimentação de pequenos volumes de carga.
O estudo de demanda objeto da Tomada de Subsídio apresenta a área de influência da ferrovia, de forma a identificar os fluxos de transporte, o volume e o tipo de cargas, a projeção de demanda entre os anos de 2017 e 2051 e, por fim, a alocação da demanda na ferrovia.
Fonte - Portogente  01/07/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"