segunda-feira, 20 de junho de 2016

Fiscalização do MT flagra trabalho escravo e infantil em marca de roupas de luxo

Direitos humanos

A investigação encontrou cinco trabalhadores bolivianos - incluindo uma adolescente de 14 anos - na pequena oficina no bairro de Aricanduva. A produção do local era 100% vinculada à Brooksfield. Os trabalhadores não tinham carteira assinada ou férias, além de trabalharem e dormirem com suas famílias em ambientes com cheiro forte, onde ficavam vasos sanitários.

Diário do Nordeste
Divulgação/ Ministério do Trabalho
O Ministério do Trabalho e Emprego autuou a marca de roupas de luxo Brooksfield Donna por trabalho análogo à escravidão e trabalho infantil em uma das oficinas subcontratadas pela empresa em São paulo, no início de maio deste ano. Com informações da BBC Brasil.
A investigação encontrou cinco trabalhadores bolivianos - incluindo uma adolescente de 14 anos - na pequena oficina no bairro de Aricanduva. A produção do local era 100% vinculada à Brooksfield.
Os trabalhadores não tinham carteira assinada ou férias, além de trabalharem e dormirem com suas famílias em ambientes com cheiro forte, onde ficavam vasos sanitários.
Os salários dos trabalhadores bolivianos dependiam da quantidade de peças produzidas. O valor, em média, era de R$ 6,00, por roupa costurada.
A proprietária da Brooksfield Donna, Via Veneto, afirmou que "não mantém e nunca manteve relações com trabalhadores eventualmente enquadrados em situação análoga a de escravos pela fiscalização do trabalho".
As peças da marca nas lojas podem ultrapassar R$ 500,00 cada peça. De acordo com o Ministério do Trabalho, a empresa se recusou a pagar os direitos trabalhistas dos bolivianos, que seria em torno de R$ 17,8 mil somando os cinco.
Diante da recusa da marca em reconhecer o vínculo com a oficina e pagar as verbas trabalhistas e de indenização aos trabalhadores, o Ministério Público do Trabalho instaurou um inquérito civil contra a Brooksfield, que deve recorrer.
Fonte - Diário do Nordeste  20/06/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"