terça-feira, 24 de maio de 2016

Linha 4 do Rio realiza passagem do primeiro carro entre Barra e Ipanema

Transportes sobre trilhos

Nessa reta final das obras de implantação da Linha 4, a execução dos serviços chega a 95% de conclusão. Os testes na nova linha metroviária tiveram início em janeiro e ocorrem por fases. As subestações de energia e os sistemas operacionais já estão sendo verificados, como as avaliações de sinalização nos túneis, equipamentos de controle e até a energização das vias. 

Sec.de Est. de Transportes

Com a conclusão da instalação de trilhos em toda a extensão da Linha 4 do metrô, entre Barra da Tijuca e Ipanema, foi realizada, neste domingo (22/05), a passagem do primeiro carro do metrô no chamado eixo olímpico da nova linha.
O secretário de Estado de Transportes, Rodrigo Vieira, a presidente da RioTrilhos, Tatiana Carius, o diretor do Metrô Barra, Pedro Augusto Cardoso, e o presidente da concessionária Rio Barra, Maurício Rizzo, participaram da viagem entre as estações General Osório, em Ipanema, e Jardim Oceânico, na Barra, passando pela ponte estaiada.
“Este momento é de fundamental importância para a operação especial da Linha 4 do metrô e marca a conexão, por trilhos, da Barra da Tijuca com a Zona Sul”, afirmou Rodrigo Vieira.
Para o secretário de Transportes, os testes de cada um dos sistemas seguem dentro da programação e, neste domingo, foi realizado um importante teste com o primeiro carro metroviário, saindo da estação General Osório, passando pelas estações Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, São Conrado/Rocinha, chegando até a estação multimodal Jardim Oceânico, na Barra.
“O cronograma está ajustado. Em junho, iremos fazer os testes finais com os trens, visando a abertura dessa linha no dia 1° de agosto. A Linha 4 vai entrar para a história do Rio de Janeiro como o maior legado em mobilidade que a cidade vai ganhar com os Jogos Olímpicos 2016”, declarou o secretário.

Reta final
Nessa reta final das obras de implantação da Linha 4, a execução dos serviços chega a 95% de conclusão. Os testes na nova linha metroviária tiveram início em janeiro e ocorrem por fases. As subestações de energia e os sistemas operacionais já estão sendo verificados, como as avaliações de sinalização nos túneis, equipamentos de controle e até a energização das vias. Os sistemas de ventilação e iluminação definitivos também passam por testes, assim como escadas rolantes e elevadores. As cinco estações que estarão em operação antes dos Jogos Olímpicos (Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, São Conrado e Jardim Oceânico) estão em fase final de acabamento.
“Na Linha 4 temos uma conjugação de esforços de diversas equipes, uma total integração com os profissionais do governo do Estado do Rio, por meio de técnicos da RioTrilhos e da Secretaria de Transportes, da concessionária Rio Barra e do Metrô Barra”, destacou Tatiana Carius.

Linha 4 vai transportar 300 mil pessoas por dia
A Linha 4 do metrô vai unir o Rio, integrar regiões e levar qualidade de vida a milhares de cidadãos. Esta é uma obra do Governo do Estado do Rio de Janeiro e vai transportar, de acordo com a demanda estimada, mais de 300 mil pessoas por dia, retirando das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico. O projeto representa a execução, de uma só vez, da mesma extensão de metrô subterrâneo existente no estado.
Fonte - ANPtrilhos  23/05/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"