terça-feira, 12 de abril de 2016

Wellington Dias apresenta projetos do Piauí a investidores chineses

Infraestrutura

Durante a reunião, o governador apresentou aos chineses projetos como a hidrovia do rio Parnaíba, avaliada em R$ 700 milhões.Essa hidrovia, com 600 quilômetros de extensão, permitiria o escoamento da produção de grãos dos Cerrados até Teresina, de onde seriam enviados aos portos de Itaqui, em São Luís (MA), e Pecém, em Fortaleza (CE). 

Portal do Gov. do Piauí
foto - Marcelo Cardoso
O governador Wellington Dias recebeu, nesta segunda-feira (11), representantes do grupo financeiro Chinese Development Bank (CDB). O encontro contou com a participação de secretários e técnicos do Governo do Estado e teve como pauta a viabilização de investimentos superiores a R$ 1 bilhão nas áreas de transportes – hidrovia, porto, ferrovia e o metrô – e em tecnologia vinculada a saneamento básico. Participaram da reunião, realizada no Salão Azul do Palácio de Karnak, os chineses Deng Yi e Guan Yiyun,representando investidores da China.
“Estou animado para termos parcerias”, declarou o governador após o encontro, acrescentando que “É uma empresa estatal chinesa que já tem experiência de investimento no Brasil”. Wellington Dias explicou que “Vamos estar com a nossa equipe, agora tratando, tecnicamente, para ver, de acordo com os parâmetros, prazos, encargos, enfim, modalidades, qual aquele que se encaixa na prioridade do Estado”.
“Eles fazem empréstimos diretos ou contratos em modelos como leasing, PPP, enfim, vamos estudar a melhor modalidade”, acrescentou o chefe do executivo estadual. “E podem também financiar o poder público, no sentido de fazer o investimento, tendo a receita como garantia, que é uma modalidade que eu acho bem vantajosa”, completou Dias.

Projetos
Durante a reunião, o governador apresentou aos chineses projetos como a hidrovia do rio Parnaíba, avaliada em R$ 700 milhões.
Essa hidrovia, com 600 quilômetros de extensão, permitiria o escoamento da produção de grãos dos Cerrados até Teresina, de onde seriam enviados aos portos de Itaqui, em São Luís (MA), e Pecém, em Fortaleza (CE). Ainda de acordo com Wellington Dias, a hidrovia do Parnaíba seria financiada, em parte pelos governos federal e estadual, que arcariam com o montante entre R$ 350 milhões e R$ 400 milhões. O restante do financiamento seria assumido pelo grupo chinês.
Outro projeto também preliminarmente apresentado pelo governador foi a expansão do Metrô ou trem de superfície de Teresina, avaliado em R$ 420 milhões, no sentido de modernizar a linha já existente. Para o metrô, existe o planejamento de implantação de cinco linhas, no total – três delas consideradas viáveis economicamente, segundo estudos já feitos sob a responsabilidade do Governo do Estado.
Há ainda um terceiro projeto, relacionado à implantação de moderna ferrovia interligando a capital e o litoral piauiense – trecho de 315 quilômetros de extensão –, para escoar a produção pelo porto de Luís Correia, que, por sua vez, seria outro projeto a ser executado. Ainda segundo o governador, em relação ao porto, é necessário um estudo de viabilidade nesse sentido. Ele se mostrou otimista em relação à execução de alguns desses projetos, considerando o interesse da China no Brasil.
“Todo mundo se lembra, há alguns meses atrás, ainda no ano passado, que o governo chinês – presidente, primeiro-ministro, representantes do Congresso, empresários – esteve no Brasil, e aqui colocou à disposição do Brasil uma capacidade de investimento da ordem de US$ 50 bilhões”, lembrou. O Piauí seria, portanto, beneficiário dessa decisão chinesa, no sentido de fazer parcerias envolvendo projetos em todo o País.
Fonte - Portal do Governo do Piauí  11/04/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"