quinta-feira, 3 de março de 2016

Obra do VLT de Fortaleza será retomada agora em março

Transportes sobre trilhos

O processo de licitação para execução da obra da passagem inferior da avenida Borges de Melo já foi concluído e a expectativa é que o contrato seja assinado já na próxima semana.O trecho era o último que faltava para a retomada total da construção do ramal Parangaba-Mucuripe.

Da redação
foto - ilustração
O Governo do Ceará,através da Seinfra (Secretaria de Infraestrutura),anunciou nesta quarta feira (02) que ira retomar neste mês de março 100% da obra do VLT de Fortaleza.O processo de licitação para execução da obra da passagem inferior da avenida Borges de Melo já foi concluído e a expectativa é que o contrato seja assinado já na próxima semana. O trecho era o último que faltava para a retomada total da construção do ramal Parangaba-Mucuripe, que será operado por Veículo Leve sobre Trilhos,VLT. A passagem inferior corresponde ao trecho 1 da obra, que foi dividida em três. O trecho 3, que compreende o percurso entre as estações Iate e Borges de Melo, foi o primeiro a ser retomado, em julho de 2015. Logo em seguida, foram iniciados os trabalhos no trecho 2, que fica entre as estações Borges de Melo e Parangaba.
Os trabalhos referentes ao trecho 1 também ficarão a cargo do Consórcio VLT Fortaleza - formado pela empresa espanhola AZVI S.A do Brasil e pela brasileira Construtora e Incorporadora Squadro Ltda. Este trecho custará R$ 25.957.15,02 e deve ficar pronto em 12 meses, contados a partir da data de assinatura da ordem de serviço.
O VLT que já está com mais de 50% de avanço nas obras,quando concluído terá 12,7 quilômetros ligando o os bairros Mucuripe e Parangaba.A linha terá 11,3 quilômetros em superfície e 1,4 quilômetros de trechos elevados. O projeto do Governo do Estado visa a remodelação do ramal ferroviário Parangaba-Mucuripe, hoje utilizado para transporte de carga, objetivando a utilização do mesmo para transporte de passageiros.
O Ramal atravessa 22 bairros, área que concentra mais de 500 mil moradores de Fortaleza. A previsão de demanda potencial do novo modal é de 90.000 passageiros por dia. O projeto prevê a construção de três tipologias de estação: a de Parangaba será elevada, possibilitando a total integração à Linha Sul do Metrô de Fortaleza e ao terminal rodoviário do bairro. A estação Papicu também será diferenciada e se integrará à Linha Leste do Metrô e o terminal rodoviário. As oito estações restantes terão a modelagem padronizada.
Com informações da Seinfra Ce. 02/03/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"