quarta-feira, 16 de março de 2016

Linha 4 do metrô do Rio tem 90% das obras concluídas

Transportes sobre trilhos

A linha é um dos compromissos assumidos pelo Brasil com o Comitê Olímpico Internacional para os Jogos de 2016. No fim de fevereiro, o prefeito Eduardo Paes demonstrou preocupação com o atraso das obras e anunciou que estudava plano de contingência para o período das competições em agosto.

Flávia Villela
Repórter da Agência Brasil

foto - ilustração
As obras da Linha 4 do metrô do Rio chegaram a 90% de conclusão, informou hoje (15) a Secretaria Estadual de Transportes. As obras começaram há seis anos e, segundo o governo, a linha, que tem 16 quilômetros de extensão, começa a funcionar a partir de julho deste ano, antes dos Jogos Olímpicos.
“Esta é uma importante etapa da obra, onde estão sendo lançados na Ponte Estaiada os cabos de sinalização, responsáveis por transmitir para o centro de controle operacional do metrô as informações sobre a circulação dos trens no trecho oeste” disse o secretário de Transportes, Rodrigo Vieira. A instalação do sistema de sinalização na Ponte Estaiada da Linha 4 pelo MetrôBarra começou na semana passada, após finalização da colocação dos trilhos na via permanente.
A linha é um dos compromissos assumidos pelo Brasil com o Comitê Olímpico Internacional para os Jogos de 2016. No fim de fevereiro, o prefeito Eduardo Paes demonstrou preocupação com o atraso das obras e anunciou que estudava plano de contingência para o período das competições em agosto. A alternativa seria a utilização do BRT, que seguiria com corredores exclusivos para ônibus até a zona sul.
Em fevereiro, o então secretário Carlos Roberto Osório declarou que os testes com trens seriam feitos a partir de março, entre as estações General Osório e Nossa Senhora da Paz, em Ipanema.
A estimativa do governo é de que cerca de 300 mil pessoas passem diariamente pelas cinco estações da Linha 4: Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, São Conrado e Jardim Oceânico. O novo trajeto do metrô deve tirar das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico.
Com a linha, o tempo estimado da Barra da Tijuca, na zona oeste, a Ipanema, na zona sul, é de 13 minutos e da Barra ao centro, de 34 minutos. Atualmente, uma viagem da Barra à zona sul leva, em média, no horário de pico, uma hora, e até o centro, duas horas.
Fonte -  Agência Brasil  15/03/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"