domingo, 13 de março de 2016

Caras e caros amigas e amigos,por Walter Takemoto

Política

W.Takemoto fala sobre a sua prisão na porta da sua casa,após a participar de uma manifestação em favor do governo em Salvador -  Na hora pensei que era um assalto.Logo em seguida parou uma viatura e o tenente que estava comandando a PM na TV Bahia desceu com uma metralhadora e gritou que eu estava preso.O rapaz a paisana mandou o tenente me jogar na viatura e não deixar eu retirar o carro do meio da rua.

Walter Takemoto
foto - ilustração/Facebook
Fui liberado agora da Central de Flagrantes do Iguatemi.
Para esclarecer os fatos, fui preso quando ia entrar no prédio em que moro, fechado por um carro particular do qual saiu um rapaz sem farda e se colocou diante do meu carro com uma pistola apontada para minha cabeça e mandando que eu descesse.
Na hora pensei que era um assalto.
Logo em seguida parou uma viatura e o tenente que estava comandando a PM na TV Bahia desceu com uma metralhadora e gritou que eu estava preso.
O rapaz a paisana mandou o tenente me jogar na viatura e não deixar eu retirar o carro do meio da rua.
Dentro da viatura ouvi o tenente falando pelo celular que o Serviço de Inteligência do Prefeito já tinha se retirado. Ou seja, quem comandou a ação foi o Prefeito!
Dentro da viatura o tenente dizia que eu sabia porque estava sendo preso e repetia: você me desrespeitou!
O que ele queria dizer é que na manifestação ele tentou prender uma companheira, segurou e torceu o seu braço, e na hora eu peguei a mão dele e arranquei e a companheira saiu de perto.
No depoimento o tenente omitiu a presença do Serviço de Inteligência e afirmou que eu fui preso em frente à TV Bahia e que no meu carro foram apreendidas latas de tinta e outros objetos.
Outra questão é que estavam me esperando na rua em que moro, pois andei parte do caminho a pé e dei carona para um companheiro.
Ao fim e ao cabo, esse episódio é exemplar de como age a PM, que ganha proporções trágicas quando age na periferia da cidade e tem como alvo a juventude negra e pobre de Salvador.
Quero aqui agradecer minhas amigas e amigos, a solidariedade do PT, da CUT que enviaram os advogados, do vereador Hilton do PSOL e as mensagens de apoio.
Isso que aconteceu é nada diante do que estamos enfrentando, mas tem uma grande importância por sentirmos a solidariedade e amizade de todos e todas vocês
Juntos e misturados sempre.
Por Walter Takemoto no FaceBook  13/03/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"