quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Magnata anuncia cápsula que viaja a 1.100 km/h

Tecnologia /TAV

Segundo o projeto inicial do Hyperloop, um trem de alta velocidade,há dois tipos de cápsulas: uma com diâmetro de mais de 2 metros para 28 passageiros e outra que transporta também três veículos. O Hyperloop uniria as cidades de São Francisco e Los Angeles (ou seja, 563 km) em apenas 30 minutos. O sistema é imune a vento, chuva, neblina e gelo, de acordo com Musk. As cápsulas e motores elétricos são a parte mais barata do projeto; o grosso do orçamento é a construção do tubo.

El País - RF
foto - ilustração
O Hyperloop é um trem de alta velocidade formado por cápsulas que flutuam dentro de um túnel sobre um colchão de ar de baixa pressão e que pode alcançar 1.100 quilômetros por hora. Parece ficção científica, mas pode ser uma realidade em 2018. Pelo menos esse é o objetivo do empreendedor e magnata da tecnologia sul-africano Elon Musk, inventor e fundador de empresas como PayPal, Tesla Motors, SpaceX e SolarCity. Musk pediu a licença de obra para levar adiante o projeto desse inovador meio de transporte similar ao trem, que poderá percorrer 400 quilômetros em 35 minutos.
Segundo o projeto inicial, há dois tipos de cápsulas: uma com diâmetro de mais de 2 metros para 28 passageiros e outra que transporta também três veículos. O Hyperloop uniria as cidades de São Francisco e Los Angeles (ou seja, 563 km) em apenas 30 minutos. O sistema é imune a vento, chuva, neblina e gelo, de acordo com Musk. As cápsulas e motores elétricos são a parte mais barata do projeto; o grosso do orçamento é a construção do tubo.
Em setembro de 2012, Musk declarou que deseja construir um meio de transporte acessível a todos, com preços em torno de 20 euros (88 reais). Mas comparou o Hyperloop com um “Concorde terrestre”, referindo-se ao avião supersônico que voou durante 27 anos e cujos preços não eram exatamente populares.

Universitários espanhóis competem pelo desenho
foto - ilustração
O projeto do Hyperloop não está completamente fechado. Falta desenhar algumas partes, o que é feito de forma colaborativa. De fato, há uma equipe formada por 13 universitários espanhóis que competem, entre cerca de 1.000 estudantes de 20 países, no desenvolvimento da cápsula do Hyperloop. Esses estudantes representarão a Espanha na Hyperloop Pod Competition, no Texas. Os 13 candidatos pertencem ao programa GAIA da espanhola Fundação Universidade-Empresa.
Na primeira fase do programa, já concluída, foram apresentados os desenhos preliminares da cápsula; em seguida vem a Design Weekend, que será realizada em 29 e 30 de janeiro com a avaliação dos projetos na Universidade Texas. No total, competem 124 equipes (incluindo 10 europeias), que deverão desenhar e construir “o melhor” protótipo de cápsula para viajar através do tubo.
Fonte - Revista Ferroviária  26/01/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"