quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Grupo investiga a presença de espécies invasoras no litoral de Alagoas

Meio ambiente

A ação faz parte dos estudos que estão sendo realizados por um grupo de trabalho para identificar se há a presença de espécies invasoras na costa alagoana.Os mergulhos serão realizados por dois biólogos do IMA e um técnico da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh).

Ascom/IMA
IMA investiga espécies
A equipe de Gerenciamento Costeiro (Gerco) do Instituto do Meio Ambiente (IMA) realiza, na sexta-feira (29), mergulhos nos bancos recifais da área de espera dos navios que aguardam para atracar no Porto de Maceió. A ação faz parte dos estudos que estão sendo realizados por um grupo de trabalho para identificar se há a presença de espécies invasoras na costa alagoana.
Os mergulhos serão realizados por dois biólogos do IMA e um técnico da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh). A área dista cerca de três quilômetros da praia da Avenida e possui entre 14 e 18 metros de profundidade. Além de observar as condições do local, a equipe deverá fazer registros fotográficos para anexar aos levantamentos.
“Vamos avaliar os recifes nessa área próxima ao Porto de Maceió para verificar se há a presença de espécies invasoras que podem ser trazidas por navios que aportam em outros locais onde há registro desse tipo de incidente”, comentou Ricardo César, coordenador do Gerco.
Segundo Juliano Fritscher, biólogo consultor do IMA, a maior preocupação é com o chamado Coral Sol, que uma vez inserido na costa alagoana poderia colocar em risco as outras espécies existentes no estado, causar sérios danos à biodiversidade marinha e ainda provocar impactos graves, como a destruição de bancos recifais e conseqüente aceleração do avanço do mar.
O trabalho está previsto para ser iniciado às 09h, com mergulhos em dois diferentes pontos. Cada um deles deve durar cerca de 40 minutos, com intervalos de tempo que variam conforme a profundidade encontrada.
Além do IMA e da Semarh, estarão presentes técnicos do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Não estarão presentes nessa sexta-feira (29), mas o grupo de trabalho também é formado pela Capitânia dos Portos, Administração do Porto de Maceió e pela Universidade Federal de Alagoas.
Fonte - Alagoas 24 Horas  28/01/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"