sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Governo de Minas Gerais viabiliza implementação de trem turístico em Poços de Caldas

Turismo Ferroviário

O contrato, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), prevê investimentos de R$ 10 milhões para o fortalecimento do potencial turístico da cidade e atende a uma das demandas da população recebidas durante a realização do Fórum Regional de Governo no município.

Agência Minas Gerais - RF
foto - ilustração
O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, entregou, nessa quarta-feira (27/1), no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, ao prefeito de Poços de Caldas, Eloísio do Carmo Lourenço, convênio para a implantação do Trem Turístico Cultural naquele município do Sul de Minas.
O contrato, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), prevê investimentos de R$ 10 milhões para o fortalecimento do potencial turístico da cidade e atende a uma das demandas da população recebidas durante a realização do Fórum Regional de Governo no município.
“Essa é mais uma demanda que recebemos durante os fóruns regionais que estamos conseguindo atender. Esse projeto irá fortalecer ainda mais o potencial turístico do município e da região, além de gerar empregos e renda”, destaca o secretário de Estado de Governo, Odair Cunha.
A maria-fumaça irá trafegar pela ferrovia que tem importância histórica para o município. Em 1886, o então imperador Dom Pedro II esteve no local para inaugurar a Estação Central no município de Poços de Caldas. O percurso total do trem turístico será de 9,6 quilômetros no trecho que está desativado.
“A nossa proposta é a reativação desse trecho que vai da Estação Mogiana, no centro da cidade, à Estação Bauxita. A implantação da maria-fumaça vai acrescentar ao nosso turismo. Já temos um setor hoteleiro forte. Vamos instalar em Poços de Caldas uma nova opção turística para as pessoas”, afirma o prefeito do município, Eloísio do Carmo Lourenço. O prefeito ainda destacou a importância histórica do local. “É a recuperação de um patrimônio histórico que é muito importante para o município”
O Governo Estadual irá investir, por meio da Codemig, R$ 10 milhões nas obras, que serão acompanhadas pela Secretaria de Estado de Transporte e Obras Públicas (Setop). O município, por sua vez, dará contrapartida de R$ 2 milhões no projeto.
Fonte - Revista Ferroviária  29/01/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"