sábado, 14 de março de 2015

SwissLeaks: lista de correntistas do HSBC revela donos de jornais brasileiros

Notícias

O caso que está sendo chamado de SwissLeaks, em alusão ao WikiLeaks, que publica em sua página na internet dados de governos e organizações que considera de interesse dos cidadãos. A lista do HSBC foi divulgada pelo International Consortium of Investigative Journalism (Consórcio Internacional de Jornalismo Investigativo) e pode indicar fraude fiscal.

Da Agência Brasil 
foto - ilustração/R7.com
Matéria publicada hoje (14) no jornal O Globo informa que na lista dos 8.667 brasileiros que, em 2006 e 2007, tinham contas numeradas no HSBC da Suíça aparecem donos, diretores e herdeiros de veículos de comunicação, além de jornalistas. A Receita Federal está de olho na relação de nomes e já informou que continua trabalhando com o objetivo de aumentar as medidas de cooperação internacional necessárias para obter de autoridades europeias a lista oficial e integral dos contribuintes brasileiros suspeitos de ter contas na subsidiária do banco HSBC na Suíça.
O caso que está sendo chamado de SwissLeaks, em alusão ao WikiLeaks, que publica em sua página na internet dados de governos e organizações que considera de interesse dos cidadãos. A lista do HSBC foi divulgada pelo International Consortium of Investigative Journalism (Consórcio Internacional de Jornalismo Investigativo) e pode indicar fraude fiscal.
A matéria é baseada em levantamento feito pelo próprio jornal, em parceria com o portal UOL, pertencente ao Grupo Folha, com base em documentos oficiais que foram vazados pelo ex-funcionário do banco, Hervé Falciani. A investigação jornalística é comandada pelo ICIJ, sigla em inglês para Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos.
De acordo com o jornal, há ao menos 22 empresários do setor e sete jornalistas brasileiros entre os correntistas do HSBC suíço.
Na lista, divulgada pelo jornal, constam os nomes de proprietários do Grupo Folha. Tiveram conta conjunta naquela instituição os empresários Octavio Frias de Oliveira e Carlos Caldeira Filho já falecidos. Luiz Frias, atual presidente da Folha e do UOL, aparece como beneficiário da mesma conta, criada em 1990, e encerrada em 1998.
Integrantes da família Saad, dona da Rede Bandeirantes, também tinham contas no HSBC na época em que os arquivos foram vazados. Constam entre os correntistas os nomes do fundador da Bandeirantes, João Jorge Saad e da empresária Maria Helena Saad Barros, também falecidos, e de Ricardo Saad e Silvia Saad Jafet, filho e sobrinha de João Jorge.
Outro nome que aparece na lista obtida pelo jornal é de Lily de Carvalho, viúva de dois jornalistas e donos de jornais, Horácio de Carvalho, ex-proprietário do Diário Carioca, e Roberto Marinho, dono das Organizações Globo. Os dois estão mortos. Lily de Carvalho morreu em 2011.
Na lista do jornal consta ainda Luiz Fernando Ferreira Levy (1911-2002), que foi proprietário do extinto jornal Gazeta Mercantil, e integrantes do Grupo Edson Queiroz, dono da TV Verdes Mares e do Diário do Nordeste. Constam na lista do HSBC, Lenise Queiroz Rocha, Yolanda Vidal Queiroz e Paula Frota Queiroz. Edson Queiroz Filho, que morreu em 2008, também surge como beneficiário de uma das contas.
O jornal revela ainda que na lista estão Dorival Masci de Abreu (morto em 2004), que era proprietário das rádios Scalla, Tupi, Kiss, entre outras, e João Lydio Seiler Bettega, dono das rádios Curitiba e Ouro Verde FM, no Paraná.
O levantamento de O Globo e do UOL indica ainda Fernando João Pereira dos Santos, do Grupo João Santos, da TV e da rádio Tribuna (no Espírito Santo e em Pernambuco) e Anna Bentes, que foi casada com Adolpho Bloch (1908-1995), fundador do antigo Grupo Manchete.
O apresentador Ratinho (Carlos Roberto Massa), dono da Rede Massa (afiliada ao SBT no Paraná), foi outro que teve conta no HSBC da Suíça. A lista inclui ainda Aloysio de Andrade Faria, do Grupo Alfa (Rede Transamérica) e sete jornalistas: Arnaldo Bloch (O Globo), José Roberto Guzzo (Editora Abril), Mona Dorf (apresentadora da rádio Jovem Pan), Arnaldo Dines, Alexandre Dines, Debora Dines e Liana Dines. Finaliza a lista divulgada pelo O Globo, o radialista Fernando Luiz Vieira de Mello (1929-2001), ex-rádio Jovem Pan. Alberto Dines, pai de quatro dos jornalistas citados, informou que três dos seus filhos moram há anos no exterior e não são obrigados a declarar ao Fisco brasileiro.
Procurados, os empresários de mídia e jornalistas que aparecem na lista do HSBC negaram a existência das contas numeradas na Suíça ou qualquer irregularidade. O Grupo Folha e a família de Octavio Frias de Oliveira informaram “não ter registro da referida conta bancária e manifestam sua convicção de que, se ela existiu, era regular e conforme à lei”. O Grupo Bandeirantes, de João Jorge Saad, informou, por meio de sua assessoria, que “não vai comentar o assunto”.
Sobre a conta de Lily de Carvalho, viúva dos jornalistas Horácio de Carvalho e Roberto Marinho, o Grupo Globo não comenta. Pelo Grupo Edson Queiroz, da TV Verdes Mares, Lenise Queiroz Rocha afirmou desconhecer a existência da conta. Luiz Fernando Ferreira Levy, ex-presidente da Gazeta Mercantil, disse que não tinha conta.
A família de Dorival Masci de Abreu, que era proprietário da rede CBS de rádios, disse, por meio de assessoria, que não se manifestará.
Julieta, mulher de João Lydio Seiler Bettega, da Curitiba e Ouro Verde FMs, afirmou que o casal nunca teve conta na Suíça e que é correntista do banco em Curitiba. Fernando João Pereira dos Santos, do Grupo João Santos, foi procurado por e-mail enviado para sua diretoria dele, mas não respondeu.
Anna Bentes, mulher de Adolpho Bloch, não foi encontrada. O Grupo Massa, de Ratinho, afirmou que todos os bens e valores de Carlos Roberto Massa e Solange Martinez Massa foram devidamente declarados. O Grupo Alfa, de Aloysio de Andrade Faria, afirmou que não tinha “nada a declarar”.
O jornalista Arnaldo Bloch afirmou que nunca teve conta no HSBC, no Brasil ou no exterior. Já o jornalista José Roberto Guzzo disse que “nunca teve conta no HSBC da Suíça em qualquer outra época”. Mona Dorf, da Jovem Pan, foi procurada, por meio de sua assessoria, mas não respondeu.
O jornalista Fernando Vieira de Mello afirmou que nem ele nem o pai foram titulares de conta no HSBC suíço.
Fonte - Agência Brasil  14/03/2015

Torneio internacional de robótica entre jovens chega à final amanhã em Brasília

Ciência & Tecnologia

A competição é promovida pelo grupo dinamarquês Lego e pela organização norte-americana For Inspiration and Recognition of Science and Technology (First), em mais de 80 países, e envolve mais de 200 mil jovens por ano. No Brasil, este é o décimo primeiro ano do campeonato, que ocorre há 17 anos no mundo. O Serviço Social da Indústria (SESI) está à frente do evento no país.

Daniel Lima
Repórter da Agência Brasil 
foto - Ag.Brasil
A final do Torneio de Robótica First Lego League será realizada amanhã (15), em Brasília, e a expectativa é que a competição atinja níveis internacionais, pois os vencedores terão a chance participar de torneios no exterior, sendo o principal deles o World Festival, em Saint Louis, nos Estados Unidos, com as melhores equipes do mundo, além das etapas na Austrália e na África do Sul.
Um dos objetivos do encontro é discutir a aprendizagem do futuro e fazer com que a busca pelo conhecimento seja mais instigante e criativa. As equipes são formadas por jovens, com idades entre 9 e 16 anos, que trouxeram para o Centro de Convenções Ulysses Guimarães, além dos robôs, projetos interessantes, como ajudar surdos a ouvir música ou facilitar o ensino de matemática para crianças pequenas.
Adriano Machado, um dos juízes da competição, acredita que assistir à final pode ser um grande programa para a população de Brasília neste domingo. Empresário da área de engenharia mecatrônica, ele destaca que o evento é fundamental para fomentar a importância das carreias na área de ciências e tecnologia. Dez seletivas foram feitas no Brasil, com 3,5 mil estudantes de 9 a 16 anos, e as 60 melhores equipes vieram para Brasília
“Hoje, não só no Brasil, mas no mundo, vivemos a falta de cientistas. Então, essa é uma maneira lúdica de chamá-los e mostrar que, por trás de todos aqueles cálculos complexos que se vê durante todo o ensino médio e nos primeiros anos dos cursos de engenharia, existe muita coisa interessante”, disse. Ele avisa que a final, amanhã, mostrará um desempenho das equipes acima das expectativas. Já nas seletivas, informou, o nível foi muito alto: “As equipes que se classificarem estão em nível internacional, realmente. E apesar da competição, o clima é de parceria”.
foto - Ag.Brasil
A competição é promovida pelo grupo dinamarquês Lego e pela organização norte-americana For Inspiration and Recognition of Science and Technology (First), em mais de 80 países, e envolve mais de 200 mil jovens por ano. No Brasil, este é o décimo primeiro ano do campeonato, que ocorre há 17 anos no mundo. O Serviço Social da Indústria (SESI) está à frente do evento no país.
A professora Ana Paula Suzuki, de Catalão (GO), acredita que, além dos valores essenciais, que ressaltam nos estudantes o trabalho em equipe, é importante a cooperação entre eles, que aprendem também a ouvir. ”Acho que foi uma das principais características na vida deles. Acho que deveriam fazer competições como essas para outras faixas etárias e não só entre 9 e 15 anos. Conseguimos ver que ideias simples foram transformadas em modos interessantes de ensinar, por exemplo”, comentou.
A estudante Bruna Shultz, de 14 anos, vinda de Itapetininga (SP), estava radiante. “É gostoso estar aqui. É uma experiência muito nova. Nosso projeto tem a ver com a melhoria do aprendizado da política utilizando a tecnologia. Todos vão gostar”, disse, entre gritos e pulos comuns no ambiente da competição. Já Giovana Correa, de Goiânia, 13 anos, defendia a performance do robô de sua equipe: “Achei o encontro muito bom e diferente do nosso dia a dia. Isso deverá ter influência na nossa profissão no futuro. Penso em fazer engenharia civil”.
Com dois filhos pequenos, um no colo, a servidora pública Luana Salgado Quilici, pensa que a evento é importante para despertar a curiosidade científica nas crianças, trazer para realidade deles os estudos acadêmicos e despertar desde cedo o cientista que há dentro de cada um de nós.
Fonte - Agência Brasil  14/03/2015

Marcha do MST na Bahia percorreu 90 quilômetros em defesa da reforma agrária

Notícias

De acordo com a coordenação do MST na Bahia, os manifestantes chegaram hoje (14) ao município de Simões Filho, depois de passarem pelas cidades de Amélia Rodrigues e Candeias. A previsão é que eles percorram os 31 quilômetros restantes e cheguem à capital baiana na próxima segunda-feira (16).

Ivan Richard
Repórter da Agência Brasil 
foto - ilustração
Em caminhada desde a última segunda-feira (9), um grupo de 6 mil integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) da Bahia já percorreu cerca de 90 quilômetros em marcha iniciada em Feira de Santana com destino a Salvador. O ato dos camponeses quer chamar a atenção do Poder Público para a violência no campo, o avanço do agronegócio na região e a necessidade de reforma agrária.
De acordo com a coordenação do MST na Bahia, os manifestantes chegaram hoje (14) ao município de Simões Filho, depois de passarem pelas cidades de Amélia Rodrigues e Candeias. A previsão é que eles percorram os 31 quilômetros restantes e cheguem à capital baiana na próxima segunda-feira (16).
A marcha faz parte das ações relacionada à Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária, iniciada na semana passada. Segundo o MST na Bahia e a articulação dos movimentos sociais de Feira de Santana, a caminhada também tem como objetivo denunciar a falta de atenção das autoridades municipais com a estruturação do Centro de Referência e da Casa Abrigo de Feira de Santana, a redução do orçamento referente à agricultura familiar e reivindica a construção de creches pelo Programa Brasil Carinhoso.
Fonte - Agência Brasil  14/03/2015

Alstom fará manutenção de trens para Trensurb

Transportes sobre trilhos

Os trens Metropolis fazem parte do consórcio FrotaPoa, encomendados à Alstom em 2012. Eles circulam na linha 1 desde 2014. Essa manutenção irá permitir a melhoraria da confiabilidade, segurança e disponibilidade operacional do sistema.

Alstom Brasil
foto - ilustração
A Alstom assinou um contrato com a Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre (Trensurb) para fazer a manutenção preventiva de 15 trens de metrô. O contrato, no valor de cerca de €2 milhões, abrange cinco anos de manutenção, a partir de março de 2015.
Os trens Metropolis fazem parte do consórcio FrotaPoa, encomendados à Alstom em 2012. Eles circulam na linha 1 desde 2014. Essa manutenção irá permitir a melhoraria da confiabilidade, segurança e disponibilidade operacional do sistema.
Neste novo contrato, uma equipe de técnicos e engenheiros da Alstom ficará situada na oficina da Trensurb. As atividades de manutenção preventiva, que consistem no controle da qualidade e segurança dos trens, serão realizadas diariamente. Os trabalhos seguirão um plano de manutenção desenvolvido pela Alstom com uma definição de frequência para cada uma das intervenções (como a realização de uma revisão a cada 10,000 km, 50,000 km, etc.), bem como todas as atividades a serem realizadas, como a substituição do óleo, filtro, etc.
"Com esse novo projeto de manutenção, a Alstom reafirma a sua posição de liderança em serviços ferroviários e seu compromisso em melhor atender seus clientes em longo prazo", afirma Michel Boccaccio, Vice-Presidente Sênior da Alstom Transporte no Brasil e na América Latina.
Os trens Metropolis da Alstom foram fabricados na unidade da Lapa, na cidade de São Paulo. Em aço inoxidável, eles contam com quatro grandes portas automáticas, por carro, e corredores largos que asseguram maior fluidez e acessibilidade aos passageiros, especialmente àqueles com mobilidade reduzida.
A Alstom possui mais de 20 anos de experiência e é líder de manutenção no mercado. Mais de 200 clientes confiam hoje na empresa para a entrega de serviços de qualidade de forma eficiente. 20% dos trens mantidos pela Alstom foram construídos por outros fabricantes. Os Serviços de Apoio da Alstom para seus clientes incluem a formação profissional, documentação, obsolescência, gerenciamento, design e suporte de competências.
Fonte - ABIFER  13/03/2014

Obras do metrô modificam o tráfego na Av. ACM sentido Bonocô

Mobilidade

Mudança vai durar 60 dias, informa a CCR Metrô, concessionária que administra o metrô de Salvador.

A Tarde
Da Redação
Divulgação | CCR Metrô
A partir da manhã deste sábado, 14, o tráfego da alça de saída da Avenida ACM sentido Av. Mario Leal Ferreira (Bonocô) será desviado para nova pista construída ao lado, com capacidade compatível à via original, informa a CCR Metrô, concessionária que administra o metrô de Salvador.
A alça ficará interditada por 60 dias para a construção de um trecho da Linha 2 do metrô. Depois de concluídas as obras, o tráfego será liberado novamente para a via original.
Fonte - A Tarde  13/03/2015

sexta-feira, 13 de março de 2015

MPF diz que está investigando juiz afastado do caso Eike Batista

Política

De acordo com o MPF, a Corregedoria Regional do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) também investigou irregularidades do juiz na condução de processos de apreensão de bens e valores no caso do empresário Eike Batista e de outros processos cautelares conduzidos pelo magistrado.

Akemi Nitahara 
Repórter da Agência Brasil 
foto - ilustração
O juiz federal Flávio Roberto de Souza, titular da 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, que atuava no caso de Eike Batista, está sendo investigado pelos crimes de peculato, subtração de autos, fraude processual e lavagem de dinheiro, informou, em nota, o Ministério Público Federal no Rio (MPF/RJ). O órgão diz ainda que o juiz confessou ter desviado 108 mil euros e US$ 150 mil dos cofres da 3ª Vara, que estavam sob guarda judicial.
De acordo com o MPF, a Corregedoria Regional do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) também investigou irregularidades do juiz na condução de processos de apreensão de bens e valores no caso do empresário Eike Batista e de outros processos cautelares conduzidos pelo magistrado.
Na nota, o MPF informa que pediu à Justiça, e foi atendido, os afastamentos de sigilos fiscal e bancário, além de buscas e apreensões para reaver as quantias, que estavam à disposição da Justiça em razão de processo criminal por tráfico internacional de drogas. Diz, também, que o juiz extraviou autos de medida cautelar e proferiu decisões virtuais e verbais que possibilitaram o desvio de R$ 290 mil que estavam depositados na Caixa Econômica Federal.
De acordo com o órgão, a Justiça concedeu mandado de busca e apreensão do dinheiro supostamente desviado pelo magistrado e que, em buscas, a Polícia Federal recolheu documentos e computadores, mas a quantia não foi localizada.
Segundo o Ministério Público, como Flávio Roberto de Souza não havia pernoitado em endereço conhecido das autoridades e não informou outro endereço, caracterizando risco de fuga, foi então pedida a prisão preventiva do juiz. O pedido do MP, no entanto, foi negado pelo TRF2.
Fonte - Agência Brasil  13/03/2015

Procurador-geral da Suíça vem ao país para tratar de cartel de trens e Petrobras

Política

A missão dos suíços entre os dias 15 e 17 de março será liderado pelo procurador-geral da Confederação, Michael Lauber.No caso da Alstom, a intenção do Brasil é a de acelerar o acesso aos documentos existentes na Suíça sobre as suspeitas no País.O encontro em Brasília ocorre dias depois que o MP conseguiu repatriar R$ 182 milhões em nome de Pedro Barusco, ex-gerente da Petrobras

AE
foto - ilustração
A cúpula do Ministério Público da Suíça desembarca no Brasil no início da semana que vem para debater uma maior cooperação nas investigações relacionadas à Alstom e à suspeita cartel dos trens de São Paulo, além de um aprofundamento da cooperação no caso da Petrobras. A missão dos suíços entre os dias 15 e 17 de março será liderado pelo procurador-geral da Confederação, Michael Lauber.
O encontro em Brasília ocorre dias depois que o MP conseguiu repatriar R$ 182 milhões em nome de Pedro Barusco, ex-gerente da Petrobras. O tempo relativamente curto entre o início da operação e a obtenção do dinheiro, porém, ocorreu graças ao fato de que não houve oposição à repatriação.
Mas o MP brasileiro quer acelerar acima de tudo o envio dos extratos e detalhes das contas de cada um dos envolvidos no esquema relacionado com ex-funcionários da Petrobras.
Em nota ao jornal O Estado de S. Paulo, o MP suíço confirmou que abriu uma "investigação penal" em relação às suspeitas relacionadas com os ex-funcionários da Petrobras. Além do dinheiro de Barusco, cerca de US$ 23 milhões em nome do ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa, também estão bloqueados.

Setor metroferroviário
No caso da Alstom, a intenção do Brasil é a de acelerar o acesso aos documentos existentes na Suíça sobre as suspeitas no País. Desde o ano passado, negocia-se a transferência ao Brasil de todos os processos de investigações criminais que existem contra a Alstom,o que significa que a Justiça brasileira receberá os detalhes de todas as contas do envolvidos e que hoje estão bloqueadas.
No final de 2014, a Polícia Federal indiciou 33 pessoas suspeitas de envolvimento no cartel do setor metroferroviário que operou em São Paulo entre 1998 e 2008, nos governos de Márcio Covas, José Serra e Geraldo Alckmin, todos do PSDB. Entre os indiciados está o ex-presidente da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) Mário Bandeira.
Caso sejam dadas ao Brasil, as informações permitirão que o Ministério Público brasileiro e promotores paulistas possam aprofundar as investigações contra João Roberto Zaniboni, ex-diretor da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), contra o lobista Arthur Teixeira e o também ex-diretor da CPTM, Ademir Venâncio de Araújo, que detém cinco contas na Suíça com um montante bloqueado de US$ 1,2 milhão.
Os três são considerados peças fundamentais para entender de que forma as multinacionais Alstom e Siemens operavam para garantir contratos. Outro foco do processo é o ex-juiz do Tribunal de Contas, Robson Marinho.
Na Suíça, eles estavam sendo investigados por lavagem de dinheiro e todas suas contas haviam sido bloqueadas.
A possibilidade levantada por Berna de transferir os casos ao Brasil ocorreu depois de avaliar que teriam sérias limitações no caso. Mesmo que os condenassem, os suíços não conseguiriam que o Brasil os extraditasse. Pela Constituição, a Justiça não autorizaria a extradição de um nacional.
Agora, com a eventual transferência, todos os extratos bancários e todas as informações seriam também entregues.
No caso das contas do ex-prefeito Paulo Maluf no exterior, o STF chegou a pedir a Luxemburgo, França e Jersey que os processos fossem transferidos ao Brasil. Mas isso não acabou ocorrendo.
Num esforço de demonstrar que existe uma cooperação, um dia antes de uma reunião de Berna no final de 2014 entre Brasil e Suíça, a Polícia Federal fez busca na residência e no escritório de Zaniboni, no que foi uma operação executada justamente a pedido do Ministério Público da Suíça ainda em 2011 e jamais realizada. Berna abriu investigação sobre a origem os mais de US$ 826 mil que Zaniboni manteve depositado em Zurique. O ex-diretor garante que o dinheiro foi resultado de uma consultoria que prestou.
Fonte - Diário de Pernambuco  13/03/2015

MEC garante que todas as renovações de contratos do Fies estão asseguradas

Educação

"Todos têm assegurado o aditamento de seus contratos", destaca a nota. A pasta esclarece que, a qualquer momento em que for feito o aditamento, ele vale desde o início do semestre. A lentidão no sistema, enfrentada por alunos, está sendo corrigida, acrescenta o MEC.
O MEC informa ainda que, além das renovações, há vagas para novos contratos, mas não menciona quantas.

Mariana Tokarnia
Repórter da Agência Brasil 

Brasília - O Ministério da Educação (MEC) divulgou, na tarde de hoje (12) nota para tranquilizar os estudantes que ainda não conseguiram renovar o contrato do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Segundo a pasta, todos os que firmaram contratos até 2014 têm assegurado o aditamento. Ao todo, foram renovados mais de 830 mil contratos de um total de 1,9 milhão. O sistema ficará aberto até o dia 30 de abril.
"Todos têm assegurado o aditamento de seus contratos", destaca a nota. A pasta esclarece que, a qualquer momento em que for feito o aditamento, ele vale desde o início do semestre. A lentidão no sistema, enfrentada por alunos, está sendo corrigida, acrescenta o MEC.
O MEC informa ainda que, além das renovações, há vagas para novos contratos, mas não menciona quantas.
Em nota anterior, a pasta ressalta que usa critérios de qualidade, distribuição regional e disponibilidade de recursos para liberar os financiamentos, e que os cursos com nota 5 (avaliação máxima) serão todos oferecidos. Nos que têm notas 3 e 4, são considerados aspectos regionais como, por exemplo, localidades que historicamente receberam menos financiamentos.
O Fies oferece cobertura da mensalidade de cursos em instituições privadas de ensino superior a juros de 3,4% ao ano. O estudante começa a quitar após 18 meses da conclusão do curso. Desde 2010, o Fies acumula 1,9 milhão de contratos e abrange mais de 1,6 mil instituições.
Fonte - Agência Brasil  13/03/2015

Trabalhadores realizam ato em defesa da Petrobras

Política

Funcionários e representantes de sindicatos se concentram em frente à sede da empresa. A manifestação pacífica conta com a participação de integrantes dos sindicatos dos Trabalhadores em Educação da Bahia (APLB) e dos Trabalhadores na Indústria da Construção e da Madeira (Sintracom-BA) e do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), além de representantes dos rodoviários, frentistas e outras categorias profissionais

A Tarde
Da Redação
Com informações de Paula Pitta
Raul Spinassé | Ag. A TARDE
Centenas de trabalhadores da Petrobras e representantes de centrais sindicais se concentram na manhã desta sexta-feira, 13, em frente à sede da empresa, no Itaigara, em um ato nacional de defesa da estatal.
A manifestação pacífica conta com a participação de integrantes dos sindicatos dos Trabalhadores em Educação da Bahia (APLB) e dos Trabalhadores na Indústria da Construção e da Madeira (Sintracom-BA) e do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), além de representantes dos rodoviários, frentistas e outras categorias profissionais.
Paulo César Martins, dirigente do Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro-BA) e da Federação Única dos Petroleiros (FUP), afirma que a manifestação é em apoio à Petrobras e à punição dos corruptos envolvidos na Operação Lava Jato.
Ainda segundo Martins, o ato é contra o sentimento de golpismo que se instaurou para pedir o impeachment da presidente Dilma Rousseff. "É preciso que se respeite a democracia e que se prenda os corruptos", disse o dirigente da Sindipetro.
Para Martins, a Petrobras e as empresas envolvidas não devem ser prejudicadas. Ele acredita que os corruptos devem ser punidos, mas as atividades das empresas não. "Muitas obras estão paradas do País. E isso prejudica toda a população", disse.
O ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, que chegou por volta das 8 horas na sede da empresa, reafirmou as declarações que deu na tarde desta quinta, 12, em depoimento à CPI que investiga irregularidades da estatal na Câmara dos Deputados, em Brasília. Ele nega que exista um esquema de corrupção dentro da Petrobras e afirma que há, individualmente, casos de pessoas envolvidas na corrupção.
Bem recebido pelos manifestantes, Gabrielli ainda elogiou a Operação Lava Jato e afirmou que é necessário punir os envolvidos. O ex-presidente da estatal ainda declarou que ficou surpreso com dados de corrupção dentro da empresa.

Combate à corrupção
Além destes, também estão presentes deputados estaduais e federais, entre eles Rolemberg Pinto, Alice Portugal, Jorge Solla, Daniel Almeida, Valmir Assunção e Davidson Magalhães.
"Este ato é uma grande luta em defesa da Petrobras e combate à corrupção. Este governo deu qualidade de vida à população e atuou a favor dos direitos da classe trabalhadora. Uma reforma política é necessária para acabar com os financiamentos de campanha por empresas privadas e, consequentemente, com o poder econômico de diversos políticos que estão no Congresso", disse Solla, que clamou o povo para ir á rua em "uma grande onda vermelha de combate à corrupção".
Já a deputada Alice Portugal, as manifestações devem voltar às suas origens, na luta do povo e dos trabalhadores. "Esta tentativa de golpe contra a democraicia é um devaneio que deve ser combatido, por isso temos de reagir. Quem viveu a ditadura sabe que isso não é bom. Entretanto, os manifestantes devem ter altivez e independência para cobrar as pautas do governo", afirmou ela.

Reivindicações
A diretora da APLB, Marilene Betros, ressalta que este não é um movimento político a favor da presidente Dilma Rousseff, mas sim pela democracia. "A Petrobras é um bem do Brasil, e não pode ser privatizada nem destruída. Somos a favor das investigações contra a corrupção, mas que isto não reflita no funcionamento da empresa. A APLB apoia este ato porque os royalties do pré-sal foram destinados à Educação e isto poderia prejudicar os investimentos nesta área", explica.
Outros participantes ratificaram que o propósito do movimento é defender a estatal, e não o governo. Alguns deles, inclusive, aproveitaram o momento para criticar as recentes mudanças relacionadas aos direitos trabalhistas e ajustes fiscais.
Trabalhadores protestam em frente a sede da Petrobras
(Foto: Paula Pitta | Ag. A TARDE)
Os primeiros trabalhadores chegaram ao local por volta de 6 horas. O ato faz parte de um movimento nacional convocado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e pelo Sindicato dos Petroleiros (Sindipetro), e ocorre também nos estados do Ceará, Minas Gerais, Pernambuco e Rio de Janeiro.


Viaturas da Polícia Militar (PM-BA) estão no local para organizar o fluxo de pessoas e veículos. O trânsito segue congestionado na via transversal, mas flui normalmente na avenida principal.
Fonte - A Tarde  13/03/2015

Câmara aprova regulamentação dos direitos dos empregados domésticos

Política

Os direitos e deveres dos domésticos foram estabelecidos pela Emenda Constitucional 72, aprovada e promulgada pelo Congresso Nacional. Entre os direitos estão, por exemplo, o seguro-desemprego, indenização por demissão sem justa causa, conta no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, pagamento de horas extras, adicional noturno, seguro contra acidente de trabalho e jornada diária de 8 horas.

Iolando Lourenço
Repórter da Agência Brasil 
Ag.Brasil
Brasília - A Câmara dos Deputados aprovou, há pouco, o projeto de lei complementar que regulamenta os direitos e deveres do empregado doméstico. Foram 319 votos a favor e 2 contra. Um acordo entre líderes partidários e o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), adiou para a próxima semana a votação das emendas e dos destaques que visam a modificar o texto aprovado.
Antes da votação do projeto, os deputados aprovaram, por 190 votos a 174, um requerimento de preferência para votar uma emenda substitutiva apresentada pela deputada Benedita da Silva (PT-RJ) antes do texto aprovado pela comissão que analisou o projeto original do senador Romero Jucá (PMDB-RR). O texto de Jucá foi apresentado em 2013 e aprovado pelo Senado.
Com a aprovação do requerimento, foi colocada em votação, e aprovada, a emenda substitutiva da deputada Benedita, que incorporou sugestões dos domésticos e do governo. A emenda mantém em 12% a contribuição previdenciária do empregador, que tinha sido reduzida para 8% no texto aprovado pelo Senado.
Os direitos e deveres dos domésticos foram estabelecidos pela Emenda Constitucional 72, aprovada e promulgada pelo Congresso Nacional. Entre os direitos estão, por exemplo, o seguro-desemprego, indenização por demissão sem justa causa, conta no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, pagamento de horas extras, adicional noturno, seguro contra acidente de trabalho e jornada diária de 8 horas.
A maioria dos deputados elogiou a aprovação da emenda de Benedita da Silva em substituição ao texto do Senado. No entanto, a proposta aprovada poderá sofrer alguma alteração na votação das emendas e destaques. Alguns deputados disseram que não adianta ter lei boa e não ter emprego e que é preciso ter os dois.
Depois de votada as emendas e os destaques, o projeto aprovado retorna ao Senado para nova apreciação, já que o texto dos senadores foi modificado na Câmara. Depois de aprovado pelo Senado, o projeto será encaminhado à sanção presidencial.
Fonte - Agência Brasil  13/03/2015

Comércio varejista cresce 0,8% em janeiro

Economia

Cinco dos oito setores analisados registraram crescimento no volume de vendas nesse tipo de comparação, com destaque para equipamentos e materiais para escritório, informática e manutenção, com alta de 12,3%. Outros setores que tiveram crescimento foram móveis e eletrodomésticos (2,4%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (1,4%), tecidos, vestuário e calçados (1,3%) e super e hipermercados (0,3%).

Vitor Abdala
Repórter da Agência Brasil 
foto - ilustração
O volume de vendas do comércio varejista cresceu 0,8% na passagem de dezembro de 2014 para janeiro deste ano, depois de uma queda de 2,6% na passagem de novembro para dezembro. No mesmo período, a receita nominal teve aumento de 1,3%, segundo dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) divulgados hoje (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Cinco dos oito setores analisados registraram crescimento no volume de vendas nesse tipo de comparação, com destaque para equipamentos e materiais para escritório, informática e manutenção, com alta de 12,3%. Outros setores que tiveram crescimento foram móveis e eletrodomésticos (2,4%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (1,4%), tecidos, vestuário e calçados (1,3%) e super e hipermercados (0,3%).
O grupo combustíveis e lubrificantes manteve o volume de vendas. Dois setores tiveram queda: outros artigos de uso pessoal e doméstico (-0,7%) e livros, jornais, revistas e papelaria (-0,6%).
No varejo ampliado, que analisa também os segmentos de veículos e materiais de construção, o crescimento do volume de vendas foi 0,6%. O setor de veículos, motos e peças teve queda de 0,5%, enquanto o de materiais de construção recuou 0,1%.
Na comparação de janeiro deste ano com o mesmo período do ano passado, o comércio varejista cresceu 0,6%. No acumulado de 12 meses, o crescimento é 1,8%.
Fonte - Agência  Brasil  13/03/2015

quinta-feira, 12 de março de 2015

BRT de Salvador...uma VERDADE ou uma VAIDADE

Mobilidade

Entre muitos fatores negativos de uma escolha equivocada por um sistema imediatista e de curta duração, estão o aumento dos custos para uma solução adiada dos problemas atuais e futuros,o sacrifício a que se expõe a população que na sua maioria depende do péssimo sistema de transporte público existente e o aumento considerável da utilização do transporte individual agravando a cada dia mais os problemas urbanos gerados pelo excesso de veículos em circulação nos centros urbanos.

A.Luis
foto - ilustração/pms
Enquanto prevalecer esse conceito imediatista,do mais barato e mais "fácil",festejado pelo oligopólio dos pneus (essa é uma realidade que não pode ser escondida),pela incompetência e oportunismo dos nossos administradores públicos,as verdadeiras soluções com “PROJETOS E PLANEJAMENTO COM ALCANCE PARA MÉDIO E LONGO PRAZO”,para a MOBILIDADE URBANA serão sempre adiadas e empurradas para frente com consequências graves e nefastas para o futuro das cidades brasileiras.Entre muitos fatores negativos de uma escolha equivocada por um sistema imediatista e de curta duração,estão o aumento dos custos para as soluções adiadas de problemas atuais e futuros,o sacrifício a que se expõe a população que na sua maioria depende do péssimo sistema de transporte público existente e o aumento considerável da utilização do transporte individual agravando a cada dia mais os problemas urbanos gerados pelo excesso de veículos em circulação nos centros urbanos.Fica cansativo,repetitivo e desgastante tocar a mesma tecla diariamente contra o imediatismo e as soluções paliativas sempre mais fáceis aos olhares vesgos dos nossos administradores mais preocupados com as suas vaidades pessoais,interessados em poder realizar obras mais rápidas, onde possam dentro do seu período de governo cortar as suas fitas inaugurais com festas,muitos "aplausos",e que se dane o futuro das cidades o interesse público e o cidadão.Repito aqui mais um absurdo prestes a ocorrer em Salvador com a implantação de um sistema de BRT com 8,5km de extensão com 9 estações,muitas delas em elevados, a um custo total estimado de R$ 1(um) bi, e R$ 117 mi por/km construído sem o material rodante (o mais caro do Brasil),chegando a ultrapassar o custo estimado para a implantação de um sistema de VLT, que em média custa em torno de R$70 mi.por/km construído,incluído o material rodante e toda infraestrutura operacional.Além dos incalculáveis prejuízos ao meio ambiente,como a impermeabilização do solo,aumento da temperatura ambiente no local,pois o projeto ira tratorar um dos poucos canteiros centrais ainda existentes,um dos mais arborizado e mais verde da cidade (Av.Juraci Magallhães Jr.),além de enclausurar mais um rio urbano,o Camarajipe,o maior de Salvador com 14 Km de extensão que corre no local.Tudo isso com um único objetivo,cortejar o oligopólio do transporte sobre pneus e uma possivel tentativa de fazer uma sobreposição a linha 02 do metrô (concorrência,como se isso fosse possível),quando com algumas modificações no projeto, ampliando e incluindo uma modificação na sua rota (1ª-Lapa/Itaigara/Pituba e 2ª- Iguatemi/Itaigara/Pituba),com a implantação de um sistema BRS (com ônibus com piso baixo,cambio automático e ar condicionado,de preferência eletro/diesel) em faixas exclusivas (já existentes) fiscalizadas eletronicamente,restringindo assim o espaço para o transporte individual,tornariam a implantação do projeto e operação do sistema bem mais barato,mais eficiente,menos agressivo ao meio ambiente,e provavelmente com uma redução de até 80% nos custos de implantação,incluindo o material rodante.O preço da incoerência e da “vaidade” será pago pelo povo caso essa aberração,com financiamento público,se concretize.
Pregopontocom 12/03/2015

VISITE A NOSSA PAGINA - MOBILIDADE URBANA Soluções viáveis em Salvador

Movimento de usuários na linha Salvador-Itaparica cresce 107%

Travessia Marítima

A travessia é realizada por um catamarã, que está em operação desde janeiro e tem capacidade para transportar 160 pessoas. A partir dessa nova rota, a Ilha de Itaparica passa a ser atendida por três sistemas de transporte público. Os passageiros além do catamarã,têm a opção de ir de Ferry-Boat até Bom Despacho ou de lancha até Mar Grande

Secom
foto - Secom Ba
Salvador - Com uma vista deslumbrante para a Baía de Todos-os-Santos, a nova linha marítima Salvador – Itaparica oferece rapidez e comodidade ao baiano. Oficializada pelo governo, o transporte opera desde janeiro deste ano. A travessia é realizada inicialmente por um catamarã, que tem capacidade para transportar 160 pessoas.
O fluxo entre a cidade de João Ubaldo Ribeiro e a capital baiana apresentou crescimento notável, neste último mês, quando foram transportados 5.689 usuários. Se comparado ao primeiro mês de operação, é identificado aumento representativo na movimentação de passageiros de aproximadamente 107%.

Três sistemas
A partir dessa nova rota, a Ilha de Itaparica passa a ser atendida por três sistemas de transporte público. Os passageiros têm a opção de ir de Ferry-Boat até Bom Despacho ou de lancha até Mar Grande, para só depois se deslocarem de ônibus ou carro até Itaparica. Com a nova linha, o tempo estimado de viagem é entre 50 e 60 minutos. A partir desta opção, o usuário economiza 30 minutos aproximadamente.
Conforme o secretário de Infraestrutura do Estado, Marcus Cavalcanti, a nova rota marítima favorece a economia da região além de proporcionar comodidade aos usuários. “O novo trajeto incentiva o turismo e comércio local, além de proporcionar conforto para o veranista e morador ao atracarem direto na cidade”, conclui o gestor.
Para o estudante Álvaro Fialho, 25, o trajeto direto para ilha assemelha-se ao de um usuário de lancha particular. “Tenho a mesma comodidade de quem possui uma lancha. Saio direto de Salvador para Itaparica e desembarco no mesmo local onde são atracadas as embarcações particulares. A diferença é que utilizo um serviço público”, afirma Álvaro.

Serviço
O catamarã opera de domingo a domingo em três turnos, com saídas do Terminal Turístico Náutico da Bahia, no bairro do Comércio, em Salvador, às 7h30, 15h30 e 18h30. Já os embarques em Itaparica ocorrem às 6h15, 12h15 e 17h15. A tarifa varia entre R$ 8 e R$ 10.
Fonte - Secom Ba   12/03/2015

Qual a prioridade para a expansão do metrô do Rio?

Transportes sobre trilhos

O futuro do sistema de metrô do Rio de Janeiro pode também ser comprometido caso a Linha 3, que atenderia São Gonçalo e Niterói, seja transformada em projeto de BRT, como já ocorreu com outros projetos que substituiu, por exemplo, os trilhos pela Transcarioca, sistema de corredores exclusivo de ônibus que liga a Barra da Tijuca ao Galeão.

Joanatha Moreira
Estação Cardeal Arco Verde do Metrô Rio
 Foto: Alexandre Macieira
É consenso entre foristas e blogueiros que a conclusão da Linha 2 do Metrô do Rio – Estação Estácio até a Praça XV – é a prioridade máxima quando se fala em expansão do sistema metroviário do Rio. O trecho teria uma demanda reprimida de 300 mil passageiros/dia. As críticas também recaem sobre a obra que conectou a Linha 2 à Linha 1, com a construção da Estação Cidade Nova, tornando o trecho entre Central e Botafogo compartilhado pelas duas linhas, levando a um subaproveitamento do sistema, com atrasos e paradas bruscas.
O futuro do sistema de metrô do Rio de Janeiro pode também ser comprometido caso a Linha 3, que atenderia São Gonçalo e Niterói, seja transformada em projeto de BRT, como já ocorreu com outros projetos que substituiu, por exemplo, os trilhos pela Transcarioca, sistema de corredores exclusivo de ônibus que liga a Barra da Tijuca ao Galeão. O governador Pezão já disse que irá colocar em discussão com a população de Niterói e São Gonçalo a possibilidade de troca de modal. Só para se ter uma noção de que ônibus não é solução para o transporte de massa da região é dar uma olhada na densidade demográfica dos municípios, que, sozinhos, somam mais de 1,5 milhão de habitantes.
Se esse cenário confirmar-se, as próximas obras de expansão do metrô seria Gávea-Carioca (chamada pelo governo de Linha 5), atendendo bairros como Jardim Botânico, Humaitá e Santa Teresa, e também a continuação da Linha 4 (previsão de conclusão em junho de 2016) sentido Jardim Oceânico-Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca.
Outra discussão entre os internautas é fechar a Linha 1 em anel, passando pelo Maciço da Tijuca, interligando a Gávea à Tijuca, bem como a expansão dessa linha sentido Méier.
Se essa configuração se confirmar, nas próximas décadas, o sistema de metrô do Rio poderia ter uma linha circular, como existe em Moscou, na Rússia, e outras linhas que fariam intersecção com a circunferência, atendendo, principalmente, a Zona Sul, parte da Barra da Tijuca e Zona Norte.
Fonte - Via Trolebus  12/03/2015

Policia Federal desarticula esquema de falsificação de diplomas no Rio

Notícias

A representação envolvia um ex-policial civil que foi preso em Governador Valadares,no estado de Minas Gerais que já respondia a processo criminal por roubo na 2ª vara criminal de Itaboraí, na região metropolitana do Rio.Também foi cumprido mandado de busca e apreensão expedido pela 5ª Vara Federal de São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

Nielmar de Oliveira 
Repórter da Agência Brasil 
foto - ilustração/montagem
Rio de Janeiro - A Polícia Federal deflagrou hoje (12), operação para desarticular um esquema de venda ilegal de certificados de conclusão de ensinos técnico, médio e fundamental. A representação envolvia um ex-policial civil que foi preso em Governador Valadares, no estado de Minas Gerais. Também foi cumprido mandado de busca e apreensão expedido pela 5ª Vara Federal de São João de Meriti, na Baixada Fluminense.
O ex-policial respondia a processo criminal por roubo na 2ª vara criminal de Itaboraí, na região metropolitana do Rio, e era considerado foragido da Justiça. Ele deverá ser indiciado pelos crimes de falsificação de documentos públicos, e por participação e de utilização de documentos falsos perante o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA) da região da Baixada Fluminense.
As investigações da Operação Papiro, tiveram início em outubro do ano passado, em conjunto com o Ministério Público Federal, devido a constatação de várias pessoas que estavam apresentando diplomas e históricos escolares falsos de cursos técnicos no CREA, na Baixada Fluminense.
No inquérito, o falsário que se identificava como professor, publicava anúncios em jornais de grande circulação, na região metropolitana do Rio de Janeiro para atrair compradores. Ele se comprometia a entregar toda a documentação em um prazo de até cinco dias, ao custo de R$ 300 a R$ 1,2 mil. O investigado chegava a arrecadar somente no Rio de Janeiro, cerca de R$ 15 mil por mês, segundo a Polícia Federal.
Os diplomas falsos eram encaminhados pelos Correios, a partir de Governador Valadares, não só para o Rio de Janeiro, mas também para outros estados da federação. No curso da investigação, a Polícia Federal efetuou uma prisão em flagrante por crime de receptação, de um morador de Bangu, na zona oeste do Rio, quando adquiriu um certificado de ensino médio falso.
Os envolvidos deverão responder pelos crimes de receptação e/ou uso de documento falso, com base no Código de Processo Penal. As investigações prosseguirão após as diligências de hoje, a fim de verificar a participação de outras pessoas e identificar compradores dos documentos falsos.
Fonte - Agência Brasil  12/03/2015

Metrô-DF lança edital para planejamento de transportes sobre trilhos

Transportes sobre trilhos

Segundo o presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado, na definição do programa de governo de Rodrigo Rollemberg está a integração do transporte público no Distrito Federal, usando o modal ferroviário, porque atualmente é o transporte de alta capacidade no mundo é o trilho.

EBC  Rádio
foto - ilustração
A Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) lançou edital de concorrência para contratação de serviços de elaboração do Plano de Desenvolvimento do Transporte Público Sobre Trilhos do Distrito Federal (PDTT/DF) e da Pesquisa de Mobilidade Urbana do DF (PMU/DF). A sessão pública para recebimento da documentação e das propostas das empresas interessadas será no dia 23 de abril, às 10h, no auditório da Companhia, em Águas Claras. O contrato será no valor de R$ 5 milhões e 562 mil.
Segundo o presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado, na definição do programa de governo de Rodrigo Rollemberg está a integração do transporte público no Distrito Federal, usando o modal ferroviário, porque atualmente é o transporte de alta capacidade no mundo é o trilho. "É o que acontece nos Estados Unidos, na Europa, na Ásia, mas o Brasil ainda está nos primeiros passos. Por isto se tem problemas sérios de mobilidade nas médias e grandes cidades brasileiras", acrescenta.
Segundo ele, a intenção é seguir um modelo de desenvolvimento físico-sustentável e adequado ao padrão de atendimento da demanda por transporte urbano no DF, idealizado para daqui há 20 anos.
Fonte - Revista Ferroviária  12/03/2015

quarta-feira, 11 de março de 2015

Governador comemora recorde do metrô de Salvador e vai inaugurar Estação Bom Juá em abril

Transportes sobre trilhos

A expansão do sistema metroviário em Salvador foi destacada pelo governador Rui Costa em reunião com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab. Na ocasião, ele comemorou o novo recorde de usuários do metrô, alcançado na terça-feira (10), quando 31 mil passageiros utilizaram o metrô.

Secom
foto - ilustração
Os soteropolitanos têm optado cada dia mais pelo uso do metrô como meio de transporte. Um recorde histórico foi alcançado na terça-feira (10), quando 31 mil passageiros utilizaram o sistema durante todo o dia na capital baiana. O governador Rui Costa comemorou o avanço da média diária de usuários do modal, ao lado do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, em reunião nesta quarta (11), em Brasília.
Na ocasião, o governador informou ao ministro a data da entrega da próxima estação – a de Bom Juá -, que entra operação no dia 9 de abril. Kassab confirmou presença na inauguração representando a presidente Dilma Rousseff. Ele disse ainda que visitará as obras dos corredores transversais, as quais são parte das parcerias do Governo da Bahia com o governo federal na área de mobilidade urbana para Salvador.
A expectativa do governo baiano é que o número de usuários do metrô siga crescendo e que novo recorde seja alcançado em junho, com a inauguração da Estação Pirajá. Conforme Rui Costa, o recorde de 31 mil passageiros demonstra a viabilidade do sistema metroviário da capital baiana.
“Esta é a confirmação de uma visão otimista que nós tínhamos quando preparamos o projeto e o colocamos em licitação. Naquele momento, muitas vozes diziam que o metrô não iria sustentar uma demanda grande e estamos comprovando a capacidade, através de fatos concretos e de números”, afirmou o governador.
Com a inauguração da Estação Bom Juá, o trecho da Linha I chegará a dez quilômetros, restando apenas dois quilômetros para agregar os passageiros da região de Pirajá. A partir do funcionamento desta estação, mais recordes devem ser alcançados, como enfatiza Rui Costa. “Teremos um grande salto no uso do metrô e, quando as obras chegarem até a Estação Iguatemi, Rodoviária e Pernambués, alcançaremos outro pico de crescimento”.
Na audiência em Brasília, o governador estava acompanhado pelos secretários estaduais de Desenvolvimento Urbano, Carlos Martins, e da Casa Civil, Bruno Dauster.
Fonte - Secom Ba  11/03/2015

CBTU Recife: 30 Anos de Avanços Tecnológicos

Transportes sobre trilhos

Com o impulso dos avanços tecnológicos, o CCO recebeu novos investimentos e hoje conta com um sistema de controle que seguem padrões internacionais. Os profissionais possuem todas as informações essenciais de tráfego dos trilhos, através de um monitoramento de 24 horas,

CBTU - Recife
Foto - CBTU
Em 11 de março de 1985, no dia da primeira viagem inaugural, o CCO – Centro de Controle Operacional iniciou suas atividades no metrô, com a função de monitorar apenas um trem. Hoje, a equipe de profissionais se encontra cada vez mais capacitada e possui dados de comandos de operação para os três ramais metroviários que traçam o Recife.
Com o impulso dos avanços tecnológicos, o CCO recebeu novos investimentos e hoje conta com um sistema de controle que seguem padrões internacionais. Os profissionais possuem todas as informações essenciais de tráfego dos trilhos, através de um monitoramento de 24 horas, onde as atividades se concentram em dois enormes painéis instalados no centro da sala. Inaugurado recentemente, o amplo espaço modernizado conta uma estrutura de informações automatizadas. Graças a todo empenho e medidas preventivas construídas no decorrer dos 30 anos, nunca houve registro de colisões.
Com o propósito de novos avanços, até o final do ano será implantado sistema Railbee, que terá como finalidade verificar a quantidade de passageiros em cada trem, reduzir o tempo de espera nas estações, traçar novas estratégias operacionais e proporcionando mais conforto e segurança, principalmente, nos horários de maiores movimentos.
Fonte - CBTU  11/03/2015

Economia do G20 mantém crescimento de 0,9% no último trimestre de 2014

Economia/Internacional

Os países onde a economia se mostrou mais dinâmica entre outubro e dezembro do ano passado foram a Índia e a China, que tiveram crescimentos de 1,6% e 1,5%, respectivamente.Os dois países, no entanto, registraram desaceleração em relação ao trimestre anterior, quando as taxas de crescimento do PIB da Índia e da China foram 2,2% e 1,9%.

Da Agência Lusa
foto - ilustração/Pregopontocom
O Produto Interno Bruto (PIB) dos países do G20 cresceu 0,9% no último trimestre de 2014, o mesmo ritmo do trimestre anterior, apesar da desaceleração das economias da Índia e da China, informou hoje (11) a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE). Segundo a organização, o PIB do G20 no último trimestre de 2014 cresceu 3,4% em relação a 2013.
Os países onde a economia se mostrou mais dinâmica entre outubro e dezembro do ano passado foram a Índia e a China, que tiveram crescimentos de 1,6% e 1,5%, respectivamente
Os dois países, no entanto, registraram desaceleração em relação ao trimestre anterior, quando as taxas de crescimento do PIB da Índia e da China foram 2,2% e 1,9%.
A economia norte-americana avançou, entre outubro e dezembro, 0,5%, bem abaixo da taxa de 1,2% registrada no trimestre anterior.
O conjunto do PIB da União Europeia e da zona do euro aumentou 0,3% no mesmo período.
A Alemanha, a maior economia europeia, cresceu 0,7% entre outubro e dezembro, enquanto o PIB da França, a segunda maior potência econômica da Europa, avançou 0,1% e o de Itália registrou crescimento nulo.
O PIB do Reino Unido, que não partilha a moeda única europeia, avançou 0,5% no último trimestre de 2014.
A atividade econômica no México avançou no último trimestre do ano passado 0,7%, acelerando em relação ao período anterior, quando tinha crescido 0,5%.
Fonte - Agência Brasil  11/03/2015

Qual o custo da tarifa de VLTs pelo mundo

Transportes sobre trilhos

Quanto custa andar de VLT pelo mundo? - Para entender o valor da passagem (R$ 10,00) anunciada para o futuro VLT de Cuiabá (MT), a equipe do Mobilize pesquisou tarifas do sistema em várias cidades do mundo

Autor: Mobilize Brasil*
créditos - Capima/Mobilize
Plebiscito, CPI, estudo para substituição do modal, ameaças, bate-boca... A polêmica em Mato Grosso sobre a viabilidade ou não do VLT - Veículo Leve sobre Trilhos continua aquecendo os ânimos em sua capital, Cuibá. Em fevereiro, o secretário do Gabinete de Projetos Estratégicos, Gustavo Oliveira, declarou que para a operação do VLT Cuiabá - Várzea Grande seria necessário praticar uma tarifa superior a R$ 10,00, valor muito acima da média de tarifas de ônibus da capital matogrossense, hoje em R$ 3,10.
Nós aqui acreditamos que a população quer apenas um sistema de transporte eficiente, de qualidade e preço justo. Para ajudar no debate levantamos as tarifas de alguns sistemas de trilhos urbanos em várias partes do mundo. Os valores são bem díspares, e dependem dos custos locais de operação (salários, preço da energia, insumos), da idade dos sistemas existentes e, principalmente, dos subsídios oferecidos pelos governos locais. (Veja acima o infográfico)
Conheça alguns sistemas de VLT no mundo e suas tarifas:

Houston (Texas, EUA)www.ridemetro.org/
Foto -  Paul Schäublin – photo diary
Na cidade mais populosa do Texas, o sistema de VLT, operado pela MetroRail, adota veículos Siemens S70. Uma viagem só de ida custa US$ 1.25 (R$ 3,86). Esse custo difere, beneficiando quem usa cartão, ou se estiver fazendo conexão com ônibus. A rede conta com três linhas: vermelha, verde e roxa. A mais antiga e movimentada, a vermelha, em operação desde 2004, tem cerca de 12 km de extensão e transporta 40 mil passageiros por dia.

Los Angeles (Califórnia/EUA) www.metro.net/riding/fares/
Foto -  www.railwaybulletin.com
O sistema de trens leves de Los Angeles, iniciado em 1990 como renovação dos antigos 'bondes amarelos' (do séc. 19), é integrado e operado à Metro Rail, empresa que administra o transporte urbano na cidade. Estrutura-se em seis linhas, sendo duas expressas (as linhas vermelha e roxa). O sistema tem 80 estações. Faz conexão com BRTs e também com os sistemas de trens urbanos.

Milão (Itália) http://www.atm.it/it
Foto -  karnizz – Fotolia
O sistema de Milão é mantido pela empresa ATM, que opera o metrô, trams e ônibus. O sistema tem alguns carros dos anos 1940 e veículos bem modernos, mas todos circulando pelos mesmos trilhos, utilizando a mesma infraestrutura. A tarifa é bem variável, dependendo do tipo de passageiro, da área de circulação e da quantidade de passagens adquiridas. Um bilhete básico custa 1,50 € , cerca de R$ 5,04, e vale para viagens no metro, ônibus e trams por um período de 90 minutos.

Buenos Aires (Argentina)
Na capital argentina, operam dois sistemas de VLT: o Premetro (Linea H), e o Tranvía del Este
Premetro (Linea H)www.metrovias.com.ar/subterraneos
Foto -  http://nueva-ciudad.com.ar/
O chamado Premetro, ou Linea H, integra a rede de metrôs da capital portenha, administrada pela concessionária Metrovías S.A. Sistema em nível inaugurado em 1986, tem 7,4 km de extensão, 17 estações e dois ramais. Os trens saem do bairro de Flores, na Estação Intendente Saguier, onde há conexão (gratuita) com a Linha E do metrô. E seguem até a estação Pola, onde a linha se ramifica em dois trechos, os ramais General Savio e Centro Cívico. Com velocidade máxima de 60 km/h e viagem com duração de 25 minutos, a passagem Metro + Premetro sai por AR$ 4,50 ( R$ 1,59). Se for só Premetro: AR$ 1,50.

Tranvía del Estewww.tranviadeleste.com.ar
Foto - www.flickr.com/photos/subtedebuenosaires
Tranvía del Este, o trem leve de Puerto Madero, opera desde julho de 2007, mas o sistema ainda não está integrado à rede de transporte público da cidade. O trem vai da Avenida Cordoba (dique 2), até a Avenida Independencia, (dique 4), um percurso de 2 km (2.033 m) com duração de 10 minutos. Há 4 paradas: Intendencia, Belgrano, Corrientes e Córdoba. O bilhete pode ser comprado em máquinas automáticas nos pontos ou a bordo do veículo, ao custo de AR$ 1 (R$ 0,35).

Melbourne (Austrália) http://ptv.vic.gov.au/
Foto - www.myweb.net.au/mottram/trams
A rede de trams de Melbourne tem 250 km de trilhos e 493 trams, 25 rotas e 1.763 paradas. É a maior rede do mundo. A tarifa é de 3,76 dólares australianos (R$ 8,98) ou 2,89 dólares americanos.







São Petersburgo (Rússia)
Foto - www.railjournal.com
A cidade russa já teve a maior rede de tram do mundo e até os anos 1980 contava com 340 km de linhas. A partir de 1995 boa parte das linhas do centro foi removida. Inaugurado em 1907, o sistema hoje conta com cerca de 210 km e 40 linhas. A tarifa cheia (uma viagem) custa 28 rublos ou 0,42 centavos de dólar (R$ 1,43).

Berlim (Alemanha) www.urbanrail.net/eu/de/b/tram

Inaugurado em 1865, tem 430 km de extensão, 22 linhas e mais de 800 paradas. Alguns trechos são de superfície, outros subterrâneos. Os tíquetes do tram também são válidos para ônibus, metrô e vice-versa. Os valores são divididos por região, do centro para a periferia (zonas A, B e C). Um tíquete simples pode ser usado por uma única pessoa por 2 horas, desde que não cruze o ponto de partida. As tarifas variam de E2.70 ou 3,05 dólares (AB) a E3,30 ou 3,73 dólares (ABC). Em real, valores que vão de R$ 9,06 a R$ 11,07.

Pequim (China)
Foto -  www.railway-technology.com/
O primeiro tram a operar na China remonta a 1899. A tarifa é 20 Iuan ou US$ 3,2 dólares americanos (R$ 9,91).







Calcutá (Índia) www.calcuttatramways.com
Foto - http://www.dhapa.com/kolkata-tram
O tram elétrico indiano vem funcionando desde 1902, mas a companhia que opera o sistema foi registrada em Londres no ano de 1880. A tarifa é 3,75 rúpias (0,06 dólares americanos) para primeira classe; e 1,50 rúpias (0,02 dólares americanos) a segunda classe (R$ 0,74).
Alexandria (Egito) www.alexapta.org/en/
Foto - http://www.alexapta.org/
O sistema começou a operar em 1863, mas tem apenas 38 estações operadas pela Alexandria Passenger Transportation Authority.
A passagem custa 0,25 libras egípcias ou 0,03 centavos de dólar americano (R$ 0,10).






Santos (SP) (linha em teste) http://www.emtu.sp.gov.br/EMTU/vlt-baixada/mapa/
Foto -ViaTrolebus
A nova linha de VLT terá, no futuro, 54,6 km, segundo informações da EMTU/SP. No momento, há 11,4 km em obras e 1 km em operação assistida. De acordo com a EMTU, a tarifa do VLT obedecerá aos padrões praticados pelos ônibus que circulam na região, ou seja, algo em torno de R$ 3,80 a R$ 4,50, incluída a integração com ônibus e barcas.

*Levantamento realizado por Regina Rocha e Du Dias. Edição de texto: Regina Rocha
Fonte - Mobilize  10/03/2015

Nota Pregopontocom

Gostaria de acrescentar que nas cidades de países europeus onde existe o bilhete único integrado por tempo de permanência no sistema (por hora em todos os modais) esse valor torna-se ainda muito menor.Cito como exemplo as cidades que visitamos com  Lyon na França, onde paguei E$1,60 pelo bilhete de uma hora e E$2,30 pelo bilhete de duas horas,com direito a todos os modais,Metrô,VLT,Trolebus,ônibus e funiculaires.Na Itália em Roma,Torino e Mestre Venezia (cidade vizinha a Venezia),o valor do bilhete único integrado foi de E$1,00 por 95 minutos ( 1:15h) ,Metrô,Trolebus,VLT e ônibus. Essa tarifa "especulativa" de R$10,00 para o VLT de Cuiabá parece ter uma intenção sombria como argumento para colocar obstáculos a conclusão das obras do sistema de VLT,com o objetivo de beneficiar o oligopólio dos pneus retrocedendo ao BRT.

Recife (RMR) terá novos prazos para obras atrasadas da Copa

Mobilidade 

Secretário André de Paula anuncia novos prazos para obras da Copa. Câmara garante recursos.Intervenções deveriam ter sido concluídas antes do mundial de futebol, em junho de 2014, mas apenas o ramal que liga Camaragibe à Arena ficou pronto.

Larissa Rodrigues 
Diario de Pernambuco
Túnel da Abolição será aberto para veículos no próximo domingo 
A população da Região Metropolitana do Recife (RMR) vai receber do Governo do Estado, semana que vem, um novo cronograma para as obras de mobilidade urbana paralisadas ou em ritmo lento. Todas as ações do Programa Estadual de Mobilidade Urbana (Promob), lançado em 2010 por Eduardo Campos, deveriam ter sido entregues antes da Copa do Mundo, em junho de 2014. Mas só ficou pronto o ramal da Copa, que liga Camaragibe à Arena.
O secretário das Cidades, André de Paula, anunciou nesta terça-feira (10), que, se tudo correr bem, até o final de 2015 a maioria das intervenções será concluída. Segundo ele, essa é uma exigência do governador Paulo Câmara (PSB), que definiu os trabalhos de mobilidade como prioridade número 1 do estado.
Se antes o argumento para a morosidade era a falta de repasse de recursos do Governo Federal, o secretário garantiu que para essas obras não faltará dinheiro, mesmo que seja dos cofres de Pernambuco. "O governador deixou claro que recursos estaduais, apesar das dificuldades do momento, não serão entraves para a conclusão", cravou.
André de Paula adiantou alguns prazos à reportagem do Diario de Pernambuco, em entrevista à Rádio Globo, embora tenha admitido que outras intervenções não têm previsão para começar ou dar continuidade, a exemplo da hidrovia do Rio Capibaribe e Plano Diretor Cicloviário.
A primeira inauguração é o Túnel da Abolição. De acordo com André de Paula, o local passou no teste das chuvas. Embora a promessa do governo de conclusão tenha sido para o próximo dia 15, somente o fluxo de veículos será liberado. Acessos para pedestres do túnel só em abril.


Acesso para pedestres no Túnel da Abolição só em abril
Confira os novos prazos anunciados por André de Paula:
BR-101 - A empresa responsável é a Mendes Júnior, que está com a diretoria presa por causa da Operação Lava Jato e se disse impossibilitada de tocar a obra. “Disseram que não podem fazer nenhum tipo de operação com bancos público ou banco privado”, disse o secretário. Mas já há recursos na conta do estado e será aberto um novo processo de licitação. Dentro de 15 dias o secretário espera o pregão. Em 40 dias deve recomeçar a obra.
Corredores de BRT Leste Oeste - previsão de conclusão novembro. Tem 27 estações, 14 concluídas e 12 em construção. Tem dois terminais: terminal da terceira perimetral, no cruzamento da Avenida San Martin com a Avenida Caxangá. Terminal da quarta perimetral, no cruzamento da BR-101 com a Caxangá. Liga Recife a Camaragibe. Está 80% concluída pela empresa Mendes Júnior, que apesar de não conseguir realizar a obra da BR-101 disse que tem condições de tocar essa interveção. Segundo André de Paula, a saída da empresa a essa altura implicaria numa série de transtornos e, pelo menos, mais seis meses parada.
Terminal da terceira perimetral, cruzamento da Avenida San Martim com a Avenida Caxangá - previsão de entrega em 15 de maio.
Terminal da quarta perimetral, cruzamento da BR-101 com a Caxangá -novembro
Viaduto elevado próximo ao presídio feminino Bom Pastor - previsão maio
Corredor Norte e Sul de BRT - deverá estar pronto ainda no primeiro semestre deste ano, porque está sob responsabilidade de outra empresa: Enza, de Goiânia (GO). Os prazos já existem para concluir os terminais de Abreu e Lima e Igarassu. Tem 29 estações, sendo 12 em operação e 19 concluídas.
Terminal Abreu e Lima - maio
Estação Cruz de Rebouças - 30 março
Estação São Francisco - abril
Estação Matias de Albuquerque - março

Obras sem previsão:
Ciclovia da Caxangá / Ciclovia da BR-101 / Plano Diretor Cicloviário - essas três obras foram lançadas em 2010 com os corredores, mas nenhuma tem previsão de começar.
Hidrovia do Capibaribe - sem previsão. Depende dos habitacionais da prefeitura, sem prazo para serem entregues. Começaram ainda na gestão João da Costa. Tem dois trechos: BR-101 centro, com as populações ribeirinhas no meio. Segundo: Centro Tacaruna, que só pode ser feito depois das negociações com a Marinha, por causa da Vila Naval.
Fonte - Diário de Pernambuco  11/03/2015

MST faz manifestação sexta-feira em apoio à Petrobras, confirma Stédile

Política

O líder do MST, João Pedro Stédile, fala sobre a mobilização em defesa da Petrobras, em entrevista ao programa Espaço Público, da TV Brasil.“Nós vamos sair [às ruas] antes. Vamos fazer protestos em favor da Petrobras e também pelas causas do nosso movimento”, disse Stédile ao participar nessa terça-feira (10) do programaEspaço Público, da TV Brasil.


Da Agência Brasil
Valter Campanato/Agência Brasil
Um dos fundadores do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), João Pedro Stédile, confirmou que haverá manifestação a favor da Petrobras na próxima sexta-feira (13), em antecipação aos protestos contra o governo marcados para domingo (15).
“Nós vamos sair [às ruas] antes. Vamos fazer protestos em favor da Petrobras e também pelas causas do nosso movimento”, disse Stédile ao participar nessa terça-feira (10) do programa Espaço Público, da TV Brasil. “As ruas são democráticas. As ruas são a única forma de o povo se politizar. Eu não vejo problema em que a direita chame manifestações, desde que respeite as nossas”.
Ele respondeu ainda a uma pergunta sobre declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por ocasião de outra manifestação pró-Petrobras, em fevereiro. Lula disse que queria “paz e democracia”, mas que também “sabia brigar", sobretudo quando o Stédile colocasse "o exército dele" nas ruas. Segundo o líder do MST, o “exército” citado pelo ex-presidente não é no sentido bélico e sim da mobilização social que o MST poderia trazer.
“Eu estava lá naquele ato e disse ao Lula que estávamos sendo atacados pela burguesia e que tínhamos de defender a Petrobras nas ruas. Disse a ele: 'você, Lula, é o líder popular que pode levar o povo às ruas'. E aí o Lula falou aquilo de 'exército do Stédile'”.
O líder do MST defendeu também a reforma política. Para ele, o financiamento feito por empresas faz com que o candidato eleito não se comprometa com a população, e sim com quem financiou a campanha. A reforma política, para Stédile, é a melhor forma de combater a corrupção no país.
Fonte - Agência Brasil  11/03/2015

Barragem subterrânea garante água para produtores do semiárido baiano

Sustentabilidade

Uma tecnologia simples mantem uma propriedade rural preparada para a longa estiagem, a barragem subterrânea.Trata-se de uma parede construída para dentro da terra, que tem a função de barrar as águas das chuvas que escorrem no interior e acima do solo....

TB
A parede construída para dentro da terra barra as águas das chuvas
Foto: Embrapa
A severa seca enfrentada entre 2010 e 2013 no semiárido baiano não foi tão dura quanto aquela vivida 20 anos antes, pelo menos, para o pequeno produtor José de Antonino do município de Curaçá.
A diferença não estava nas condições climáticas, mas numa tecnologia simples que manteve a propriedade preparada para a longa estiagem, a barragem subterrânea.
Trata-se de uma parede construída para dentro da terra, que tem a função de barrar as águas das chuvas que escorrem no interior e acima do solo, formando uma vazante artificial que mantém o terreno molhado entre três e cinco meses após a época chuvosa, permitindo a plantação mesmo em época de estiagem.
Presente em todos os estados do Nordeste que compõe a região do Semiárido mais o norte de Minas Gerais, as barragens subterrâneas tem produzido fortes impactos sociais. "Ela contribui para a segurança alimentar e nutricional das famílias agricultoras, além de geração de renda pela comercialização dos produtos", diz a pesquisadora da Embrapa Solos (RJ), Maria Sonia Lopes da Silva.
A água represada ajuda a produção
 Foto: Embrapa
Em Ouricuri (PE), dona Jesuíta, do Sítio Maniçoba, conheceu a experiência da barragem subterrânea em uma oficina de intercâmbio. Com a ajuda de entidades sociais locais, construiu a sua própria. "A gente só tinha água para beber e dar para os animais em duas cisternas. Faltava água para plantar, agora não falta mais nada," conta a produtora sobre a implantação da barragem.
"No começo, a gente não acreditou muito nela, porque não vê a água em cima da terra, mas depois que a gente deixa de comprar um monte de coisa porque tira alimentos do plantio feito nela. A gente fica é querendo ter mais terra pra construir mais barragens," afirma ela.

Reconhecimento
No ano passado, a tecnologia da barragem subterrânea foi agraciada na primeira edição do Prêmio Mandacaru - Projeto e Práticas Inovadoras em Acesso a Água e Convivência com o Semiárido, na categoria Pesquisa Aplicada.
O Prêmio Mandacaru foi concedido pelo Instituto Ambiental Brasil sustentável (IABS) por meio de subvenção da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID).
Também em 2013, em outubro, a barragem foi certificada como tecnologia social pela Fundação Banco do Brasil (FBB) por representar uma efetiva solução de transformação social.

Como construir
A barragem subterrânea deve ser instalada em locais situados em ponto estratégico do terreno, onde escorre o maior volume de água no momento da chuva. Sua construção é feita escavando-se uma vala perpendicular ao sentido da descida das águas até a profundidade da camada mais endurecida do solo.
Dentro da vala, estende-se um plástico com espessura de 200 micra por toda a extensão da parede que, em geral, varia de 80 a 100 metros de comprimento.
Após o plástico estendido, a vala volta a ser fechada com a terra. Nesta "parede", deve ser feito um sangradouro com 50 a 70 centímetros de altura.
O plástico impermeável barra o escorrimento da água da chuva e provoca a sua infiltração nos solo, o que reduz a evaporação.
Desta forma, cria-se uma vazante artificial na qual a umidade do solo se prolonga por longo tempo, chegando até quase o final do período seco no Semiárido.
Fonte - Tribuna da Bahia  10/03/2015