quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Ocupação hoteleira chega a 100% em destinos turísticos da Bahia

Turismo

A ocupação hoteleira em Morro de São Paulo atinge 93% e chega a 90% em Ilhéus. Já Porto Seguro e Salvador têm 95% dos leitos preenchidos. Na capital, a faixa litorânea lidera a procura por hospedagem, tendo Bahia/Ondina, Itapuã e Rio Vermelho como as principais opções.

Secom
foto - Secom
Rica em diversidade e com belezas naturais que encantam, a Bahia é um dos principais destinos para o turismo interno e internacional no verão. Muitas localidades e municípios baianos já esgotaram as vagas em hotéis para o período do Réveillon, como Praia do Forte e Trancoso. A ocupação hoteleira em Morro de São Paulo atinge 93% e chega a 90% em Ilhéus. Já Porto Seguro e Salvador têm 95% dos leitos preenchidos. Na capital, a faixa litorânea lidera a procura por hospedagem, tendo Bahia/Ondina, Itapuã e Rio Vermelho como as principais opções.
O acesso é garantido pelo Terminal Náutico, que recebe seis mil pessoas semanalmente. A rodoviária e o aeroporto também são opções. Pelo terceiro ano seguido, nesta época do ano, há um aumento de 10% na movimentação no Aeroporto Internacional Luis Eduardo Magalhães, onde 900 mil passageiros devem desembarcar até o fim do verão.
“A expectativa é excelente. Temos dois fatores que contribuem para a vinda dos turistas para a Bahia: a desvalorização do real e o investimento que foi feito na divulgação do estado. Isso ajudou a Bahia a voltar a ser um produto desejado e disputado. O benefício é geral”, comemora o presidente da Associação da Indústria de Hotéis da Bahia, Glicério Lemos.
Mesmo com o clima, as belezas naturais e o povo hospitaleiro, a Bahia não figura entre os melhores destinos por acaso. O Governo do Estado tem se empenhado em garantir conforto e segurança. “O governo tem investido em infraestrutura turística. Temos um programa vitorioso, que é o de regionalização dos aeroportos; hoje temos dez no estado", enfatiza o secretário de Turismo do Estado, Nelson Pelegrino.
"Além disso, estamos fazendo divulgação, qualificação empresarial e profissional, porque a qualidade do serviço é muito importante. A segurança pública também está sendo reforçada. Enfim, estamos garantindo tudo de melhor que a Bahia tem para que a diversão aconteça da melhor maneira possível e para que todos [os turistas] voltem sempre”, acrescenta Pelegrino.

Bom para todo mundo
O aumento da procura pela Bahia como destino turístico traz impacto positivo para diversos setores da economia local. Os visitantes são contemplados com uma infraestrutura preparada para atendê-los da melhor maneira. “É importante para nós, baianos, vermos a recuperação da Bahia como um produto que interessa às pessoas. É, sem dúvida, uma melhora acentuada. A Bahia é festa, aquele calor humano, é alegria. As pessoas sabem disso”, afirma o vice-presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) da Bahia, Jorge Pinto.
Empresário do ramo de alimentos em São Paulo, Clauderci da Silva resolveu aproveitar o fim de 2015 com a família em um lugar que o permitisse relaxar e contemplar belas paisagens. Motivado pela alta do dólar, ele nem cogitou deixar o país, mas, entre as opções do turismo interno, não teve dúvidas: embarcou para a Bahia. O clima tropical, belezas naturais, cultura, gastronomia e lazer colocam o estado entre os principais destinos brasileiros no verão.
“Não está sendo conveniente viajar para fora. Aqui no Brasil, a Bahia é um lugar atrativo. É um lugar que encanta todo mundo com suas maravilhas. A gente fica sabendo que a Bahia tem belos lugares, belas praias e isso desperta o interesse de vir para cá”, afirma o empresário.
O estado deve receber cerca de cinco milhões de visitantes na estação mais quente do ano. A estimativa para o Verão 2015-2016 é 5% maior que o fluxo global registrado na temporada anterior. Muitos desses turistas já chegaram ao território baiano e têm aproveitado as praias e os restaurantes locais. A movimentação nas cidades reforça o comércio.
“Embora o custo nesta época do ano seja mais alto do que nos outros meses, a vinda de pessoas de outros lugares para a Bahia é interessante para quem tem o próprio negócio. Vendemos mais e, com isso, podemos pagar as dividas e ficar com o lucro”, destaca a comerciante Maria da Conceição.
Fonte - Secom Ba. 31/12/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"