quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Obra inacabada do VLT de Cuiabá terá novo protesto em Várzea Grande

Transportes  sobre trilhos

No último domingo (13), o grupo de universitários protestou no canteiro abandonado da Avenida do CPA, na Capital. Eles ocuparem um trecho com piscinas, churrasqueiras, roupas de banho, cadeiras e guarda-sóis. O próximo "Churras na Vala" está previsto para ser realizado no canteiro do VLT próximo ao Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande.

Midia News
foto - divulgação
Estudantes da UFMT e da Unic marcaram para o próximo domingo (20) a segunda etapa do evento denominado "Churras na Vala", um protesto marcado pelo bom humor contra o atraso nas obras de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), em Cuiabá e Várzea Grande.
No último domingo (13), o grupo de universitários protestou no canteiro abandonado da Avenida do CPA, na Capital. Eles ocuparem um trecho com piscinas, churrasqueiras, roupas de banho, cadeiras e guarda-sóis. O próximo "Churras na Vala" está previsto para ser realizado no canteiro do VLT próximo ao Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande. O protesto ganhou repercussão no país. Na segunda-feira (14), o site UOL destacou a iniciativa dos estudantes cuiabanos.
O site lembrou que a obra inacabada do VLT é a segunda de mobilidade urbana mais cara das que foram planejadas para estarem prontas a tempo da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. "Já consumiu R$ 1 bilhão dos cofres públicos, mas não chegou nem na metade, e seus canteiros, que cortam boa parte da cidade, estão abandonados", diz a reportagem do jornalista Vinícius Segalla.
Fonte - Mobilize  17/12/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"