quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Como viajar com segurança

Transito

O Portal do Trânsito dá dicas para a viagem de final de ano.Para evitar riscos ou inconvenientes no trajeto de viagem, é importante checar se o automóvel está em ordem e realizar revisão antes de pegar a estrada. A principal dica é procurar uma oficina com antecedência. Os principais itens que devem ser verificados são os sistemas de freios, suspensão, injeção eletrônica, carga de bateria, faróis e lanternas, palhetas dos limpadores, dentre outros.

Por Mariana Czerwonka.

A época de festas chegou e muitos se preparam para pegar a estrada, mas o condutor deve ficar atento, pois nessa época do ano, os acidentes aumentam bastante. Como o número de veículos nas estradas é maior, é preciso atenção redobrada de motoristas e passageiros. “Dirigir é uma atividade complexa e de muita responsabilidade. Qualquer displicência ou distração pode ser a causa de acidentes”, explica Celso Alves Mariano, especialista em trânsito e diretor do Portal.
Para evitar as tragédias, tão comuns neste período, o Portal do Trânsito lista os erros mais cometidos pelos motoristas nas estradas e como evitá-los.

Veículo sem revisão
Para evitar riscos ou inconvenientes no trajeto de viagem, é importante checar se o automóvel está em ordem e realizar revisão antes de pegar a estrada. A principal dica é procurar uma oficina com antecedência. Os principais itens que devem ser verificados são os sistemas de freios, suspensão, injeção eletrônica, carga de bateria, faróis e lanternas, palhetas dos limpadores, dentre outros.
A revisão do veículo antes de viagens longas é uma maneira de prevenir problemas na estrada, o que aumenta o risco de acidentes.

Viagens sem planejamento
Muitos motoristas esquecem que viajar exige um planejamento prévio tanto do veículo quanto dos condutores. É importante verificar se a sua habilitação é condizente com o transporte que vai conduzir. Estar habilitado na categoria B, por exemplo, não lhe permite dirigir um trailer (categoria E). Além disso, toda a documentação deve estar regularizada.
Verifique se o condutor está em condições físicas e emocionais para dirigir. Noite mal dormida, sono e cansaço prejudicam. Se for viajar para muito longe, leve água e lanche. Em caso de engarrafamento isso vai ajudar.
Planeje o orçamento para uma quantidade de combustível acima do que o veículo vai absorver. Peso e condições adversas o farão consumir mais.

Falta de organização de bagagens e não checar segurança dos passageiros
Com pressa, muitas vezes os condutores dispõem a bagagem de maneira incorreta. Isso faz com que objetos fiquem soltos no porta-malas e atrapalhem o andamento da viagem. Organize-os. “O excesso de bagagem em um veículo pode comprometer a segurança da viagem e o desempenho do carro”, afirma Mariano.
É preciso verificar também a calibragem dos pneus, que é diferenciada para quando o veículo estiver carregado. O correto é fazer a calibragem com os pneus ainda frios, nos primeiros quilômetros após sair de casa.
Além disso, bebê-conforto, cadeirinhas e cinto de segurança devem ser checados e estar corretamente instalados. “Todos os passageiros devem usar o cinto, inclusive os do banco de trás, e não por causa da multa, por causa da segurança. As pessoas deveriam se preocupar mais com a Lei da Inércia do que com a Lei de Trânsito”, alerta o especialista.

Desconhecimento do destino e trajeto
Motoristas que vão pela primeira vez até determinado local devem ficar atentos. Procure informar-se sobre as possíveis rotas até o seu destino e verifique a condição das estradas.

Não ter experiência na estrada
Estar habilitado para dirigir não significa ter experiência para dirigir. Conduzir dentro da cidade e conduzir em rodovias são tarefas distintas. Por isso, é preferível que conduza aquele que se sinta mais familiarizado com as rodovias.

Desviar a atenção durante a viagem
O celular, a paisagem, a placa de publicidade, os afazeres do dia…vários são os fatores e maior ainda o número de riscos levados ao trânsito quando um motorista simplesmente se distrai ao volante. “Estar atento, pode salvar vidas no trânsito”, afirma Mariano.

Beber e dirigir
Misturar álcool e direção- apesar de ser um termo batido- é a causa de muitos acidentes nesse período. “Dirigir alcoolizado não é apenas infração, é uma irresponsabilidade, um crime que expõe pessoas inocentes a riscos desnecessários e danos irreversíveis”, conclui o especialista.
Fonte - Portal do Transito  23/12/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"