quinta-feira, 5 de novembro de 2015

São Paulo registra queda de 20% de acidentes fatais no transito da cidade

Trânsito

“Nossas projeções dão conta que, se for mantida essa tendência para toda a cidade, vamos economizar 60 leitos hospitalares, ou seja, serão liberados para a população, enquanto antes estavam sendo ocupados por acidentados no trânsito”, afirmou o prefeito Fernando Haddad.

Renato lobo - VT
ViaTrolebus
Dados apresentados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) aponta que a quantidade de mortes no trânsito na cidade de São Paulo caiu 20,3%, entre janeiro a agosto deste ano na comparação com o mesmo período de 2014. Foram 686 mortes, ante 861 nos primeiros oito meses do ano passado.
“Nossas projeções dão conta que, se for mantida essa tendência para toda a cidade, vamos economizar 60 leitos hospitalares, ou seja, serão liberados para a população, enquanto antes estavam sendo ocupados por acidentados no trânsito”, afirmou o prefeito Fernando Haddad.

Redução de velocidade
Levando em conta apenas do mês de agosto, a redução de obitos foi de 28,6% – de 112 óbitos registrados em 2014 para 80 em 2015. “O mês de agosto é significativo, porque começamos a reduzir a velocidade máxima nas grandes vias e em especial, nas Marginais, no dia 20 de julho. Com isso, para efeito de comparação, havia um período de férias e só dez dias do mês, mas já havia uma redução significativa. Agora, em agosto, evidentemente que com outras vias importantes, mas um mês cheio e em volume que a cidade está acostumada, os resultados foram positivos”, disse o Secretário Municipal de Transportes, Jilmar Tatto.

Tipos de acidentes
Analisando o meio de transportes, acidentes fatais envolvendo ciclistas caíram 52,7%. Houve uma queda de 24,7% no número de motoristas e passageiros mortos, de 18,5% no total de pedestres e de 17,2% dos motociclistas.
Os dados ainda apontam que o índice anual de mortes por 100 mil habitantes chegou a 9,0 em agosto de 2015 na cidade de São Paulo. Em termos comparativos, o Brasil possui índice de 23,40, no Estado de São Paulo de 17,40. A meta da capital para a Década de Segurança Viária da ONU é reduzir para 6 mortes a 100 mil habitantes até 2020.
Fonte - ViaTrolebus  05/11/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"