sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Licitação do aeromóvel em Canoas ocorrerá em dezembro, diz prefeitura

Transportes sobre trilhos

O trajeto de 14,7 km ligará a região leste ao oeste da cidade, com uma outra via que levará ao Centro. Serão 22 estações que podem atender até 24 mil passageiros por hora. No entanto, inicialmente, serão transportados 5 mil.

G1 - ABIFER
foto - ilustração
Os primeiros editais que vão licitar a implantação do aeromóvel para a cidade de Canoas, na Região Metropolitana, deve ser lançado em dezembro de 2015. Em um primeiro momento serão licitados os serviços de readequação elétrica e do sistema hídrico nas vias, com orçamento de R$ 4 milhões e R$ 5 milhões, cada.
Também no final do ano deve ser lançada a licitação para a construção da via elevada orçada em aproximadamente R$ 90 milhões. A implantação Aeromóvel, um transporte movido com a força do vento, tem o objetivo de desafogar o trânsito das duas avenidas de maior movimento na cidade. A previsão é concluir a obra até 2018.
O trajeto de 14,7 km ligará a região leste ao oeste da cidade, com uma outra via que levará ao Centro. Serão 22 estações que podem atender até 24 mil passageiros por hora. No entanto, inicialmente, serão transportados 5 mil.
O Aeromóvel é uma tecnologia nacional desenvolvida no Rio Grande do Sul e já implantada em outros países, No entanto começou a funcionar em solo nacional em agosto de 2013 no Aeroporto Salgado Filho.
De acordo com o coordenador do projeto, Marcos Bosio, a ideia ainda está na fase de planejamento, porque diferente de metrô, o aeromóvel tem projetos com padrões já concebidos. “Tivemos que fazer toda a análise estrutural das vias e encontramos diversos obstáculos no caminho”, explicou, dizendo que alguns sequer estavam mapeados.
Para baratear o custo da tarifa deixando-o acessível e atraente para o público, de acordo coordenador do projeto, o secretário da Fazenda, Marcos Bosio, “nós vamos reestruturar todo o sistema de transporte de Canoas”.
“Para agente qualificar o sistema de transporte, a primeira coisa que temos que pensar é na equação sustentável em termos de custo”.
Fonte - ABIFER  12/11/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"