sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Iniciada requalificação de 55 vias no Comércio e Calçada

Desenvolvimento Urbano

Governo do Estado inicia requalificação de 55 vias no Comércio e Calçada.O governador Rui Costa assina a ordem de serviço para o início das obras do Lote 1, às 9h, na Associação Comercial da Bahia, no Comércio. Parte integrante do Plano de Reabilitação do Centro Antigo de Salvador, o projeto intitulado Pelas Ruas do Centro Antigo contemplará, ao todo, 267 ruas da região, com investimento de R$ 124 milhões na melhoria da infraestrutura urbana. 

Da Redação
Adicionar legenda
Um total de 55 ruas começa a ser requalificado, a partir desta segunda-feira (26), nos bairros do Comércio e Calçada, pelo Governo do Estado. O governador Rui Costa assina a ordem de serviço para o início das obras do Lote 1, às 9h, na Associação Comercial da Bahia, no Comércio. Parte integrante do Plano de Reabilitação do Centro Antigo de Salvador, o projeto intitulado Pelas Ruas do Centro Antigo contemplará, ao todo, 267 ruas da região, com investimento de R$ 124 milhões na melhoria da infraestrutura urbana.
A execução está sob a responsabilidade da Diretoria do Centro Antigo de Salvador (Dircas), da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), por meio do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC 2) Pavimentação. Essa será a terceira etapa de um total de cinco lotes previstos para o projeto. A obra foi iniciada pelo Lote 3, formado pelos bairros da Saúde, Barris e Tororó, em julho deste ano, seguido pelo Lote 2, em setembro, que abrange os bairros do Centro, Dois de Julho, Nazaré e Politeama.
Serão aplicados recursos de R$ 28,2 milhões no Lote 1 para a execução da requalificação de ruas, de calçadas com acessibilidade, ciclofaixas, sinalização viária, drenagem e serviços complementares, quando forem necessários, para a funcionalidade da via. Já no Lote 3, estão sendo investidos R$ 26,3 milhões e, no Lote 2, mais R$ 42,9 milhões.

Centro Histórico e Centro Antigo
O Centro Histórico de Salvador (CHS) é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 1984, e reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) como Patrimônio da Humanidade, em 1985. Com 0,8 km², a delimitação do Centro Histórico inicia próximo ao Mosteiro de São Bento e segue até o Forte Santo Antônio Além do Carmo.
Já o Centro Antigo de Salvador é uma área de 7 km², que inclui em sua extensão territorial onze bairros da capital baiana como Centro, Barris, Tororó, Nazaré, Saúde, Barbalho, Macaúbas, parte do espigão da Liberdade, Santo Antônio e Comércio, além do Centro Histórico.
As obras de requalificação, além de valorizar todo esse patrimônio histórico, acarretará em melhoria da acessibilidade. A expectativa é de beneficiar, diretamente, cerca de 77 mil pessoas que residem no Centro Antigo da capital, além de turistas e demais baianos que frequentam a região.
Com informações da Sedur Ba. 23/10/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"