sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Governo se une à iniciativa privada para revitalizar Centro Antigo de Salvador

Desenvolvimento Urbano

Com a reinauguração prevista para junho de 2016, o Fera Palace Hotel, como passará a se chamar, recebeu a visita do governador Rui Costa, na manhã de quinta-feira (29). Ele conheceu as futuras instalações do hotel de luxo acompanhado do presidente da Fera Investimentos, Antonio Mazzafera, responsável pelo empreendimento, e falou sobre projetos estruturantes para o centro de Salvador. 

Anna Larissa Falcão - Secom
foto - Amanda Oliveira/GOVBA
Localizado em um dos pontos mais sofisticados do Centro Antigo de Salvador, um dos primeiros hotéis de luxo do estado passa por uma reforma que vai revitalizar e requalificar não só a própria estrutura do empreendimento, mas também valorizar toda a região. Na parte mais alta da rua Chile, as obras do tradicional Palace Hotel, edifício tombado pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), recebem investimentos da iniciativa privada que, junto com o Governo do Estado, tem apostado no centro da capital baiana como oportunidade de negócios e de promoção do desenvolvimento da cidade.
Com a reinauguração prevista para junho de 2016, o Fera Palace Hotel, como passará a se chamar, recebeu a visita do governador Rui Costa, na manhã de quinta-feira (29). Ele conheceu as futuras instalações do hotel de luxo acompanhado do presidente da Fera Investimentos, Antonio Mazzafera, responsável pelo empreendimento, e falou sobre projetos estruturantes para o centro de Salvador. "Queremos transformar esse lugar em um lugar de vivência, onde as pessoas, baianos e turistas, possam vir, se não se hospedar, frequentar restaurantes, visitar centros culturais. Vamos apoiar projetos como este, que, mesmo antes de estar pronto, já tem gerado empregos na construção e vai gerar ainda mais quando entrar em operação. Essa é uma fórmula de sucesso para o centro, colocar gente trabalhando e frequentando, porque onde circula muita gente, tem comércio, tem turismo, tem vida cultural. Queremos mais parcerias como essa, de iniciativa privada com o poder público, fazendo a manutenção adequada das edificações, para valorizar um dos grandes cartões-postais de nossa cidade", destacou o governador.
De acordo com Mazzafera, o prédio de 1934 será reformado para voltar a ser referência de turistas, mas também ser frequentado pelo soteropolitano, um dos principais objetivos da empresa. "O hotel é feito para os baianos, queremos que o soteropolitano volte a frequentar o centro, com bares, restaurantes, salão de festas. E por isso também uma das nossas ideias é preservar o patrimônio desse estado e divulgar isso para o Brasil e para o mundo. Um dos objetivos da Fera Investimentos é gerar um impacto social e econômico onde atua. Tanto que, além dos frequentadores, os nossos funcionários serão prioritariamente pessoas que moram na região do Centro Antigo", explicou o empresário.
Mesmo com a reforma e modernização, o novo Palace Hotel vai conservar não só a estrutura do prédio tombado, mas também parte da história da cidade, que se confunde com a do prédio. Um dos restaurantes vai se chamar O Adamastor, em homenagem ao pai do cineasta baiano Glauber Rocha, que integrava um grupo de oito comerciantes que mantinham comércio no piso térreo do Palace.

Estrutura
Inspirado em um edifício nova-iorquino, o Fera Palace Hotel conservará a fachada do prédio de oito andares, que terá 69 apartamentos e 12 suítes, além de restaurante, lobby bar, quatro salas de conferências, e, onde funcionava o cassino, funcionará um salão de festas com capacidade para 300 pessoas. Na cobertura, uma piscina e solário vão proporcionar aos visitantes uma vista especial para a Baía de Todos-os-Santos. Tudo pensado para proporcionar uma experiência única em um dos locais que fazem importantes referências à história da Bahia e de Salvador.

Investimentos no Centro Antigo
foto - Amanda Oliveira/GOVBA
Pensando em revitalizar o centro da capital baiana, o Governo do Estado está investindo R$ 124 milhões na melhoria de infraestrutura urbana em mais de 200 ruas da região, através do Plano de Reabilitação do Centro Antigo de Salvador. As obras são divididas em cinco lotes e começaram em julho deste ano. Entre as regiões beneficiadas estão vias do Comércio e da Calçada, além dos bairros da Saúde, Barris, Tororó, Dois de Julho e Nazaré. O plano para o Centro Antigo de Salvador, que compreende onze bairros e tem uma área total de sete quilômetros quadrados, inclui recursos do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC 2).
Executado pela Diretoria do Centro Antigo de Salvador (Dircas), da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), órgão vinculado à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur), o projeto prevê intervenções de acessibilidade, ciclofaixas, sinalização e novo sistema de drenagem. A ideia é valorizar um dos cartões postais da cidade de Salvador como uma forma de melhorar o acesso da região para o povo baiano, atrair turistas e investimentos para o Estado, como o Fera Palace Hotel.
Com informações da Secom Ba.  30/10/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita,ajude-nos na divulgação desse Blog
Cidadania não é só um estado de "direito",é também um estado de "espírito"